Canaltech

Canaltech

Description

Confira em tempo real as últimas matérias da redação do Canaltech.

Link: canaltech.com.br/?utm_source=canaltech&utm_campaign=feed-geral&utm_medium=rss

Episodes

Waze: como usar o modo offline e economizar internet

Apr 5, 2020

Description:

O Waze, popular aplicativo GPS para smartphones Android e iOS, é muito útil para ensinar o caminho de um lugar para outro ou até mesmo para traçar rotas que tenham menos trânsito. No entanto, a necessidade de internet pode atrapalhar alguns usuários que nem sempre têm uma conexão 3G, 4G ou wifi disponível.

A boa notícia é que já é possível usar o aplicativo offline durante suas viagens, desde que o trajeto seja salvo antes da viagem, quando você ainda tem acesso à internet. O processo é bem simples.

Melhores aplicativos para carro que ajudam motoristas Google Maps em 10 dicas indispensáveis de uso 5 aplicativos Windows Phone para ajudar você a se locomover Waze: como usar o aplicativo offline

Passo 1: abra o Waze e toque no ícone de busca, do lado inferior esquerdo da tela.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Você também pode usar o microfone para não precisar digitar o seu destino (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 2: agora, insira o destino para o qual você irá ao campo “Para onde?” e selecione a opção oferecida pelo aplicativo.

Selecione a rota do Waze que melhor se aplica ao local desejado (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 3: toque em “Ir” para que o Waze calcule a sua rota. Em seguida, selecione “Geral”.

O ícone "Geral" mostra todo o itinerário da viagem (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 4: agora, toque em “Recentralizar” para que a rota volte a ser exibida como estava e lembre-se de manter o aplicativo aberto para que, mesmo offline, as informações não sejam perdidas. A partir daí, você pode continuar usando o Waze offline até chegar ao destino. Fácil, não é mesmo?

Toque em re-centralizar para usar o Waze offline (Captura de tela: Ariane Velasco)

E você, já conhecia esse truque para usar o Waze offline? Conte pra gente nos comentários.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

TAILÂNDIA R$2390 | Pacote para conhecer Bangkok e Phuket em 2021 com voo e hotel

Apr 4, 2020

Description:

*IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais.

Nada como relaxar planejando as próximas férias, não é? Para ficar melhor, só com promoção. E é o que o Hurb oferece. Se você tem interesse em conhecer Bangkok e aproveitar para dar um pulinho na ilha montanhosa de Phuket, olha só essa oferta para começar a programar uma viagem para 2021!

Confira também outros pacotes para 2021:

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

DUBAI: pacote com voo e hotel por R$ 1.999 em 12x sem juros CANCÚN: Viaje com all-inclusive por apenas R$ 1.999 Sobre Bangkok e Phuket BangkokBangkok (Divulgação) BangkokBangkok (Divulgação) BangkokBangkok (Divulgação) BangkokBangkok (Divulgação) BangkokBangkok (Divulgação) BangkokBangkok (Divulgação) BangkokBangkok (Divulgação) PhuketPhuket (Divulgação) PhuketPhuket (Divulgação) PhuketPhuket (Divulgação) PhuketPhuket (Divulgação) PhuketPhuket (Divulgação)

Na capital da Tailândia você pode visitar os mais de 400 templos sagrados espalhados pela Cidade dos Anjos, passear na Khaosan Road, uma rua de 410 metros de extensão que ficou conhecida como “capital mundial dos mochileiros”, andar de Tuk Tuk, passear de barco no rio Chao Phraya ou apenas passear, fazer compras e conhecer uma nova cultura e sua gastronomia.

Já em Phuket, você aproveita para descansar na praia, deitado na areia ouvindo as ondas baterem. Ou pode passear pela ilha, cheia de florestas e trilhas. É sua escolha, afinal, são as suas férias.

Há voos partindo das seguintes cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e Brasília.

A hospedagem em Bangkok será no Lub d Bangkok Siam, já em Phuket você ficará hospedado no Aspery Hotel, ambos com café da manhã incluso. Em caso de não haver disponibilidade nos hotéis citados, será oferecida hospedagem com categoria similar, também padrão 3 estrelas, com café da manhã.

Sobre o Hurb

Também conhecido como Hotel Urbano, o Hurb é uma agência de viagens brasileira fundada em janeiro de 2011 e que já soma mais de 20 milhões de viajantes cadastrados, que foram a mais de 35 mil destinos mundo afora.

Com a missão de tornar as viagens cada vez mais simples, o Hurb prioriza preços acessíveis, e seu principal produto é a venda de diárias em hotéis — mas também trabalha com passagens aéreas, passeios, traslado, e muito mais.

Além de vantagens exclusivas, a agência permite pagamento também via boleto bancário, parcelamento em até 12x sem juros e cancelamentos grátis.

Com mais de 12 milhões de seguidores no Facebook, o Hurb possui o selo Disney Select, ou seja, a agência faz parte do grupo de operadoras que representam o Walt Disney World Resort no Brasil, autorizada, portanto, a vencer pacotes específicos para esse destino tão cobiçado. Esses pacotes incluem ingressos, hospedagem nos hotéis Disney, refeições nos restaurantes do local, transporte, cruzeiros e conteúdos Disney exclusivos.

Oportunidade imperdível Pacote Tailândia (Site Hurb)

A promoção do Hurb tem pacote para Bangkok e Phuket a partir de R$ 2.390, pagando em até 12 vezes sem juros de R$ 199,16 no boleto ou cartão, com passagens aéreas e hospedagem inclusas. São 3 diárias na capital tailandesa e mais 5 diárias na ilha, totalizando oito dias no país asiático.

Você poderá escolher três datas entre março e novembro de 2021, e a agência verifica a disponibilidade para marcar a sua viagem. Também tem também opções com mais dias em cada destino e com passeio turístico na cidade.

Quer mais pacotes para 2021? 

DUBAI: pacote com voo e hotel por R$ 1.999 em 12x sem juros CANCÚN: Viaje com all-inclusive por apenas R$ 1.999

*O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no WhatsApp para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL]

Apr 4, 2020

Description:

*Com colaboração de Patricia Gnipper

De tempos em tempos, nós, da redação do Canaltech, vasculhamos os quatro cantos da internet para fazer uma verdadeira curadoria de "dicas gratuitas", com coisas legais que você pode curtir online sem pagar nada por isso. Cursos, eBooks, palestras, sites, apps, jogos, serviços, filmes, séries, shows, músicas.... vale de tudo um pouco, desde que sejam coisas divertidas, informativas, úteis ou só curiosas mesmo — e, obviamente, "na faixa" de maneira legalizada.

A ideia é que você, leitor, conte com a gente naqueles momentos em que o catálogo do streaming de vídeos já não está muito interessante, está cansado de conferir o que está rolando nas redes sociais, já leu todos os seus livros e não quer reler nenhum, enfim, aqueles momentos em que o tédio domina, mas você não quer ou não está podendo gastar dinheiro se distraindo fora de casa. Quando o barzinho com os amigos ou o cineminha não são opção, quem melhor do que a internet para oferecer a solução?

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

E é exatamente isso o que muitas pessoas estão enfrentando neste momento com o isolamento social necessário para conter a disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2), causador da pandemia da doença COVID-19. Por isso, elaboramos uma edição especial da coluna "Aproveita que é de graça!", trazendo um montão de coisas muito bacanas que estão disponíveis gratuitamente na internet por tempo limitado e, claro, de graça! Assim, incentivamos que todo mundo permaneça em casa, mas sem "enlouquecer" porque já não sabe mais o que fazer para "matar" o tempo livre.

Que tal aprender algo novo?

Cursos de Desenho da Faber-Castell

Para quem deseja desenvolver seu lado artístico durante o período de isolamento, a Faber Castell disponibilizou uma série de aulas gratuitas no chamado Combo #EmcasacomFaberCastell. São diversos conteúdos que pretendem estimular a criatividade no campo da arte tanto em adultos quanto nas crianças, como lettering, narrativa, composição, além de aulas com variadas técnicas para aprimorar seus desenhos, incluindo aulas de como expressar emoções, como desenhar monstros e mundos místicos, como desenvolver personagens, como fazer traços realistas, e mais.

Para ter acesso, é necessário efetuar a matrícula cadastrando-se no site. As aulas estão disponíveis gratuitamente até o dia 19 de abril.

Cursos diversos com a Dobra

A Dobra, que vende carteiras "diferentonas", decidiu se transformar temporariamente em um canal de conteúdo gratuito para você se entreter. Intitulada Dobraflix e com um layout que remete muito à plataforma de streaming que todo mundo conhece, na nova página você encontra vídeos disponibilizados por parceiros do site sobre educação financeira, empreendedorismo, futurologia e inovação, além de vídeos gravados pela própria equipe da Dobra com pautas de desenvolvimento pessoal, como bem-estar, produtividade, gatilhos mentais e controle emocional. Até quem é fã de esportes pode curtir mini-documentários sobre diversos nomes que marcaram a história esportiva, como Kobe Bryant, Michael Phelps, Zion Williamson, entre outros.

Cursos livres com o Senac

O Senac também aposta na educação à distância e gratuita. Sua página de EAD agora tem um hotsite especial recheado de cursos e conteúdos livres para assistir (e aprender!) sem sair de casa. Fazem parte do acervo temas como liderança, liberdade financeira, imagem pessoal, entre outros relacionados à vida profissional, e também há cursos de tecnologia disponíveis gratuitamente por tempo limitado em parceria com a Cisco e a Microsoft.

As inscrições são gratuitas, mas há cursos ali com número limitado de vagas — e alguns já estão esgotados!

Cursos da USP

A Universidade de São Paulo (USP) está disponibilizando conteúdos gratuitos em quatro plataformas diferentes — E-Aulas, YouTube da USP, YouTube da Univesp e Coursera. São diversos cursos de diferentes disciplinas, como História do Brasil, Astronomia, Matemática Financeira, entre outras áreas do conhecimento. As aulas são ministradas por pesquisadores e professores da instituição, e alguns desses cursos emitem certificados de conclusão após o término.

Interessados podem acessar a página oficial da USP.

Cursos da Microsoft

A Microsoft liberou diversos recursos para contribuir para o aprendizado durante o período de isolamento social. O Microsoft Learn tem diversos módulos e cursos técnicos para estudantes de todas as idades e níveis de experiência, enquanto a Microsoft AcademIA traz 12 módulos gratuitos sobre nuvem e inteligência artificial.

Divirta-se!

Quadrinhos da Turma da Mônica

View this post on Instagram

O pacote Gibis Históricos foi liberado gratuitamente no aplicativo Banca da Mônica, disponível em iOS e Android. São 188 quadrinhos no total. Com o português e os tons de cores das épocas em que os primeiros gibis saíram. Link na bio.

A post shared by Turma da Mônica (@turmadamonica) on Mar 26, 2020 at 10:25am PDT

A Turma da Mônica também não está de fora das campanhas de isolamento social. Após chocar os fãs com uma foto do Cascão lavando as mãos para evitar a contaminação da COVID-19, a Turma liberou 188 de seus quadrinhos clássicos para ler de graça durante esse período. Os conteúdos estão disponíveis até o dia 25 de abril no aplicativo Banca da Mônica, grátis para baixar na App Store e na Play Store.

Montreux Jazz Festival

O Montreux Jazz Festival acontece anualmente em março. Mas, devido à pandemia, a eidição deste ano teve de ser adiada. Enquanto isso, os organizadores do festival reuniram mais de 50 sets de artistas icônicos como Johnny Cash, James Brown, Nina Simone, Alanis Morissette, Marvin Gaye, The Raconteurs (e muito mais!) para você aproveitar o tempo em casa.

Para se deliciar com essa oferta temporária, é preciso seguir umas instruções disponíveis no site do festival. Basicamente, você precisa se cadastar no Stingray, inserindo o cupom promocional FREEMJF1M neste cadastro para ativar a gratuidade do acesso. Depois, é só clicar aqui para conferir o acervo do Montreux.

Espetáculos do Cirque du Soleil

Para amantes da arte circense, o Cirque du Soleil disponibilizou uma plataforma cheia de conteúdos para levar o circo até a sua casa. No CirqueConnect, em inglês, o público pode assistir a gravações de espetáculos, vivenciar situações circenses com realidade virtual, ouvir playlists usadas nas apresentações e aprender exercícios físicos com movimentos reais dos artistas, além de tutoriais de maquiagens usadas por esses profissionais.

Shows do Metallica

É fã do Metallica? Então, essa é uma ótima pedida para você! A banda, que faria shows no Brasil em abril, adiou as apresentações para dezembro. Porém, o grupo separou uma série de conteúdos musicais para transmiti-los, um por semana e ao vivo, toda segunda-feira às 21h (horário de Brasília).

Os shows são disponibilizados na íntegra no YouTube da banda, mas quem preferir também pode acompanhar a live na página oficial no Facebook. Você pode conferir mais informações sobre a ação chamada #MetallicaMondays no site oficial do grupo.

Streaming de filmes do Cine Belas Artes

Se você cansou dos tradicionais serviços de streaming de filmes, fica uma sugestão bem interessante para o período de isolamento social: o Belas Artes à la Carte, plataforma do cinema homônimo localizado na Rua da Consolação, em São Paulo.

O acervo de filmes é divido em categorias "diferentonas", principal proposta do serviço. Com títulos de diversos gêneros e nacionalidades, o Belas Artes à la Carte está com o acesso liberado gratuitamente até o dia 15 de abril. Após essa data, a assinatura de R$10,90 por mês volta a ser cobrada — então corra!

Foco na cultura e no conhecimento!

eBooks infantis da Editora MOL

A Editoria MOL, especialista em projetos socioeditoriais, em parceria com a Ri Happy, está disponibilizando o download gratuito da versão digital de três de seus best-sellers. O livro 101 Coisas Para Fazer com as Crianças Antes que Elas Cresçam, o baralho recreativo Língua Solta! e o eBook Brinca Comigo? podem ser baixados por tempo ilimitado através do site oficial da editora.

eBooks da NASA

Você sabia que a NASA tem um montão de eBooks para download gratuito em seu site oficial? Apesar de serem todos em inglês, muitos deslumbram até mesmo quem não entende uma palavra do idioma estrangeiro — tudo graças às imagens sensacionais do espaço e do nosso próprio planeta, captadas em diversas missões espaciais já realizadas pela agência.

Você pode conferir todos os eBooks que abordam temas históricos da NASA e da exploração espacial aqui, enquanto os eBooks que abordam questões mais científicas ficam aqui. Mas a gente já deu uma "fuçada" lá e recomendamos, em especial, esses quatro dos eBooks que a NASA oferece de graça:

Hubble Focus: Galaxies through Space and Time: aqui, você confere algumas das grandes descobertas que o telescópio espacial Hubble fez mais recentemente sobre galáxias — desde a nossa Via Láctea, até a galáxia mais distante já descoberta. Este é o segundo livro da série especial do Hubble. O primeiro abordou o Sistema Solar e você pode baixá-lo clicando aqui; The Saturn System Through the Eyes of Cassini: durante 13 anos, a sonda Cassini registrou cerca de 450 mil imagens de Saturno e suas luas. A missão, encerrada em 2017, foi resumida neste eBook cheio de fotos de tirar o fôlego deste que é um dos planetas mais chamativos do Sistema Solar; Earth: este livro mostra o nosso planeta visto do alto, trazendo imagens e suas descrições em capítulos sobre a Atmosfera, Água, Terra, Gelo e Neve; Earth at Night: mais um livro que retrata a Terra vista do espaço, mas, desta vez, as imagens mostram como nosso planeta aparenta ser durante a noite, quando visto por astronautas que estiveram na Estação Espacial Internacional nos últimos 25 anos.

Visitas virtuais a museus

Diante da pandemia do novo coronavírus, o Google Arts & Culture fez uma parceria com mais de 500 museus de todo o planeta para oferecer visitas virtuais às pessoas que estão respeitando o isolamento social. Acessando a coleção de museus do serviço, você visita — sem sair de casa — lugares como o MoMA, o Museu da Frida Kahlo, o Palácio de Versailles e até o brasileiro MASP, entre muitos outros.

O Louvre, por sua vez, não está na lista. Porém, o museu francês disponibiliza visitas virtuais a algumas de suas salas — é só você acessar a página da tour online no site do museu.

Livros diversos no Internet Archive

O Internet Archive suspendeu as listas de espera de 1,4 milhão de livros em sua biblioteca de empréstimos e criou um acervo para quem quiser consultar os títulos disponíveis, em inglês. Em comunicado, a entidade anunciou que a ação acontece até o dia 20 de junho. "As pessoas que não podem acessar fisicamente suas bibliotecas locais por causa do fechamento ou da quarentena podem continuar a ler e prosperar durante esse período de crise", comunicou o diretor das bibliotecas do Internet Archive, Chris Freeland.

O acervo pode ser acessado aqui.

Vai um joguinho aí?

Project Mercury

Jogos eletrônicos também entraram em promoções por tempo limitado durante o período de isolamento. Um deles é o Project Mercury, produção independente para PC que se passa num futuro apocalíptico. O download está gratuito até o dia 8 de abril e, embora não esteja disponível em português, há a vantagem de o período promocional não vencer — ou seja, se você baixar o jogo até a próxima quarta-feira, ele continuará sendo seu mesmo depois do fim da oferta. Baixe agora mesmo na Steam.

Escape 60

O Escape 60, franquia de jogos de fuga presenciais no Brasil, teve de fechar suas unidades em todo o país diante da pandemia do novo coronavírus. Pensando em oferecer uma alternativa de entretenimento para o isolamento social, a marca criou o E60Play.

Para jogar, basta ter acesso à internet via computador ou smartphone. O primeiro desafio, intitulado Cyber-Twins, já está disponível e é totalmente gratuito.

Gone Home

Para quem gosta de jogos de mistério e suspense, Gone Home é uma ótima pedida para esse tempo de isolamento social. Gratuito para baixar na Epic Games até o dia 9 de abril, o jogo para PC é um simulador de exploração interativa que deixará sua curiosidade à flor da pele, com uma experiência sem quebra-cabeças ou violência que te permite jogar em seu próprio ritmo. De quebra, ainda conta com cenários característicos dos anos 1990.

Drawful 2

 

Outro jogo que está com download gratuito até o dia 9 de abril é Drawful 2. Se você é fã de Imagem & Ação ou Gartic, vai gostar dessa alternativa. O nome é uma mistura das palavras drawing (desenho, em inglês) e awful (horrível, em inglês), e a dinâmica consiste em desenhar figuras bizarras enquanto os outros jogadores tentam adivinhar do que se tratam seus rabiscos. Os palpites viram respostas erradas para múltipla escolha, e então todo mundo tenta adivinhar a resposta correta.

Para baixar, é só acessar o site da Epic Games.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia Os melhores lançamentos de filmes e séries para assistir online (04/04/2020)

Celular com 3 telas da Microsoft pode ser alternativa às telas dobráveis

Apr 4, 2020

Description:

Apesar de toda a inovação e criatividade dos engenheiros, os smartphones dobráveis ainda precisam provar a confiabilidade de suas telas, parte mais sensível dos aparelhos lançados até agora. A Microsoft pode ter uma solução para isso, pelo menos segundo uma patente registrada pela empresa.

Registrada sob a identificação US 10.606.540 B2, a patente descreve um aparelho dobrável, semelhante ao Surface Duo. Mas no lugar das duas telas do Duo, a descrição da patente inclui uma terceira, localizada na dobradiça do dispositivo.

Terceira tela (126) ficaria na dobradiça entre as telas principais (imagem: Microsoft)

A patente descreve alguns usos potenciais para a terceira tela, dependendo do estado do aparelho, como controles de aplicativos (música, navegação, etc), notificações ou atalhos para configurações do sistema.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

Surface Duo | Microsoft revela novo smartphone com duas telas para 2020 Royole apresenta Flexpai 2 e nova geração de tela dobrável "sem marcas" TCL mostra celular com tela ‘rolável’ e aparelho com duas dobras

No registro da patente, solicitada em 8 de julho de 2019 e concedida em 31 de março deste ano, a Microsoft descreve o aparelho como sendo um telefone celular, smartphone, computador portável, assistente pessoal (PDA) ou qualquer outro dispositivo pessoal.

Como sempre acontece com patentes, o registro não indica necessariamente que a empresa esteja trabalhando a ideia para lançá-la em um produto. Para 2020, a Microsoft deve lançar além do smartphone Surface Duo, o computador portátil com duas telas Surface Neo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Há 45 anos, Bill Gates fundava a Microsoft; relembre momentos marcantes

Apr 4, 2020

Description:

Há 45 anos, em 4 de abril de 1975, Bill Gates e Paul Allen fundavam a Microsoft. Hoje, comandada por Satya Nadella, a empresa é referência no segmento de softwares e serviços e tem valor de mercado estimado em 412,5 bilhões de dólares.

Confira alternativas ao Office para editar arquivos .doc ou .docx

Se engana quem acha que o Office ou o Windows foram os programas iniciais que a Microsoft lançou. O primeiro produto anunciado pela empresa novata foi o BASIC, uma linguagem de programação que era compatível com o computador Altair 8800. Mais tarde vieram o MS-DOS, o primeiro sistema operacional da companhia projetado para PC's da IBM, e o Windows.

O Windows 1.0 chegou em 1985 e custava 99 dólares. Um ponto importante nessa história de 45 anos da Microsoft é o fato do Word ter sido lançado antes do Windows 1.0, em 1982, enquanto o Excel e o PowerPoint foram lançados entre os anos de 85 e 1987.

-
Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.
-

Who wants a slice of cake? 🎂

On this day in 1975, Microsoft was born. pic.twitter.com/54dXcp1GOY

— Microsoft (@Microsoft) April 4, 2020

É claro que a história da Microsoft não foi construída apenas de êxitos, visto que a empresa de Redmond acumula algumas derrotas e momentos controversos ao longo de sua trajetória. Reunimos os pontos mais marcantes dos 45 anos da Microsoft abaixo:

1985: lançamento do Windows 1.0; 1982: lançamento do Microsoft Word; 1988: Apple acusa a Microsoft de plagiar o Macintosh OS; 1995: é lançado o Internet Explorer; 1998: Microsoft é acusada pelo governo federal dos Estados Unidos de monopólio na área de software. Anos mais tarde a empresa foi julgada e condenada; 2001: o Windows XP e o primeiro Xbox são lançados; 2008: a Microsoft tenta comprar a Yahoo! por 44,6 bilhões de dólares; 2009: é lançado o Windows 7, que atualmente é o sistema operacional para computador mais vendido de todos os tempos; 2013: Microsoft compra a divisão de dispositivos móveis da Nokia.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Clássico repaginado: como jogar Stop online com os amigos

Apr 4, 2020

Description:

Jogar online com amigos é uma opção para se divertir durante os tempos de isolamento. Além de reunir as companhias, mesmo que de forma virtual, serve para descontrair em algum jogo de interesse de todos.

As pessoas não precisam de um videogame ou computador gamer para isso, com algumas opções simples e acessíveis disponíveis. Uma delas é uma grande brincadeira de criança: o stop, ou adedonha.

7 jogos e aplicativos para crianças brincarem no tablet e smartphone Sem espaço no celular? Veja 10 jogos bem leves para Android e iOS

O famoso jogo de listar palavras por letras possui versão online e pode ser jogada tanto pelo celular como pelo computador, reunindo duplas ou grupos de até 50 pessoas. Duas plataformas se destacam: o Stopots e o aplicativo Stop - Famoso jogo de palavras.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

Cada um possui suas particularidades. O Stopots destaca-se por realizar partidas em grupo e permite customização de temas, tempo das rodadas e letras disponíveis. Já o Stop - Famoso Jogo de Palavras é voltado para partidas com dois jogadores, na qual o primeiro a levar a melhor em três rodadas é o vencedor. Veja como jogar cada um!

10 jogos absurdamente estranhos para se divertir de forma duvidosa Como jogar pelo Stopots

Passo 1: abra pelo site ou baixe o aplicativo, disponível para Android e iOS;

Passo 2: escolha entre entrar com uma conta anônima ou fazer login utilizando perfil do Twitter, Facebook ou Google;

Tela inicial do site Stopots (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Passo 3: o menu principal oferece três opções - “Jogar”, “Criar Sala” e “Salas Criadas”. A primeira direciona para uma partida aleatória. A segunda abre um menu para criação de sala. A terceira mostra uma lista de todas as salas ativas no jogo;

Menu principal do Stopots: é possível entrar em uma partida em andamento e criar a própria sala (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Passo 4: seguindo a opção “Criar Sala”, o jogador terá acesso a um menu para customizar as opções da partida. É possível alterar o tempo das rodadas, o número máximo de jogadores, as letras usadas e os temas;

Criação de sala permite diversas opções personalizáveis (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Passo 5: para remover um tema, clique no ícone em X ao lado do marcador. Para adicionar outro, digite no campo “Adicionar Tema” e depois pressione “Add”;

Personalize temas para a partida de Stop (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Passo 6 (opcional): salas podem ser protegidas por senha. Para isso, basta preencher o campo no canto inferior esquerdo;

Salas podem ser acessadas através de senha (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Passo 7: clique em “Criar Sala” para poder ter acesso à sala de jogo. Será gerado um link, que pode ser compartilhado com amigos;

Compartilhe o link da sala com amigos (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Passo 8: a partida iniciada segue as regras tradicionais do jogo com papel e caneta. São 12 categorias que precisam ser preenchidas, e o primeiro a completar aperta o botão “Stop”;

O jogo começa: funcionamento é parecido com as partidas em papel e caneta (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Passo 9: no final de cada rodada, os participantes precisam validar as escolhas das palavras. Para invalidar, clique no termo;

Após cada rodada, jogadores validam as palavras escolhidas (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Passo 10: com as palavras avaliadas, o jogo calcula a pontuação por jogador. Vence o que acumular mais pontos até o final das rodadas.

Ao final de cada rodada, jogo mostra os melhores pontuadores (Foto: Reprodução/André Magalhães) Como jogar pelo Stop - Famoso Jogo de Palavras

Passo 1: faça o download do aplicativo na App Store ou Google Play Store;

Passo 2: escolha entre enfrentar um amigo ou um adversário aleatório. O jogo pode ter acesso aos seus contatos no Facebook;

Aplicativo permite jogar contra aleatórios ou contra amigos (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Passo 3: o jogo sorteará os temas da atual rodada. É possível alterá-los gastando moedas;

Jogo sorteia automaticamente os temas da rodada (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Passo 4: com os temas definidos, o jogador precisa girar uma roleta para decidir a letra da rodada;

Gire uma roleta para descobrir a letra da rodada (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Passo 5: a rodada é iniciada e o objetivo é preencher as cinco categorias no menor tempo possível. Ao terminar, arraste o botão para baixo para finalizar. Não é necessário que os dois jogadores estejam online ao mesmo tempo;

Preencha as categorias no tempo mais rápido possível (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Passo 6: o adversário terá o mesmo tempo que você gastou para terminar a rodada. No final, o jogo compara os resultados e determina o vencedor. Existem palavras raras, que contam como um bônus.

Palavras raras valem mais pontos no Stop - Famoso Jogo de Palavras (Foto: Reprodução/André Magalhães)

Qual das duas opções é sua preferida? Deixe seu comentário!

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Samsung anuncia garantia estendida para produtos em virtude da COVID-19

Apr 4, 2020

Description:

Além das medidas preventivas adotadas em suas unidades de fabricação e lojas oficiais para combater o coronavírus, a Samsung também anunciou, na última quinta-feira (2), através de comunicado oficial, a ampliação do prazo de garantia de seus produtos aqui no Brasil.

Always On Display: Samsung libera atualização com melhorias no visual Samsung invoca BTS para aumentar a popularidade do Galaxy S20 (e funciona)

A medida, com validade até 31 de maio, beneficia os consumidores cujos smartphones, televisores, notebooks, tablets ou produtos da linha branca, por exemplo, teriam a garantia expirada durante o período de quarentena, que teve início no dia 15 de março.

“Para a Samsung, a satisfação de seus clientes está entre as principais prioridades da empresa e, por este motivo, decidimos pela ampliação do prazo de garantia para oferecer total suporte neste momento. É hora de reforçar o cuidado com nossos clientes e oferecer soluções práticas e seguras, como os atendimentos online disponíveis todos os dias, 24h”, declara Luiz Xavier, Diretor Sênior de Customer Service da Samsung Brasil.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

A fabricante sul-coreana reforça a oferta de serviços virtuais, como o acesso remoto para problemas de configuração, atendimento telefônico ou via chat, além vídeos tutoriais no canal do YouTube da Samsung Brasil.

 

Asus, LG e Motorola também ampliam prazo de garantias

Assim como a Samsung, outras fabricantes também anunciaram ações para ajudar seus consumidores. A ASUS, por exemplo, mantém o atendimento através de e-mail, telefone e chat normalmente, além de manter a garantia ativa caso o primeiro contato tenha sido feito após o decreto da quarentena.

Moto E6s é lançado no Brasil com câmera inferior e mesmo preço do E6 Plus Estádio do Pacaembu vira hospital de campanha e tem auxílio da LG

A Motorola, assim como a LG, também segue com os canais de atendimento abertos, incluindo o WhatsApp, porém com as assistências técnicas fechadas até que tudo se normalize, aceitando o envio pelos Correios de aparelhos cuja garantia venceu no período.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Harry Potter at Home | Plataforma traz conteúdo para período de isolamento

Apr 4, 2020

Description:

Estar isolado para contribuir com a diminuição da proliferação da COVID-19 não é motivo para deixar a magia de lado. Para trazer um pouco do mundo bruxo para dentro dos lares, J.K. Rowling, a criadora do universo de Harry Potter, anunciou um novo serviço online para trouxas de todas as idades.

A plataforma foi divulgada pela autora no Twitter: “Pais, professores e cuidadores que estão trabalhando para manter as crianças entretidas e interessadas enquanto estamos presos podem precisar de um pouco de magia, por isso estou feliz em lançar http://harrypotterathome.com

Parents, teachers and carers working to keep children amused and interested while we’re on lockdown might need a bit of magic, so I’m delighted to launch https://t.co/cPg0dZpexB pic.twitter.com/i0ZjTplVoU

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

— J.K. Rowling (@jk_rowling) April 1, 2020 Filmes, Séries, Musicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê?

A proposta da plataforma foi explicada pelo Wizarding World, que lembra que há mais de 20 anos Hogwarts tem sido uma fuga para fãs de diversas gerações. Harry Potter at Home é, nesse período de pandemia, um “refúgio amigável para você, sua família e aqueles de quem você está cuidando.”

A Capa da Invisibilidade de Harry Potter pode virar realidade graças à ciência Animais Fantásticos 3 | Ator que interpreta Kowalski fala sobre batalhas épicas Imagem: Wizarding World

Uma das novidades é a liberação dos livros para que professores possam fazer vídeos de leitura para seus alunos, priorizando as relações online em tempos de isolamento. Através do Audible, audiolivros de Harry Potter estão disponíveis gratuitamente. Especificamente sobre o Harry Potter at Home, o Wizarding World explicou:

"Aqui no Wizarding World, criamos um espaço dedicado para você visitar, o qual será o tempo todo atualizado para sua diversão. Este hub especial, Harry Potter at Home, é onde você encontrará todas as coisas mais recentes para mantê-lo ocupado – desde kits de atividades especiais da Bloomsbury à Scholastic, até vídeos de artesanato mágico excelentes (ensine seus amigos a desenhar um Pelúcio!), artigos divertidos, testes, quebra-cabeças e muito mais. Estamos lançando um feitiço de banimento no tédio".

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Nikon está oferecendo aulas de fotografia gratuitas online

Apr 4, 2020

Description:

Uma boa e uma má notícia: a Nikon está oferecendo 10 aulas gratuitas de seu curso de fotografia, em uma promoção que dura todo o mês de abril. O problema é que as aulas são somente em inglês e destinadas ao público dos Estados Unidos. Ah, e não são “10 aulas” à escolha do aluno, mas sim um conjunto específico de 10 aulas.

“A missão da Nikon sempre foi a de empoderar criadores. Nesses momentos de incerteza, nós podemos fazer isso ao ajudar criadores a se manterem inspirados, engajados e crescendo. É por isso que estamos oferecendo todos os nossos cursos online de graça por todo o mês de abril. Vamos sair disso ainda melhores”, diz um comunicado publicado na página da empresa.

(Captura de Imagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

Os temas abordados são variados, indo desde introdução aos fundamentos da fotografia até orientações específicas para certos equipamentos, como produção de vídeos com uma câmera Z50 ou efeitos visuais utilizando uma SB-5000. Todos os cursos são ministrados por influenciadores da marca Nikon e especialistas no assunto, como Kitty Peters, Reed Hoffman e Chris Hershman.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

A duração de cada aula também é variável, com materiais mais básicos durando entre 10 e 15 minutos e tópicos mais especializados facilmente atravessando uma hora inteira. Cada curso gratificado custa uma média entre US$ 15 e US$ 30 (R$ 79 a R$ 158), com alguns até passando dessa margem, então a Nikon está dando, ao todo, pouco mais de US$ 200 de economia.

A lista de cursos segue abaixo, com seus nomes originais:

Creator’s Mindset: Creating Video Content with Z 50 com Kitty Peters Photographing Children and Pets com Tamara Lackey Getting Started with Your Nikon DSLR Hands-on with SB-5000 Speedlight com Joe McNally Fundamentals of Photography com Reed Hoffmann Environmental Portraiture com Joey Terrill The Art of Making Music Videos com Chris Hershman Beyond the Fundamentals of Photography com Reed Hoffman Discovering Macro Photography com Joey Terrill Exploring Dynamic Landscape Photography com Taylor Glenn

Você terá que, obrigatoriamente, criar uma conta e fornecer seu endereço, mas esse é um preço pequeno a ser pago, considerando os benefícios dos cursos.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia

Apr 4, 2020

Description:

Com a pandemia do coronavírus se disseminando pelo mundo de forma rápida, a população mundial segue no isolamento social e bastante sensível a notícias que remetem a possíveis tragédias ou o fim do mundo, como muitos dizem.

Satélies Starlink, da SpaceX, foram avistados no céu noturno (e tem vídeo!) Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda

Quem entrou no Twitter neste sábado (4) deve ter notado a hashtag #barulhonoceu entre os assuntos mais comentados da rede social. Entre memes, teorias ligadas ao coronavírus e referências com o apocalipse, o fato é que inúmeros usuários de todas as regiões do país registraram através de vídeos, áudios e mensagens o misterioso estrondo vindo do alto.

As reações foram, obviamente, as melhores possíveis:

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Coronavírus tem relação indireta com o fenômeno da natureza

Conforme apurado pelo site BHAZ, que entrevistou especialistas no assunto, entre elas a professora pós-graduada em física Bruna Ignaczuk, o forte barulho tem ligação indireta com a pandemia da COVID-19, uma vez que os níveis de poluição diminuíram em virtude da menor atividade das pessoas pelo mundo todo.

“Pode ser que com menos funcionamento da indústria, uma quantidade menor de poluição na atmosfera influenciou a movimentação dos gases”, conta a especialista.

Já sobre o que ocasiona o tal som, Bruna explica que - por mais curioso que possa parecer - o som é natural, apesar de raro, e há registros do mesmo na Rússia desde 2012:

“O som ocorre quando gases entram em contato com mudança de pressão atmosférica. Como acontece quando o ar sai de uma bexiga cheia ou de uma panela de pressão”, explica.

E você, leitor(a), chegou a presenciar um desses barulhos? Se sim, compartilha aqui com a gente como foi essa experiência!

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia Os melhores lançamentos de filmes e séries para assistir online (04/04/2020)

Final Fantasy VII | Jogo tem pré-download liberado para quem já comprou

Apr 4, 2020

Description:

Quem já fez a compra antecipada de Final Fantasy VII Remake, pode já pre-baixar o jogo digitalmente na loja do PlayStation 4 e começar a jogar já no primeiro dia do lançamento. O game está agendado para chegar co console da Sony em 10 de abril.

A empresa está preocupada com as implicações do isolamento da COVID-19, o que pode refletir em envios de mídias físicas. Assim, é possível que os servidores de download fiquem sobrecarregados no dia do lançamento.

“Sabemos que, pela pandemia da COVID-19 e a necessidade de as pessoas ficarem em casa, aluns de vocês podem sentir uma demanda maior em sua largura de banda. Queremos que todos nossos fãs tenham tempo de sobra para baixar o jogo”, disse Yoshinori Kitase, produtor do game.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

A própria Sony já anunciou o adiamento de The Last of US: Part II por conta de dificuldades de distribuição.

Preview | Final Fantasy 7 Remake é o jogo que todos os fãs pediram a Deus

Além do anúncio do pré-download, a Square-Enix também divulgou o trailer final do Final Fantasy VII: Remake. Focado na história de Aerith, ele rememora os conteúdos apresentados na demonstração gratuita disponível na PlayStation Network.

 

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

TIM cancela banda larga fixa de usuários e muda regulamento sem aviso prévio

Apr 4, 2020

Description:

No combate ao coronavírus, a TIM é uma das operadoras de telefonia que adotou uma série de medidas como a oferta de bônus de dados móveis, por exemplo, para ajudar os clientes durante o período de isolamento social. Além disso, a companhia também formou uma espécie de “corrente do bem” com as concorrentes.

COVID-19: as operadoras de telecomunicação no Brasil estão prontas? Operadoras de celular passam a enviar SMS sobre prevenção ao coronavírus

Por outro lado, de acordo com inúmeros relatos de usuários no fórum Adrenaline, a empresa tem surpreendido os assinantes do TIM Live com o cancelamento de seus planos banda larga fixa sob a alegação de uso excessivo. Conforme apuração do Tecnoblog, a TIM mudou o regulamento de contratação sem aviso prévio, passando a considerar o limite de 2TB, e não mais 17 TB como antes, como tráfego exorbitante.

Cláusula do novo contrato do TIM Live sobre o limite de tráfego de dados (Imagem: TIM)

A medida serve como “proteção” contra provedores piratas que utilizam o plano residencial para fornecer internet para outros pontos de conexão, além de que a operadora oferece pacotes empresariais com maior número de conexões simultâneas.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

Vale ressaltar que, através de uma medida cautelar, a Anatel determina que as operadoras de banda larga fixa não adotem medidas após uso da franquia contratada como a cobrança por tráfego excedente, redução de velocidade ou suspensão do serviço.

O Canaltech entrou em contato com a TIM, que nos enviou o seguinte comunicado:

A TIM oferece planos residenciais e empresariais com características de utilização distintas, de acordo com parâmetros técnicos para uso dos serviços. Conforme estabelecido em contrato da TIM Live, existem parâmetros objetivos e transparentes para caracterizar um tráfego como uso Industrial e não residencial. A operadora reitera que os parâmetros não representam imposição de franquia de uso, mas sim caracterizam o uso incompatível com perfil de plano residencial. Esse perfil de utilização congestiona a rede e afeta a qualidade do serviço para os clientes que fazem uso correto de sua banda larga. 

A TIM reforça que não reduz a velocidade e nem cobra tráfego excedente dos clientes. Eventuais desconexões foram realizadas pela utilização inadequada do serviço de acordo com o Regulamento Geral dos Direitos do Consumidor e o contrato. Quando constatado esse tipo de comportamento, a operadora realiza notificação prévia ao cliente por e-mail e carta impressa, concedendo um prazo de 5 dias para que o mesmo regularize sua situação ou contrate um plano TIM Live Empresas, mais compatível com as necessidades do usuário.

TIM reforça compromisso com a Anatel

Reforçando o compromisso de combater o avanço da COVID-19 no país, na última sexta-feira (3), a operadora enviou uma carta à Agência Nacional de Telecomunicações ressaltando as ações adotadas com os clientes e funcionários, além da colaboração com os órgãos governamentais.

TIM quer monitorar base de clientes para controlar avanço do coronavírus Coronavírus: operadoras de telefonia adotam medidas contra a inadimplência

No documento, a TIM destaca, por exemplo, o acordo com a Prefeitura do Rio de Janeiro, em que passa a fornecer um mapa de deslocamento na cidade, e também a parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, em tecnologia semelhante por geolocalização.

Além desses, também vale ressaltar a notificação de provedores over-the-top (OTT) como Netflix, YouTube e Instagram para que reduzam a qualidade de seus serviços para gerar menos tráfego na rede, e a disponibilização de vários cursos grátis através da plataforma TIM Tec.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Os melhores lançamentos de filmes e séries para assistir online (04/04/2020)

Apr 4, 2020

Description:

Estamos caminhando para mais uma semana de isolamento para conter o avanço do novo coronavírus, cujos casos não param de crescer em todo o Brasil. Nesse período de quarentena autoimposta, o melhor a fazer é mesmo ficar com os familiares e assistir a um bom filme ou maratonar uma nova série. Semanalmente a Netflix adiciona novidades ao seu catálogo, mas para quem não assina o serviço ou se agradou com o que saiu por lá, a saída é recorrer a serviços de streaming concorrentes e de vídeo sob demanda como Amazon Prime Video, Telecine, Play Store e iTunes.

Para ajudar você nessa tarefa, todo sábado o Canaltech seleciona os melhores lançamentos de filmes e séries para assistir online, sem ter de sair de casa. Geralmente, essa lista inclui alguns nomes recém-saídos de cartaz, para alegria de quem não pode assisti-los no cinema e está em busca de coisa nova. Prova disso é que nesta semana quatro filmes que estavam em cartaz até o fim de 2019 estão sendo lançados online e mais dois que tinha estreias nas telonas agendadas para as próximas semanas estão sendo disponibilizados diretamente na internet.

Filmes, Séries, Musicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê?

Além deles, há uma dramédia romântica muito bem-recebida pelo público e pela crítica para arrancar alguns sorrisos e dar um quentinho no coração em tempos tão difíceis como os atuais e duas séries que, no meio de tantos cancelamentos e adiamentos, continuam recebendo episódios semanais. E ah, também tem filme para você que é fã de histórias e cenários apocalípticos também.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

Se ficou curioso, dê uma olhada na lista completa dos melhores lançamentos de filmes e séries para assistir online. Para facilitar a sua vida, o Canaltech sempre acrescenta trailer e uma pequena descrição de cada produção, além de incluir os links para os serviços em que elas estão disponíveis, assim o seu trabalho é basicamente apenas apertar o play. Veja quais te agradam, prepare a sala, reúna toda a família e divirta-se!

Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 Os lançamentos do Amazon Prime Video em abril de 2020 Luta por Justiça

 

Fãs de dramas biográficos vão encontrar em Luta por Justiça um prato cheio. Estrelado pelo excelente Michael B. Jordan, o filme conta a história de Bryan Stevenson, um advogado recém-formado por Harvard que abre mão de atuar nos escritórios mais importantes para os Estados Unidos para engajar em casos envolvendo condenados que nunca tiveram representação legal adequada.

De mala e cuia, ele parte para o Alabama, onde conhece Walter McMillian (Jamie Foxx), um homem condenado à morte por supostamente ter assassinado um rapaz de 18 anos. O problema é que o caso não conta com nenhuma prova concreta que Walter foi o autor do crime, fazendo Bryan entrar de cabeça em um labirinto de racismo e manobras legais e políticas para salvar seu cliente e outros na mesma situação.

Leia também: Crítica | Luta Por Justiça desenha para expor o racismo

Luta Por Justiça também conta com Brie Larson (Capitã Marvel) no elenco e pode ser assistido mediante aluguel no Looke, Play Store e Microsoft Store.

Crime sem Saída

 

Tem muita gente que só conhece Chadwick Boseman pelo papel de Pantera Negra, mas vamos te contar um segredo: ele tem outros filmes bem bacanas na carreira. Mais recentemente, o ator vem apostando em produções policiais quando sai de Wakanda e mostrando várias facetas diferentes.

Em Crime sem Saída, ele interpreta Andre Davis, um policial que tem fama de matar criminosos. Com ele não tem conversa fiada: se o sujeito bobear, é eliminado. Por isso corregedoria está questionando Davis e seus métodos, tentando deixá-lo na geladeira o máximo possível. Mas o jogo vira quando um grupo de bandidos executa sete policiais e a polícia precisa de alguém para dar um "jeito" no caso.

Leia também: 10 filmes para assistir no Amazon Prime Video durante o isolamento

Crime sem Saída já apareceu na nossa lista de indicações há algumas semanas, mas a novidade agora é que ele está disponível para os assinantes do Amazon Prime Video. Também há a opção de comprar ou alugar o filme na Play Store e iTunes.

O Caso Richard Jewell

 

Mais um filme que até pouco tempo atrás estava em cartaz nos cinemas, O Caso Richard Jewell é mais um drama baseado em uma história verídica. Dirigido pelo lendário Clint Eastwood, o longa se passa durante os Jogos Olímpicos de 1996, realizados em Atlanta, nos Estados Unidos. O evento foi alvo de um ataque a bomba que matou diretamente uma pessoa e feriu outras 111.

O número de fatalidades poderia ter sido muito maior caso o segurança Richard Jewell não tivesse encontrado os explosivos antes de eles serem detonados. O problema é que, mesmo afastando o público dali, o homem foi apontado como um dos principais suspeitos no caso, numa história de injustiça e difamação contada neste longa.

O Caso Richard Jewell está disponível apenas para compra na Play Store, iTunes e Microsoft Store.

Guerra Mundial Z

 

No meio da pandemia, sempre tem os carniceiros que gostam de especular o apocalipse e como seria a vida num dia-a-dia caótico. Mas ei, a gente não está aqui para julgar ninguém. Tanto é que aqui está a indicação de um bom filme com essa temática que voltou ao catálogo de vários serviços nessa semana.

Apesar de ser de 2013, Guerra Mundial Z é um dos melhores filmes já lançados com a temática zumbi. A trama é tocada como se um oficial das Nações Unidas (Brad Pitt) estivesse relatando tudo o que aconteceu na Terra depois que a humanidade sucumbiu a um vírus letal e ressuscitou na forma de zumbis. Porém, diferentemente dos mortos-vivos tradicionais que estamos acostumados a ver, lerdos e meio bocós, os deste filme são ágeis e se deslocam em hordas gigantescas.

Leia também: 8 filmes de zumbi com muitos miolos e tripas que você precisa assistir

Guerra Mundial Z é uma adaptação do best-seller homônimo de Max Brooks e pode ser assistido por quem é assinante da Netflix, embora também esteja disponível para compra e aluguel na Play Store, Microsoft Store e iTunes.

Doom Patrol – Patrulha do Destino

 

Quem é fã de super-heróis tem sofrido com o adiamento de filmes e a interrupção de transmissões de séries por causa do novo coronavírus. Por sorte, neste último caso ainda é possível encontrar uma produção e outra ganhando novos episódios, como é o caso de Doom Patrol – Patrulha do Destino. Baseada nos personagens da DC Comics e derivada de Titãs, que está em cartaz na Netflix, a série foca na Patrulha do Destino, um grupo de super-heróis marginalizados que ganharam habilidades sobre-humanas depois de sofrerem acidentes terríveis.

Em sua primeira temporada, a atração mostra o grupo encabeçado pelo cientista Niles Caulder investigando fenômenos estranhos para manter a Terra a salvo.

Doom Patrol – Patrulha do Destino tem previsão de receber 15 episódios, com um novo episódio sendo disponibilizado toda semana para quem é assinante do HBO GO.

Home Before Dark

 

Gosta de séries misteriosas e que envolvem investigações? Home Before Dark pode ser uma ótima pedida. A trama segue a vida de Hilde Lysiak, uma garotinha de apenas nove anos de idade que ganhou fama como repórter infantil em sua antiga escola.

Agora a pequena aspirante a jornalista está de mudança com sua família, saindo do Brooklyn para morar numa pequena cidade onde seu pai nasceu e cresceu. Porém, ao chegar lá, ela descobre e passa a relatar um caso frio que há anos os moradores vêm tentando acobertar – incluindo seu pai.

Que caso bizarro é esse você descobre assistindo a Home Before Dark no Apple TV+. A primeira temporada tem 10 episódios programados e três foram liberados nesta semana.

Mesmo se Nada der Certo

 

Gosta de comédias românticas com boa música e quer dar uma esquentada no coração? Mesmo se Nada der Certo conta a história de Gretta (Keira Knightley) e de Dan (Mark Ruffalo), que se conhecem quando estão passando por uma daquelas fases da vida. Ela se mudou do Reino Unido para os Estados Unidos com o namorado (Adam Levine) para emplacar a carreira de cantora, mas acabou levando um fora dele, que a trocou por outra. Já ele foi demitido do emprego de produtor musical e está passando por maus bocados na vida pessoal.

Ao esbarrar com Gretta, Dan acredita que pode torná-la uma grande estrela da música, dando início à história de uma relação de evolução e de muitas trocas entre os dois tanto no âmbito profissional quanto pessoal. Misture a isso uma ótima trilha sonora e boas atuações e você tem aqui um ótimo filme para assistir a dois ou com toda a família.

Leia também: 10 filmes para assistir na Netflix durante a quarentena

Mesmo se Nada der Certo pode ser assistido por quem é assinante do Telecine, além de estar disponível para aluguel ou compra na Play Store, Looke e iTunes.

Verdade Debaixo de Fogo

 

Ainda não cansou de filmes baseados em histórias reais? Então toma aqui mais um! Drama de guerra, Verdade Debaixo de Fogo conta uma história da Guerra do Vietnã que pouca gente conhece, a do paramédico das Forças Aéreas William Pitsenbarger (Jeremy Irvine).

Durante uma das batalhas mais sangrentas daquele conflito, ele teve a oportunidade de fugir do campo de batalha no último helicóptero que partiu dali, mas resolveu permanecer e salvar a vida de soldados feridos. Depois de resgatar 60 homens, ele foi atingido por uma bala inimiga e morreu. Demorou 34 anos até seu ato heroico ser reconhecido pelo exército dos Estados Unidos e, postumamente, ele finalmente recebeu a mais alta honraria militar do país.

Leia também: 7 melhores filmes de guerra inspirados em histórias reais

Verdade Debaixo de Fogo estreou no catálogo do HBO GO para todos os assinantes do serviço.

O Quarto dos Desejos

 

Como já diz o ditado, quem casa, quer casa. E é exatamente isso que Matt (Kevin Janssens) e Kate (Olga Kurylenko) está procurando. Eles não só estão decididos a juntar as escovas, como também mudar completamente de vida e deixar Nova Iorque para trás.

Depois de alguma pesquisa, eles se mudam para a nova casa e acabam descobrindo que ela possui um quarto secreto e mágico que concede a eles todos seus desejos materiais. Aos poucos eles vão pedindo por tudo que sempre desejaram em suas vidas, até que decidem pedir por um filho... Só que o que no início parecia um sonho realizado acaba se transformando num pesadelo.

O Quarto dos Desejos tinha estreia nos cinemas brasileiros agendada para este primeiro semestre de 2020, mas já pode ser assistido no Amazon Prime Video, além de estar disponível para aluguel e compra na Microsoft Store, Looke e iTunes.

A Grande Mentira

 

Um exemplo de filme que polariza opiniões, A Grande Mentira não dá espaço para o expectador dizer "é, o filme é bonzinho" quando os créditos sobem. Só há duas opiniões possíveis: ou você adora ou odeia o longa dirigido por Bill Condon. Essa dicotomia é um dos aspectos que levam muita gente a assisti-lo — outro é o elenco composto pelos monstros Helen Mirren e Ian McKellen.

A trama segue a vida do vigarista Roy Courtnay, que acredita ter tirado a sorte grande ao conhecer a viúva rica Betty McLeish online. Mas o que deveria ser apenas mais um golpe se transforma em algo a mais quando Roy percebe que sente algo por Betty. Indeciso sobre o que fazer, ele acaba se vendo sobre uma verdadeira corda bamba.

A Grande Mentira está disponível para aluguel e compra na Play Store, iTunes e Microsoft Store.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Quais os celulares usados pela equipe do Canaltech? Confira!

Apr 4, 2020

Description:

É bem provável que você já tenha se feito a pergunta acima em algum momento enquanto lia nossas notícias ou assistia a nossas análises sobre o universo mobile. E se a curiosidade vinha batendo forte aí, nós tratamos de acabar com ela agora mesmo, pois chegou a hora de saber qual celular o pessoal do Canaltech utiliza em seu dia a dia.

Foi um tanto trabalhoso compilar todos esses dados, afinal são dezenas de pessoas — eu ainda coloquei um campo aberto para observação na pesquisa e, olha, nós temos sempre muito a dizer —, mas aqui está o resultado. Sem mais enrolação, vamos a um resumo geral da pesquisa realizada entre todos nós.

Quais os modelos usados por quem faz o CT?

O aparelho mais comum em nosso time (incluindo pessoas de diferentes áreas, não apenas a redação) é o iPhone XS Max — são quatro unidades. Em segundo lugar vêm o iPhone 11 Pro Max e o iPhone 7 — três de cada. Em terceiro lugar, todos com duas unidades cada, vêm os seguintes modelos: Galaxy S10+, iPhone 6s, iPhone 7 Plus, iPhone SE, iPhone XR e Zenfone 5. O restante dos modelos citados é um aparelho de cada.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

O panorama geral, então, fica assim:

(Imagem: Francielle Lima/Canaltech)

Quando olhamos para as marcas mais comuns, a Apple domina com folga a preferência da turma do CT: são 19 unidades — quase 45% das pessoas que responderam à pesquisa. Em segundo lugar está a Samsung, com 12 aparelhos, seguida da Motorola, em terceiro, com quatro smartphones.

(Imagem: Francielle Lima/Canaltech) Trocar ou não trocar? Eis a questão

Foi perguntado à equipe do Canaltech quem pretende trocar de aparelho este ano e 23 pessoas disseram que não. Entre os 16 que querem adquirir um novo modelo, o principal "alvo" é o iPhone 11, objeto de desejo de quatro pessoas. Logo depois estão o iPhone 12 e o iPhone 11 Pro Max (duas pessoas cada).

(Imagem: Francielle Lima/Canaltech) Fala, Canaltech

Algumas pessoas deixaram relatos sobre a sua relação com o seu smartphone, seus desejos celularísticos para o futuro próximo e tudo mais. Aqui estão alguns deles (acredite, eram muitos e infelizmente tivemos que fazer uma seleção):

Aline Rossi

Gerente de marketing Modelo atual: Moto Z3 Play Pretende trocar este ano: não

"Maravilhoso para mim, principalmente sua bateria que dura muuuito, carrega rápido — e não trava, como outros por aí."

Camila Rinaldi

Editora-chefe Modelos atuais: Pixel 3 e iPhone 11 Pro Max Pretende trocar este ano: não

"Eu vivo com dois corações. Ambos os aparelhos são excelentes, mas como o iPhone está uma geração além do Pixel, a tendência é que seja melhor. Agora, nos dois casos, o que me atrai é o sistema operacional puro, que chega junto com a desenvolvedora do hardware — neste caso, Android e iOS. Por muito tempo, fui superfã da Samsung, que me conquistou com os Galaxy S7 e S8. Porém, hoje, sou muito feliz com meu Pixel 3 e meu iPhone 11 Pro Max."

Claudio Yuge

Repórter/redator Modelo atual: Galaxy A50 Pretende trocar este ano: não

"Como não uso para tudo, ou seja, não o uso como um computador, ele dá conta de navegação, alguns games simples, comunicação e fotos sem grandes requintes. É rápido, a bateria dura bastante e dá para assistir vídeos curtos numa boa também. O custo-benefício é OK também."

Domingos Hypolito Neto

Diretor Modelo atual: iPhone 11 Pro Max Pretende trocar este ano: sim, por um iPhone 12

"Uso o último porque compramos no CT, mas, para mim, ele é como um canhão para matar formigas. Uma versão de três anos atrás me atenderia perfeitamente."

Douglas Ciriaco

Editor de conteúdo Modelo atual: Galaxy A8+ Pretende trocar este ano: sim, por um Galaxy S10e

"O único grande defeito do A8+ é a sua câmera traseira, porque no geral o aparelho tem desempenho e acabamento ótimos. A tela é incrível e a câmera de selfie é poderosa, apesar de eu nem usar tanto. Mas eu derrubei ele na calçada, parte da tela espatifou e desde então eu espero uma promoção matadora do S10e para realizar a troca. Me ajuda, Samsung!"

Felipe Demartini

Repórter/redator Modelo atual: iPhone XR Pretende trocar este ano: não

"Um iPhone 4 foi o melhor celular que já tive na vida, e agora essa experiência está se repetindo. Jamais pagaria o valor normal cobrado pela Apple, mas em uma promoção e pela longevidade, vale a pena pagar pelo iOS, já que nenhum Android, por melhor que fosse, durou na minha mão pelo mesmo tempo sem me irritar ou apresentar lentidão. Não pretendo sair do iOS novamente, para ser sincero."

Felipe Ribeiro

Repórter/redator Modelo atual: Galaxy S7 Pretende trocar este ano: sim, por um Galaxy Note 10+

"Depois de quatro anos utilizando o aparelho e mesmo ele não me deixando na mão em momento algum (menos quando o assunto é bateria), está na hora de trocar e fazer um upgrade."

Felipe Szatkowski

Diretor Modelo atual: iPhone 11 Pro Max Pretende trocar este ano: sim, por um iPhone 12

"Só troco porque pegamos o novo para análise anualmente. A vantagem de ter um iPhone é esta: você vende o atual por um ótimo preço (se bem cuidado) e só paga a diferença para o novo. Vendendo no Brasil e comprando o novo na gringa, a conta fecha lindamente."

Isabel Cristina

Analista de SEO Modelo atual: Zenfone 5 Pretende trocar este ano: não

"Nao tenho problema com bateria e não trava muito."

Natalie Rosa

Repórter/redatora Modelo atual: Pretende trocar este ano: sim, por um iPhone XR

"16 gb de armazenamento é inviável em 2020."

Patricia Gnipper

Editora de conteúdo Modelo atual: iPhone SE Pretende trocar este ano: sim, por um iPhone 11

"Uso o SE desde o lançamento, gosto dele pelo tamanho compacto e sei que vou xingar muito no Twitter quando comprar o 11 (até me acostumar com o tamanhão). Mas claro que um aparelho com quase quatro anos de uso tem componentes desgastados (oi, bateria!) e o desempenho já deixa a desejar. Mantive ele em 2019 porque a Apple foi gente boa e liberou o iOS 13 pro SE, mas como o iOS 14 não vai ser compatível, já estamos quase nos 45 do segundo tempo para comprar um iPhone mais atualizado."

Rubens Eishima

Repórter/Redator Modelos atuais: Galaxy S9 e Nokia Lumia 532 Pretende trocar este ano: não

"Comprei apenas porque meu aparelho anterior foi roubado. Assim como o atual, era um topo de linha do ano anterior à data de compra e estava com preço de intermediário, e o Windows 10 pro celular reserva já tinha sido abandonado."

Talita Ruiz

Comercial Modelo atual: Galaxy A8 Pretende trocar este ano: não

"Atende as minhas necessidades, mas logo, logo deixará de atender por conta das atualizações. Trocaria por isso ou por sempre quebrar todos os meus aparelhos."

E aí, matou a sua curiosidade? Gostou de saber um pouco mais sobre as pessoas que fazem Canaltech? Deixa a sua opinião aí nos comentários!

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Desventuras do trabalho remoto - PODCAST PORTA 101 #50

Apr 4, 2020

Description:

Ficar em casa trabalhando à distância parece uma das melhores soluções para muita gente, porém nem tudo são flores nessa jornada diferenciada de trabalho. Confira neste episódio do Porta 101 as desventuras em série de quem não era ligado no Home Office.

Ouça ao podcast.

De cara nova, Petra Belas Artes libera catálogo gratuitamente durante pandemia

Apr 4, 2020

Description:

Anteriormente hospedada na plataforma Looke, o streaming do cinema Petra Belas Artes, que reúne grandes clássicos da sétima arte, agora ganhou um endereço próprio. Além de estar de cara nova, a Petra Belas Artes disponibilizou seu catálogo gratuitamente até o dia 15 de abril para ajudar aqueles que estão isolados durante a pandemia da COVID-19 e já estão saturados com o catálogo mais mainstream de outros serviços como Netflix e Amazon Prime Video.

Fundado a partir do cinema de rua homônimo de São Paulo, a Petra Belas Artes reúne títulos de diversas décadas e países diferentes, tendo a proposta de resgatar grandes filmes que acabam ignorados em meio à enxurrada de novidades que a indústria proporciona. Sem diminuir a importância de novas produções, um catálogo de filmes cult é um modo de ter acesso a produções reconhecidas e cultuadas que, por terem uma distribuição mais restrita, acabam sendo de difícil acesso mesmo para espectadores interessados especificamente nesse nicho do cinema.

Amazon Prime chegou ao Brasil e está todo mundo assinando. Já fez seu teste grátis de 30 dias? Clique aqui! Imagem: Petra Belas Artes

Ao entrar no site, o usuário é recebido pela proposta de “uma nova maneira de ver filmes em casa: com programação especial”, isso porque a ideia da plataforma não é somente ter um número de filmes para seus assinantes, mas sim apresentar títulos como uma indicação, já que foram escolhidos por um curador.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

10 filmes para assistir na Netflix durante a quarentena 10 filmes para assistir no Amazon Prime Video durante o isolamento

No catálogo, a Petra Belas Artes tem grandes destaques como Metrópolis (Fritz Lang, 1927), Contos da Lua Vaga depois da Chuva (Kenji Mizoguchi, 1953), Morte em Veneza (Luchino Visconti, 1971), Uma Noite em Casablanca (Archie L. Mayo, 1946), Uma Mulher é uma Mulher (Jean-Luc Godard, 1961) e A Regra do Jogo (Jean Renoir, 1939), além do brasileiro Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver, de José Mojica Marins, o Zé do Caixão.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

DUBAI 2021 | Pacote com voo e hotel por R$ 1999 em 12x sem juros, uma pechincha!

Apr 4, 2020

Description:

*IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais.

Nunca é cedo para começar a planejar as próximas férias, certo? Para te ajudar, o Hurb tem feito diversas promoções nas últimas semanas. A mais recente é um pacote para Dubai que está 40% mais barato. São 5 diárias no exterior por menos de R$ 2.000! Aproveite para começar a programar sua viagem de 2021.

Confira também outros pacotes para 2021:

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

CANCÚN: Viaje com all-inclusive por apenas R$ 1.999  TAILÂNDIA: pacote para conhecer Bangkok e Phuket apenas R$ 2.390 Sobre o pacote DubaiDubai (Divulgação) DubaiDubai (Divulgação) DubaiDubai (Divulgação) DubaiDubai (Divulgação) DubaiDubai (Divulgação) DubaiDubai (Divulgação) DubaiDubai (Divulgação) DubaiDubai (Divulgação)

Trata-se de uma oferta especial do Hurb chamado Pacote de Data Flexível. Você compra o pacote e, quando o pagamento for aprovado, recebe um formulário via e-mail para escolher até três datas possíveis para a viagem. Pode ser qualquer data entre 1º de março e 30 de novembro, exceto feriados e o mês de julho. Até 45 dias antes da primeira data escolhida, o Hurb te manda todos as informações de horários e passagens.

No valor promocional há opções de saída das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília.

Em Dubai, você ficará hospedado no hotel Sun and Sands Clock Tower, ou outro de mesma categoria, padrão 3 estrelas. Além das cinco diárias, você pode adquirir um pacote com o passeio para o Burj Khalifa conhecer o topo do maior arranha-céu já construído pela humanidade.

Sobre o Hurb

Também conhecido como Hotel Urbano, o Hurb é uma agência de viagens brasileira fundada em janeiro de 2011 e que já soma mais de 20 milhões de viajantes cadastrados, que foram a mais de 35 mil destinos mundo afora.

Com a missão de tornar as viagens cada vez mais simples, o Hurb prioriza preços acessíveis, e seu principal produto é a venda de diárias em hotéis — mas também trabalha com passagens aéreas, passeios, traslado, e muito mais.

Além de vantagens exclusivas, a agência permite pagamento também via boleto bancário, parcelamento em até 12x sem juros e cancelamentos grátis.

Com mais de 12 milhões de seguidores no Facebook, o Hurb possui o selo Disney Select, ou seja, a agência faz parte do grupo de operadoras que representam o Walt Disney World Resort no Brasil, autorizada, portanto, a vencer pacotes específicos para esse destino tão cobiçado. Esses pacotes incluem ingressos, hospedagem nos hotéis Disney, refeições nos restaurantes do local, transporte, cruzeiros e conteúdos Disney exclusivos.

Melhor preço disponível

Na promoção do Hurb, a viagem com cinco diárias incluindo passagem (voos sem escalas) e estadia sai por apenas R$ 1.999, que você pode pagar em até 12 vezes no boleto ou cartão de crédito. Há também opção com 8 diárias, caso queira ficar mais tempo na cidade.

Quer mais pacotes para 2021?

CANCÚN: Viaje com all-inclusive por apenas R$ 1.999 TAILÂNDIA: pacote para conhecer Bangkok e Phuket apenas R$ 2.390

*O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no WhatsApp para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Facebook: como diminuir as notificações de sugestões de amizade

Apr 4, 2020

Description:

As sugestões de amizade no Facebook podem ser bem úteis na hora de adicionar conhecidos ou conhecer pessoas interessantes que tenham amigos em comum. No entanto, recebê-las a todo o momento pode ser um pouco cansativo.

Se você já tentou desativar esse recurso, saiba que, embora não seja possível deixar de receber sugestões completamente, existe um “truque” que pode diminuir a quantidade delas.

Cansou do azul? Aprenda a mudar a cor do Facebook sem instalar vírus no PC Como desconectar sua atividade fora do Facebook em sites e apps de terceiros Saiba como remover vírus do Facebook

O tutorial abaixo só pode ser feito na versão mobile do Facebook, pois envolve a integração de seus contatos com a rede social:

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

Passo 1: abra o Facebook Mobile e toque no ícone de três barras localizado no canto superior direito da tela.

Passo 2: acesse as configurações abaixo de “Configurações e privacidade”.

Passo 3: desça a tela até encontrar a opção “Mídia e contatos”. Depois, toque nela.

Passo 4: no Android, desative a opção “Carregamento contínuo de contatos” (caso você tenha um iPhone, basta selecionar “Carregar contatos” e desativar “Carregamento de contatos”).

Pronto. A partir daí, suas sugestões de amizade no Facebook devem começar a diminuir.

Para não aparecer na sugestão de amizade do Facebook de estranhos

Passo 1: acesse o Facebook e, depois, suas configurações.

Passo 2: clique na opção “Privacidade”, na barra do lado esquerdo da tela.

Passo 3: na seção “Como as pessoas encontram você e entram em contato”, clique em “Editar” ao lado de “Quem pode lhe enviar solicitações de amizade?”

Passo 4: por fim, escolha a opção “Amigos de amigos”. A partir desse momento, somente pessoas que tiverem algum amigo seu na lista poderão lhe enviar convites e, consequentemente, você aparecerá menos nas sugestões de amizade do Facebook.

Você sabia que era possível diminuir a quantidade de sugestões de amizade do Facebook? Conte pra gente nos comentários.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Skype agora te deixa fazer chamadas de vídeo sem login e senha

Apr 4, 2020

Description:

O Skype criou uma ferramenta para os usuários criarem conferências em vídeo sem precisar de login e senha. É isso mesmo, não precisa mais criar um usuário para fazer uma videochamada, e nem mesmo do aplicativo. Basta que você e seu interlocutor (ou interlocutores) tenham um dispositivo conectado à internet.

Facebook Messenger ganha app oficial para Windows e Mac Telegram: como criar um canal para fazer transmissão de conteúdo

Por enquanto a plataforma só está disponível em inglês, mas é bem fácil de usar. É só acessar esta página e clicar em “create free meeting” (“criar um encontro grátis”, em tradução livre). Ele vai criar um link para você compartilhar com quem quiser que participe da conversa. É só mandar para essa pessoa e pronto. Assim que ela aceitar a chamada, vocês podem se conversar e se ver.

Skype agora permite videoconferência sem login e senha (Imagem: Reprodução)

Até agora, o Skype exigia login de cada pessoa que participasse das conversas. Com a nova plataforma, isso não é mais um problema. Aproveite para conversar com sua família e amigos e matar, ao menos um pouco, a saudade de quem você ama.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

Lembrando que, por enquanto, a recomendação das autoridades de saúde é que a gente fique em casa e evite contato direto com outras pessoas. Via videochamada é possível ver e interagir em tempo real com todo mundo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Governo promete unidades de saúde 100% conectadas até o fim de abril

Apr 4, 2020

Description:

O registro e o envio de dados sobre os pacientes e a disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2) são essenciais para que as autoridades e profissionais possam manter a situação atualizada. E, para que os hospitais possam se comunicar com mais agilidade, é necessário que eles estejam equipados com internet. Por isso, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e o Ministério da Saúde (MS) anunciaram na quarta-feira (1º) a instalação em todas as mais de 16 mil unidades de saúde do país até o final do mês.

Segundo o governo, o sucesso dessa implantação total depende da agilidade das operadoras. O ministro Marcos Pontes descreveu o trabalho em três frentes realizado pelo MCTIC: a ciência, que ataca a raiz do problema; a tecnologia, que ajuda a diminuir os impactos da pandemia; e as comunicações, que permitem a rápida coordenação de esforços do governo e da sociedade.

Imagem: Divulgação/Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações 

Além disso, Pontes voltou a destacar os já anunciados R$ 100 milhões de investimentos em licitações para avanços no setor. A primeira chamada será realizada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e contará com R$ 30 milhões do MCTIC e mais R$ 20 milhões do MS. serão contemplados projetos em testes diagnósticos, desenvolvimento de vacinas, testes clínicos, patogênese do vírus e outros projetos relacionados à COVID-19.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Outro edital será lançado pela Financiadora de Estudos e Projetos e terá o valor de R$ 50 milhões para projetos em uma rede de sequenciamento do material genético do vírus, ligada à Rede Vírus MCTIC. Entre as atividades previstas estão o estudo computacional de moléculas para o tratamento da doença, testes in vitro, inovações em kits de exames e diagnóstico, desenvolvimento de vacinas e ações em ciências sociais para avaliar o impacto da situação em trabalhadores do sistema de saúde e na população.

Outras ações

No campo de tecnologia e produção, o MCTIC vem realizando pesquisa em biorreagentes para a produção de álcool em gel e o aumento da produção de ventiladores entre 90 a 120 dias, por meio de contatos com cinco grupos de empresas. Também foi firmado um acordo com o Hospital das Forças Armadas para o teste de uma solução de inteligência artificial que irá auxiliar equipes de saúde no acompanhamento de pacientes nos hospitais.

O ministro também destacou o trabalho realizado pelos Correios, que vem operando o apoio logístico na distribuição de amostras do vírus entre as instituições de pesquisa do país. A coleta, o transporte e a entrega do material obedecem aos padrões de biossegurança e têm chegado aos destinos em menos de 20 horas, evitando assim a deterioração.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Essa galáxia espiral tem apenas um braço — e ninguém sabe o porquê

Apr 3, 2020

Description:

Localizada na direção da constelação Canes Venatici (Cães de Caça), a cerca de 21 milhões de anos-luz de distância da Terra, está a NGC 4618, uma peculiar galáxia que tem apenas um braço espiral. Ela foi descoberta em 1787 pelo famoso astrônomo William Herschel, cerca de 6 anos após sua descoberta mais famosa - o planeta Urano. Mas o motivo de esta galáxia "diferentona" ter apenas um braço permanece um mistério para os astrônomos.

Ela não é muito grande, tendo apenas cerca de um terço do diâmetro da Via Láctea. O fato de ela ter um único braço lhe garantiu um lugar no Atlas of Peculiar Galaxies, catálogo que documenta galáxias peculiares universo afora, produzido em 1966. Neste atlas, a NGC 4618 é uma das três únicas galáxias espirais com um braço só.

E este não é um mistério fácil de resolver. Astrônomos têm buscado uma resposta há muito tempo, e pode ser que uma das pistas sejam as galáxias vizinhas. É possível que alguma delas esteja interagindo gravitacionalmente com a NGC 4618, causando esse efeito. Temos, inclusive, muitos exemplos de como esse tipo de interação altera a morfologia de algumas galáxias, como parece ser o caso da própria Via Láctea e seu formato em S como resultado da interação com uma galáxia menor.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Astrônoma descobre galáxia "fantasmagórica" quase tão antiga quanto o universo Hubble tira foto de galáxia "floculenta" a 60 milhões de anos-luz da Terra As 5 galáxias mais curiosas que já encontramos universo afora Imagem da galáxia NGC 4625 capturada pelo telescópio Hubble

No entanto, um estudo publicado no The Astronomical Journal concluiu que nenhuma interação com outras galáxias poderia explicar a presença de apenas um braço na NGC 4618. Os autores do artigo justamente buscaram “saber se essas duas galáxias estão realmente interagindo e que efeito essa interação pode ter sobre o NGC 4618 e o NGC 4625, principalmente no que diz respeito à formação".

Eles disseram que, de acordo com suas observações, o “gás que se acredita ser a ponte que liga as duas galáxias tem dois componentes cinemáticos bem definidos e separados”. Essa constatação seria um “forte argumento contra [a ideia de] uma interação contínua entre as galáxias NGC 4618 e NGC 4625”. Os discos externos das duas galáxias são distintos, indicando que elas não estão interagindo.

Os pesquisadores concluem, então, que a estrutura da NGC 4618 e a natureza de seu disco externo sugerem que existe "alguma interação". Mas apenas isso, pois não se sabe ainda com que outro objeto a galáxia estaria interagindo. De qualquer forma, parece certo que há alguma coisa acontecendo por lá, ou tenha acontecido talvez há muito tempo, para que esta galáxia curiosa tenha apenas um braço espiral. Mas, para descobrir mais sobre isso, serão necessários mais estudos.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

App de busca do Google aposenta a antiga busca por voz

Apr 3, 2020

Description:

Mesmo após o lançamento do Google Assistente, os antigos recursos de comandos e busca por voz continuaram a funcionar no app de pesquisa do Google para Android. Mas tudo indica que o recurso atual está com os dias contados.

Chega de teclado! Veja 4 apps de digitação por voz 10 funções e dicas para usar o assistente virtual da Google

Uma atualização da versão de testes (beta) do app Google deixou para trás a tela antiga, usando em seu lugar a mesma janela de digitação por voz (usada, por exemplo, na barra de endereços do Chrome).

Tela antiga (esq.) e nova (dir.) da busca por voz (imagem: 9to5Google)

A tela antiga mostra os quatro pontos coloridos e a mensagem “Ouvindo...” na parte superior da tela. Já a nova, mostra a logo do Google, o ícone de microfone, a mesma mensagem e o idioma configurado no aparelho.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

A alteração apareceu na versão 11.3 do app de busca do Google, ainda em testes, e não tem data para chegar a todos os usuários.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

COVID-19: há pelo menos 8 tipos diferentes do novo coronavírus pelo mundo

Apr 3, 2020

Description:

Vírus vivem em constante mutação, e isso não seria diferente para o novo coronavírus (SARS-CoV-2), identificado pela primeira vez no final do ano passado. Desde então, já são pelo menos oito diferentes tipos do vírus da COVID-19 espalhados pelo mundo. Cada um desses novos tipos representa, na verdade, uma cepa diferente do vírus, ou seja, tem algumas pequenas variações genéticas em sua composição.

Essas variações surgem no processo de reprodução desse coronavírus. Quando o vírus vai se reproduzir, ele usa o material genético da célula para replicar novos patógenos, só que nesse processo, às vezes, a cópia apresenta algumas alterações em relação ao original. É esse processo que recebe o nome de mutação e forma uma nova cepa — o que pode nos levar a pensar que quanto mais pessoas tiverem COVID-19, mais tipos do vírus teremos.

Sem coronavírus: em quais territórios a COVID-19 não chegou? Pesquisa genética

Para se chegar às conclusões das novas cepas, mais de 2.000 sequências genéticas do vírus foram enviadas dos laboratórios para o banco de dados NextStrain, que mostra a mutação nos mapas, em tempo real. O sistema agrega amostras de todos os continentes, exceto da Antártida — que não tem nenhum caso confirmado ainda.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

A análise dessas informações revela que o SARS-CoV-2 sofre uma nova mutação, em média, a cada 15 dias. No entanto, essa informação não deve causar alarde, porque, de acordo com o cofundador da NextStrain, Trevor Bedford, essas mutações captadas são tão pequenas que não tornaram o coronavírus mais letal.

Plataforma da NextStrain traça panorama de mutações do novo coronavírus no mundo (Captura de tela: Fidel Forato/Canaltech) Casos brasileiros de coronavírus possuem genomas diferentes

No Brasil mesmo, os dois primeiros casos identificados da COVID-19 tinham vírus com algumas mutações, como comprovaram pesquisadores do Instituto Adolfo Lutz e da USP, ambos em São Paulo, a partir da análise genômica das amostras coletadas.

Mutação como radar

"Essas mutações são completamente benignas e úteis como uma peça do quebra-cabeça para descobrir como o vírus está se espalhando", explica Bedford. Para o pesquisador, as várias linhagens permitem que os dados apontem se a transmissão da virose é generalizada, por exemplo, o que pode informar se as medidas de bloqueio foram eficazes.

Além disso, o professor de medicina e doenças infecciosas da Escola de Medicina da Universidade da Califórnia, em San Francisco, Charles Chiu, lembra que esse banco de dados também fornece informações sobre como o vírus está se movendo nos EUA, como uma espécie de radar do vírus.

Como está o Brasil depois de 30 dias do primeiro caso confirmado de COVID-19?

"Os surtos são rastreáveis", avisa Chiu. "Temos a capacidade de fazer o sequenciamento genômico quase em tempo real para ver quais cepas ou linhagens estão circulando", conclui o pesquisador sobre a possibilidade de entender onde o controle e o isolamento social dos pacientes não tem funcionado.

Por exemplo, a maioria dos casos na costa oeste dos Estados Unidos está ligada a uma cepa identificada pela primeira vez no estado de Washington, que fica a apenas três mutações da primeira cepa conhecida. Ou seja, é um grande quebra-cabeça possível de ser montado.

No entanto, Kristian Andersen, professora da Scripps Research, alerta que os mapas montados não revelam um panorama completo da propagação desse vírus. "Lembre-se, estamos tendo uma pequena visão de uma pandemia muito maior", comenta Anderson. “Temos meio milhão de casos descritos agora, mas talvez 1.000 genomas sequenciados. Então, faltam muitas linhagens”, completa, sobre a falta de amostras coletadas perto do número total de casos.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

CT News - 02/04/2020 (Senado aprova adiamento da LGPD)

Apr 3, 2020

Description:

No episódio de hoje do CT News: Senado aprova adiamento da LGPD para agosto de 2021; YouTube começa a testar recurso de vídeos curtos estilo TikTok; mercado de celulares cairá 13% em 2020, o pior cenário da década e mais.

Ouça ao podcast.

Foto do Hubble mostra que cometa interestelar 2I/Borisov se dividiu em dois

Apr 3, 2020

Description:

O núcleo cometa interestelar 2I/Borisov, o segundo visitante interestelar descoberto passando pelo Sistema Solar, parece ter se dividido em duas partes. Fotos do objeto capturadas pelo Telescópio Espacial Hubble nos dias 28 e 30 de março mostram que o núcleo alongado parece agora ter dois componentes.

Essas duas partes que agora compõem o núcleo são igualmente brilhantes, embora pareçam ter tamanhos distintos. E, baseado no que sabemos sobre os cometas nativos do Sistema Solar, podemos prever o que está acontecendo com o Borisov, mesmo sem conseguir saber exatamente o tamanho das partes.

Cometa interestelar pode não resistir e "morrer" ao se aproximar do Sol Nova foto do cometa interestelar 2l/Borisov revela cauda de quase 160 mil km Observatório tira 1ª foto do cometa interestelar que nos visita

De acordo com o astrônomo David Jewitt, que liderou as novas observações, a parte secundária de um núcleo dividido em dois é bem menor do que a parte principal, e contém uma fração bem pequena da massa total. Essa parte menor é bastante gelada, sendo que esse gelo, agora exposto, borbulha e sublima rapidamente, produzindo bastante poeira.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

As imagens do cometa interestelar Borisov capturadas pelo Hubble sugerem que uma parte se separou do núcleo entre 23 e 28 de março de 2020. A foto do meio foi tirada com um filtro diferente das demais, o que explica a aparência distinta (Imagem: NASA/ESA/Hubble/STScI/Jewitt)

Nas fotos do Hubble, essa poeira está presente. Portanto, é improvável que Borisov esteja se separando de maneira significativa, de acordo com Jewitt. Ele estimou que o cometa interestelar pode ter perdido apenas de 0,1% a 1% de sua massa total, e comparou que isso seria o equivalente a um carro que acabou de perder um retrovisor lateral.

Entretanto, essa é apenas uma estimativa baseada em poucas observações do Hubble - os pesquisadores ainda não sabem ao certo o que aconteceu de verdade. Para complicar ainda mais esse trabalho, as medidas de quarentena e isolamento adotadas em todo o mundo devido à pandemia de COVID-19 fizeram com que alguns dos grandes telescópios que temos aqui na Terra ficassem indisponíveis, sem mão de obra para operá-los.

Existe água no cometa interestelar 2I/Borisov, que passeia pelo Sistema Solar Descoberta emissão de gás em visitante interestelar 2I/Borisov 2I/Borisov | O que sabemos até agora sobre o novo visitante interestelar

De qualquer forma, o Hubble, que segue fornecendo dados normalmente, pode captar novas imagens para mostrar aos pesquisadores a velocidade com que o fragmento secundário está se afastando do núcleo principal e por quanto tempo ele será observável, antes de se dissolver em vapor e poeira.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Boletim: Brasil registra mais de nove mil casos de COVID-19 e chega a 359 óbitos

Apr 3, 2020

Description:

Em coletiva transmitida via redes sociais, o Ministério da Saúde atualizou os números do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no Brasil. Hoje (3), são 9.056 casos positivos para a COVID-19 no país, o que representa um aumento superior a mais de mil novos pacientes nas últimas 24 horas, segundo os dados oficiais. Esse crescimento tem se mantido similar nos últimos quatro dias.

ATUALIZAÇÃO - O @minsaude atualiza a situação do #coronavírus no Brasil - 03/04

▶️ 9.056 casos
▶️ 359 óbitos

Confira a plataforma: https://t.co/fIH1TRftNx#COVID19 pic.twitter.com/pbmoSBKB6Q

— Ministério da Saúde (@minsaude) April 3, 2020

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

De acordo com as informações compartilhadas individualmente pelas Secretarias Estaduais de Saúde, o número de óbitos aumentou de 299 para 359, o que representa 60 novas mortes em decorrência da virose epidêmica do coronavírus.

Nesse novo cenário, a taxa de letalidade da doença no Brasil sobre para 4%. Quanto a faixa etária dos óbitos, 85% deles correspondem aos pacientes com mais de 60 anos. Além disso, 82% das vítimas fatais apresentavam pelo menos um fator de risco (comorbidade).

Auxílio emergencial: saiba quem tem direito e como receber Concentração de casos

Com 62,5% dos casos da COVID-19 confirmados, o Sudeste é o epicentro da infecção no país. Na região, segundo o relatório, são 5.658 pacientes infectados pelo novo vírus. Em segundo lugar está o Nordeste, com 1.399 casos confirmados, seguido pelo Sul (978 casos), Centro-Oeste (594) e Norte (427).

Nas últimas 24h, o Brasil registrou 60 novas mortes em decorrência da COVID-19 (Imagem: Reprodução/ Ministério da Saúde) Como está o Brasil depois de 30 dias do primeiro caso confirmado de COVID-19?

No Brasil, é o estado de São Paulo que concentra a maioria dos casos da nova infecção, atualmente, com 4.048 pacientes — mais de 500 novas confirmações em 24h — e 219 óbitos. Outros dois estados registram elevados números da COVID-19 que são o Rio de Janeiro, com 1.074 casos e 47 óbitos; e o Ceará, que apresenta 627 casos e, até o momento, 22 óbitos.

Também entram com maior destaque nesse radar o Distrito Federal (405 casos e cinco óbitos), o Amazonas (260 casos e sete óbitos) e o estado de Minas Gerais (397 casos e seis óbitos).

Além dessas unidades da federação, os demais estados brasileiros já registram óbitos em decorrência do novo coronavírus: Pernambuco (10); Bahia (5); Rio Grande do Sul (5); Santa Catarina (5); Espírito Santo (4); Paraná (4); Piauí (4); Rio Grande do Norte (4); Alagoas (2); Goiás (2); Sergipe (2); Maranhão (1); Mato Grosso (1); Mato Grosso do Sul (1); Paraíba (1); Pará (1); Rondônia (1).

Sem coronavírus: em quais territórios a COVID-19 não chegou? Mais testes

Apenas os estados do Acre, Amapá, Roraima e Tocantins não têm, até o momento, mortes confirmadas pela doença, mas também registram casos confirmados, assim como todos os demais estados brasileiros.

Mais 5 milhões de testes! Os primeiros 500 mil já chegaram ao Brasil e estão sendo distribuídos para estados e municípios. Estamos avançando, 🇧🇷! pic.twitter.com/YpFi9bdq8t

— Henrique Mandetta (@lhmandetta) April 3, 2020

Entre suas iniciativas de transparência perante essa pandemia, o Ministério da Saúde também atualiza a nova plataforma online sobre o novo coronavírus. Além de dados, esse painel traz análises como a evolução da COVID-19 com porcentagens, gráficos e sua distribuição pelo território. Para acessar, clique aqui.

Além disso, 500 mil novos testes para a COVID-19 já estão sendo distribuídos para diferentes pontos do Sistema Único de Saúde (SUS), abrangendo todo o território com suas especificidades como anunciado pelo ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. Quanto ao desafio da pandemia e a expectativas de 20 semanas duras no setor, o ministro explicou: "médico não abandona paciente".

Na ocasião da coletiva, o secretário-executivo do órgão, João Gabbardo, comentou um novo protocolo quanto ao uso das máscaras descartáveis e, principalmente, dos modelos feitos em casa. A medida passa a ser indicada para a população que usa diariamente o transporte público por conta do risco de transmissão da infecção a partir de pacientes assintomáticos.

Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo América do Sul

Em relação aos países da América do Sul, o Brasil lidera tanto em número total de casos quanto no de óbitos, segundo dados oficias divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa posição tem sido mantida desde o começo da pandemia.

Entre a situação dos outros países do bloco, chama atenção as seguintes situações: o Equador que registra 3.163 pacientes com COVID-19 e 120 mortes; o Chile com 3.404 infectados e 18 óbitos; o Peru com 1.323 contaminados e 41 mortes; a Argentina com 1.133 casos e 31 óbitos. Já o país que menos registra incidências do novo coronavírus é o Paraguai com apenas 77 casos confirmados e 3 mortes. O governo federal ainda não divulgou dados sobre a quantidade de pacientes curados de COVID-19.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Telegram: como criar um canal para fazer transmissão de conteúdo

Apr 3, 2020

Description:

O Telegram possui uma ferramenta poderosa de transmissão de conteúdo para membros inscritos: os Canais. Eles podem ter vários temas, e, uma das grandes vantagens deste recurso, é que os eles são capazes de atingir um público muito maior do que os Grupos da rede social.

Um Canal no Telegram possui um nome de usuário, isto significa que, sempre que uma mensagem for enviada, ela será assinada com o nome do Canal, e não com o nome de quem o criou. Além disso, o recurso permite que qualquer usuário do Telegram possa pesquisar e se inscrever em Canais públicos de seu interesse.

Confira neste tutorial como criar um Canal no Telegram para transmitir conteúdo para sua audiência. O procedimento foi realizado em um Moto G7 Play, equipado com o Android 9.0 (Pie), porém, ele poderá ser realizado em qualquer dispositivo Android ou iOS.

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

Guia definitivo: tudo o que você precisa saber para usar o Telegram Como funciona um chat secreto no Telegram Como usar a versão para a web do Telegram Como criar um Canal no Telegram

Passo 1: abra o Telegram e acesse o ícone de “Lápis”, situado no canto inferior direito do aplicativo.

Para criar um canal, clique no ícone de "Lápis" na parte inferior do aplicativo (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Passo 2: clique na opção “Novo Canal”. Você ainda pode acessar esta função clicando no menu de três barras na lateral do aplicativo.

Clique na opção "Novo Canal" (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Passo 3: dê um nome, coloque uma descrição para o seu Canal e, quando finalizar este procedimento, clique no ícone "Confirmar" no canto superior direito.

Preencha o nome, a descrição e clique no ícone "Confirmar" no canto superior direito do aplicativo (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Passo 4: escolha se o Canal será “Público” ou “Privado”. Você ainda pode escolher qual será o link permanente dele para enviar às pessoas que quiserem se inscrever. Finalizando este procedimento, clique no ícone "Confirmar" no canto superior direito.

Preencha as informações do seu Canal e clique no ícone "Confirmar" no canto superior direito do aplicativo (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Passo 5: adicione pessoas ao seu Canal e, quando finalizar esta etapa, clique no ícone de seta, situado no canto inferior direito.

Selecione as pessoas para incluir no seu canal e clique no ícone de "Seta" para prosseguir (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Passo 6: o seu Canal foi criado com sucesso e agora você poderá transmitir seus conteúdos através dele.

O seu canal foi criado com sucesso (Captura de tela: Matheus Bigogno) Como deletar um Canal no Telegram

Passo 1: caso queira deletar um canal, clique no ícone de “Lápis”, situado no canto superior direito.

Para excluir um canal, clique no ícone de "Lápis" (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Passo 2: no final da página, clique em “Apagar Canal”.

No final da aba, clique em "Apagar Canal" (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Passo 3: com a pop-up aberta, selecione novamente “Apagar Canal” para confirmar a ação.

Na pop-up aberta, clique novamente em "Apagar Canal" (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Pronto! Agora você pode utilizar o Canal do Telegram para divulgar e transmitir diversos conteúdos para uma grande audiência.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Twitter já verificou mais de mil profissionais de saúde para combater fake news

Apr 3, 2020

Description:

Conforme anunciado ao final do mês de março, o Twitter vem ampliando seus esforços na verificação de contas ligadas a profissionais ou entidades de saúde em sua plataforma. Segundo um porta-voz da empresa, a rede social de microblogs já implementou o selo de autenticidade de conta — o famoso “selinho azul” — a mais de mil especialistas do setor.

A intenção por trás da medida é bem óbvia: o Twitter tem se tornado a rede social de referência para notícias atualizadas sobre o avanço do SARS-CoV-2 (o novo coronavírus) e a doença que deriva dele, a COVID-19. Entretanto, à medida que muitas pessoas posicionam questionamentos sobre a declarada pandemia global, muitas pessoas usam da plataforma para publicar posts contendo fake news, campanhas de desinformação, venda de produtos e serviços falsificados ou não idôneos e teorias da conspiração.

Leia mais: Twitter prioriza contas verificadas e de autoridades para combater fake news (Captura de Imagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

A medida de verificação de contas era uma ferramenta usada pelo Twitter para assegurar a autenticidade de um perfil: geralmente direcionado a personalidades e empresas de alto tráfego e muito volume de engajamento, o símbolo azul assegurava que aquela conta era oficial e gerenciada pelas pessoas ou entidades que elas representavam. Dissemos “era” pois, de acordo com a página de suporte do Twitter, a verificação de contas está desabilitada desde 2017, com algumas verificações feitas após isso em caráter de exceção.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Tanto é que os profissionais de saúde recentemente verificados pela empresa não têm a menor ideia de como é o processo que leva a rede social de microblogs a “premiar” um perfil com selo azul. Até onde se sabe, um formulário anunciado pelo Twitter em 20 de março deve ser preenchido, mas não se sabe muito o que vem depois disso.

To #COVID19 experts: we are prioritizing Verification for Twitter accounts that have an email address associated with an authoritative organization or institution. Here’s how to update the email address associated with your account:https://t.co/H4LkQYeGB8

— Twitter Support (@TwitterSupport) March 21, 2020

O Twitter disse estar baseando parte desse processo em “confirmações de autoridades da saúde pública” que poderiam confirmar que o candidato à verificação realmente é quem diz ser, mas o entendimento é o de que isso é variável de pessoa para pessoa. O volume de popularidade da conta também pode influenciar na decisão, em um fator não muito diferente do que pratica, por exemplo, o Instagram.

A rede social já disse também que, futuramente, pretende oferecer um novo formulário, mais aberto ao público e sem a necessidade de um intermediário, mas isso ainda não aconteceu.

De qualquer forma, a medida parece ser bem-vinda diante do atual cenário de pandemia: estudos indicam que o público oferece maior confiança em uma informação quando ela vem de doutores, mestres e especialistas, e menos quando advindas de outras fontes, como políticos. Assim sendo, a “oficialização” de mil contas certamente mostra um empenho da rede social em combater a desinformação.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Mulan, Viúva Negra e mais: Disney anuncia estreias adiadas por causa da COVID-19

Apr 3, 2020

Description:

A pandemia de coronavírus tem sido responsável por grandes impactos em várias áreas, e agora essas consequências chegaram aos cinemas. Acontece que, nesta sexta-feira (3), a Disney anunciou o adiamento da data de estreia de alguns filmes que deveriam entrar em cartaz.

O filme solo da Viúva Negra, que faz próxima parte do universo cinematográfico da Marvel e estava previsto para lançar em 24 de abril, pegou o lugar na data de lançamento do Eternals, baseado na equipe de mesmo nome da editora Marvel Comics: 6 de novembro deste ano. Como resultado, Eternals vai estrear apenas em 12 de fevereiro de 2021. Pantera Negra 2 permanece dentro do cronograma, com estreia em 8 de maio de 2022, enquanto o filme Capitã Marvel 2 está marcado para 8 de julho de 2022.

Assim como outros longas, o live-action de Mulan, da Disney, teve a data de estreia alterada por causa do coronavírus

Enquanto isso, o live-action de Mulan, que seria lançado em 9 de março deste ano, também ganhou uma nova data: 24 de julho, que seria originalmente a estreia de Jungle Cruise, baseado na atração do parque da Disney com o mesmo nome. No entanto, o filme em questão vai estrear só em 30 de julho de 2021. A Pixar na Disney deve começar a temporada de filmes em 19 de junho.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

Inúmeros outros filmes também mudou as datas de lançamento. A estreia de Free Guy - Assumindo o Controle saltou de 3 de julho para 11 de dezembro, enquanto o drama francês The French Dispatch, de Wes Anderson, passou para 24 de julho. No entanto, O musical West Side Story de Steven Spielberg e o drama The Last Duel, de Ridley Scott, manterão suas datas de lançamento em 18 de dezembro e 25 de dezembro, respectivamente.

Notavelmente, a Disney não anunciou uma nova data de lançamento para Os Novos Mutantes, a versão de terror da franquia X-Men, da Fox. O filme seria lançado originalmente em abril de 2018, mas - devido à aquisição da Disney e outros problemas — acabou sendo datado para 3 de abril de 2020. Com a pandemia da COVID-19, a estreia não aconteceu, mas ainda não foi anunciada uma nova data.

Os Novos Mutantes passa de novo por um reajuste na data de estreia, que ainda não foi anunciado

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Brasil vê queda de 19% na produção de smartphones em fevereiro — e é só o começo

Apr 3, 2020

Description:

A pandemia causada pelo novo coronavírus afetou bastante a produção industrial brasileira no mês de fevereiro. Dados do IBGE consolidados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) mostram redução de 7% no setor em relação ao mesmo mês do ano passado.

Possível Galaxy A21 tem visual revelado em renderizações vazadas Análise: mercado de celulares cairá 13% em 2020, o pior cenário da década

Enquanto a produção de bens eletrônicos reduziu 10,6%, a área elétrica caiu 3,6%. De acordo com o presidente-executivo da associação, Humberto Barbato, o abastecimento foi o principal problema, que afetou principalmente a fabricação de celulares e computadores. E isso puxou bastante a queda geral.

“Esse desempenho negativo na produção de produtos eletrônicos já era esperado devido ao impacto do novo coronavírus”, explicou Barbato. Como você já deve estar ciente, o novo coronavírus (SARS-CoV-2), causador da COVID-19, começou a se espalhar pela região de Wuhan, na China, afetando toda a produção do país asiático, onde fica boa parte dos fornecedores de componentes eletrônicos do mundo.

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

Produção brasileira de eletroeletrônicos caiu 7% em fevereiro (Foto: Reprodução)

Equipamentos de comunicação, que incluem smartphones e similares, apresentou queda de 19,3% da produção comparado a fevereiro de 2019. Já os bens de informática tiveram redução de 10,5%, enquanto aparelhos de áudio e vídeo caíram 12,1%, sempre na comparação com o segundo mês do ano passado.

Ainda não há dados para março, mas a expectativa é de índices ainda piores. “As vendas terão uma queda sensível, não mais pela falta de componentes vindos da China, mas porque as pessoas não estão comprando. O consumidor pode até ir a um desses supermercados maiores, que vendem televisores e computadores, mas não é o que ele vai comprar neste momento”, avaliou Barbato.

Dados preliminares apontam que apenas 14% das fábricas do setor mantiveram funcionamento normal com a chegada do novo coronavírus ao Brasil. O Canaltech já mostrou o que as fabricantes de celulares do país estão fazendo para tentar manter a produção enquanto garantem a segurança de seus trabalhadores.

Conversão para ajudar a superar pandemia Respiradores mecânicos podem ajudar a salvar vidas e a economia (Foto: Reprodução)

Barbato tentou minimizar as quedas nas vendas e redução na produção. Segundo ele, a esperança para os próximos meses está na conversão industrial, com várias fábricas trocando maquinário e passando a produzir respiradores e outros produtos para ajudar no combate à COVID-19.

“Talvez a gente consiga de alguma maneira ganhar algum tipo de produção é na transformação de fábricas”, apontou. Alguns especialistas apontam a necessidade em converter fábricas como um dos pontos essenciais para evitar um colapso total da economia. Além disso, faltam respiradores artificiais em todo o mundo, por isso é crucial que o Brasil produza esses itens essenciais no combate à doença.

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda Coronavírus | Como está o desenvolvimento da vacina contra a COVID-19?

De acordo com o Ministério da Saúde, o país tem 65.411 ventiladores mecânicos distribuídos de maneira desigual pelo território. Não se sabe ainda quantos podem ser necessários durante a pandemia. Nos EUA, são 200 mil respiradores mecânicos disponíveis, e um estudo estimou que podem ser precisos quase um milhão para combater os casos mais graves da COVID-19.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Google usa geolocalização de usuários para medir isolamento social pela COVID-19

Apr 3, 2020

Description:

O Google está usando dados de geolocalização dos usuários para elaborar relatórios direcionados às organizações e autoridades de saúde, a fim de auxiliar as entidades a medir o volume do isolamento social causado pelo avanço do vírus SARS-CoV-2 pelo mundo e determinar se as pessoas estão de fato seguindo as recomendações de quarentena estipuladas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A informação foi divulgada pelo próprio Google, em um post publicado em seu blog oficial e assinado por Jen Fitzpatrick (vice-presidente sênior de geolocalização) e Karen DeSalvo (Chief Health Officer, ou simplesmente “CHO”). Os relatórios produzidos pela empresa de Mountain View se valem de dados anônimos, com o Google ressaltando que nenhuma informação que possa levar à identificação individual de pessoas é coletada ou compartilhada.

Dados de navegação e geolocalização estão sendo usados pelo Google para criar relatórios destinados a entidades de saúde que combatem o novo coronavírus

O Google informa que seu relatório (o primeiro foi divulgado hoje, 3) “oferece informações pertinentes ao que mudou na ação de trabalhar de casa, abrigos locais e outras políticas direcionadas a ‘achatar’ a curva desta pandemia. Esses relatórios foram desenvolvidos com o intuito de fornecer auxílio enquanto são aderentes às nossas rígidas normas e protocolos de privacidade”, diz um trecho do post.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Leia mais: Google oferece US$ 800 milhões em créditos e doações no combate ao coronavírus Leia mais: Steam muda política de atualizações para evitar sobrecarregar internet

Outro trecho detalha o funcionamento da coleta de informações em si: “Os relatórios usam dados agregados e anônimos para catalogar tendências de movimento conforme o passar do tempo sobre uma determinada geografia, atravessando diversas categorias de locais, como comércio ou zona recreativa, mercados e farmácias, parques, estações de transporte público, locais de trabalho e de residência. Vamos mostrar essas tendências ao longo de diversas semanas, com a informação mais recente configurando as 48 a 72 anteriores [à divulgação de cada relatório]”.

O isolamento social é, segundo a OMS, a forma mais eficaz de prevenir contaminações pelo novo coronavírus: dados que o Google coleta para relatórios ressaltam a movimentação de pessoas diante da pandemia

Os dados só podem ser coletados de dispositivos que tenham a função de histórico de navegação acionados — um smartphone Android que navegue na internet pelo Chrome, por exemplo. O Google ressaltou, porém, que a função é desligada por padrão e sua ativação é feita manualmente pelo próprio usuário.

O intuito é, obviamente, o de auxiliar entidades de saúde a medirem o impacto da COVID-19, a doença que deriva do novo coronavírus, pelo mundo. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a doença uma pandemia de escala global e, segundo o mapa interativo de monitoramento da doença criado pelo próprio Google, já são 1.039.166 casos confirmados em escala global. No mundo todo, foram 55.092 mortes e 219.019 recuperados. A média é de 147,48 casos por milhão de pessoas, pelas informações de hoje de manhã.

Casos confirmados da Covid-19 já passaram da marca de 1 milhão pelo mundo

O avanço da COVID-19 pelo mundo vem causando extremas consequências tanto para empresas como para o cidadão comum, com grandes eventos dados como certos sendo adiados ou cancelados, destacando-se as Olimpíadas de Tóquio, a MWC 2020, o festival SXSW e o Festival de Cannes 2020 — este último, inclusive, oficialmente cancelado hoje cedo.

Leia mais: E3 2020 é cancelada por preocupações com coronavírus Leia mais: COI confirma novas datas para as Olimpíadas de Tóquio após adiamento

Os relatórios do Google serão disponibilizados publicamente, então você mesmo pode consultar as informações pertinentes ao dados que a empresa vem coletando. “Esta é uma época sem precedentes e vamos continuar a avaliar esses relatórios conforme recebemos o feedback de oficiais da saúde pública, organizações e grupos sociais, governos locais e da comunidade como um todo. Nós esperamos que estes insights colaborem com outras informações da saúde pública para ajudar as pessoas e comunidades a se manterem saudáveis e seguras”, diz a empresa, no post publicado.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Protótipo do foguete Starship falha mais uma vez em terceiro teste da SpaceX

Apr 3, 2020

Description:

A SpaceX realizou o primeiro teste com o terceiro protótipo do veículo espacial Starship (misto de foguete com nave) na madrugada desta sexta-feira (3) e, assim como aconteceu nos dois testes anteriores, o resultado foi uma explosão que destruiu o modelo SN3. Dessa vez, a falha parece ter sido consequência de um problema com o próprio teste.

O teste criogênico ocorreu nas instalações da empresa no sul do Texas, às 3 da manhã (horário local). Os tanques de propulsão do veículo foram preenchidos com nitrogênio líquido para a empresa se certificar de que a estrutura poderia suportar a alta pressão da temperatura criogênica, abaixo dos -150 ºC.

Pouco depois, no entanto, o veículo começou a amassar em um de seus lados, fazendo com que a parte superior do veículo tombasse.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

 

SpaceX revela mais sobre o Starship, que levará até 100 pessoas a outros mundos SpaceX pretende lançar Starship pela primeira vez em 2021 SpaceX mostra em vídeo como planeja levar pessoas ao espaço com o Starship

O CEO Elon Musk publicou rapidamente em seu Twitter uma mensagem sugerindo que a falha pode ter sido causada por um problema no próprio teste. "Veremos o que a revisão de dados diz pela manhã, mas isso pode ter sido um erro de configuração do teste", escreveu ele. Em outra publicação, Musk afirmou que algumas válvulas vazaram quando expostas à baixa temperatura. “Vamos consertar e testar de novo logo”, disse.

Em novembro de 2019, o protótipo Mark 1 sofreu uma falha durante um teste semelhante, resultando em pedaços da nave se espalhando pelo ar. O segundo protótipo chamado SN1 também explodiu em um teste de tanques criogênicos em 28 de fevereiro.

A SpaceX esperava que o SN3, caso fosse bem-sucedido no teste criogênico, seria usado para testes estáticos e voos curtos. Apenas após passar por todos esses experimentos o veículo poderá começar a fazer voos mais longos, acima da superfície terrestre. Quando tudo estiver correndo bem com os protótipos, a empresa seguirá no desenvolvimento da nave que será capaz de levar até 100 pessoas a destinos como Marte.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Galaxy Tab S6 começa a receber Android 10 com recursos da One UI 2.1

Apr 3, 2020

Description:

Os usuários do Galaxy Tab S6 na Alemanha já começaram a receber a atualização para o Android 10. A disponibilidade antecipada contraria uma possível alteração da Samsung em seu cronograma de atualizações por conta do novo coronavírus (SARS-CoV-2), vazada recentemente.

Linha Galaxy S20 ganha melhoria nas câmeras com atualização de abril Android 10 chega a mais dispositivos da Samsung: Galaxy A6+ e A10s

A princípio, a atualização (versão T865XXU2BTC7) está disponível para as versões LTE (4G) do Galaxy Tab S6 no país, mas as variantes com conexão Wi-Fi também devem receber o Android 10 em breve.

Tela de atualização do Galaxy Tab S6 alemão (Foto: SamMobile)

Os usuários terão a disposição, além do pacote de segurança do mês de março, a nova interface One UI 2.1 com as devidas correções de bugs e todos os recursos nativos da interface, como o Quick Share, que permite compartilhar arquivos entre dispositivos Galaxy com um simples toque. Confira todas as novidades da nova interface da Samsung.

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

A Samsung não anunciou um calendário de disponibilidade para outros países. No entanto, se você é dono de um Galaxy Tab S6, pode verificar manualmente na seção "Atualização de Software", nas configurações do tablet.

Adiamento forçado

O novo cronograma de atualizações citado acima foi obtido pelo site TuttoAndroid e diz respeito à previsão que os dispositivos da Samsung receberão o Android 10 na Alemanha. Mesmo que o Galaxy Tab S6 tenha sido mantido para abril, o calendário ainda pode ser respeitado. Veja a lista:

Esquerda: cronograma anterior / Direita: possível novo cronograma (Foto: TuttoAndroid)

Além disso, como o Brasil também está enfrentando a pandemia da COVID-19, é bem provável que a Samsung mexa no cronograma de atualizações por aqui.

Review completo do Galaxy Tab S6:

 

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Kojima gostaria de fazer jogadores se borrarem nas calças com novo game de terro

Apr 3, 2020

Description:

Hideo Kojima, considerado pai da série Metal Gear, chagou a iniciar o desenvolvimento de um jogo de terror para a série Silent Hill. Em 2014, o título até recebeu um teaser jogável, apelidado de P.T. (Playable Teaser), mas devido a embates com a KONAMI, foi cancelado.

Apesar disso, o designer japonês revelou que ainda tem vontade de trabalhar com o gênero. Nesta quinta-feira (2), ele ganhou o prêmio Fellowship dado pela BAFTA em reconhecimento do seu trabalho. Em su discurso, Kojima falou sobre trabalhar com títulos de terror novamente:

“Eu gostaria de fazer outro jogo de terror algum dia. Algo que use métodos revolucionários de criar terror, que não apenas faça você se mijar, mas cagar nas calças. Eu até tenho ideias em mente”, disse. Você não entendeu errado, ele quer que você se borre mesmo.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Em P.T., o jogador já tinha uma boa dose de medo. Era preciso seguir por uma série de corredores, sendo perseguido por um ser fantasmagórico cuja respiração era possível escutar de perto.

Konami desmente rumores de novo jogo de Silent Hill

“Foi uma coisa daquele momento, então não podemos usar o mesmo método. Eu me assusto fácil, então acho que poderia criar algo mais aterrorizante que talvez outros poderiam. Eu me assusto com coisas tipo a escuridão e imagino sombras de fantasmas no escuro. Bem como Hitchcock e Spielberg fizeram”, contou.

O teaser foi um grande sucesso e um dos games abandonados mais lembrados pelos jogadores em todos os tempos. Apesar de demonstrar vontade e dizer que já tem ideias na cabeça, a Kojima Productions ainda não anunciou o desenvolvimento de nenhum novo game. O último título da companhia, Death Stranding, lançado em novembro de 2019, deve chegar ao PC em junho.

Análise | Death Stranding e a tentativa de criar laços em um mundo desgarrado

O Fellowship é dado a pessoas cujo trabalho em entretenimento e arte é notório. A premiação é entregue pela BAFTA, sigla para British Academy of Film and Television Arts, órgão do Reino Unido que reponde por profissionais dessas categorias. De forma análoga, seria como a Academia que nomeia os indicados e vencedores ao Oscar no cinema.

Com isso, Kojima entra para a lista de produtores de games que receberam um Fellowship em vida, ao lado de Tim Schafer, John Carmack, Gabe Newell, Peter Molyneux, Will Wright e Shigeru Miyamoto.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Pesquisa no RS busca números mais precisos de infectados com coronavírus

Apr 3, 2020

Description:

Um dos grandes desafios para conter o avanço do novo coronavírus (SARS-CoV-2) é encontrar os infectados que ainda não apresentaram sintomas no meio de população. Todos os grande centros mundiais que têm conseguido agir proativamente nesse sentido, a exemplo da Islândia e Coreia do Sul, apresentam menor taxa de disseminação. O problema reside na quantidade de testes disponíveis e, agora, uma pesquisa inédita no Brasil, anunciada na segunda-feira (30) pelo governo do Estado do Rio Grande do Sul, vai realizar uma busca mais precisa, inclusive dos assintomáticos.

Ter um número mais realista do contingente de pessoas atingidas ajuda bastante as autoridades a agirem contra a COVID-19, e não apenas se prevenirem. Segundo o comunicado, quando os primeiros resultados surgirem, o estudo será uma das principais referências nacionais na definição de estratégias de enfrentamento da pandemia.

Desinfecção em Porto Alegre (Imagem: Reprodução/Cesar Lopes/PMPA - Fotos Públicas)

A iniciativa terá coordenação do reitor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pedro Curi Hallal, que será o líder de um grupo de especialistas de outras quatro universidades federais do Rio Grande do Sul. Esse é um projeto do Comitê de Análise de Dados sobre a pandemia, instituído há poucos dias, e reúne pesquisadores do Departamento de Economia e Estatística (DEE/Seplag), técnicos e colaboradores externos das principais instituições de ensino superior e de hospitais.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

Como será feita a pesquisa?

A primeira rodada de aplicação dos testes por amostragem deve ocorrer a partir desta quinta-feira (2), assim que os kits disponibilizados pelo Ministério da Saúde chegarem ao Rio Grande do Sul. A expectativa é de que as quatro pesquisas de campo, que devem ser realizadas em um intervalo de duas semanas, consigam coletar 4,5 mil amostras cada — com um total de 18 mil exames.

Doutor em Epidemiologia, Hallal disse que será possível colher os resultados iniciais sobre a prevalência da COVID-19 na região dois dias após as avaliações. "Ao conhecermos a proporção de infectados e a velocidade de expansão da doença, poderemos recomendar estratégias para os serviços de saúde baseadas em dados reais, da nossa própria população. É algo que todos os governos, locais, regionais e nacionais precisam nesse momento", explicou o reitor.

Desinfecção em Porto Alegre (Imagem: Reprodução/Cesar Lopes/PMPA - Fotos Públicas)

Atualmente, os testes são realizados apenas nos casos de internação. Como não é possível distribuir os kits para toda a população, esse estudo pode estimar com mais precisão a dimensão do contágio, a partir de exames em pessoas selecionadas — normalmente as que estiveram em regiões de risco, as que sentem sintomas mais característicos e ainda não desenvolveram quadros graves ou as que tiveram contato com infectados.

Por que esse tipo de pesquisa é importante?

Os dados coletados podem apontar o grau de letalidade da COVID-19 e um número mais realista de infectados em uma região. Isso ajuda a estabelecer a quantidade de Unidades de Terapia Intensiva UTIs), equipamentos e pessoal necessário para agir, de acordo com a demanda. Além disso, é possível compreender o estágio de disseminação e determinar quanto tempo o confinamento deve durar — amenizando assim, o impacto econômico e social do distanciamento social.

O Ministério da Saúde agora corre para aplicar esse modelo de pesquisa em todo o Brasil, a partir do próximo dia 9. De acordo com Hallal, o programa precisa de R$ 30 milhões para ser realizado em todo o país, mesmo com a ajuda das universidades federais. Para ter uma amostragem em todo o território, seriam necessários 33,5 mil testes em cada uma das três rodadas previstas para acontecer nos intervalos de duas semanas — com um total de 99.750 pessoas avaliadas. No Rio Grande do Sul, as duas primeiras etapas serão patrocinadas pelo governo federal, enquanto as outras duas devem ter apoio da iniciativa privada.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Olha o gás: como comprar botijão de gás para sua casa usando aplicativos

Apr 3, 2020

Description:

O botijão de gás é um item essencial para grande parte das residências brasileiras. No período de isolamento, a circulação tradicional dos caminhões de gás pode ser reduzida, mas ainda é possível comprar os botijões pela internet. Isso evita a incômoda situação de não ter gás na cozinha enquanto prepara alguma refeição.

Melhores aplicativos para entrega de objetos

Existem sites e aplicativos que fazem a busca por revendedores e entrega dos botijões em domicílio, incluindo informações sobre o frete e o tempo de entrega. Confira as principais opções para fazer os pedidos de gás.

Chama Chama reúne revendedores das principais marcas (Foto: Reprodução/André Magalhães)

O Chama é um aplicativo para Android e iOS que filtra os preços de revendedores pela região. O usuário pode escolher a melhor opção ao comparar preços, tempo de entrega e frete, e o pagamento é feito diretamente com o entregador por cartões de crédito, débito e dinheiro. A cobertura já inclui a Grande São Paulo e Belo Horizonte.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Como usar o Rappi para pedir remédio em farmácias 24 horas Fogás

As principais empresas distribuidoras de gás do Brasil possuem aplicativos próprios para a compra e entrega dos botijões. O app da Fogás, disponível para Android e iOS, permite a localização de revendedores mais próximos e o pagamento por cartão direto pelo celular, além de prometer uma entrega mais rápida. São atendidas cidades nos estados de Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Roraima.

Como fazer compras de supermercado usando aplicativos durante a quarentena Ultragaz

Outra rede com app próprio é a Ultragaz, com o Ultragaz Connect. Encontrado na Google Play Store e na App Store, também localiza os revendedores próximos e repassa os pedidos. Os pagamentos são feitos na hora da entrega. Nesse caso, é necessário conferir diretamente pelo software se a região é atendida.

Além disso, a Ultragaz possui um canal no aplicativo que atende em todo o Brasil, permitindo o pagamento direto pelo celular. Para acessar, clique aqui.

Supergasbras é uma das distribuidoras com aplicativo próprio (Foto: Divulgação/Supergasbras) Supergasbras

A Supergasbras também possui um aplicativo (Android e iOS) com funcionamento semelhante aos anteriores. É possível receber uma estimativa do tempo de entrega pelo próprio revendedor e disponibiliza diferentes formas de pagamento. Atende as regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Vitória, Curitiba, Londrina, Porto Alegre, Florianópolis, Brasília e Itabira.

Nacional Gás Site da Nacional Gás monta um formulário de pedidos (Foto: Reprodução/André Magalhães)

O site da Nacional Gás possui uma categoria própria para entrega de botijões. O usuário preenche um formulário, repassado para a rede de revendadores, que em seguida realiza a entrega. Para acessar, clique aqui.

E você, já usou algum desses aplicativos? Como costuma pedir gás na sua cidade?

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Após aval do ministro da Saúde, empresas financiam produção de máscaras

Apr 3, 2020

Description:

A falta de máscaras cirúrgicas e N95 tem sido um grande obstáculo nos centros hospitalares, pois elas são fundamentais para que os profissionais de saúde não se contaminem com o novo coronavírus (SARS-CoV-2). Com a alta demanda, o ministro Luiz Henrique Mandetta passou a incentivar o uso dos modelos caseiros de pano. Para ajudar no abastecimento emergencial, empresas vêm se unindo no financiamento e produção de mais protetores faciais.

Um exemplo: a Hotmart, startup de educação online, e a Trem Maker, comunidade de laboratórios de inovação de Minas Gerais, anunciaram parceria voluntária para a fabricação das versões chamadas “face shields”, que são aqueles “escudos” transparentes que cobrem toda a face dos usuários. O material é criado a partir de impressão 3D e segue o padrão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Essas máscaras podem ser higienizadas e reutilizadas e serão distribuídas gratuitamente.

Imagem: Divulgação/Hotmart

Segundo o empresário Daniel Lopes, um dos idealizadores do projeto, já foram doadas mais de mil unidades. O objetivo é aumentar a capacidade de fabricação, chegando a mais de 500 por dia. "Percebemos que poderíamos aplicar todo o nosso conhecimento para ajudar as pessoas em um momento tão delicado como o que estamos vivendo. Os protetores estão sendo impressos em massa”, pontuou.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Além do suporte de profissionais para ajudar na produção e distribuição dos equipamentos, a Hotmart criou um fundo de R$ 1 milhão, que deve ser destinado, principalmente, a hospitais e escolas. O projeto ainda conta com uma rede de colaboração que inclui makers” (pessoas que desenvolvem produtos por conta própria), instituições de ensino e voluntários. Para solicitar o equipamento ou contribuir basta acessar o link https://tremmaker.com.br.

Ford anuncia produção de 50 mil máscaras

A montadora de veículos também está trabalhando na causa e deve usar suas instalações em Camaçari, na Bahia, e de Pacheco, na Argentina, para também fabricar “face shields”, máscaras com barreira acrílica para uso em linha de produção. A companhia usou sua cadeia de suprimentos, manufatura e logística para conseguir gerar um número massivo em tempo recorde. Todo o trabalho foi realizado por voluntários. A distribuição nos pontos de serviço será coordenada por meio das Secretarias de Saúde e da Cruz Vermelha.

Imagem: Divulgação/Ford

A Ford também se uniu à força-tarefa formada pelo CNI/SENAI e outras empresas para a recuperação de respiradores mecânicos descartados ou com necessidade de manutenção. Além disso, a companhia vem disponibilizando veículos à Cruz Vermelha no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Peru, para auxiliar no trabalho com o transporte de equipes e suprimentos. A frota inclui os modelos Transit, Fusion, EcoSport, Ranger e Ka, além de uma ambulância.

E, para ajudar os consumidores que financiaram seus veículos pela Ford Credit, a montadora anunciou a possibilidade de postergação de até três parcelas para o final do contrato.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Coronavírus pode entrar em breve na segunda onda de infecções pelo Brasil

Apr 3, 2020

Description:

A China e outros países asiáticos que neste momento vivem um aparente controle da epidemia inicial do novo coronavírus (SARS-CoV-2), ainda estão em alerta. Isso porque, embora os números de casos confirmados e mortes tenham caído drasticamente, autoridades de saúde notaram que, diferente de outras crises do passado, esse patógeno parece persistir por mais tempo, principalmente porque ele ainda se alastra com muita amplitude e velocidade em várias partes do mundo.

Assim, as localidades que apresentaram o início da pandemia agora têm vivido uma segunda onda de infecções, especialmente por conta de agentes “importados”. E um estudo realizado recentemente por aqui indica que o Brasil também vai sofrer uma nova investida da doença muito em breve, após os primeiros registros de contaminação em solo nacional, no dia 25 de fevereiro.

Imagem: Reprodução/Marcelo Pinto - Fotos Públicas

Embora ainda não tenhamos nem mesmo chegado ao pico da primeira onda, há a possibilidade de termos a segunda prematuramente, especialmente se as medidas de distanciamento social e redução de deslocamento não estiverem em plena atividade. O maior alerta fica com relação à disseminação do novo coronavírus no trecho do litoral entre o Rio Grande do Sul e a Bahia, onde vive a maior parte da população brasileira.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Essa previsão foi apresentada no dia 25 de março e publicada na segunda-feira (30), na revista científica Fapesp, a partir da análise de um grupo de pesquisadores formado da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da Fundação Getulio Vargas (FGV), ambas no Rio de Janeiro.

Projeção vem do aumento da movimentação do vírus nas metrópoles

“Acreditamos estar na iminência da segunda onda, porque os centros urbanos que tinham alta probabilidade de ter transmissão do vírus já estão apresentando casos de Covid-19”, disse o físico Marcelo Ferreira da Costa Gomes, da Fiocruz, que conduz o grupo de pesquisas. No dia 27 de março, quando a equipe avaliava a previsão inicial, o Brasil registrou 3.417 casos da infecção e 92 mortes. Além de São Paulo e do Rio, os mais afetados pela epidemia, outros sete estados acumulavam mais de 100 casos, quase sempre nas capitais.

No primeiro trabalho, os pesquisadores analisaram o fluxo aéreo de pessoas que partiam do Rio de Janeiro e de São Paulo, as duas primeiras cidades com registro de transmissão regular, para outras capitais e municípios de grande porte. Eles também consideraram a movimentação terrestre de pessoas que trabalham ou estudam em centros maiores e se deslocam para os menores, onde residem. Além de São Paulo e do Rio, outras metrópoles (Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Brasília, Recife e Salvador) e localidades do Vale do Paraíba apresentaram contágio.

Imagem: Reprodução/Revista Fabesp

Assim como na China e nos países asiáticos, há o risco dos casos importados por aqui, mas a dimensão do Brasil liga um alerta maior para uma segunda onda relacionada à dispersão regional, principalmente por meio dos municípios mais conectados por via terrestre às capitais onde a transmissão já está estabelecida.

Nesse segundo momento, a faixa comprometida estaria entre Porto Alegre e Salvador, além de municípios vizinhos das capitais na Paraíba e no Ceará; nos entornos de Cuiabá, Goiânia e Distrito Federal; e Foz do Iguaçu. O que será determinante para a velocidade de disseminação é a eficácia das medidas de distanciamento e isolamento social.

Pesquisadores avaliam eficácia do confinamento

Nas simulações mais recentes, os pesquisadores estimaram o efeito da restrição de viagens entre municípios e do distanciamento social para reduzir a disseminação do vírus. Eles verificaram que só se consegue retardar de modo significativo a chegada do vírus a esses municípios quando as duas diretrizes de restrição forem bem realizadas em conjunto.

Imagem: Reprodução/Revista Fabesp

De acordo com esse levantamento, sem distanciamento social, os primeiros casos surgem em um município de cinco a 20 dias depois da transmissão sustentada na capital. O menor prazo ocorre quando há uma redução de 30% nas viagens intermunicipais e, o maior, quando a limitação é de 80%. O tempo de contágio aumenta de 27 a 70 dias quando um terço da população do município isola-se em casa.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Golpe usa coronavírus para bloquear acesso ao computador

Apr 3, 2020

Description:

Um novo golpe que chega por e-mail é capaz de travar completamente o acesso do usuário ao Windows, usando o coronavírus como tema para se instalar, da mesma forma que tantas outras pragas virtuais do momento. A diferença deste malware em relação aos outros, e também ao funcionamento usual dos ransomwares, é que ele não pede resgate para liberação dos arquivos e parece mais uma forma de causar incômodo e dor de cabeça — somente isso.

A praga foi descoberta pela empresa de segurança Malware Hunter e é chamada, simplesmente, de coronavírus, chegando por mensagens enviadas em massa, principalmente por e-mail. Uma vez executada, a partir de um arquivo chamado COVID-19.exe, ela altera o Master Boot Record (MBR) do Windows, o conjunto de arquivos em um HD que indica a localização do sistema operacional e serve para que ele seja ativado para uso.

Malware usa coronavírus para travar acesso do usuário ao sistema operacional; dinheiro não é exigido e liberação exige apenas uma combinação no teclado (Imagem: Reprodução/Bleeping Computer)

O que o malware faz, basicamente, é forçar uma reinicialização do Windows após extrair uma série de informações, configurar programas para iniciarem automaticamente e executar um arquivo .BAT, que faz alterações no sistema. Uma vez reiniciado, o computador exibe apenas uma mensagem de erro, afirmando ter sido contaminado pelo coronavírus, com o usuário ficando sem acesso a arquivos e aplicativos.

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

Felizmente, resolver o problema é simples, bastando pressionar as teclas Ctrl+Alt+Esc. Ao contrário do que faz a maioria dos ransomwares, o coronavírus não pede dinheiro em troca da liberação dos dados e nem mesmo aplica criptografia sobre eles, simplesmente removendo os arquivos do Master Boot Record para outra localidade, os substituindo por uma versão personalizada. Sendo assim, para resolver a questão, basta que eles sejam recolocados no lugar original.

De acordo com especialistas, a nova praga é, basicamente, uma variante de outra criada pelo grupo intitulado RedMist, mas que usava a figura do Lula Molusco. O funcionamento é o mesmo, com o personagem aparecendo em uma versão bizarra para avisar que o acesso aos arquivos e o sistema operacional foi bloqueado; a liberação também acontecia com a combinação Ctrl+Alt+Esc.

Os ransomwares se tornaram a febre do momento, com pessoas confinadas às suas casas e dependendo de computadores pessoais, teoricamente menos seguros, para trabalharem. Neste caso, entretanto, a indicação dos especialistas é que se trata apenas de trollagem, com diferentes variantes de manipuladores de MBR aparecendo ao longo das últimas semanas usando imagens de seriados, demônios ou simples textos indicando que o computador foi travado, todos criados a partir de uma mesma ferramenta básica para esse fim.

Isolamento e home office levaram a aumento em ataques de ransomware no Brasil Brasil está entre maiores fontes de ataques usando Internet das Coisas Fraudes de e-mail geraram US$ 1,7 bilhão em perdas para empresas

Ainda que não causem maiores danos ou dores de cabeça, a recomendação de segurança de sempre vale aqui. Fique atento e evite clicar em links ou baixar arquivos que chegam por e-mail ou mensageiros instantâneos, mesmo que eles tenham sido supostamente enviados a partir de fontes conhecidas.

Caso o computador seja infectado com um ransomware que efetivamente exige dinheiro, o ideal é não realizar o pagamento, já que ele não é garantia de que os dados serão liberados. O ideal é interromper o uso do equipamento, avisar o departamento de TI caso o computador esteja ligado a uma rede corporativa e buscar auxílio técnico para verificar a possibilidade de liberar os arquivos.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Coronavírus atinge o recorde de 1 milhão de infecções em todo o mundo

Apr 3, 2020

Description:

A pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) vem atingindo níveis preocupantes em todo o mundo. Nesta quinta-feira (2), o número de casos chegou recorde de mais de 1 milhão de confirmações, de acordo as estatísticas oficiais da Newsbreak, que agrega números de fontes oficiais como o Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos e a Organização Mundial da Saúde (OMS). Os Estados Unidos são o atual epicentro e a previsão é de que o patógeno continue se espalhando com rapidez — a Casa Branca estima entre 100 mil e 240 mil mortos por conta da COVID-19.

A cidade de Nova Iorque, que concentra o maior número de positivos em solo ianque, corre para se preparar para o aumento de vítimas, à medida que o pico se aproxima. O governador democrata Andrew Cuomo recorreu ao Twitter para lembrar aos cidadãos a gravidade da situação. “Todo condado de Nova Iorque já relatou um caso de coronavírus. Este vírus marchou por todo o nosso estado. Temos condados com mais vacas que pessoas. Isso não parou. Urbano, suburbano e rural: todos somos afetados. Em seguida, marchará pela nossa nação”, postou.

Every county in New York has now reported a Coronavirus case.

This virus has marched across our state.

We have counties with more cows than people. That didn’t stop it.

Urban, suburban, and rural: We're all affected.

It will march across our nation next.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

— Andrew Cuomo (@NYGovCuomo) April 2, 2020

A economia do país já começa a sentir o impacto brutal da pandemia, com um aumento de 3.000% em seu número de desempregados. Mais de 6,6 milhões de trabalhadores entraram na primeira rodada de benefícios para conter a crise, na semana passada. Até agora, os Estados Unidos acumulam mais de 240 mil casos, com 5,8 mil mortes e mais de 25 mil positivos somente nesta sexta. Nas últimas 24 horas, foram 698 óbitos.

Curva em ascendência

O Instituto de Métricas de Saúde da Universidade de Washington disponibilizou uma ferramenta que mostra uma projeção em cada estado, com o gráfico que ilustra a curva de confirmações em relação à capacidade de atendimento. A expectativa é de que a epidemia alcance seu pico no dia 15 de abril, quando são esperadas 2.271 mortes em um só dia.

Imagem: Reprodução/Instituto de Métricas de Saúde da Universidade de Washington

As autoridades de saúde ainda estão correndo para produzir uma vacina bem-sucedida, ao mesmo tempo em que aumentam as pesquisas terapêuticas, para descobrir o melhor tratamento para os doentes. A Casa Branca comunicou que o distanciamento social deve permanecer em vigor pelo menos até o dia 30 de abril.

Curas

Apesar das notícias mostrarem que, desse total de infectados, cerca de 53 óbitos foram registrados até agora, segundo a Bloomberg, o outro lado da moeda traz esperança: mais de 210 mil pessoas já se curaram da COVID-19 ao redor do mundo. Por isso é importante frear a disseminação do vírus e respeitar as medidas de segurança, como manter a higiene das mãos e evitar contato próximo com outras pessoas.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

YouTube começa a testar recurso de vídeos curtos estilo TikTok

Apr 3, 2020

Description:

Há poucos dias, foi revelado que o YouTube estaria trabalhando em um novo formato de conteúdo para a plataforma, de olho no crescimento do TikTok, principalmente. Chamado Shorts, o recurso partiria basicamente da mesma premissa da rede social de origem chinesa, aproveitando a gigantesca base de usuários do site de vídeos.

O que é bitrate e como isso influencia na qualidade dos vídeos? YouTube cria seção exclusiva para notícias sobre o coronavírus

Eis que a função, aparentemente, já está em teste. Inserida discretamente junto às histórias quando você abre um vídeo, já é possível assistir publicações curtas, geralmente de menos de um minuto, com título e interface levemente diferentes, sem os comentários, por exemplo. Nos vídeos curtos, você vai ver horário, título e o nome do criador no canto superior, em vez de somente o avatar do canal, como acontece nas Histórias.

Aparentemente, não há uma maneira específica de subir esse tipo de conteúdo. O usuário faz o upload de um vídeo qualquer, que não seja muito longo, filmado ou ao menos editado na vertical, e o YouTube recomenda junto às Histórias. Por enquanto, só dá para ver em um smartphone.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

História, no centro, e um vídeo curto, à direita (Imagem: Captura de tela/Felipe Junqueira)

Para ver um desses vídeos curtos, basta abrir uma publicação e descer um pouco — não é sempre que vai aparecer a sessão “Histórias e vídeos curtos”. Caso seja mostrada, você vai poder ver uma série de postagens do tipo. E aí fica claro que não existe a limitação para canais com o mínimo de 10.000 inscritos.

Ainda não está claro se esse é realmente o recurso descoberto em reportagem publicada durante a semana, pois o YouTube não divulgou nada oficialmente sobre a nova função. É possível que seja apenas um teste, também.

Você já está vendo essa área de "histórias e vídeos curtos" no YouTube? Conseguiu enviar um vídeo que está sendo entregue dessa maneira? Conta pra gente nos comentários!

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Linha Galaxy S20 ganha melhoria nas câmeras com atualização de abril

Apr 3, 2020

Description:

A Samsung começou a liberar a atualização de abril às versões LTE (4G) do Galaxy S20, S20+ e S20 Ultra. A nova versão, que traz as aguardadas melhorias nas câmeras dos smartphones, está disponível para mais países da Ásia e África, porém o Brasil ficou de fora – novamente.

Câmeras do Galaxy S20 Ultra apresentam problemas, mas Samsung já tem uma solução

No início da semana, usuários coreanos começaram a receber o update, versão G98xFXXU1ATCT, já disponível na China, Hong Kong e Taiwan. Agora, usuários da África do Sul, Emirados Árabes Unidos, Rússia, Nepal e Israel podem receber as melhorias. A atualização também inclui o pacote de segurança mais recente.

Atualização disponível (Foto: Sam Mobile)

O Brasil, que possui as versões LTE (4G) do Galaxy S20, continua aguardando a atualização. Os brasileiros se juntam aos usuários das versões com 5G, também não contemplados com o update.

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

Com isso, a Samsung espera corrigir, principalmente, o foco automático do Galaxy S20 Ultra. Em março, a empresa já havia disponibilizado uma atualização para solucionar uma série de problemas com os aparelhos, incluindo lentidão na abertura de apps, superaquecimento nas versões com processador Exynos e bugs nas câmeras.

Hands-on com os novos Galaxy S20, S20+ e S20 Ultra:

 

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Um Lugar Silencioso 2 e Top Gun: Maverick ganham nova data de estreia no Brasil

Apr 3, 2020

Description:

A COVID-19 começou a se espalhar pelo mundo e atingiu diversos países em que produções estavam em andamento, como quando Tom Hanks foi diagnosticado na Austrália ou quando as filmagens de Matrix 4 em Berlim foram suspensas. Entendendo que a pandemia não passaria de um dia para o outro, os estúdios começaram a suspender as produções por tempo indeterminado.

Embora a medida tenha sido a ideal em termos de saúde, economicamente estúdios e cinemas vêm sofrendo com o período de isolamento e, esperançosos, já começam a remarcar as estreias para períodos em que as previsões estipulam que tudo vai estar mais calmo.

Filmes, Séries, Musicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Top Gun: Maverick (Imagem: Paramount Pictures)

A Paramount Pictures Brasil é uma delas. Em comunicado enviado ao Canaltech nesta sexta-feira (3), a empresa disse fez uma nova análise do cenário atual de combate à pandemia e chegou a um novo calendário para suas estreias, de maneira que não ofereça riscos para o público. "Felizmente, conseguiremos mantê-los [os filmes] dentro do ano de 2020 e acreditamos que serão importantes para atrair grande público aos cinemas do Brasil”, comentou a distribuidora.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Rick and Morty | Segunda parte da 4ª temporada ganha trailer e data de estreia Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 Suposta data de estreia para The Witcher na Netflix era falsa

Juntamente com esse comunicado, foram divulgadas as novas datas de estreia de três dos principais filmes do estúdio: Bob Esponja: O Incrível Resgate ficou para 30 de julho de 2020, Um Lugar Silencioso - Parte II irá estrear em 3 de setembro de 2020 e, finalmente, Top Gun: Maverick chegará aos cinemas próximo ao Natal, em 23 de dezembro de 2020.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

COVID-19: Alemanha discute "passaporte de imunidade" para curados da doença

Apr 3, 2020

Description:

Pesquisadores alemães vão estudar a criação de um “passaporte de imunidade” para que algumas pessoas possam voltar a trabalhar em meio à pandemia de COVID-19. A proposta já vem sendo discutida no Reino Unido, mas a Alemanha disse que só vai cogitar a possibilidade após testes acadêmicos sobre o assunto. 

A proposta é conseguir identificar quem já teve a doença e pode ter sido imunizado, para que volte a cumprir trabalhos que seriam arriscados no momento. O estudo está sendo feito em conjunto com uma série de instituições na Alemanha. São elas o Robert Koch Institute, o Centro Alemão de Pesquisas em Infecção e o Instituto de Virologia do hospital Charite, organizados pelo setor de saúde pública do governo. 

No total, serão testados mais de 100 mil voluntários em meados de abril, sendo que outras pessoas também passarão pelo mesmo protocolo para identificar o progresso da pandemia no país. Quem for testado como curado para a COVID-19 pode vir a ter um passaporte para poder voltar a trabalhar. Assim, o governo local acredita que possa agilizar o retorno da quarentena.

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

Contudo, um dos entraves é que estudos sobre imunidade pós-contágio do novo coronavírus ainda não são conclusivos. Para o membro do novo conselho do governo alemão para a COVID-19, Peter Openshaw, em entrevista para o The Guardian, pessoas recuperadas e testadas para anticorpos para a COVID-19 poderiam já ser imunizadas. 

Pesquisadores pegam como exemplo o tratamento com outros coronavírus, como o da SARS. Já se sabe no meio acadêmico que, para esta doença, uma pessoa ganha imunidade de até um ano (o que é considerado pouco para medicina). No pior dos casos, informa o professor, tal resistência seria de três meses, como acontece após infecções por outros coronavírus. Contudo, este raciocínio, sem testes, é mantido no campo da especulação. 

“Pode acontecer deste coronavírus causar uma resposta imunológica bastante forte, que poderia durar e proteger por mais tempo, talvez, um ano ou até cinco. Contudo, não sabemos, pois é um novo vírus”, apontou o político ao The Guardian.

Estado de SP vai usar IA para avaliar deslocamentos e efeitos da quarentena Governo vai usar sistema automatizado de ligações para monitorar COVID-19

Por conta disso, ele afirma que tais pessoas precisariam ser acompanhadas com frequência para garantir que não fossem novamente infectadas. 

Outra questão também pode ser social. Há um medo de que pessoas, principalmente os mais jovens, queiram contrair a doença propositadamente para alcançar imunidade e, assim, poder voltar logo a trabalhar. 

Até o momento, a Organização Mundial da Saúde aponta somente o distanciamento social, acompanhado do monitoramento da doença nos países como modo mais eficaz de combater a COVID-19. 

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

B2B or not 2B | Resumo semanal do mundo da tecnologia corporativa (30/3 a 3/4)

Apr 3, 2020

Description:

Bem-vindo ao nosso resumo semanal do mundo corporativo. Toda sexta-feira selecionamos as principais notícias que rolaram nos últimos dias para você ficar por dentro dos assuntos mais relevantes do momento. De estratégias de negócios até problemas judiciais, aqui você se atualiza em poucos minutos. Confira!

Cursos gratuitos

A TOTVS anuncia a abertura de 1600 vagas para cursos e treinamentos totalmente online e gratuitos, que serão realizados durante o mês de abril. Os treinamentos, que terão transmissão ao vivo pela internet, serão focados em produtos TOTVS das linhas Protheus e RM, bem como do produto TOTVS Moda (solução para toda a cadeia de produção têxtil). Ao todo, serão 32 turmas com 50 vagas para cada uma.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

A plataforma DNA Educação, empresa parceira da TOTVS, também vai liberar gratuitamente, a todos que quiserem participar, o Programa de Sucesso do Estudante (PSE). A série consiste em um curso com 10 semanas de duração no qual o aluno terá acesso a encontros transmitidos ao vivo para se capacitar e debater temas sobre como preparar seu currículo, entrevistas de emprego, autoconhecimento, colaboração, ideais de vida e como desenvolver uma carreira de sucesso, seu plano de carreira.

Cada encontro ao vivo terá uma hora de duração e acontecerá sempre às quintas-feiras às 20h (horário de Brasília).

Vagas abertas

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou essa semana que a taxa de desemprego no Brasil subiu 11,6% no trimestre encerrado em fevereiro. O aumento foi de 479 mil na comparação com o período encerrado em novembro. Hoje existem mais de 12 milhões de desempregados no país e a tendência é de um cenário ainda pior devido aos impactos do coronavírus sobre a economia.

Mas nem tudo é tragédia. Levantamento recente, realizado pela Revelo, empresa de tecnologia em Recursos Humanos, aponta aumento de 15% nas contratações de posições ligadas a operações e tecnologia. Além disso, com a quarentena, o e-commerce, especialmente no setor de alimentos, tem tido um forte aumento nas venda e consequentemente demanda por novos profissionais.

Selecionamos oito empresas com vagas abertas. Leia a matéria completa pra saber mais e acessar as oportunidades.

Fim de papo

Depois de intensas críticas e farpas trocadas até mesmo com o alvo de sua compra, a Xerox enfim desistiu de adquirir a HP Inc., divulgando via comunicado que o foco agora a saúde e segurança de seus funcionários frente ao avanço do SARS-CoV-2, o novo coronavírus. A Xerox é uma das muitas empresas que, frente à pandemia global, estabeleceu o trabalho remoto para os colaboradores.

Xerox e HP vinham trocando ataques nada velados entre si por causa de uma oferta de compra feita pela primeira formalmente recusada pela segunda. Basicamente, a Xerox propôs um valor de aquisição que a HP recusou. Não contente em levar uma resposta negativa, ela adotou a abordagem do que o “economês” chama de “aquisição hostil”, repetindo a proposta, mas desta vez levando-a diretamente aos acionistas e investidores da HP.

Os valores originais da proposta feita pela Xerox nunca foram divulgados, mas é importante ressaltar que, passada a pandemia do novo coronavírus, nada impede que a empresa tente novamente forçar a aquisição.

Fraudes em alta

Os golpes direcionados a empresas e utilizando e-mails como vetor apresentaram amplo crescimento em 2019, mais do que consolidando a prática como uma das mais lucrativas e eficazes para os hackers. Dados da Palo Alto Networks indicam crescimento de 172% nesse tipo de fraude em 2019, com mais de um milhão de tentativas diferentes registradas apenas no ano passado e foco em setores específicos, principalmente os profissionais, jurídicos e de alta tecnologia.

A constatação está de acordo com um relatório divulgado pelo FBI em setembro de 2019 que aponta perdas de US$ 1,7 bilhão apenas nos oito primeiros meses do ano passado somente nos Estados Unidos, com o total global ultrapassando US$ 26 bilhões entre 2016 e 2018. Segundo a agência, é um número maior do que o registrado pelos dois malwares mais perigosos dos últimos anos, o WannaCry, que levou a um prejuízo de US$ 4 bilhões, e o NotPetya, com US$ 10 bilhões.

Segundo a pesquisa da Palo Alto Networks, golpes focados em e-mails corporativos foram registrados em 177 países. O Brasil ainda tem números baixos, com 2,2 mil tentativas de fraude em 2019, enquanto a Nigéria aparece como a principal fonte desse tipo de tentativa de intrusão, com mais de 500 novas amostras de malware ou fraudes únicas sendo produzidas todos os meses pelos criminosos do país.

Para ajudar nessa tarefa, a empresa divulgou uma lista completa dos malwares e domínios associados à prática, enquanto o relatório completo traz mais informações técnicas e dicas do que pode ser feito para evitar intrusões nas redes corporativas. Além disso, a companhia disse trabalhar lado a lado com as forças policiais, compartilhando informações que possam ajudar em investigações sobre os responsáveis pelas práticas.

Computadores voluntários

A Scripps Research, centro de pesquisa médica norte-americano sem fins lucrativos que se concentra na pesquisa e educação nas ciências biomédicas, desenvolveu um projeto, chamado "OpenPandemics - COVID-19", para ajudar cientistas na busca por compostos químicos que podem ser eficazes contra a COVID-19. Qualquer pessoa no mundo com um PC, laptop ou Mac, com conexão à internet pode ajudar.

Os computadores dos voluntários realizarão pequenos experimentos virtuais para identificar compostos químicos, incluindo os existentes nos medicamentos, que poderiam ser potencialmente usados como possíveis tratamentos ao novo Coronavírus. Os compostos que se mostrarem promissores para o tratamento serão submetidos a mais testes e análises.

O projeto será hospedado no World Community Grid da IBM, um recurso computacional de crowdsourcing e fornecido gratuitamente para os cientistas. Os voluntários não precisam ter nenhum conhecimento técnico especial para participar; o processo é automático.

Basta fazer o download de um aplicativo que funciona quando os dispositivos estão ociosos ou com pouco uso. Operando em segundo plano discretamente e sem diminuir a velocidade dos sistemas dos usuários, o aplicativo distribui atribuições computacionais e retorna cálculos concluídos aos pesquisadores, tudo via nuvem da IBM.

Adiamento

O Senado aprovou por unanimidade o adiamento da aplicação de sanções ligadas à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Em sessão remota realizada no início da tarde desta sexta-feira (3), os parlamentares decidiram que as penalizações ligadas ao não cumprimento das normas somente poderão ser aplicadas a partir de agosto de 2021, um ano depois do prazo originalmente aprovado pelo governo.

De autoria do senador Antônio Anastasia (PSD/MG), a PL modifica não apenas a LGPD, como também diferentes instâncias do direito privado, permitindo a alteração em contratos de aluguel e até do Código de Defesa do Consumidor. A ideia é dar às empresas maior segurança jurídica, de forma que elas não sejam penalizadas por reflexos das recomendações de isolamento social, parte do combate à pandemia do novo coronavírus.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Senado aprova adiamento da LGPD para agosto de 2021

Apr 3, 2020

Description:

O Senado aprovou por unanimidade o adiamento da aplicação de sanções ligadas à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Em sessão remota realizada no início da tarde desta sexta-feira (3), os parlamentares decidiram que as penalizações ligadas ao não cumprimento das normas somente poderão ser aplicadas a partir de agosto de 2021, um ano depois do prazo originalmente aprovado pelo governo.

De autoria do senador Antônio Anastasia (PSD/MG), a PL modifica não apenas a LGPD, como também diferentes instâncias do direito privado, permitindo a alteração em contratos de aluguel e até do Código de Defesa do Consumidor. A ideia é dar às empresas maior segurança jurídica, de forma que elas não sejam penalizadas por reflexos das recomendações de isolamento social, parte do combate à pandemia do novo coronavírus.

Uma pesquisa do Serasa Experian, por exemplo, indicou que 85% das empresas ainda não estavam preparadas para atender às exigências da LGPD, e estariam sujeitas a penalizações a partir de agosto. Com o fechamento de serviços e necessidade de trabalho por home office, fruto da contenção da COVID-19, esse processo de preparo se tornou ainda mais complicado, e a expectativa era de que a maioria das companhias brasileiras chegaria ao prazo sem estarem de acordo com as normas.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

PL do senador Antônio Anastasia (PSD/MG) estende em mais um ano o prazo para aplicações de sanções ligadas à LGPD. Justificativa é a dificuldade na preparação gerada pela crise do coronavírus (Imagem: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Com a votação, mudou também a vigência da Lei Geral de Proteção de Dados, que agora começa a valer somente em 1º de janeiro de 2021. Isso significa que, apesar de as sanções estarem marcadas para serem aplicadas somente em agosto, processos judiciais, ações de classe e demais recursos jurídicos do tipo já poderão ser iniciados a partir do começo do ano que vem. A matéria segue em tramitação e, após esta aprovação no Senado, segue para a Câmara dos Deputados.

A votação unânime a favor da mudança também atende a uma outra demanda da classe política, fruto de um projeto de lei do senador Otto Alencar (PSD/BA). Na PL 1027/2020, ele justifica o adiamento da vigência da LGPD pelo fato de a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) ainda não estar pronta para começar a funcionar, o que dificultaria a aplicação das normas de proteção à privacidade e também a aplicação de sanções.

6 tópicos para desmitificar a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) LGPD também protegerá dados “físicos”, como currículos e documentos em papel

O especialista em proteção de dados Gustavo Artese, da Viseu Advogados, concorda com essa visão. “O ideal seria que o governo federal tivesse cumprido seu papel e instalado a ANPD, para que a lei seguisse seu caminho natural. O pior cenário seria a tutela difusa por outros órgãos de fiscalização e pelo Sistema Nacional de Defesa do Consumidor, já que políticas públicas [dessa categoria] dependem de especialização e unicidade.” Para ele, a consequência direta disso é a insegurança jurídica, portanto o adiamento acaba sendo positivo.

Vão surgir medidas ainda mais drásticas. Fala-se em parcerias para “certificados de não infectados”, “mapas de calor com GPS”, “aplicativos para reportar COVID na família”. Vamos precisar muito da Lei Geral de Dados para avaliarmos pertinência desses dados e evitar reutilização.

— Rafael Zanatta (@rafa_zanatta) April 3, 2020

Por outro lado, a combinação entre o adiamento da Lei Geral de Proteção de Dados e a epidemia do coronavírus desagrada especialistas quando o assunto é a privacidade dos cidadãos. O temor é quanto a iniciativas já ventiladas por empresas e pelo governo federal, como a criação de mapas de calor usando GPS de celular ou pedidos de dados a empresas sob o pretexto da luta contra a pandemia.

Além disso, como aponta o advogado e ativista de direitos digitais Rafael Zanatta, as medidas de contenção tomadas neste primeiro semestre devem se transformar em questões jurídicas, com o adiamento da vigência da LGPD afrouxando as regras. Para ele, as novas normas são fundamentais para guiar o poder público diante dos desafios atuais de saúde pública, e é importante que a população pressione a classe política contra o adiamento.

CDC, aluguéis e mais

A PL 1.179/2020 também realiza alterações em outros pontos da esfera jurídica, principalmente no que toca o direito privado. Sua aprovação, também, implica em mudanças temporárias nas normas do Código de Defesa do Consumidor e das regras relacionadas a contratos de aluguel, entre outros exemplos.

Como está o Brasil depois de 30 dias do primeiro caso confirmado de COVID-19? Sem coronavírus: em quais territórios a COVID-19 não chegou?

Fica suspenso, por exemplo, o direito de arrependimento para compras feitas online, nas quais o cliente tem sete dias a partir do recebimento para solicitar devolução. A ideia é que o varejo digital possa focar apenas nas entregas, enquanto a norma passa a valer novamente a partir do dia 30 de outubro de 2020.

Em uma das maiores mudanças operadas pela PL, inquilinos poderão suspender total ou parcialmente o pagamento de alugueis que vencem a partir de 20 de março, desde que comprovem demissão, diminuição na recuperação ou outros reflexos da crise. A medida vale até outubro de 2020, enquanto os valores devidos deverão ser pagos parcialmente a partir de novembro. Liminares relacionadas a despejos também ficam suspensas até o final do ano.

Para as empresas, estão prorrogados prazos de arquivamento de demonstrações financeiras e realização de assembleias, com a indicação de que elas podem ser realizadas de forma remota. O mesmo também vale para reuniões de condomínio, por exemplo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Xiaomi apresenta novos modelos de smart TV 4K com preço mais em conta

Apr 3, 2020

Description:

A Xiaomi expandiu seu portfólio de smart TVs na China com as novas Mi TV 4A 60 e Mi TV Pro 75. Os modelos foram anunciados hoje (03) durante a Mi Fan Festival 2020 e possuem resolução 4K, construção premium e, o principal, preço abaixo do mercado.

Xiaomi lança fones sem fio Mi Air 2S com bateria de até 24 horas Mi Bunny Watch 4 é o novo smartwatch da Xiaomi para crianças Redmi Band é oficializada com bateria gigante por menos de R$ 75 Mi TV Pro 75 Mi TV Pro é o modelo mais premium, com 97% de aproveitamento (Foto: Xiaomi)

A Mi TV Pro 75 é o modelo mais premium. A smart TV traz revestimento em metal e design completamente sem bordas que, segundo a Xiaomi, tem 97% de aproveitamento na parte frontal, deixando visível somente o logo na parte inferior.

O painel é do tipo LCD e possui 75 polegadas, resolução 4K e suporte ao padrão HDR10. Ela se destaca por permitir uma visualização com ângulo de 178º, além de já estar pronta para conteúdos em 8K através de upscaling.

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

Em seu interior, roda um processador Amlogic T972 de 1,9 GHz aliado a uma placa gráfica Mali-G31, armazenamento interno de 32 GB e memória RAM tem 2 GB. A Mi TV Pro possui seu próprio sistema operacional, chamado PatchWall, que oferece todas as necessidades inteligentes ao mercado asiático.

Na parte de conexões, a Mi TV Pro 75 vem com três portas HDMI, duas USB, entradas para TV e Ethernet, e Bluetooth.

Especificações técnicas da Mi TV Pro 70:

Construção: metal; Tela: LCD de 70 polegadas, 4K, HDR10, 97% de aproveitamento frontal; Upscaling: sim; Processador: Amlogic T972 de 1,9 GHz, placa gráfica Mali-G31; Memória RAM: 2 GB; Armazenamento interno: 32 GB; Sistema operacional: PatchWall (mercado chinês); Entradas e conexões: 3 HDMI, 2 USB, TV, Ethernet, Bluetooth, Wi-Fi. Mi TV 4A 60 Mi TV 4A é destinada ao mercado de entrada (Foto: Xiaomi)

Já a Mi TV 4A 60 é destinada ao mercado de entrada, no entanto, mantém a construção em metal e o painel LCD 4K do seu irmão mais potente. Ela possui 60 polegadas e bordas relativamente finas para a categoria.

Suas especificações também são mais modestas: processador rodando a 1,5 GHz, GPU Mali-450, 2 GB de RAM e 8 GB de armazenamento interno. O sistema operacional também é o PatchWall, focado no mercado chinês.

Nas conexões, há três portas HDMI, duas USB e entradas para antena de TV e Ethernet.

Especificações técnicas da Mi TV 4A 60:

Construção: metal; Tela: LCD de 60 polegadas, 4K; Processador: Amlogic de 1,5 GHz, placa gráfica Mali-450; Memória RAM: 2 GB; Armazenamento interno: 8 GB; Sistema operacional: PatchWall (mercado chinês); Entradas e conexões: 3 HDMI, 2 USB, TV, Ethernet, Bluetooth, Wi-Fi. Preço e disponibilidade

Assim como os outros produtos já anunciados, tanto a Mi TV Pro 70 quanto a Mi TV 4A 60 começam a ser vendidas na China no dia 9 de abril. Confira os preços sugeridos abaixo:

Mi TV Pro 70: 5.999 yuan, ou cerca de R$ 4.450 em conversão direta; Mi TV 4A 60: 1.999 yuan, ou cerca de R$ 1.150 em conversão direta.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

10 desafios para o Instagram Stories que você precisa conhecer hoje mesmo

Apr 3, 2020

Description:

O Stories do Instagram é um recurso que possibilita os usuários a interagirem com seus seguidores e ainda é capaz de aumentar o engajamento dos perfis. Utilizando templates pré-prontos, é possível postar no Stories listas, inserir GIFs e ainda permite que os seguidores conheçam um pouco mais sobre a pessoa que os postou.

Confira neste artigo quais os melhores desafios e brincadeiras para você fazer com seus amigos e postar no Stories do Instagram. Caso tenha interesse em participar, você pode salvar os templates prontos e publicar no seu Stories, ou até mesmo criar um próprio.

As 13 melhores funções do Instagram que você precisa conhecer hoje mesmo 12 dicas para se tornar um mestre do Instagram 4 dicas para "bombar" seu Instagram Tour da Autoestima

A “Tour da Autoestima” é uma corrente do bem e tem como intenção melhorar as interações da internet, além de manter um ambiente mais saudável e mais solidário. Ao postar este ou alguma variação desta corrente no seu Stories do Instagram, você permitirá que seus seguidores mandem para você mensagens positivas sobre características suas que eles admiram.

-
Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.
-

Tour da Autoestima / Imagem: Reprodução Checklist de filmes e séries

Nesta lista, é possível marcar todos os filmes de animação da Disney que você já viu. Este tipo de lista é perfeito para cinéfilos que adoram filmes e séries e possui várias versões com diversas possibilidades de escolhas: quais já assistiu, quais não assistiu, quais quer assistir, dentre outros. Além deste, ainda existe o "Checklist da Netflix", para você marcar quais filmes e séries já assistiu na plataforma.

Checlist da Disney / Imagem: Reprodução 5 fatos que amo

Esta brincadeira permite que os usuários escolham um assunto de seu interesse e comentem brevemente cinco fatos que amam sobre ele. Pode ser uma pessoa, um filme, uma série, um lugar, as possibilidades são vastas. Este tipo de lista ainda permite que os seguidores comentem se concordam ou não com as opiniões de quem postou.

5 fatos que eu amo sobre / Imagem: Reprodução Jogo das Cores

Este jogo permite aos usuários colocarem uma caixa de respostas do Instagram para que os seguidores escolham uma das cores disponíveis na imagem. Baseado na cor escolhida, quem postou deve postar uma das opções de resposta que estão no quadro contendo aquela cor.

Jogo das Cores / Imagem: Reprodução Pergunta aí

Esta brincadeira dá a oportunidade de seus seguidores conhecerem um pouco mais sobre você. Ela permite que seus seguidores escolham um número para que você responda. São várias perguntas com vários temas, incluindo namoro, gostos pessoais e muitos outros temas. Basta deixar a caixa de respostas do Stories em cima do local indicado e esperar as respostas aparecerem.

Pergunta aí / Imagem: Reprodução Indique uma música

Esta brincadeira é destinada a pessoas que gostam de conhecer novos ritmos e estão abertos a conhecer novos artistas. Diversas pessoas possuem gostos musicais diferentes e, muitas vezes, conhecer sobre eles pode revelar muito sobre as pessoas que te seguem. Se você quer conhecer um pouco mais sobre seus seguidores e sair um pouco dos ritmos que você costuma ouvir habitualmente, coloque esta imagem em seu Stories.

Indique uma música / Imagem: Reprodução Stop

Escolha uma letra e faça a brincadeira do Stop (Adedanha) em seu Stories. Caso uma pessoa responder a essa postagem, envie uma letra pra ela, desafiando-a a postar a imagem no Stories dela com a letra que você indicou. Esta brincadeira é excelente para interagir mais com as pessoas e exercitar um pouco a mente de forma lúdica.

Jogue Stop no Instagram / Imagem: Reprodução Minha Quarentena

Estamos em um tempo em que ficar em casa é um ato de solidariedade para com os outros. Então, por que não utilizar uma brincadeira e contar aos seus seguidores sobre como você está utilizando o seu tempo em casa? A brincadeira permite que você coloque há quantos dias está em casa, qual a música mais ouviu, qual série mais assistiu, qual comida fez ou comeu mais e o que você mais fez em sua rotina na quarentena.

5 coisas que você faz mais na quarentena / Imagem: Reprodução Desafio dos GIFs

Esta brincadeira permite aos usuários utilizarem a ferramenta de GIFs que o Instagram possui para descreverem como eles estão em diversas situações. Nesta brincadeira especificamente, é possível utilizar os seis espaços disponíveis para contar aos seguidores através de GIFs como você está se sentindo na quarentena. Ainda é possível criar GIFs próprios para colocá-los no Stories.

Desafio dos GIFs na quarentena / Imagem: Reprodução O que você já fez?

Esta brincadeira é indicada para aqueles que gostam das pequenas coisas na vida. A lista possui diversas opções como ver o nascer do sol, aprender uma nova língua e muito mais. Ela permite que os seus seguidores conheçam um pouco mais sobre você e quais itens nesta lista você mais valoriza. Ainda é possível comentar quais você gostaria de fazer e permitir que seus seguidores também postem ou respondam ao Stories com o que eles também gostariam de fazer.

O que você já fez? / Imagem: Reprodução

Com estas brincadeiras e desafios para Stories do Instagram, você pode interagir mais com os seus seguidores e fazer com que eles conheçam um pouco mais sobre você e também permite que você conheça um pouco mais sobre eles.

E você, já postou algum desses desafios e brincadeiras no seu Stories? Deixe nos comentários se você teve alguma experiência legal com algum deles ou com outros.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Austrália trabalha em teste que avalia até 1 mil amostras de coronavírus por dia

Apr 3, 2020

Description:

Após promover amplamente as diretrizes de prevenção para o novo coronavírus (SARS-CoV-2), a exemplo dos cuidados com a higiene pessoal e o distanciamento social, as autoridades de todo o mundo agora aumentam o número de testes para implantar medidas proativas. Contudo, isso esbarra na escassez dos kits. Mas agora, um novo método de alto rendimento desenvolvido na Universidade de Innsbruck, na Austrália, pode ser a solução para esse problema.

Essa abordagem usa a técnica chamada de reação em cadeia da polimerase (PRC, na sigla em inglês), que gera milhões de cópias de uma determinada sequência de DNA. Isso é observado em um ponto de extremidade altamente sensível, em tempo real, para detectar traços genéticos do vírus nas amostras. Como algumas moléculas do RNA do patógeno são suficientes para identificar sua presença, é possível encontrar “uma agulha no palheiro”. A maior vantagem é que esse processo tem um alto rendimento.

Imagem: Reprodução/ABC News

O laboratório de Innsbruck pode realizar até 1 mil avaliações por dia. Caso esse novo método seja aprovado, há a possibilidade de aumentar essa capacidade. "Com essa nova abordagem, usamos reagentes diferentes dos métodos de teste convencionais. Como resultado, não somos afetados pela atual escassez de material devido à grande demanda global por testes convencionais”, explica Michael Traugott, cientista da Universidade de Innsbruck e cofundador da Sinsoma GmbH, startup derivada da Universidade de Innsbruck.

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

O projeto é dos departamentos de Zoologia e Microbiologia da instituição e da Universidade de Innsbruck. Vários testes de viabilidade bem-sucedidos foram realizados nos últimos dias, em cooperação com a Sinsoma GmbH. "Queremos oferecer um método alternativo que garanta a detecção do vírus SARS-CoV-2 em alto rendimento, mesmo que a situação do suprimento se torne mais difícil. Com este novo método, nós, da Universidade de Innsbruck, queremos dar uma contribuição para apoiar efetivamente a expansão maciça da capacidade de teste para combater o coronavírus”, diz o reitor Tilmann Märk.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Microsoft oferece o Office 365 E1 gratuitamente para ONGs

Apr 3, 2020

Description:

A Microsoft está oferecendo o Office 365 E1 para voluntários de entidades sem fins lucrativos gratuitamente durante seis meses. O Office 365 E1 inclui o Teams, uma plataforma de colaboração e comunicação unificada que combina o bate-papo no local de trabalho, reuniões por vídeo e armazenamento de arquivos.

A plataforma pode ajudar os funcionários e os voluntários em situações de trabalho remoto como consequência da COVID-19 para que continuem conectados e trabalhando em colaboração. Depois de seis meses, essa opção será encerrada e a entidade sem fins lucrativos poderá escolher passar o voluntário para um acesso pago ao Office 365 E1 ou Office 365 F1.

Se uma entidade sem fins lucrativos possui a licença do Office 365, já possui o Microsoft Teams. Caso contrário, pode contatar um parceiro ou representante de vendas da Microsoft para começar a aproveitar essas ofertas ainda hoje. Se uma entidade sem fins lucrativos não tiver um parceiro ou representantes de vendas da Microsoft, deve contatar TSITeamsForAll@ microsoft.com e obter nossa ajuda para iniciar o processo. As entidades sem fins lucrativos devem se registrar com a Microsoft para verificar se estão qualificadas para as ofertas específicas para ONGs.

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

Durante a inscrição, as ONGs criarão uma conta com a Microsoft. Depois, utilizarão esse nome de usuário e senha para fazer o login no Portal da Microsoft para entidades sem fins lucrativos. Em seguida, devem se registrar com a Microsoft e fornecer prova de qualificação da entidade (número de identificação de contribuinte ou documentação registrada de órgãos do governo, com comprovante de reconhecimento como entidade de caridade) conforme descrito na página de Eligibilidade. A pessoa que fizer a inscrição será automaticamente o administrador global da conta. Outros administradores adicionais poderão ser acrescentados no Centro de Administração do Office depois que a conta for criada. Microsoft Tech for Social Impact tem atualmente várias ofertas pagas e de doação disponíveis para empoderar entidades sem fins lucrativos de todos os portes que se qualifiquem, e essas ofertas incluem Office 365 Business Essentials, Microsoft 365 Business, e Office 365 E1 para organizações de maior porte.

Para as entidades sem fins lucrativos e as organizações intergovernamentais é vital manter a conexão integral e nosso compromisso é garantir que elas se mantenham em comunicação nesses tempos difíceis.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Fim do mundo? Barulho no céu tem explicação científica e relação com pandemia La Casa de Papel | Netflix garante partes 5 e 6 do seriado Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas para o isolamento [EDIÇÃO ESPECIAL] Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"; entenda TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Covid-19 | Singapura vai multar em US$ 7 mil e prender quem mantiver proximidade

Mar 31, 2020

Description:

Embora a Organização Mundial da Saúde (OMS), autoridades e os governos da maioria dos países continuem alertando a população sobre a necessidade de distanciamento social para conter a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), muita gente ainda insiste em manter contato ou proximidade com outras pessoas. Em vários lugares, a solução foi restringir, multar e até prender quem decidir burlar a quarentena.

Singapura, um dos lugares mais densamente povoados do mundo, adotou medidas mais agressivas para conter disseminação do patógeno, já que o registro de novos caso ligados a viajantes aumentou bastante nos últimos dias.

Singapura vai multar em US$ 7 mil e prender quem mantiver proximidade

De acordo com novas leis que entraram em vigor no país, na última sexta-feira (27), quem ficar intencionalmente a pouco menos de um metro de outra pessoa em locais públicos ou em uma fila será enquadrada por crime. As restrições também proíbem as pessoas de sentar em assentos fixos sinalizados para não serem ocupados. A punição é de até seis meses de detenção ou multa de US$ 7 mil. 

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Além disso, o governo fechou bares e boates, proibiu grandes eventos e impôs limitações a encontros com mais de dez pessoas. Todas as diretrizes devem entrar em vigor até o dia 30 de abril e será aplicada a empresas e indivíduos.

Metade dos casos confirmados em Singapura são “importados”

O país confirmou seu primeiro caso da COVID-19 no dia 23 de janeiro e as autoridades de saúde vinham conseguindo evitar que o surto inicial vindo da China continental se espalhasse graças a uma ampla quantidade de testes, rastreamento de contatos e medidas rigorosas de quarentena. Contudo, assim como outras cidades asiáticas, enfrenta uma segunda onda de infecções devido aos cidadãos que estão voltando de localidades de alto contágio.

Na quinta-feira (26), Singapura confirmava 52 novos casos do novo coronavírus. Vinte e oito dessas pessoas têm histórico de viagens pela Europa, América do Norte, Oriente Médio e outras partes da Ásia. O número total de pessoas infectadas na cidade-estado subiu para 683 nesta sexta.

Boletim: com 2,7% de letalidade, COVID-19 leva a 92 óbitos e 3.417 casos no BR Testes de COVID-19 na Islândia mostram que metade dos infectados é assintomática

Outros governos da região, que até então vinham evitando o isolamento da população em suas casas porque o patógeno estava aparentemente sob controle, passaram a impor medidas mais agressivas, justamente para impedir que a COVID-19 volte a se alastrar rapidamente.

O governo de Hong Kong anunciou esta semana a possibilidade de proibição do comércio de bebidas alcoólicas em bares e restaurantes. Já as autoridades chinesas restringiram a chegada da maioria dos estrangeiros ao continente desde sábado (28) e, depois de anunciarem a reabertura dos cinemas, mudaram de ideia e revogaram essa decisão.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Tênis da Apple nunca comercializado é vendido em leilão por R$ 50 mil

Mar 31, 2020

Description:

Você já ouviu falar dos tênis da Apple? Se disse não, está entre a maioria, porque a grande parte das pessoas, mesmo os fãs mais ardorosos da companhia, talvez sequer saibam que esses calçados tenham existido. E, por isso mesmo, por serem tão raros e itens de colecionador, é que foram vendidos por nada menos do que US$ 9.687 — ou R$ 50,3 mil na conversão direta. A negociação aconteceu na semana passada, no site de leilões online Heritage Auctions.

Mas a Apple tentou mesmo criar uma linha de roupas e calçados? Não, na verdade essa incursão fashion aconteceu em um período de transição na Maçã. Todo bom conhecedor da história da companhia e de seu cofundador Steve Jobs sabe, o período entre meados dos anos 80 e o final dos anos 90 foi conturbado para a empresa, com a saída e a volta de Jobs, e uma série de investidas sem resultados financeiros.

E foi justamente nessa época que a Apple criou alguns itens para tornar a marca mais amigável, até mesmo internamente, como o caso desses tênis. O protótipo, produzido em 1986, tornou-se um mimo para os colaboradores e nunca foi comercializado para o público. Eis que um desses pares foi justamente o que chegou ao leilão da quarta-feira passada (25).

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

Imagem: Reprodução/Heritage Auctions

Os tênis da Apple não aparentam ter assim nada especial ou de grande inovação tecnológica, apenas seguem o padrão de conforto da época e trazem a logo nostálgica, com um apelo retrô irresistível — especialmente para os colecionadores.

Vale destacar que essa não é a primeira vez que calçados da Maçã foram parar nos leilões da Heritage Auctions. A Adidas chegou a criar dois protótipos de sua versão de um tênis da Maçã nos anos 90 e, em 2017, esses modelos foram listados para venda, a US$ 15 mil (quase R$ 78 mil na conversão direta). Especialistas avaliaram a possibilidade deles serem comprados por até US$ 36 mil (ou R$ 187 mil). Mas ninguém se interessou e ficou por isso mesmo.

"Memorabilia vintage" de Apple é sucesso em leilões

Itens antigos ligados à gigante de Cupertino costumam levantar muita grana de colecionadores em leilões online. Jerrold C. Manock, que ajudou a criar o Apple II, recentemente colocou à venda um contrato dessa máquina assinado por Steve Jobs — e abocanhou a “bagatela” de US$ 37.023 (R$ 192,3 mil na conversão direta).

Imagem: Reprodução/Heritage Auctions

Um Apple Power Book, que também leva a assinatura de Jobs, custou US$ 10.137 (R$ 52,7 mil). Um conjunto de quatro toalhas de praia com o logotipo da Maçã foi leiloado por US$ 477 (R$ 2,5 mil) e um relógio Apple ‘Think Different' superou as estimativas ao gerar a oferta vencedora de US$ 1,1 mil (R$ 5,7 mil). Um Macintosh portátil de 1989 foi vendido por US$ 578 (R$ 3 mil) e uma carta escrita por Jobs, de 1992, custou U$ 12.246 (R$ 63,6 mil).

Mas nada supera a pequena fortuna obtida com uma dos pouquíssimos modelos existentes do Apple-1: o computador teve o martelo batido por US$ 366.969, ou R$ 1,9 milhão. Nunca um “cacareco” com uma maçãzinha gravada em sua peça valeu tanto na história da humanidade.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Como a Coca-Cola criou uma IA poderosa e de baixo uso de memória em celulares?

Mar 31, 2020

Description:

A Inteligência Artificial (IA) está ocupando cada vez mais espaço. De assistentes virtuais à seleção customizadas de programação em plataformas de streaming, passando pelas campanhas promocionais de produtos. Agora, a Coca-Cola mostra como os algoritmos e a visão computacional foram utilizados para fidelizar os clientes — algo que deveremos ver em várias outras frentes de marketing daqui para frente.

A novidade foi explicada pelo diretor de Tecnologia da Informação e estrategista de soluções da Coca-Cola, Patrick Brandt, durante apresentação no TensorFlow Dev Summit de 2018 — e veio a público agora porque é algo que outras companhias também estão adotando, pois a ideia aparentemente é simples, mas exige um treinamento preciso da IA, assim como o uso das ferramentas adequadas e boa execução de toda a campanha.

Imagem: Reprodução/The Click Reader

A iniciativa em questão era uma ação em que os consumidores recebiam recompensas na compra dos refrigerantes. Para isso, eles precisavam provar que adquiriram os produtos, a partir de um código PIN de 14 caracteres, que vinha nas tampas e nas embalagens das garrafas. Para obter os prêmios, era preciso digitalizá-los com a ajuda da câmera do smartphone.

-
Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.
-

Coca-Cola precisou criar um app do zero

Mas como evitar fraudes ou erros no reconhecimento desses códigos em um utilitário que use pouca memória em um dispositivo móvel? Como a Coca-Cola estava imprimindo as sequências em um formato que não era facilmente reconhecível pelos então mais populares métodos conhecidos de reconhecimento ótico de caracteres (ou OCR, na sigla em inglês), a empresa decidiu criar sua própria rede neural para isso. Assim, nasceu a sua própria Rede Neural Convolucional (CNN, na sigla em inglês) para detectar recursos de uma imagem e reconhecer os PIN impressos.

Imagem: Reprodução/The Click Reader

O usuário tira uma foto da tampa da garrafa e, em seguida, a biblioteca aberta de visão computacional OpenCV detecta o Local de Interesse na imagem (ROI, na sigla em inglês), ou seja, a tampa da garrafa ou o espaço da embalagem, ignorando o fundo e outros detalhes irrelevantes. O ROI identificado é então cortado e normalizado. O reconhecimento de caracteres feito com a ajuda da CNN.

A CNN gera uma matriz de probabilidade de caracteres e as dez principais previsões são retiradas. Em seguida, os códigos PIN são verificados quanto à validade e, se forem autênticos e premiados, o usuário recebe a recompensa.

IA poderosa para o consumidor final

O desenvolvimento do modelo da CNN para OCR na Coca-Cola passou por três grandes fases. A equipe de ciência de dados da companhia usou o método de binarização para separar os elementos de fundo da imagem. Como havia perdas de dados nos testes iniciais, foi preciso usar uma IA mais poderosa para melhorar a conversão — o que acarretou em um uso muito grande de memória, algo que não é o mais indicado para um aplicativo móvel.

Imagem: Reprodução/The Click Reader

Então, o modelo foi descartado e os pesquisadores usaram um SqueezeNet, que é justamente uma rede neural mais compacta, desenvolvida especialmente para ser utilizada em dispositivos com relativa pouca memória. Isso gerou outro problema, pois essa solução não pôde calcular mudanças de co-variáveis internas — que normalmente não são controladas durante a coleta de dados.

A Normalização de Lotes, que usa estatísticas de normalização diferentes para cada etapa do tempo de armazenamento, diminuiu o tempo de treinamento da IA e, com isso, o SqueezeNet conseguiu chegar ao uso de 5 Mb — uma redução de 25 vezes em relação ao modelo inicial que a Coca-Cola havia construído —, com precisão agora superior a 95%.

 

Assim, nasceu o app capaz de executar bem todo o processo, resolvendo fechamento, tradução, rotação e foco da câmera. O maior mérito do grupo de cientistas nesse exemplo foi conseguir gerar uma IA com procedimentos complexos em um app de baixo consumo de memória e entregue ao consumidor final em larga escala, com todo o processamento realizado em um celular. E isso abre muitas portas para seu uso em campanhas de marketing semelhantes.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira

Mar 30, 2020

Description:

Como todo mundo sabe, a melhor maneira de prevenir atualmente a disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2) é ficar em casa. Por isso, bastante gente está mantendo o isolamento social e grande parte dos eventos culturais e esportivos estão suspensos. Mas, ainda assim, é possível conferir boas atrações, com a ajuda da tecnologia. Produtores, artistas e vários grupos vêm oferecendo conteúdo aberto para você não deixar o marasmo tomar conta desse momento de quarentena. Eis abaixo algumas das dicas para esta segunda-feira (30).

#MetallicaMondays

É fã do Metallica? Então, essa é uma ótima pedida para você. A banda cancelou suas apresentações no Brasil em abril e as adiou para dezembro, mas agora oferece um mimo para os fãs, com o #MetallicaMondays. É uma série de exibições, sempre às segundas de confinamento, com transmissão de shows gravados na íntegra, a partir das 21h, tanto no canal do grupo no YouTube quanto no perfil do Facebook.

 

O de hoje é o segundo da lista e aconteceu em Paris, em setembro de 2017. Vale destacar que, embora não seja uma live, o conteúdo é oficial, com registro de alta fidelidade sonora e qualidade superior de imagem — com direito aos comentários na introdução desse material, ao vivo, pelos próprios integrantes.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias!

Eu particularmente sou fã dos clássicos álbuns Kill'em'All, Ride the Lightning e Master of Puppets — tomara que vejamos esses hits logo mais. E vocês, quais são os seus favoritos e que gostariam de ver na próxima #MetallicaMondays?

Outras atrações

Se sua praia é outra, o Cirque du Soleil estreou o CirqueConnect, na última sexta (27), projeto criado especialmente para se comunicar com os seguidores da trupe. O especial de pouco mais de uma hora reúne trechos de alguns espetáculos e pode ser visto diretamente pelo site da companhia, em qualquer horário.

 

Já a Metropolitan Opera, de Nova Iorque, também fechada devido à COVID-19, disponibiliza nesta segunda a performance completa, de quase três horas, da ópera Dialogues des Carmélites, de Francisc Poulenc, com Isabel Leonard, Adrianne Pieczonka e Karita Mattila, sob a regência de Yannick Nézet-Séguin.

E aí, o que você anda fazendo para driblar o marasmo do isolamento social?

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular 10 filmes premiados para assistir no Amazon Prime Video

CT News - 30/03/2020 (App Zoom deixa de compartilhar dados com Facebook)

Mar 30, 2020

Description:

No episódio dessa semana: Zoom interrompe compartilhamento de dados com o Facebook; Apple não vai atrasar lançamento do iPhone 12, diz novo relatório, estádio do Pacaembu vira hospital de campanha e tem auxílio da LG e mais.

Ouça ao podcast.

Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19

Mar 30, 2020

Description:

Em plena pandemia de COVID-19, nós temos que estar sempre atualizados com novos termos, novas medidas e novas formas de encarar o problema e buscar ajuda. À medida que o número de casos aumenta no Brasil, novas recomendações também chegam a todo momento. E o isolamento vertical é uma delas: esse termo veio à tona recentemente, após pronunciamentos de autoridades na televisão aberta, causando algumas dúvidas sobre o seu significado e sobre como ele funciona no cenário pandêmico atual.

Com a rápida propagação do novo coronavírus, que vem fazendo vítimas em todo o mundo, a medida mais importante para conter o contágio é o isolamento social. Com isso, todo cidadão deve permanecer em casa — desde que possua esse privilégio —, evitando ao máximo sair às ruas e a ter contato próximo com outras pessoas, mesmo que elas morem na mesma residência.

Essa medida é chamada de isolamento horizontal, ou seja, se caracteriza por ser um isolamento total. Com todas as pessoas cumprindo essa recomendação, menos indivíduos entrarão em contato uns com os outros e, consequentemente, evitarão o contágio. Mas o que vem sendo colocado em pauta, atualmente, é o isolamento vertical, que consiste no isolamento apenas do grupo de risco. Em relação à COVID-19, fazem parte deste grupo pessoas idosas a partir dos 60 anos e aquelas com doenças pré-existentes, como diabetes, problemas cardíacos ou respiratórios.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Imagem: Reprodução

Com a adoção do isolamento vertical, portanto, apenas pessoas do grupo de risco ficariam em suas casas, o que levaria à abertura de comércios, empresas em geral, escolas e universidades. Ou seja, pessoas razoavelmente saudáveis e mais jovens continuariam levando suas vidas normais, muito embora exista o risco de serem contaminadas.

O isolamento em outras eras

O isolamento, também conhecido pelo termo lockdown ou quarentena, já não é novidade no mundo. A palavra quarentena começou a ser usada na Itália, no século XIV, durante a epidemia da peste bubônica no país, quando houve a suspeita de que havia uma pessoa infectada em um navio e a solução foi isolar a tripulação e os passageiros para fumigar a embarcação por 40 dias. Com essa medida, o barco não chegaria em terra firme até que não apresentasse mais risco para outras pessoas.

A medida de prevenção já foi vista também em 1884, por exemplo, durante a epidemia de cólera e quando em algumas regiões da Itália, como a Calábria, autoridades máximas instruíram a população a não entrar em estações de trem. Além disso, muito tempo antes, entre os anos de 1347 e 1348, cidades italianas criaram um sistema de saúde complexo contra a Peste Negra, que se tornou referência a outros países da Europa, envolvendo quarentenas, descontaminação de locais públicos, cordões sanitários (barreiras) e estações de isolamento.

Outro caso aconteceu durante a Primeira Guerra Mundial com a Gripe Espanhola, em 1918, quando escolas, cinemas, teatros e outros pontos de encontro foram fechados na Itália, com a proibição de agrupamento de pessoas nas ruas, funerais e cerimônias religiosas, além de restaurantes funcionando com horários reduzidos. Algo diferente do momento no qual estamos vivendo?

A quarentena também fez história nos Estados Unidos no século XVIII, em 1793, logo depois de uma epidemia de febre amarela chegar na Filadélfia e matar cinco mil pessoas. Com o acontecimento, foi criada uma estação de quarentena de mais de 40 mil metros quadrados próxima ao lago Delaware. Quase 100 anos depois, com a epidemia voltando em 1878, o Congresso norte-americano criou a Lei Nacional de Quarentena (National Quarantine Act), envolvendo o governo federal com as leis dos estados. Com isso, em 1921, as estações de quarentena foram entregues ao governo de vez.

Anos depois, em 1967, o departamento de saúde dos Estados Unidos transferiu as responsabilidades de quarentena ao National Communicable Disease Center, hoje conhecido como Centers for Disease Control and Prevention, o CDC. Com um novo comando, estações de quarentenas começaram a aparecer em diversas as fronteiras aéreas e terrestres.

Nos anos 1970, foi preciso reduzir o número dessas estações de 55 para 8 pelo governo acreditar que doenças infecciosas eram "coisa do passado". Até que aconteceu a tragédia do 11 de setembro, em 2011, que criou um alerta ao governo sobre a possibilidade de bioterrorismo, aparecendo ainda, dois anos depois, o surto do SARS. Isso fez com que as estações de quarentena subissem a 20.

Respostas da economia

De fato, muitas pessoas sairão prejudicadas com o isolamento horizontal, sejam trabalhadores informais, empregados com CLT, comerciantes, micro e pequenos empresários, estudantes, entre outras atividades e profissões. Mas, neste momento, governos do mundo todo estão traçando estratégias para tentar controlar não só a propagação do vírus, como também discutir formas de fazer a economia continuar movimentando, com menos prejuízo possível e menos pessoas desempregadas.

Avenida Paulista "vazia" (Imagem: Reprodução)

De acordo com Nadja Heiderich, professora de economia da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, a FECAP, a economia do Brasil sentirá mais os efeitos da pandemia do novo coronavírus que o restante do mundo. Ela diz, primeiramente, que o país ainda não conseguiu se recuperar da crise de 2015, sendo então uma economia bastante instável.

"Os efeitos ainda estavam presentes, com o governo quebrado, tentando ajustar as contas; e empresas e famílias endividadas, apenas trabalhando, em sua maioria, para pagar as contas e esperar pela retomada da atividade econômica. Havia ainda uma parcela muito grande de desempregados e pessoas trabalhando na informalidade", conta a especialista.

Heiderich diz ainda que, mesmo com todas essas ameaças, "o governo tem adotado medidas para elevar a oferta de crédito, por meio do BNDES e dos bancos públicos, com linhas de crédito mais baratas e com carência para o início do pagamento". Para a especialista, no entanto, ainda seria ideal disponibilizar recursos via FGTS e reduzir a Taxa Selic para facilitar o acesso ao crédito. "A injeção de recursos na economia deveria ser maior, mas existe o problema fiscal que paira sobre o governo", completa.

A professora diz ainda que pode existir um quadro de recessão global, visto que governos, empresas e sociedade civil estão em busca de encontrar soluções para conter os casos de COVID-19. "Os governos devem adotar medidas para amenizar os efeitos adversos sobre a renda das pessoas e empresas, como a injeção de recursos via vouchers e postergação de obrigações tributárias; e facilidade de acesso a crédito, criando políticas fiscais e monetárias expansionistas", comenta.

A pandemia, como qualquer crise mundial, vai deixar consequências, de acordo com a especialista, pois as relações entre os países estão a cada vez maiores e mais complexas, aumentando a vulnerabilidade mundial em distúrbios sistêmicos. "Fica clara a importância da transparência por todos os países, para que as crises possam ser solucionadas de maneira mais rápida e com menos estragos; além do equilíbrio fiscal dos governos, que precisam dispor de recursos, da noite para o dia, em casos de situações como esta", finaliza Nadja Heiderich.

Ação rápida, consequências mais leves

É preciso pensar no lado da saúde em equilíbrio com a economia para chegar a uma conclusão das melhores ações a serem tomadas. O isolamento vertical chegou a ser considerado em outros países, como a Holanda, quando o primeiro-ministro Mark Rutte não aprovou a ideia de fechamento total do país, planejando optar pela verticalização. Na Inglaterra, a medida também chegou a ser cogitada, protegendo apenas a parcela da população que corre mais risco caso haja a contaminação.

Boletim: após 30 dias do primeiro caso, Brasil tem 2.919 infectados e 77 óbitos

No entanto, uma pesquisa publicada no dia 16 de março pelo Centro de Análise de Doenças Infecciosas do Imperial College London, da Inglaterra, que orientou a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o governo inglês no combate à SARS, gripe aviária e gripe suína de 2009, causou um alerta nestes e outros países. De acordo com o estudo, que teve como base dados do Reino Unido e da Itália, mesmo que o pico de pessoas nas ruas seja reduzido e não cortado totalmente, os leitos das unidades de terapia intensiva ficariam lotados, com a necessidade de existir o dobro da quantidade atual.

Para os pesquisadores, o melhor cenário seria a aplicação de medidas rigorosas por curtos períodos, para posterior retomada. Com isso, a promessa para o Brasil era desanimadora, como contou o doutor, biólogo e pesquisador Átila Marinho, em uma série de vídeos que viralizou logo após o início da quarentena.

O estudo fala sobre o isolamento vertical como mitigação, quando a transmissão do vírus não será interrompida por completo, mas sim reduzida, mantendo isolado apenas o grupo de risco. Já o isolamento horizontal é tratado como supressão, reduzindo o número de contaminação restringindo a transmissão pelo contato humano, sendo a medida mais eficaz, mas também mais radical.

Porém, o estudo foi atualizado com uma revisão do cenário atual, trazendo notícias mais promissoras para o futuro, como comenta o especialista. A primeira publicação conta o que iria acontecer se os Estados Unidos e a Inglaterra não fizessem nada, se tomassem somente algumas medidas de prevenção ou se parassem completamente, além de uma conclusão afirmando que, se medidas extremas não fossem tomadas em pouco tempo, o número de pessoas correndo risco de vida seria muito alto. Outra parte do estudo mostra como seria possível sair da ideia mais extrema do isolamento horizontal para tomar medidas mais leves, como o isolamento vertical.

Os pesquisadores revisaram a quantidade de mortes que poderiam acontecer caso nada fosse feito, incluindo o Brasil na conta. Mesmo com o nosso país agindo rapidamente, os números continuam sendo graves, mas algo estar sendo feito já é um ponto positivo, como comenta o especialista. O estudo chegou à conclusão que se outros países adotarem medidas de supressão cedo, como as que o Brasil vem fazendo, grande parte das vidas podem sair ilesas ao vírus. Mesmo que o país não conte com uma população mais idosa, como é o caso da Itália, grande parte é mais pobre e possui mais complicações de saúde, como diabetes e hipertensão.

As medidas de distanciamento, no entanto, ainda estão longe de chegar ao fim pois ainda haverá a necessidade de mais leitos em hospitais do que a capacidade existente. Para Átila, a rapidez do Brasil nessas medidas fez com que o país ganhasse tempo no planejamento de novas infraestruturas e, claro, testes de diagnóstico da COVID-19. A revisão do estudo também revela que as medidas tomadas pela Inglaterra podem ter sido suficientes para reduzir a quantidade de mortes de centenas de milhares para dezenas de milhares.

Contágio rápido

O novo coronavírus é espalhado com muita facilidade, apenas com cumprimentos, conversas próximas, toques em objetos contaminados e a falta de higienização das mãos. Quanto mais pessoas contraírem o novo coronavírus e com isso acontecendo rapidamente, mais gente doente coexistirá no mesmo intervalo de tempo, e com isso, os sistemas de saúde do mundo todo não terão suporte para abrigar todos os casos graves, nem será possível fazer exames em todos os pacientes que sentirem, ao menos, um dos sintomas.

Quanto tempo o coronavírus sobrevive no plástico, maçaneta ou papelão?

Pela COVID-19 se tratar de uma doença nova, nenhum local do mundo tem um tratamento 100% efetivo, pois não há medicação cientificamente comprovada como eficaz, muito menos uma vacina para a prevenção. Então, a maior arma existente no momento é a prevenção.

O álcool gel a 70% é uma das maneiras de se proteger contra o novo coronavírus

Com informações de: Science Mag, Imperial College London, Time, CDC, CNN

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular 10 filmes premiados para assistir no Amazon Prime Video

Google oferece US$ 800 milhões em créditos e doações no combate ao coronavírus

Mar 30, 2020

Description:

Assim como as gigantes do setor de tecnologia, a Alphabet, empresa-mãe do Google, decidiu agir na corrente de prevenção e combate ao novo coronavírus (SARS-CoV-2). O conglomerado prometeu US$ 800 milhões em doações, créditos e ajudas aos fabricantes. Essa medida já começou com US$ 250 milhões em subsídios publicitários, para as campanhas de informação sobre a doença, veiculadas pela da Organização Mundial da Saúde e outras 100 agências governamentais em todo o mundo nas plataformas da companhia de Mountain View.

No mês passado, o Google já havia destinado US$ 25 milhões para ações contra a COVID-19 e esse valor aumentou consideravelmente agora, com um fundo de US$ 200 milhões, voltados para organizações não governamentais e instituições financeiras que ajudam pequenas empresas a buscar verba emergencial, em um momento em que muitas delas estão fechando ou demitindo trabalhadores. Para os grupos menores e de médio porte que tenham contas ativas pelo menos desde o ano passado, a empresa fornece US$ 350 milhões em créditos para anúncios.

O CEO do Google, Sundar Pichai (Imagem: Reprodução/Britannica)

“As notificações de crédito aparecerão nas contas do Google Ads e podem ser usadas a qualquer momento até o final de 2020 em nossas plataformas de publicidade. Esperamos que ajude a aliviar parte do custo de manter contato com seus clientes”, destaca o CEO Sundar Pichai, no comunicado veiculado nesta sexta-feira (27), no blog oficial The Keyword.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

Pesquisadores terão acesso ao conhecimento de profissionais do Google

Instituições acadêmicas e cientistas que trabalham com a pesquisa COVID-19 terão acesso a US$ 20 milhões em créditos na Google Cloud. O Google empresa fornecerá suporte financeiro e experiência para ajudar a aumentar a capacidade de produção de equipamentos de proteção individual e outros dispositivos médicos, a partir do conhecimento de profissionais do Google, da subsidiária de estudos humanos Verily e do laboratório experimental X.

O Google diz estar trabalhando ao lado da parceira de longa data Magid Glove & Safety, com o objetivo de produzir entre 2 milhões e 3 milhões de máscaras protetores na próxima semana. Esse material deve ser entregue à Fundação do Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos. Para finalizar sua cota de contribuição, a companhia aumentou seu programa voluntário de doações para que seus colaboradores passem a doar até US$ 10 mil — o limite anterior era de US$ 7,5 mil.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Microsoft testa barra de notícias atualizadas em tempo real no Windows 10

Mar 30, 2020

Description:

Flagrado já desde o início do ano, o Windows News Bar é uma nova aposta da Microsoft para notícias atualizadas em tempo real direto na área de trabalho do Windows 10. O utilitário foi visto na página da Microsoft Store gringa e atualmente está em fase beta, com a promessa de conteúdo de mais de 4,5 mil “respeitados veículos de comunicação”.

“A barra de notícias funciona exatamente como a barra de tarefas do Windows. Está lá quando você precisa, onde e como precisar. Personalize sua aparência nas configurações para encontrar a experiência certa para você. Se deseja se concentrar, não se preocupe, você pode minimizar a Barra de Notícias a qualquer momento e trazê-la de volta quando estiver pronto para usá-la novamente”, diz a descrição do app.

Imagem: Reprodução/Bleeping Computer

A novidade ainda não está disponível para os brasileiros, mas algumas capturas de tela mostram a possibilidade de você customizar o local onde a barra deve ficar na área de trabalho, assim como sua aparência e o tipo de notícia que quer receber. Há uma alternativa especial para o mercado de ações, o que indica atividades dedicadas para isso também.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

Por enquanto, só está disponível para o Windows 10 April 2018 Update ou superior, para os usuários dos Estados Unidos, ainda sem previsão de distribuição no Brasil.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Boletim oficial: Brasil tem 4.579 casos 159 óbitos de COVID-19

Mar 30, 2020

Description:

Em live transmitida pelas redes sociais, hoje (30), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ao lado de outros chefes de ministérios do país, atualiza o número de casos da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no Brasil e as medidas para o enfrentamento da crise. Nessa segunda-feira, até às 17h, foram registrados 4.579 casos positivos para a COVID-19.

ATUALIZAÇÃO - O @minsaude atualiza a situação do #coronavírus no Brasil 🇧🇷 - 30/03

▶️4.579 casos
▶️159 óbitos

Confira na plataforma: https://t.co/fIH1TRftNx#COVID19 pic.twitter.com/hyfxXVi80p

— Ministério da Saúde (@minsaude) March 30, 2020

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Ainda de acordo com as informações compartilhadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país, o número de óbitos aumentou de 136 para 159. O índice de letalidade do novo coronavírus no Brasil também chegou a 3,5% para as pessoas infectadas, segundo o Ministério da Saúde. 

Quanto tempo pode durar a pandemia da COVID-19?

Sobre o índice, que cresce dia após dia, Mandetta esclarece: "Quanto menos testes você faz, maior fica a letalidade. Quanto mais testes você faz, menor fica a letalidade". Por isso mesmo, com ações como a maior distribuição de testes, esses números devem se alterar. "Esperem para essa semana um aumento grande", argumenta o ministro da Saúde sobre o número de casos confirmados com a chegada dos kits e a futura queda no índice de letalidade. 

O ministro @lhmandetta explica o novo formato de atualizações. "A partir de agora iniciamos um conceito ampliado das ações de enfrentamento ao #coronavírus. Esse vírus extrapola o tamanho do @minsaude e, por isso, contaremos c/ a participação de outros ministérios.

— Ministério da Saúde (@minsaude) March 30, 2020

Participam também da coletiva, os ministros da Casa Civil, Braga Netto; da Cidadania, Onyx Lorenzoni; da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas; e o Advogado-Geral da União (AGU) André Luiz de Almeida Mendonça.

Sobre a maior participação de autoridade federais na coletiva, Mandetta esclarece: "A partir de agora iniciamos um conceito ampliado das ações de enfrentamento ao coronavírus. Esse vírus extrapola o tamanho do ministério da Saúde e, por isso, contaremos com a participação de outros ministérios".

COVID-19 nos estados Casos do novo coronavírus, estão concentrados no Sudeste (Imagem: Reprodução/ Ministério da Saúde) Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo

Entre as regiões brasileiras, o Sudeste segue como epicentro da COVID-19, com 2.507 pacientes infectados, o que representa 55% dos casos brasileiros. Em segundo lugar está o Nordeste, com 790 casos confirmados, seguido pelo Sul (593 casos), Centro-Oeste (435) e Norte (254). 

Quanto aos estados brasileiros, desde a chegada do novo coronavírus, o estado de São Paulo segue concentrando os casos da infecção, com 1.517 pacientes e 113 óbitos. Também registram elevados números da COVID-19 o estado do Rio de Janeiro, com 657 casos e 18 óbitos; e o Ceará, que apresenta 372 casos e, até o momento, cinco óbitos.

Estádio do Pacaembu vira hospital de campanha e tem auxílio da LG

"Não esperamos ter uma epidemia ao mesmo tempo em todas as unidades da confederação", explica Mandetta. Isso poque os casos da COVID-19 não se distribuem regularmente por todo o território, como é possível analisar pelos gráficos. "Quando formos falar e movimentação urbana, vamos falar de quem está em risco maior e quem está em risco menor", esclarece o ministro, destacando as situações de São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará, além do Distrito Federal.

Na ocasião, o ministro da Saúde também alerta para o risco dos esperados casos de gripe, a influenza (H1N1), se sobrepondo aos casos da COVID-19, o que pode sobrecarregar o Sistema Único de Saúde (SUS). "Esse é o nosso maior temor no momento", afirma Mandetta sobre os próximos desafios do Brasil no combate da pandemia.

Para manter a população informada sobre a evolução da doença no território brasileiro, o Ministério da Saúde alimenta sua plataforma online própria sobre o novo coronavírus. Além de dados, esse painel traz análises como a evolução da COVID-19 com porcentagens, gráficos e sua distribuição pelo território. Para acessar, clique aqui.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Nova espaçonave chinesa tem sistema que parece capaz de se atracar na ISS

Mar 30, 2020

Description:

A nova espaçonave que a China está preparando parece ser capaz de se atracar na Estação Espacial Internacional (ISS). Isso é um tanto curioso e chama a atenção porque, atualmente, é politicamente impossível que os chineses participem de qualquer atividade relacionada à ISS.

Mesmo assim, a nave de tripulação chinesa (que ainda não recebeu um nome oficial) tem um sistema de acoplamento que parece compatível com o International Docking System Standard (IDSS). Esse é o sistema utilizado pela NASA, ESA (Agência Espacial Europeia) e Roscosmos (Agência Espacial Federal Russa) para atracarem suas espaçonaves na ISS.

Uma imagem postada pela Shanghai Academy of Spaceflight Technology (SAST) mostra o novo sistema de acoplamento dessa nave, que foi projetada para que a China possa enviar taikonautas (astronautas chineses) à órbita terrestre e reduzir custos através da reutilização parcial de veículos espaciais. A nave tem 8,9 metros de comprimento e será capaz de transportar seis pessoas de uma só vez, ou três pessoas junto a 500 kg de carga.

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

Sistema de acoplagem da nova espaçonave chinesa (Foto: SAST/CASC)

Um protótipo dessa nave está sendo preparado para um voo de teste a partir do Centro de Lançamento de Satélites Wenchang. O lançamento acontecerá em um foguete Long March 5B, também em fase de testes, e está previsto para meados do final de abril. Se for bem-sucedido, o novo foguete será usado para lançar os módulos de 20 toneladas da nova estação espacial chinesa - projeto que faz parte dos ambiciosos planos espaciais do país asiático.

É nessa futura estação que a nova espaçonave de tripulação deverá atracar quando estiver pronta para missões oficiais. A China já concluiu a construção do módulo principal, chamado Tianhe-1, apresentado ao público em 2018 na maior feira de aviação aeroespacial da China. A China espera começar a lançar a estação à órbita terrestre ainda em 2020 e iniciar as operações com até seis astronautas simultaneamente em 2022.

Os chineses estão impossibilitados de participar da colaboração internacional da ISS desde 2011, quando o governo dos EUA publicou um texto na legislação que restringe severamente que a NASA - e outras agências que cooperam com o laboratório orbital - colabore com entidades vinculadas ao governo chinês.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

TikTok | Canal oficial do Estado de SP faz sucesso no combate à pandemia

Mar 30, 2020

Description:

As prioridades na prevenção ao novo coronavírus (SARS-CoV-2) são os idosos, diabéticos e hipertensos, os mais suscetíveis a desenvolver quadros graves da COVID-19 por conta de baixa imunidade. Mas os jovens precisam estar atentos, pois a doença também afetá-los e eles são transmissores em potencial, principalmente, porque muitos infectados não apresentam sintomas. E o Estado de São Paulo tem feito um bom trabalho na divulgação de informações para esse público, graças à sua crescente popularidade no app de vídeos TikTok.

Segundo números da firma de consultoria sobre dados da web ComScore, o número de usuários brasileiros do TikTok aumentou 319% em 2019 e estima-se que no país mais de 7,3 milhões usem o aplicativo, tanto no iOS quanto no Android. Segundo outra companhia de monitoramento de audiência, a Sensor Tower, a rede social, que tem como principal alvo a faixa etária entre 11 e 20 anos, foi baixada mais de 738 milhões de vezes e atualmente figura na segunda posição de downloads globais, atrás somente do WhatsApp.

Imagem: Reprodução/TikTok

Embora tenha somente pouco mais de 6,1 mil seguidores e 18,8 mil curtidas, o conteúdo do canal oficial do Governo de São Paulo chegou a alcançar até 80 mil e 100 mil visualizações por postagem, via cards animados e vídeos de prevenção. O destaque destas mídias é a higiene pessoal e isolamento social, o que colocou o perfil entre instituições mais confiáveis e populares do mundo nesse tópico na plataforma, com direito a certificação do próprio TikTok, ao lado de entidades como a Organização Mundial da Saúde, Unicef, Cruz Vermelha e Fórum Econômico Mundial.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

No Brasil, o Governo de São Paulo foi a primeira gestão estadual a aderir ao TikTok, em fevereiro deste ano. Para acessar o perfil, é só seguir o link https://www.tiktok.com/@governosp.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

COVID-19: Rússia adia construção do novo Centro Espacial e lançamentos de 2020

Mar 30, 2020

Description:

A Roscosmos (Agência Espacial Federal Russa) anunciou que vai mudar seu cronograma de lançamentos de foguetes por causa da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), que já causou a suspensão da produção de satélites na Europa e a paralisação de missões da ESA (Agência Espacial Europeia), e também tem impactos na NASA e em todo o setor espacial, na verdade.

De acordo com o comunicado da agência russa, o diretor-geral Dmitry Rogozin realizou algumas reuniões para ajustar os planos de lançamento que estavam previstos para 2020 (cerca de 40 missões). O principal motivo é que, em toda a Europa, houve paralisação na produção das cargas que seriam transportadas pelos veículos de lançamento russos, como o foguete Soyuz.

Outro atraso no cronograma da Roscosmos será na construção do Centro Espacial Nacional Russo, em Moscou. Em fevereiro de 2019, o presidente Vladimir Putin ordenou que a construção fosse finalizada no dia 15 de janeiro de 2020. Mais tarde, o projeto foi adiado para dezembro de 2022, e agora a previsão de conclusão está para 2023. Este centro deverá reunir no mesmo local as principais unidades das organizações mais importantes da indústria espacial e de foguetes, além de institutos de pesquisa e instituições educacionais.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

A boa notícia é que não haverá atraso no retorno da tripulação da Estação Espacial Internacional (ISS) à Terra, de acordo com a Roscosmos, mesmo com a pandemia que causou o fechamento das fronteiras entre a Rússia e o Cazaquistão, que é onde fica localizado o Cosmódromo de Baikonur (base de lançamentos de foguetes, responsável pelas missões de ida e volta de astronautas à ISS). O retorno da tripulação está agendado para o dia 6 de abril.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Magazine Luiza vai doar R$ 10 milhões em verba e produtos no combate à COVID-19

Mar 30, 2020

Description:

O mundo todo vive um momento de aumento dos atendimentos em hospitais para o tratamento da pandemia global do novo coronavírus (SARS-CoV-19), e várias companhias têm ajudado com doações, sejam em dinheiro, produtos e/ou serviços. A Magazine Luiza entrou nessa corrente e anunciou a doação de R$ 10 milhões, entre valores para instituições e produtos.

A ideia é ajudar os hospitais a instalar mais respiradores artificiais, colchões e travesseiros e demais itens que possam contribuir para os leitos de estabelecimentos públicos e filantrópicos em todo o país:

“Por meio da Communitas, organização da sociedade civil que promove parcerias entre os setores público e privado, as famílias Trajano e Garcia (controladoras da Magazine Luiza) destinaram R$ 2 milhões para compra de ventiladores pulmonares para o estado de São Paulo. R$ 1 milhão foi doado para a Amigos do Bem, organização não governamental que trabalha para a melhoria das condições de vida de populações carentes no sertão nordestino”, diz o comunicado.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

A empresa afirma que já enviou monitores cardíacos para o Hospital Emílio Ribas, de São Paulo, centro de referência nacional em infectologia; e ventiladores pulmonares para uma unidade do Sistema Público de Saúde (SUS) na Vila Guilherme, bairro paulistano a sede do Magalu; e para a Santa Casa da cidade de Franca, no interior do estado.

Também foram doados 4 mil colchões e travesseiros para os governos estaduais do Pará e da Bahia, que serão destinados aos abrigos para as pessoas em situação de rua e pacientes com sintomas da COVID-19 em comunidades socialmente vulneráveis.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Urina de astronautas pode ajudar a construir futuras bases lunares

Mar 30, 2020

Description:

As principais agências espaciais do planeta planejam colocar bases espaciais na órbita lunar para facilitar a permanência humana na Lua nas próximas décadas. O problema é que a vida por lá terá como adversários altos níveis de radiação e temperaturas extremas. A boa notícia é que pesquisadores descobriram um novo meio para viabilizar a construção de abrigos seguros na superfície do nosso satélite natural: a urina dos próprios exploradores.

Cientistas europeus afirmam que a ureia, presente na urina junto à água, pode ser usada como plastificante no concreto que será usado nas estruturas lunares. Os plastificantes são aditivos usados nas construções para suavizar misturas como o concreto, fazendo com que ele fique mais trabalhável sem afetar as propriedades finais quando estiver endurecido. Várias experiências foram realizadas para verificar o potencial dessa ideia, e os resultados foram publicados no Journal of Cleaner Production.

Embora pareça estranho utilizar a urina dos astronautas como ingrediente, isso não é exatamente uma novidade no espaço. Na Estação Espacial Internacional, por exemplo, a urina dos tripulantes é “reciclada” e transformada em água potável. Os novos experimentos revelaram que construções de concreto com este plastificante à base de ureia suportavam grandes pesos​. Aquecido a 80 °C, sua resistência foi aumentada após oito ciclos de congelamento e degelo, o que é feito para simular os ciclos de temperaturas da Lua.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Qual a viabilidade real de construirmos uma base fixa na Lua? NASA quer construir uma base lunar com materiais encontrados na própria Lua NASA escolhe 3 empresas para a construção de bases científicas na Lua A atual corrida espacial entre EUA, Europa, Rússia e China para se firmar na Lua Conceito de base lunar construída com impressoras 3D (Imagem: ESA)

Além de útil, a nova pesquisa pode ser muito econômica. É que transportar materiais para o espaço custa caro, por isso as agências buscam meios de utilizar as matérias-primas da superfície lunar, ou mesmo aquilo que os próprios astronautas possam fornecer, como a ureia. Assim, o concreto usado na Lua para construir abrigos poderia ser feito com regolito (material solto da superfície lunar) e a água congelada que também existe por lá.

"Mas, além disso", acrescenta um dos autores, Ramon Pamies, "com este estudo, vimos que um produto residual, como a urina do pessoal que ocupará as bases da Lua, também pode ser usado. Os dois principais componentes desse fluido corporal são a água e a ureia, uma molécula que permite que as ligações de hidrogênio sejam quebradas e, portanto, reduz as viscosidades de muitas misturas aquosas".

Ainda faltam pesquisas para determinar exatamente como a ureia poderá ser extraída da urina. Na verdade, ainda é preciso saber se isso é realmente necessário, porque talvez outros componentes da urina também podem ser usados ​​para formar o plastificante. Novos testes são necessários para encontrar o melhor material de construção para as bases lunares, que podem ser produzidas em massa usando impressoras 3D.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Huawei quer continuar usando os serviços da Google, garante executivo

Mar 30, 2020

Description:

Por muito tempo, a Huawei garantiu que tem plano para manter seus smartphones comercialmente viáveis para todos mesmo com o embargo imposto pelos EUA. A posição oficial da companhia tem sido a de buscar alternativas tanto para os serviços do Google, com o Huawei Mobile Services, como para toda a parte de hardware.

Google busca licença dos EUA para continuar negócios com a Huawei Alternativa da Huawei ao Google Mobile Services alcança 400 milhões de usuários Brasil libera Huawei para participar do leilão de redes 5G sem restrições

Em entrevista ao site da revista Wired, Richard Yu, diretor-executivo da fabricante chinesa, deixou claro que, se puder, voltará a fazer negócios e usar os serviços do Google. O exercutivo ainda observou que a empresa levou muita receita para as empresas americanas e que “ainda esperamos continuar a cooperar com o Google”.

“Queremos usar todos os serviços do Google e a Play Store como esoclha primária no Huawei Mobile Services para oferecer mais opções. Queremos permanecer na plataforma Android”, disse Yu. Por enquanto, a companhia segue usando o código do sistema do Google, aproveitando que a plataforma é aberta, no entanto, uma parceria oficial e mais próxima pode garantir atualizações mais rápidas, especialmente de segurança.

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

Para voltar a trabalhar ao lado do Google, a Huawei precisa receber uma licença do governo dos Estados Unidos. A Gigante das Buscas teria tentado ela própria uma autorização para voltar a fazer negócios com a Huawei, de acordo com Sameer Samat, vice-presidente para o Google Play e Android. A Microsoft conseguiu uma licença para negociar com a chinesa no final de 2019.

Mudanças nos próximos dois anos Mate X e XS dão prejuízos à Huawei, diz CEO (Foto: Reprodução/GSMArena)

Na entrevista, Yu também falou sobre algumas mudanças que espera no mercado para os próximos anos. Ele acredita que a App Gallery, loja de aplicativos proprietária da Huawei, ainda precisa de um a dois anos para oferecer experiência completa aos usuários. E que estão trabalhando com Xiaomi, Oppo e Vivo para integrar mais dispositivos à plataforma, algo que pode mudar se uma licença dos EUA para negócios com o Google for concedida.

Além disso, o executivo acredita que o investimento pesado em câmeras para smartphones deve continuar também pelos próximos dois anos, desacelerando um pouco depois. Aí, as telas dobráveis já devem chegar a um preço mais acessível, tornando-se, possivelmente, a tecnologia do momento. Por enquanto, diz Yu, a tecnologia é cara e causa prejuízo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Golpe digital “avisa” que vítima pode estar com coronavírus

Mar 30, 2020

Description:

Um novo e “criativo” ataque de phishing, mais uma vez, utiliza o pânico generalizado quanto ao coronavírus para tentar infectar computadores e realizar diferentes ações, desde o roubo de dados até o desvio de criptomoedas. No golpe da vez, hackers enviam e-mails para possíveis vítimas se passando por um hospital local e afirmando que ela esteve em contato com contaminados com o patógeno, indicando que devem comparecer a um centro de saúde para a realização de testes.

O golpe em si acontece por meio de um anexo, um documento de Excel que, supostamente, deve ser impresso, preenchido e levado ao hospital. Ao ser executado, o arquivo pede permissão para executar macros e é aí que um malware é baixado e rodado na máquina da vítima, realizando diversas ações.

Entre as finalidades da praga, conforme relatadas por especialistas, estão a busca por carteiras físicas de criptomoedas, cujos fundos podem ser transferidos para hackers, e tentativas de roubo de dados e credenciais de acesso a e-mails e redes sociais. O malware também é capaz de obter informações do próprio sistema e buscar vulnerabilidades na rede, possivelmente abrindo as portas para a inclusão da máquina em uma botnet, além de listar os aplicativos instalados em busca de mais vulnerabilidades.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Em golpe, hackers tentam se passar como um hospital local, informando que possível vítima está contaminada com o novo coronavírus (Imagem: Reprodução/Bleeping Computer)

O golpe começou a circular, inicialmente, nos Estados Unidos e é enviado em massa, sem direcionamentos que poderiam torna-lo um pouco mais eficaz. O endereço de e-mail utilizado, por exemplo, não pertence à instituição referida no conteúdo da mensagem, além de este, simplesmente, não ser um tipo de rastreamento possível de ser feito pelas instituições de saúde.

Vale a pena citar, ainda, que a tentativa de phishing pode levar a consequências reais e, na situação atual, tão danosas quanto os próprios golpes praticados. Ao afirmar que o usuário teve contato com alguém contaminado por coronavírus, com o texto citando até mesmo familiares, as vítimas podem não apenas cair na tentativa, como também seguir com seus entes queridos a um hospital, sobrecarregando o sistema de saúde e correndo o risco de um contágio, agora sim, bem real.

Isolamento e home office levaram a aumento em ataques de ransomware no Brasil Brasil está entre maiores fontes de ataques usando Internet das Coisas Ataques hackers crescem à medida que pandemia da COVID-19 se alastra

Por isso, valem as recomendações de segurança de sempre, principalmente sobre a atenção necessária quanto a golpes desse tipo. Hospitais não realizam esse tipo de comunicação e dificilmente enviarão alertas por e-mail, principalmente em uma solicitação de calamidade como a atual. Na dúvida, vale a pena observar o remetente e seu endereço de envio, que não corresponderá à instituição que o criminoso diz representar.

Além disso, entram em jogo os cuidados quanto a golpes de phishing, que envolvem jamais clicar em links ou baixar anexos que venham por e-mail ou mensagens de texto, mesmo que o remetente seja conhecido. Na dúvida quanto à veracidade de uma comunicação ou oferta, vale a pena entrar em contato diretamente com a empresa ou serviço antes de realizar qualquer ação solicitada.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Galaxy A9 (2018) começa a receber Android 10 e nova One UI 2.0

Mar 30, 2020

Description:

A Samsung começou a liberar, nesta segunda-feira (30), o Android 10 para o Galaxy A9, intermediário premium de 2018. A nova versão do sistema (A920FXXU3CTCD) chega primeiro para os usuários da Polônia, seguida do pacote de segurança mais recente (março de 2020).

A atualização, no entanto, não é uma surpresa, visto que uma lista vazada no ano passado havia revelado uma série de modelos da Samsung, lançados a partir de 2018, que receberiam o Android 10.

Galaxy A9 (2018) é o primeiro smartphone com 4 câmeras da Samsung (Foto: Canaltech)

Como prometido, o update vem com todos os recursos nativos do Android 10, como modo escuro, navegação por gestos, bem-estar digital, controle dos pais mais aprimorado e permissões de aplicativos mais restritas. Além disso, o Galaxy A9 (2018) ganhará a nova interface One UI 2.0, com uma experiência de usuário totalmente remodelada. Leia mais sobre as novidades nas matérias abaixo:

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

Confira as principais novidades do Android 10 Veja mais detalhes sobre a nova interface One UI 2, da Samsung Como atualizar para o Android 10

A Samsung não revelou quando disponibilizá o Android 10 para outros mercados além da Polônia, mas você poderá verificar em Configurações > Atualização de software > Download e instalar. Para ser notificado assim que a atualização sair, basta ativar a opção "Download automático pelo Wi-Fi".

Confira nosso review completo do Galaxy A9:

 

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Estádio do Pacaembu vira hospital de campanha e tem auxílio da LG

Mar 30, 2020

Description:

No combate ao novo coronavírus (SARS-CoV-2), a prefeitura de São Paulo constrói hospitais de campanha — uma espécie de mini-hospital construído ou adaptado, de forma temporária, para auxílio em tempos de crise. É o caso da construção desse tipo no estádio do Pacaembu, que, conhecido pelas tradicionais partidas de futebol, agora abrigará 200 leitos para pacientes diagnosticados com COVID-19, sendo 192 de baixa complexidade e oito semi-intensivos com respiradores.

No combate ao novo coronavírus, a prefeitura de São Paulo instala mais de 2.00 leitos para pacientes com a COVID-19 (Foto: Reprodução/ Twitter Marcelo Cerize) Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus?

Já são mais de 90 óbitos por causa do novo coronavírus no estado. As obras do hospital de campanha, no Pacaembu, com administração pelo Hospital Israelita Albert Einstein, começaram domingo passado (22) e devem ser entregues essa semana. Como é possível ver nas imagens, o antigo campo de futebol recebeu uma tenda (com 6.300 metros quadrados). Para isso, a obra, de caráter emergencial, conta com o auxílio de 80 funcionários.

“Nesses espaços nós poderemos fazer o acompanhamento da população que não se encontra numa situação de alto risco, mas precisa de uma atenção do poder público”, explica o prefeito de São Paulo, Bruno Covas. Isso porque o espaço funcionará, principalmente, em atendimentos de casos simples e internação de pessoas contaminadas, sem condições de isolamento domiciliar.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

Ver essa foto no Instagram

Atender as pessoas no combate ao Coronavírus. Essa é prioridade do momento e, para alcançar este objetivo, estão sendo instalados 2 mil leitos de baixa complexidade no Pacaembu e no Anhembi. Caso seja necessário, novas estruturas como essas poderão ser montadas em outras regiões da cidade. #SPContraOCorona

Uma publicação compartilhada por Cidade de São Paulo (@prefsp) em 22 de Mar, 2020 às 3:53 PDT

No total, a prefeitura da cidade irá instalar mais dois mil leitos de baixa e média complexidade para atender os pacientes da pandemia. Outros 1.800 leitos serão instalados no Complexo do Anhembi.

Para auxiliar na montagem da estrutura, a LG Electronics do Brasil doará equipamentos eletrônicos aos hospitais de companha que estão sendo construídos na cidade de São Paulo. As doações de eletrônicos devem auxiliar os processos hospitalares, como registro de pacientes, solicitações de exames, liberação de resultados e prescrição de medicamentos, por exemplo.

Atualização sobre as instalações do Hospital de Campanha Pacaembu #SPContraOCorona #FiqueEmCasa #NaoSejaUmPropagador - Crédito: @AllegraPacaembu pic.twitter.com/vnDcqHxu7l

— Cidade de São Paulo (@prefsp) March 26, 2020

"O atendimento aos pacientes começará na próxima quarta-feira (dia 1º). Estamos trabalhando em conjunto com o Governo do Estado e, ao lado da ciência, seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), de lideranças e autoridades da Vigilância Sanitária. Este é um momento de união", afirmou o prefeito Covas.

Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Foco na saúde

Segundo o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, com essas medidas, as ações da prefeitura entram em um novo estágio para o combate ao coronavírus, ainda mais sendo São Paulo a cidade brasileira com o maior número de casos da COVID-19 confirmados, com números que já ultrapassam 1.500 infectados.

Quanto tempo pode durar a pandemia da COVID-19?

A Secretaria Municipal de Saúde é que definirá quais pacientes terão acesso aos leitos, nestes locais. Os pacientes só devem ser encaminhados, então, para o Anhembi ou Pacaembu, após passarem por outros hospitais ou unidades básicas de saúde, onde deverão fazer uma triagem inicial.

Atualização sobre as instalações do Hospital de Campanha Pacaembu #SPContraOCorona #FiqueEmCasa #NaoSejaUmPropagador - Crédito: @AllegraPacaembu pic.twitter.com/emZwKIWPO5

— Cidade de São Paulo (@prefsp) March 26, 2020

Além da adaptação dos dois espaços, a prefeitura explica que novas estruturas como essas também poderão ser montadas em outras regiões da cidade, caso seja necessário.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

P40 Pro surpreende em comparativo de câmeras com iPhone 11 Pro Max e S20 Ultra

Mar 30, 2020

Description:

Poucos dias depois de apresentado, os novos P40, P40 Pro e P40 Pro+ já começaram a ser testados pela mídia especializada. Candidato a ser uma espécie de carrasco de Galaxy S20 Ultra e iPhone 11 Pro Max, principalmente no que diz respeito à fotografia, o smartphone da Huawei foi colocado lado a lado com os rivais em um comparativo de câmeras feito pelo canal Mrwhosetheboss.

E apesar de o modelo da Huawei realmente surpreender, o iPhone acabou se destacando na maioria dos casos.

O vídeo, com cerca de 10 minutos de duração, mostra as qualidades do P40 Pro, Galaxy S20 Ultra e iPhone 11 Pro Max lado a lado. Os smartphones são colocados em diversas situações, tanto em vídeo quanto em foto, como ambientes com iluminação desafiadora, modo retrato e fotos automáticas.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

Em ambientes noturnos, o P40 Pro se destaca pela qualidade de imagem e redução de ruídos. Isso acontece porque o smartphone possui um sensor que mede 1/1,28 polegadas com resolução de 50 MP, o maior sensor de câmera do mercado de smartphones. Para comparação, o Galaxy S20 Ultra traz um sensor de 1/1,33''.

Sensor da câmera do P40 Pro é o maior do mundo (Foto: Reprodução)

Já em cenários com luz natural, o P40 Pro equilibra muito bem as cores naturais com um pós-processamento menos agressivo. No entanto, em áreas mais claras há uma super exposição mais evidente, o que não percebemos nas fotos do iPhone 11 Pro Max. A tecnologia HDR do iPhone 11 Pro Max também é superior em todos os casos, com exceção de ambientes mais desafiadores.

P40 Pro+ vs. Galaxy S20 Ultra vs. iPhone 11 Pro Max: quais são as diferenças? P40 Pro vs. Galaxy S20+ vs. iPhone 11 Pro: quais são as diferenças? P40 vs. Galaxy S20 vs. iPhone 11: quais são as diferenças?

Na qualidade dos vídeos, fica claro a superioridade do Galaxy S20 Ultra no alcance do zoom e estabilização, mas, surpreendentemente, o modelo da Apple apresenta as cores mais fiéis e com menos aberrações cromáticas.

O youtuber também compara a qualidade das fotos dos diferentes sensores e lentes, bem como vídeo em câmera lenta e modo retrato. Você pode conferir o vídeo completo no link abaixo e tirar suas próprias conclusões:

 

Para você, qual smartphone tem a melhor câmera? Deixe sua opinião nos comentários.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Honor 30S é anunciado com conexão 5G e câmera quádrupla

Mar 30, 2020

Description:

Poucos dias após a Huawei ser o centro das atenções com o lançamento da família P40, hoje foi a vez de sua subsidiária Honor com a apresentação do Honor 30S. Apesar de não ter o status do "irmão maior", o modelo se destaca com um processador competente e conexão 5G.

Ainda sem os serviços do Google, o Honor 30 conta com a skin Magic UI 3.1.1 (baseada no Android 10) e os aplicativos da Huawei Mobile Services. Do lado de fora, o aparelho utiliza uma carcaça de alumínio com quatro opções de cores.

Alternativa da Huawei ao Google Mobile Services alcança 400 milhões de usuários Celia é a nova assistente virtual da Huawei que ainda não fala português

O Honor 30S estará à venda a partir do dia 7 de abril na China, com preços entre 2.399 e 2.699 yuans, dependendo da capacidade de armazenamento (128 ou 256 GB, aproximadamente R$ 1.750 a R$ 1.970 na conversão direta).

Especificações Tela: 6,5 polegadas, FullHD+ Chipset: HiSilicon Kirin 820 5G (4 ARM Cortex-A76 + 4 ARM Cortex-A55) Memória RAM: 8 GB Armazenamento interno: 128 ou 256 GB Câmera traseira: 64 mp, 8 mp (telefoto), 8 mp (ultrawide) e 2 mp (profundidade) Câmera frontal: 16 megapixels Bateria: 4.000 mAh, com recarga rápida de 40W Cores disponíveis: preto, azul, verde e gradiente Sistema operacional: Android 10 + Magic UI 3.1.1

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

P40 vs. P40 Pro vs. P40 Pro+ vs. P40 Lite: quais são as diferenças?

Mar 30, 2020

Description:

No fim de março, a Huawei lançou os novos P40, P40 Pro e P40 Pro+ como suas principais apostas contra o Galaxy S20, Mi 10 e iPhone 11. Os modelos se juntam ao já apresentado P40 Lite, versão mais acessível da linha, que traz especificações interessantes e quatro câmeras.

P40 vs. Galaxy S20 vs. iPhone 11: quais são as diferenças? P40 Pro vs. Galaxy S20+ vs. iPhone 11 Pro: quais são as diferenças? P40 Pro+ vs. Galaxy S20 Ultra vs. iPhone 11 Pro Max: quais são as diferenças?

Com todos os smartphones da linha já anunciados, quais são suas principais diferenças e qual modelo combina mais com você? O Canaltech colocou os quatro lado a lado e você confere abaixo o resultado:

Topos de linha da Huawei têm 5G e até 5 câmeras (Foto: Reprodução) Tela Huawei P40: painel OLED flat de 6,1 polegadas, resolução Full HD+ (2640x1080 pixels) 60 Hz de taxa de atualização; Huawei P40 Pro: painel OLED curvo de 6,58 polegadas, resolução Full HD+ (2640x1080 pixels) 90 Hz de taxa de atualização; Huawei P40 Pro+: painel OLED curvo de 6,58 polegadas, resolução Full HD+ (2640x1080 pixels) 90 Hz de taxa de atualização; Huawei P40 Lite: painel IPS LCD flat de 6,4 polegadas, resolução Full HD+ (2310x1080 pixels) 60 Hz de taxa de atualização.

As versões Pro são as que apresentam as melhores tecnologias. Isso inclui um painel OLED, taxa de atualização de 90 Hz e uma variação da tela curva do Mate 30 Pro, conseguindo alcançar cerca de 91% de aproveitamento de tela.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

Naturalmente, o P40 lite é mais acessível, trazendo painel IPS LCD e 60 Hz de taxa de atualização. Além disso, a tela ocupa 83% da parte frontal do aparelho, mas não possui sensor de digitais sob o display.

Processador Kirin 990 é o principal chipset da Huawei até o momento (Foto: Reprodução) Huawei P40: HiSilicon Kirin 990 5G (2x2.86 GHz Cortex-A76 & 2x2,36 GHz Cortex-A76 & 4x1,95 GHz Cortex-A55); Huawei P40 Pro: HiSilicon Kirin 990 5G (2x2.86 GHz Cortex-A76 & 2x2,36 GHz Cortex-A76 & 4x1,95 GHz Cortex-A55); Huawei P40 Pro+: HiSilicon Kirin 990 5G (2x2.86 GHz Cortex-A76 & 2x2,36 GHz Cortex-A76 & 4x1,95 GHz Cortex-A55); Huawei P40 Lite: HiSilicon Kirin 810 (2x2.27 GHz Cortex-A76 & 6x1.88 GHz Cortex-A55.

Com exceção do P40 Lite, todas as versões são equipadas com o poderoso processador Kirin 990 5G. Equivalente ao Snapdragon 865 e o Apple A13 Bionic, não há nada disponível atualmente que eles não poderão fazer.

O Kirin 810, presente no modelo intermediário, também não faz feio. Testes revelaram que o chipset da Huawei é superior ao Snapdragon 855, da Qualcomm, em inteligência artificial. Além disso, ele obteve resultados melhores que o Snapdragon 730, seu concorrente direto.

Memória RAM e armazenamento Huawei P40: 8 GB de RAM + 128 GB; Huawei P40 Pro: 8 GB de RAM + 256 GB; Huawei P40 Pro+: 8 GB de RAM + 512 GB; Huawei P40 Lite: 6 GB de RAM + 128 GB.

A principal diferença neste quesito entre os novos P40 fica na capacidade de armazenamento interno, já que ambos trazem 8 GB de RAM. O P40 Lite possui 2 GB a menos de memória, mas deve satisfazer a maioria dos usuários menos exigentes. Vale lembrar que todos possuem entrada para cartão de memória, mas no padrão NM (Nano Memory).

Câmeras Câmeras do P40 são o grande destaque (Foto: Reprodução) Huawei P40: principal de 50 MP RYYB, f/1.9, PDAF, OIS
Ultrawide de 16 MP, f/2.2, PDAF
Telefoto de 8 MP, f/2.4, PDAF, OIS, zoom óptico de 3x
Câmera frontal de 32 MP com sensor ToF 3D Huawei P40 Pro: principal de 50 MP RYYB, f/1.9, PDAF, OIS
Ultrawide de 40 MP, f/1.8, PDAF
Telefoto de 12 MP RYYB, f/3.4, PDAF, OIS, zoom óptico de 5x
Sensor ToF 3D
Câmera frontal de 32 MP com sensor ToF 3D Huawei P40 Pro+: principal de 50 MP RYYB, f/1.9, PDAF, OIS
Ultrawide de 40 MP, f/1.8, PDAF
Telefoto de 8 MP, f/2.4, PDAF, OIS, zoom óptico de 3x
Periscópico de 8 MP, f/4.4, PDAF, OIS, zoom óptico de 10x
Sensor ToF 3D
Câmera frontal de 32 MP com sensor ToF 3D Huawei P40 Lite: principal de 48 MP, f/1.9
Ultrawide de 8 MP, f/2.4, 120º
Macro de 2 MP, f/2.4
Sensor ToF 3D de 2 MP, f/2.4
Câmera frontal de 16 MP, f/2.0

A letra “P” da linha principal da Huawei significa “photography” (fotografia), então é aqui em que eles se destacam. O P40 Pro+ traz o conjunto mais completo, com cinco câmeras, seguido do P40 Pro, com quatro, e o P40 tradicional, com três. O P40 Lite tem quatro câmeras, mas não traz tecnologias muito avançadas.

Bateria Huawei P40: bateria de 3.800 mAh com carregamento ultrarrápido sem fio de 22.5 W; Huawei P40 Pro: bateria de 4.200 mAh com carregamento ultrarrápido com ou sem fio de 40 W; Huawei P40 Pro+: bateria de 4.200 mAh com carregamento ultrarrápido com ou sem fio de 40 W; Huawei P40 Lite: bateria de 4.200 mAh com carregamento rápido de 40 W.

Devido ao corte na tela e câmeras, a bateria do P40 tradicional é a menor entre os smartphones. Curiosamente, o P40 Lite tem capacidade equivalente aos modelos mais potentes, mesmo com câmeras, construção e tela inferiores.

Extras e software Huawei P40: certificação IP53, Bluetooth 5.1, NFC, USB-C 3.1, leitor de digitais sob a tela, Android 10 sem serviços do Google; Huawei P40 Pro: certificação IP68, Bluetooth 5.1, NFC, USB-C 3.1, leitor de digitais sob a tela, Android 10 sem serviços do Google; Huawei P40 Pro+: certificação IP68, Bluetooth 5.1, NFC, USB-C 3.1, leitor de digitais sob a tela, Android 10 sem serviços do Google; Huawei P40 Lite: sensor de digitais na lateral, Bluetooth 5.0, entrada para fones de ouvido, leitor de digitais na lateral, Android 10 sem serviços do Google.

A principal diferença do P40 tradicional em relação aos irmãos maiores é a falta da resistência contra água e poeira. Todas as versões não possuem os serviços do Google, devido às restrições dos Estados Unidos - essa pode ser a principal desvantagem contra os concorrentes.

Especificações técnicas completas Modelo P40  P40 Pro P40 Pro+ P40 Lite Tela 6,1'' OLED, resolução Full HD+, 60Hz 6,58'' OLED curvo, resolução Full HD+, 90 Hz 6,58'' OLED curvo, resolução Full HD+, 90 Hz 6,4'' IPS LCD, resolução Full HD+, 60 Hz Processador Kirin 990 5G Kirin 990 5G Kirin 990 5G Kirin 810 Memória RAM e armazenamento 8 GB + 128 GB 8 GB + 256 GB  8 GB + 512 GB 6 GB + 128 GB Câmeras

Principal: 50 MP, f/1.9

Ultrawide: 16 MP, f/2.2

Telefoto: 8 MP, f/2.4

Frontal: 32 MP com sensor ToF 3D

Principal: 50 MP, f/1.9

Ultrawide: 40 MP, f/1.8

Telefoto: 12 MP, f/3.4

Sensor ToF 3D

Frontal: 32 MP com sensor ToF 3D

Principal: 50 MP, f/1.9

Ultrawide: 40 MP, f/1.8

Telefoto: 8 MP, f/2.4

Periscópico: 8 MP, f/4.4

Sensor ToF 3D

Frontal: 32 MP com sensor ToF 3D

Principal: 48 MP, f/1.9

Ultrawide: 8 MP, f/2.4, 120º

Macro: 2 MP, f/2.4

Sensor ToF 3D: 2 MP, f/2.4

Câmera frontal: 16 MP, f/2.0

Bateria 3.800 mAh 4.200 mAh 4.200 mAh 4.200 mAh Extras Sem apps do Google, sensor de digitais na tela, IP53 Sem apps do Google, sensor de digitais na tela, IP68 Sem apps do Google, sensor de digitais na tela, IP68 Sem apps do Google, sensor de digitais na lateral, conector 3.5mm para fones Construção Metal e vidro Metal e vidro Cerâmica Plástico Preço 799 euros (R$ 4.300) 999 euros (R$ 5.400) 1399 euros (R$ 7.600) 299 euros (R$ 1.450)

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

OnePlus 8 tem data de lançamento confirmada para o dia 14 de abril

Mar 30, 2020

Description:

A OnePlus enviou o convite para o lançamento do OnePlus 8. O novo modelo será lançado no dia 14 de abril, às 12h (horário de Brasília). Batizado de “Lead with Speed”, o evento de lançamento mostra que a empresa não poupou esforços em termos de velocidade.

Entre as informações confirmadas pela OnePlus para o novo modelo estão o suporte às novas redes 5G, além de tela com taxa de atualização de 120 Hz.

 

Além do evento, a OnePlus divulgou duas iniciativas paralelas para o OnePlus 8. A primeira é a volta do OnePlus Lab, que enviará unidades de avaliação do aparelho para testes por fãs da marca, algo que já foi feito com modelos anteriores, já a segunda envolve criar notícias (verdadeiras ou falsas) para gerar interesse no novo aparelho. Além disso, 10 usuários do fórum da marca serão premiados com brindes da OnePlus.

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

OnePlus 8: imagens revelam versões coloridas, câmera tripla e tela de 90Hz OnePlus 8 Lite deve ser oficialmente chamado de OnePlus Z, aponta rumor OnePlus 8 tem especificações vazadas no dia do lançamento do Huawei P40

Como sempre, o Canaltech irá acompanhar o lançamento do aparelho e você confere todas as informações do OnePlus 8 aqui.

Especificações (não-oficiais)

A linha OnePlus 8 é aguardada em duas versões, 8 e 8 Pro. Segue abaixo as especificações esperadas para o modelo 8 Pro:

Tela: 6,78 polegadas, Super AMOLED, QHD+ a 120 Hz Chipset: Qualcomm Snapdragon 865 5G Memória RAM: 8 ou 12 GB LPDDR5 Armazenamento interno: 128 ou 256 GB UFS 3.0 Câmera traseira: 48 + 48 + 8 + 5 megapixels Câmera frontal: 16 megapixels Bateria: 4,510 mAh (com carregamento rápido de 30W com e sem fio e carregamento reverso de 3W)

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Desenvolvedores podem testar seus apps remotamente no Galaxy Z Flip e linha S20

Mar 30, 2020

Description:

Desenvolvedores de aplicativos que desejam testar o funcionamento de seus produtos na linha Galaxy S20 têm à disposição o Remote Test Lab (RTL), uma ferramenta oficial da Samsung para testes de jogos e aplicativos em diversos dispositivos da marca. Além da linha S20 (S20, S20+ e S20 Ultra), o serviço também disponibiliza o dobrável Galaxy Z Flip.

O uso dos aparelhos é feito pelo navegador de qualquer parte do mundo. O RTL conta com servidores nos Estados Unidos, Coreia do Sul e Polônia, mas está disponível em diferentes idiomas.

P40 vs. Galaxy S20 vs. iPhone 11: quais são as diferenças? Samsung anuncia Galaxy S20, S20+ e S20 Ultra no Brasil; confira os preços

Para usar a ferramenta, é preciso fazer um cadastro grátis no site da Samsung para desenvolvedores — além disso é preciso ter instalado o Java Runtime Environment em versão 7 ou superior. O acesso é controlado por um sistema de créditos, cada um equivalente a 15 minutos, e cada conta no serviço recebe 20 créditos por dia e pode usar diariamente entre 30 minutos e 10 horas.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

O RTL conta com opções para reserva de aparelhos, captura, gravação e compartilhamento de tela, além de um recurso de automação de testes (para repetir uma série de operações em diferentes aparelhos). Entre as limitações do serviço estão a falta de áudio, câmera, multitoque e uso de periféricos.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

COI confirma novas datas para as Olimpíadas de Tóquio após adiamento

Mar 30, 2020

Description:

O Comitê Olímpico Internacional (COI) divulgou hoje cedo as novas datas para as Olimpíadas de Tóquio, após a realização do evento ser adiada a fim de evitar a contaminação das delegações pelo vírus SARS-CoV-2, o novo coronavírus. Agora, a próxima edição dos jogos olímpicos vai começar em 23 de julho de 2021, perdurando até 8 de agosto do mesmo ano.

“Essas novas datas darão o tempo máximo às autoridades de saúde e todos os envolvidos na realização dos Jogos, para que estes lidem com a constante mudança de cenário e disrupção causadas pela pandemia da Covid-19”, disse o COI por meio de comunicado à imprensa internacional. “As datas, exatamente um ano após as originalmente planejadas para 2020 também trazem o benefício de qualquer problema causado no calendário esportivo pelo adiamento seja mínimo, ao melhor interesse dos atletas e federações internacionais”.

Leia mais: É oficial: Olimpíada de 2020 é adiada em um ano por causa do coronavírus Olimpíadas foram confirmadas em Tóquio, ganhando novas datas: agora, os jogos serão realizados em 24 de julho de 2021

Essa segunda parte do comunicado era motivo de preocupação para diversas competições internacionais, haja vista que os Jogos Olímpicos, durante sua realização, paralisam todas as outras competições, salvo por aquelas promovidas por empresas privadas. Em outras palavras: Campeonato Brasileiro de Futebol, a NBA americana, o boxe… diversos esportes que contam com realizações próprias possuem pilares olímpicos, então é comum que atletas de cada um deles sejam recrutados, desfalcando exibições rotineiras. As novas datas, segundo o COI, parecem antecipar isso.

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

Sobre isso, as novas datas, porém, já trazem algum impacto: o Mundial de Atletismo, originalmente previsto para começar em 6 de agosto de 2021, foi adiado para 2022 — data definitiva ainda pendente. Vale citar, também, que julho de 2021 é o período de realização de várias competições muito populares: o campeonato europeu da UEFA, o Torneio de Wimbledon e a Copa das Nações na África, todos ocorrem nesse mesmo período. Suas respectivas organizações ainda não se manifestaram.

Impacto causado pelo coronavírus vai além do social, com grandes eventos sendo remarcados, adiados ou terminantemente cancelados

Uma outra questão preocupante para alguns era a qualificação de equipes e delegações. Com o adiamento, como fica o processo de elegibilidade de diversos países a competirem nas Olimpíadas de Tóquio? Segundo o COI, isso também não sofrerá dano: “Elas [as datas novas] concedem tempo suficiente para que o processo de qualificação seja terminado. As mesmas medidas planejadas para 2020 serão implementadas [em 2021]”. Apesar de serem realizados apenas no ano que vem, os Jogos Olímpicos de Tóquio ainda terão o “2020” no nome.

Leia mais: MWC, E3, Lollapalooza: eventos cancelados ou confirmados devido ao coronavírus

O mesmo vale para as paralimpíadas, que manterão o ano original em sua nomenclatura, mas agora ocorrerão entre os dias 24 de agosto de 5 de setembro de 2021.

Segundo o Bing COVID Tracker, o Japão vem apresentando um aumento relativamente padronizado de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus: pelos dados de hoje de manhã, a nação contava com 1.388 confirmações ativas, 54 casos fatais e 424 casos recuperados. Entretanto, é importante ressaltar que, sem o adiamento das Olimpíadas em Tóquio, a capital do país receberia delegações internacionais de nações muito mais afetadas, como Itália, Espanha, EUA e Brasil.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Análise do Huawei P40 Pro ressalta traseira e leitor de digital do smartphone

Mar 30, 2020

Description:

A Huawei anunciou, na última quinta-feira (26), os seus novos aparelhos de ponta P40, P40 Pro e o P40 Pro+. Um dia depois, a versão P40 Pro já apareceu em análise pelo youtuber Marques Brownlee, que identificou muita coisa no aparelho que outras fabricantes poderiam copiar.

O influenciador inicia sua análise lembrando que os aparelhos da Huawei ainda não são os mais recomendados para usuários dos Estados Unidos exatamente pela briga entre o governo do país com a empresa chinesa.

Huawei P40, P40 Pro e P40 Pro+ são anunciados; confira detalhes e preços

A primeira novidade que Brownlee apresenta como notável está na traseira do P40 Pro. Segundo ele, a linha chega com um material macio, apesar da camada de vidro, facilitando o ato de segurar o dispositivo e mantendo a beleza do produto. “Definitivamente, este não é um aparelho para se esconder com uma capinha. Ou só com uma película transparente”, comentou o influenciador.

-
Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.
-

 

Outra questão apontada pelo analista é referente ao entalhe na parte da frente. Segundo ele, a peça é pequena para a quantidade de sensores que carrega: a câmera frontal, o de profundidade além de infravermelho. “Se a Huawei consegue fazer um espaço assim pequeno com todas essas funcionalidades, eu acredito que a Apple consiga também”, critica.

Entalhe do Huawei P40 Pro (Foto: YouTube/Marques Bronwlee)

Ele também testou uma das principais características do P40 Pro: o conjunto de quatro lentes na parte de trás. Pela análise, o pacote traz bom resultado tanto em fotos com zoom, quanto para a grande-angular.

Vale lembrar que o P40 Pro conta com um sensor principal de 50 MP, um para a grande angular com 40 MP, o periscópico de 12 MP, além de sensor de profundidade para fotos com fundo desfocado.

Por fim, ele ressaltou também o leitor biométrico em tela do novo dispositivo — a Huawei promete que a tecnologia é 30% mais rápida e tem um sensor 30% maior. Segundo Brownlee, o tamanho maior é uma boa adição ao dispositivo, lembrando que o modelo conta com tela de 6,58 polegadas.

Leitor biométrico foi um dos destaques do aparelho (Foto: YouTube/Marques Brownlee)

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

OnePlus 8 Pro: especificações das câmeras vazam antes da hora

Mar 30, 2020

Description:

O OnePlus 8 é o grande lançamento de abril no mercado de smartphones premium e, naturalmente, os rumores já estão começando a aparecer com mais frequência. Um dos mais recentes, divulgado pelo leaker indiano Ishan Agarwal, detalhou todo conjunto de câmeras da versão Pro da linha, indicando três sensores da Sony e um chamado "Color Filter".

#OnePlus8Pro to feature 48MP IMX689 as the Main Sensor (F/1.78), 48MP IMX586 Ultra-Wide (F/2.2) & 120° FOV. 8MP (F/2.44) Telephoto w/ 3X Optical & 30X Digital Zoom + 5MP Color Filter. New Night Portrait Mode, '3-HDR' Video, Cinematic Effects & Better OIS! https://t.co/2EfheWwNr8 pic.twitter.com/kVfZcfk5BQ

— Ishan Agarwal (@ishanagarwal24) March 29, 2020

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

Se confirmado, o OnePlus 8 Pro trará especificações bastante semelhantes ao Find X2 Pro, da Oppo — o que não deve ser coincidência, já que ambas as marcas pertencem à mesma empresa, a BBK Electronics. Ou seja, na traseira, haverá um sensor principal Sony IMX689 de 48 MP com abertura de f/1.78, seguido de uma ultrawide (Sony IMX586) também de 48 MP.

OnePlus 8 Lite deve ser oficialmente chamado de OnePlus Z, aponta rumor OnePlus 8 tem especificações vazadas no dia do lançamento do Huawei P40

O conjunto também contará com uma lente telefoto, que deverá alcançar zoom óptico de 3x e híbrido de 30x, além de realizar fotos em modo retrato à noite e aplicar efeitos cinematográficos. A última câmera, não detalhada pelo leaker, possui 5 MP Color Filter. Não fica claro de qual lente estamos falando, embora pareça uma variação da monocromática — usada em poucos aparelhos da Motorola.

Entenda para que serve cada uma das lentes na câmera de seu smartphone

Confira as especificações completas:

Principal: Sony IMX689 de 48 MP com abertura de f/1.78; Ultrawide: Sony IMX586 de 48 MP com abertura de f/2.2 e 120º de campo de visão; Telefoto: 8 MP com abertura de f/2.44, zoom óptico de 3x e zoom digital de 30x; Sensor Color Filter (Filtro de cores, em tradução livre) de 5 MP; Novo modo retrato em ambientes noturnos; Vídeo 3-HDR; OIS e EIS melhorados.

Vale lembrar que o mesmo leaker foi responsável por vazar todas as especificações técnicas do OnePlus 8 e 8 Pro no dia do lançamento da linha P40.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Devido ao coronavírus, OneWeb entra com pedido de falência e demite funcionários

Mar 30, 2020

Description:

Uma semana após o lançamento de novos 34 satélites, a OneWeb, concorrente do projeto Starlink da SpaceX, entrou com pedido de falência nos EUA e está demitindo alguns funcionários. De acordo com o CEO Adrian Steckel, a crise da empresa é uma consequência direta do impacto econômico causado pela COVID-19, a doença que veio com a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Este pedido, no entanto, é uma tentativa de proteger os negócios da empresa e seus ativos para que ela continue funcionando enquanto se recupera financeiramente. É que a OneWeb acionou o Capítulo 11 da lei de falência dos EUA, que permite às empresas com dificuldades financeiras continuarem operando normalmente, sob controle de um tribunal, enquanto o prazo para pagar suas dívidas são adiados ou negociados. Caso fosse acionado o Capítulo 7 da mesma lei, o resultado seria o fim das atividades da empresa.

“Nossa situação atual é uma consequência do impacto econômico da crise da COVID-19”, disse Steckel, referindo-se à doença causada pelo coronavírus. É que, desde o início do ano, a OneWeb tem buscado novos investidores, mas as negociações foram interrompidas por causa da turbulência causada pela pandemia.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

Satélites Starlink já estão atrapalhando observações astronômicas; veja imagens Constelações de satélites prejudicam observações astronômicas, alerta a IAU Satélites Starlink também ameaçam busca por asteroides potencialmente perigosos (Imagem: OneWeb)

Os funcionários que ainda permaneceram na empresa estão agora focados em gerenciar a constelação de satélites que já começou a ser montada na órbita da Terra. A OneWeb tem como objetivo criar uma megaconstelação inicial de 650 satélites para fornecer acesso à internet para clientes em todo o mundo. Para isso, eles fabricam satélites de conexão banda larga de alta velocidade em sua unidade perto do Kennedy Space Center, da NASA, que fica na Flórida.

Em 21 de março, a OneWeb lançou um terceiro lote com 34 satélites à órbita terrestre no foguete russo Soyuz a partir do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. A missão recebeu o nome de “Launch #3 Space Walker” em homenagem ao aniversário de 55 anos da caminhada espacial de Alexei Leonov, a primeira realizada por um humano.

Antes deste lançamento, a OneWeb lançou outras duas frotas de satélites - os seis primeiros foram lançados em fevereiro de 2019 e, um ano depois, em fevereiro de 2020, foram lançados outros 34 satélites. Até o momento, a empresa conta com 74 satélites na baixa órbita terrestre.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

OnePlus 7T Pro fica indisponível e aumenta rumores de proximidade de sucessor

Mar 30, 2020

Description:

A OnePlus oficializará mais uma geração do seu dispositivo topo de linha em breve. Ao mesmo tempo em que se prepara para lançar um novo intermediário, segundo os rumores, a companhia já teria parado a produção do OnePlus 7T Pro para abrir espaço na fábrica e montar o estoque inicial do OnePlus 8.

OnePlus 8 tem especificações vazadas no dia do lançamento do Huawei P40 OnePlus 8: imagens revelam versões coloridas, câmera tripla e tela de 90Hz

Ao menos é o que indica a ausência de novos estoques do flagship do ano passado em canais oficiais e no varejo. No site oficial da companhia, está disponível apenas o OnePlus 7T Pro McLaren Edition, versão que tem monstruosos 12 GB de memória RAM. As variantes mais comuns e acessíveis estão esgotadas.

Nos varejistas, como no site JD.com, por exemplo, há até mesmo aviso de “sem estoque” para o dispositivo. Isso leva a crer que o modelo do ano passado já saiu de linha, e que a OnePlus prepara a produção de seu próximo smartphone, apesar de ainda não ter confirmado data para anúncio.

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

Espera-se que o novo smartphone chegue com o Snapdragon 865. Já surgiram renderizações supostamente oficiais na internet, bem como um registro do OnePlus 8 Pro em uma ferramenta de benchmark, entre outros vazamentos, sendo o mais recente as especificações detalhadas das câmeras.

A OnePlus informou que o aparelho será lançado em 14 de abril, em evento online, às 12h (horário de Brasília). O Canaltech estará de olho no evento para trazer as principais novidades de um dos aparelhos mais aguardados do ano.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Huawei anuncia chip intermediário HiSilicon Kirin 820 5G

Mar 30, 2020

Description:

A divisão de processadores da Huawei, a HiSilicon, lançou o novo processador Kirin 820 5G com um salto considerável em relação ao seu antecessor, o Kirin 810. Entre as novidades estão mais núcleos de alto desempenho e, como o nome indica, a inclusão de um modem 5G.

Fabricado em litografia de 7 nm assim como o 810, o Kirin 820 5G se diferencia do antecessor por ter 4 núcleos ARM Cortex-A76 (contra dois no Kirin 810). Já a frequência de processamento ganhou um upgrade mais discreto, com apenas um dos núcleos trabalhando a até 2,36 GHz (contra 2,2 GHz dos outros núcleos). Além disso, o Kirin 820 conta também com 4 núcleos de alta-eficiência ARM Cortex-A55 rodando a 1,84 GHz.

Huawei P40, P40 Pro e P40 Pro+ são anunciados; confira detalhes e preços Processador intermediário da Huawei será tão potente quanto o Snapdragon 855

Diferentemente de boatos que circularam nas últimas semanas, o Kirin 820 5G não conta com o processador gráfico ARM Mali-G77, e em seu lugar é usado o Mali-G57MP6, com seis núcleos da linha intermediária de GPUs da ARM. Completam as especificações de processamento os processadores neurais e de imagem desenvolvidos pela própria Huawei.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

Na parte da conectividade, a Huawei divulgou que o modem 5G usado no Kirin 820 é o mesmo do processador topo de linha Kirin 990 (usado, por exemplo, no Huawei P40). O modem é compatível com os modos SA e NSA da especificação 5G.

O Kirin 820 5G chega às lojas no Honor 30S, que será vendido na China a partir do dia 7 de abril com preços entre R$ 1.800 e R$ 2.000 em conversão direta.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Redmi Note 8 Pro vs Mi Note 10: qual leva a melhor no Benchmark AnTuTu?

Mar 30, 2020

Description:

Colocamos os Redmi Note 8 Pro e o Mi Note 10 lado a lado no Benchmark AnTuTu, popular plataforma de desempenho para dispositivos Android. Neste duelo de performance, qual smartphone da Xiaomi se sai melhor? Confira neste vídeo comparativo.

Assista ao vídeo.

Remaster de Call of Duty: Modern Warfare deve ser lançado nesta terça (31)

Mar 30, 2020

Description:

Uma remasterização da campanha de Call of Duty: Modern Warfare 2 pode ser lançada nesta terça-feira (31). A informação vem de vazamentos que a Eurogamer disse ter confirmado com pessoas próximas à Activision.

O assunto começou com o game sendo listado para venda na PlayStation Store, loja virtual do PlayStation 4. Logo após a descoberta de fãs, o título foi retirado da loja. Contudo, usuários viram que o jogo estava listado com lançamento para o dia 31 de março.

Remaster de Call of Duty: Modern Warfare 2 é registrado na Coreia do Sul

O assunto ganhou ainda mais força no final de semana, quando dataminers encontraram nos códigos de Call of Duty: Modern Warfare uma atualização sobre o remaster. Junto disso, uma página do Twitter (que já trouxe informações precisas sobre a franquia no passado) também disse que o game chega nesta terça. Além disso, divulgou um trailer supostamente vazado do remaster de Modern Warfare 2.

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

BREAKING: Call of Duty Modern Warfare 2 Campaign Remastered Trailer has been leaked.

RT if you're hyped. pic.twitter.com/5FipfcNt1N

— MW2 Remastered (@MW2Remastered4K) March 30, 2020

Diante de tudo isso, a Eurogamer disse ter falado com pessoas de dentro da Activision. As fontes teriam confirmado a intenção de lançamento, mas para depois do dia 31 de março.

Pelas informações da publicação, o jogo traria só o modo campanha remasterizado, sem oferecer multiplayer ou outros extras da versão original. Por conta disso, o título também não seria vendido a preço cheio de lançamento (US$ 60), mas próximo a US$ 30 (equivalente a cerca de R$ 140).

Call of Duty: Warzone ganha modo solo para jogadores que querem mais desafio

Apesar das informações e vazamentos, a Activision ainda não confirmou o lançamento de um remaster de Call of Duty: Modern Warfare 2. Ou seja, tudo ainda está no campo do rumor. O Canaltech buscou contato com a empresa no Brasil para tentar confirmar a informação, mas não obteve resposta.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Zoom interrompe compartilhamento de dados com o Facebook

Mar 30, 2020

Description:

Após um final de semana de críticas, o Zoom liberou uma atualização para seu aplicativo no iOS e deixou de compartilhar os dados de seus usuários com o Facebook. No update, o código que realizava o envio dos dados para permitir a exibição de publicidade direcionada não existe mais, com a empresa afirmando que essa característica estava ligada ao uso da função de login por meio das credenciais da companhia.

Em comunicado oficial, a empresa responsável pelo software de telepresença afirmou que o uso de ferramentas do Facebook tem a ver com a implementação de uma maneira mais “conveniente” de seus usuários acessarem a plataforma. A remoção dos códigos de compartilhamento de dados não implica na remoção do recurso de entrada, que continua ativo e funcionando normalmente.

Apesar disso, a funcionalidade passa a ser utilizada por meio do navegador e não mais diretamente pelo app do Zoom. A ideia é que agora todo o processo seja feito diretamente nos servidores da própria rede social, com uma análise identificando que o Zoom não mais envia dados a ela após essa ação, ou mesmo caso ela não seja utilizada para entrar na plataforma.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Função de login no Zoom pelo Facebook continua funcionando, mas de forma diferente, após denúncia de compartilhamento indevido de dados com a rede social (Imagem: Reprodução/Mari Capetinga)

Os problemas, afirmou uma reportagem do site Motherboard, que denunciou a questão na última semana, eram dois. Primeiro, o fato de o Zoom enviar à rede social também os dados daqueles que não são usuários do serviço nem de seu recurso de login. Em segundo lugar, a ausência de informações sobre esse compartilhamento nos termos de uso do aplicativo, algo que, inclusive, é obrigatório de acordo com as regras do kit de desenvolvimento do próprio Facebook.

Ainda em comunicado, o Zoom afirmou que nenhuma informação pessoal de seus usuários, como usernames, e-mails ou números de telefone, era compartilhada com o Facebook (ou qualquer terceiro que seja). A empresa confirmou apenas que dados como detalhes do dispositivo usado, versão do sistema operacional, operadora de telefonia e horário acabaram sendo enviados aos servidores da rede social de forma anônima e de maneira que não é possível identificar o utilizador de forma direta. Na denúncia original, o Motherboard também falava em localização, mas tal aspecto provavelmente está relacionado ao reconhecimento do fuso.

TIM quer monitorar base de clientes para controlar avanço do coronavírus Brasil está entre maiores fontes de ataques usando Internet das Coisas Isolamento e home office levaram a aumento em ataques de ransomware no Brasil

Nas normas de seu SDK, a rede social pede clareza dos responsáveis por softwares no uso de informações pessoais dos usuários e o envio disso para terceiros. O Facebook requer que as partes envolvidas sejam identificadas, bem como discriminadas as informações coletadas, mas o Zoom não fazia nenhum dos dois, com os termos de uso indicando apenas que certa telemetria da utilização do software de conferência seria obtida e compartilhada, sem dar maiores detalhes.

A companhia termina seu pronunciamento oficial sobre o assunto afirmando que as informações coletadas não eram necessárias para seu funcionamento e pediu desculpas aos utilizadores pelo que taxou como um deslize. Segundo o Zoom, os dados que estavam sendo coletados e enviados a terceiros não eram necessários ao funcionamento da aplicação e, justamente por isso, o código que realizava esse trabalho foi removido.

A facilidade de uso e simplicidade no login, muito por conta do próprio recurso de entrada pelo Facebook, transformou o Zoom em um preferido das pessoas durante esse período de isolamento social, seja para fins de trabalho ou apenas para matar a saudade de pessoas queridas. A empresa viu seus números de utilização crescerem vertiginosamente, com o escrutínio relacionado à segurança, claro, acompanhando tudo isso.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Revista Oficial do Xbox chega ao fim nos Estados Unidos

Mar 30, 2020

Description:

A Revista Oficial do Xbox nos Estados Unidos pode não existir mais. Segundo reportagem da Eurogamer, a Future, empresa que produz as edições em inglês, está fechando a publicação.

A companhia já tinha anunciado o fim de outras seis produções e só vinha mantendo a Official Xbox Magazine na categoria de games. Em comunicado, a Future disse que a queda no número de vendas no mercado de games também impactou na compra das revistas, o que motivou o corte de pessoal.

Segundo a Eurogamer, a edição de abril de 2020, estampada por Resident Evil 3, deve ser a última a circular, já que os últimos funcionários da publicação foram demitidos. Além disso, a empresa disse estar cortando o salário do time executivo e da mesa diretora para não encerrar outras publicações.

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

“Assim como diversas organizações neste momento, vimo-nos forçados a tomar uma decisão difícil. Temos o dever de cuidar de todo nosso time durante este momento e nosso foco é proteger o negócio para eles e para nossos clientes”, disse a empresa.

O corte vem em um momento delicado para a Microsoft, uma vez que a empresa deve lançar o seu novo console, o Xbox Series X, no final do ano. Nascida em 2001 com o primeiro Xbox, a publicação foi uma ideia da Future, que pagou pelo licenciamento do marca.

Xbox Series X | Tudo que sabemos sobre o poderoso sucessor do Xbox One

Segundo o site oficial da companhia, a revista tem circulação de 14 mil exemplares mensais, com alcance social de 4 milhões de pessoas.

A revista também é produzida no Brasil pela editora Europa. O Canaltech entrou em contato tanto com a Microsoft quanto com representantes da editora para saber se a decisão da Future impactará a circulação da revista no país. Segundo assessoria da editora por aqui, o fechamento da publicação lá fora, terá consequências na versão nacional. "Sim impacta, mas não pretendemos parar com a publicação, e sim reformular. Por enquanto, abril e maio não teremos alterações", respondeu a assessoria por e-mail. 

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Galaxy A31 aparece na Anatel e pode chegar ao Brasil em breve

Mar 30, 2020

Description:

A Samsung já pode lançar uma série de novos smartphones no mercado brasileiro. Apesar da indesejada pausa em eventos e anúncios devido à pandemia causada pelo novo coronavírus, a companhia já tem uma lista razoavelmente longa de aparelhos homologados na Anatel. O mais novo deles é o Galaxy A31, cuja documentação entrou no Sistema de Certificações e Homologações nesta segunda-feira.

Galaxy M11 é lançado discretamente com bateria de 5.000 mAh e câmera tripla Samsung lança Galaxy A41 com leitor de digitais na tela e à prova d'água Samsung oficializa Galaxy M21 com três câmeras e bateria surpreendente

O documento revela pouco sobre o aparelho. Confirma que ele tem suporte à rede 4G na frequência 700 MHz, por exemplo, bem como o Wi-Fi de 5 GHz, mas não há nada sobre bateria ou acessórios presentes na caixa.

O Galaxy A31 foi oficializado pela Samsung na semana passada. É um celular com tela Super AMOLED de 6,4 polegadas e resolução Full HD, recorte em gota para a câmera frontal (de 20 MP), plataforma MediaTek Helio P65, opções de 4 GB e 6 GB de memória RAM e 64 GB ou 128 GB de armazenamento. Não se sabe ainda qual será vendida por aqui.

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

Certificado do Galaxy A31 (Foto: Reprodução/Anatel)

O conjunto de câmeras na parte traseira inclui um sensor de 48 MP wide, um ultra-wide de 8 MP, um macro de 5 MP e um de profundidade de 5 MP. A bateria tem 5.000 mAh, um bom aumento em comparação com o modelo do ano passado, além de carregamento rápido de 15 W.

Além do Galaxy A31, a Samsung também tem homologados e ainda não anunciados no Brasil os modelos Galaxy A01, A11 e M31. É possível que a companhia faça um anúncio gigante, como no ano passado, em que oficializou de uma vez toda a linha Galaxy A, com seis modelos.

Bom lembrar, no entanto, que a documentação não é nenhuma garantia que a fabricante vai disponibilizar o modelo no país.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

E se nosso planeta fosse uma Superterra? Como seria a vida por aqui?

Mar 30, 2020

Description:

O telescópio espacial Kepler, aposentado pela NASA em 2018, nos revelou sobre a existência de diversos exoplanetas apelidados de “superterra”. Ainda há muito debate sobre quais as características das superterras, mas há um consenso de que se tratam de planetas que têm, em média, de duas a dez vezes a massa da nossa Terra. Outra definição é de que uma superterra seria maior que uma Terra, porém menor que um "mininetuno" - categoria de exoplanetas gasosos menores que Netuno.

Essas descobertas do Kepler levantam uma grande curiosidade: como seria viver em um planeta tão maior que o nosso próprio mundo?

Há uma teoria que os planetas do Sistema Solar poderiam ter massas bem maiores e serem o que chamamos de superterras. Mickey Rosenthal, pesquisador que estuda formação de planetas na Universidade da Califórnia, diz que tem uma hipótese do motivo disto não ter ocorrido: é que o gigante Júpiter atuou como uma espécie de escudo, engolindo asteroides e cometas que poderiam ter contribuído para o aumento dos demais planetas do nosso sistema. Até mesmo pode ter engolido um planeta inteiro!

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

Há apenas como levantar hipóteses de como seria se vivêssemos numa Terra muito maior. Por exemplo, se morássemos num planeta com o dobro de massa e diâmetro, as coisas seriam bem menores porque a gravidade seria muito maior - mas não necessariamente o dobro. Assim, os prédios teriam que ser bem menores e mais robustos para suportar o peso, as montanhas não seriam tão altas, e até nós mesmos poderíamos ser mais baixinhos e provavelmente mais fortes, já que teríamos que fazer muito mais força pra nos movimentarmos.

Comparação em tamanho do exoplaneta CoRoT-7 b (no meio) com a Terra e Netuno Cientistas descobrem uma "super-Terra" a apenas 6 anos-luz de distância Pesquisadores descobrem 15 novos exoplanetas, sendo um habitável NASA descobre três planetas que podem ser “elo perdido” da formação planetária

Outra coisa, talvez mais preocupante em uma Terra maior, é o perigo de colisões. Rory Barnes, teórico que estuda as possibilidades de habitação nos planetas na Universidade de Washington explica que uma gravidade maior significa que mais asteroides poderiam ser atraídos pelo planeta. Talvez filmes como Armageddon fossem muito mais que ficção nessa realidade.

Mas se pensarmos em uma Terra ainda maior, com 10 vezes a massa da Terra real, o cenário seria radicalmente diferente de qualquer coisa que vivemos atualmente. Uma massa tão grande resultaria em uma enorme energia gravitacional que acarretaria mudanças físicas. Começando pelo manto, que seria muito maior e teria muito mais energia sendo gerada. Isso poderia causar maiores erupções vulcânicas e deslocamento de placas tectônicas. Ou a pressão embaixo poderia fundir totalmente a camada exterior, e placas tectônicas simplesmente não existiriam.

Em segundo lugar, temos o núcleo do nosso planeta, que é feito principalmente de ferro, mesclando estados sólidos e líquidos. Barnes aponta que, com tanta pressão exercida no núcleo devido à gravidade, o núcleo perderia as características líquidas e seria totalmente sólido. Sabe-se que, por ser parcialmente líquido, o núcleo é o que garante ao nosso planeta o que chamamos de campo magnético, e um núcleo totalmente sólido significaria que não teríamos esse campo.

Tamanho da superterra Gliese 581c em comparação com nosso planeta. Cientistas descobrem super-Terra orbitando estrela vizinha Não, nós não encontramos água pela 1ª vez em uma "Terra 2.0"; entenda!

Isso seria uma péssima notícia para os habitantes de tal mundo, porque o campo magnético é o que proteger o planeta de tempestades solares. Sem ele, enfrentaríamos grandes estragos, inclusive a quebra da sequência do DNA dos seres vivos, o que pode causar diversos problemas de saúde como anomalias e cânceres.

Com essas hipóteses, não é possível saber se a Terra seria sequer habitável sob essas circunstâncias. E, de fato, algumas superterras encontradas existem em condições físicas muito diferentes da nossa Terra.

O telescópio Kepler localizou superterras geralmente muito próximas de suas respetivas estrelas. Também foi descoberto que estes planetas são praticamente compostos de água. Rodrigo Luger, do Centro de Astrofísica Computacional da Fundação Simon, afirma que isso seria um bom sinal, mas as pesquisas apontam que estes planetas provavelmente têm um núcleo composto de gelo. Isso é devido à alta pressão, que solidificou as grandes massas de água no interior, enquanto o exterior é líquido por causa das altas temperaturas da superfície.

Exoplanetas considerados superterras podem ter diferentes tamanhos e massas.

Um núcleo de gelo implica em uma ausência de ciclo carbono, que é um dos principais alicerces da vida como conhecemos – além de seu papel na regulação da temperatura do planeta, somos seres feitos à base de carbono. Sem ele, nossos corpos simplesmente não existiriam. Também há a probabilidade de, segundo Luger, que as elevadas temperaturas também impedirem que a vida como conhecemos não fosse replicável.

Por fim, Luger afirma que ainda há muitas dúvidas sobre a dinâmica do nosso próprio planeta, e de muitos outros que estão distantes de nós. Ainda não há como saber como seria se nossa Terra fosse muito maior, ou mais próxima do Sol, e os cientistas ainda têm muito mais dúvidas do que certezas sobre o assunto. Mas podemos nos considerar sortudos, pelo menos, por vivermos em um planeta que não é tão inóspito quanto se supõe que poderia ser.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Análise | Resident Evil 3 reinventa clássico do horror com pouco carinho

Mar 30, 2020

Description:

Resident Evil 3 e Residente Evil 2 possuem caráteres de clássicos praticamente iguais. Lançados com cerca de um ano de diferença entre si, no final dos anos 1990, os games marcaram a primeira experiência de muita gente com a série da Capcom e são presenças constantes nas listas de preferidos de muitos fãs. 20 anos depois, a empresa retorna a aplicar essa dinâmica, esperando obter resultados semelhantes.

É difícil falar do novo game sem citar seu antecessor, lançado em janeiro de 2019. Estamos falando do mesmo incidente, a infecção viral que dizimou a fictícia Raccoon City, vista pelos pontos de vista de personagens diferentes, mas também do mesmo momento histórico, em que a franquia se volta às próprias raízes em uma tentativa de chegar a uma identidade “nova-velha” e se reencontrar com os fãs. É um caminho que vem sendo seguido com bastante sucesso desde 2017, quando Resident Evil 7 foi lançado, mas que, agora, encontra suas primeiras capotagens reais.

 

Antes de mais nada, é importante deixar claro que, como já fez duas vezes antes, a Capcom aposta na ideia de reimaginação ao recontar a história de Resident Evil 3. Ela evita até mesmo usar a palavra remake, apesar de este ser o termo usado pela base de fãs para se referir ao jogo. Vemos, sim, a mesma história de Jill Valentine tentando sobreviver a Nemesis e recebendo a ajuda de Carlos Oliveira em uma cidade dominada por zumbis e outras criaturas da Umbrella, mas contada em um novo formato que permite à Capcom tomar suas liberdades criativas.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Aviso: esta análise NÃO contém spoilers do game.

Há o lado bom e o ruim nisso, resultando em uma experiência inconstante. Visualmente, Resident Evil 3 é um deleite aos olhos, com a Raccoon City mais bonita e interessante já mostrada entre as diferentes visões que já foram dadas à cidade. Ela, que sempre foi um personagem da epidemia tanto quanto Jill, Carlos ou outros protagonistas dos demais games, também aparece aqui contando histórias que se desenrolam na cabeça dos fãs enquanto eles observam os sinais da tragédia.

Pode ser um sinal de nossos tempos, ou uma conexão deste que escreve com a cronologia da série como um todo, mas não foi possível passar pelos cenários sem pensar um pouco no que aconteceu ali antes da passagem de Jill. Ao ver um carro que invadiu uma loja, um ônibus sobre uma pilha de corpos ou adentrar uma casa de família em busca de suprimentos e encontrar alguns zumbis lá dentro, não dá para não pensar na história daquelas pessoas que não tiveram a mesma sorte ou não possuem a mesma habilidade de sobrevivência da ex-policial.

Jill e Carlos estão no centro do desastre de Raccoon City, que nunca foi tão brutal e visualmente realista como no remake de Resident Evil 3 (Imagem: Reprodução/Felipe Demartini)

Tais detalhes, que já eram um dos destaques do original, ganham nova vida nesta nova versão de Resident Evil 3. Com a força da RE Engine, o motor gráfico que tornou os jogos recentes da Capcom altamente fotorrealistas, a empresa entrega uma visão violenta e brutal do incidente de Raccoon City, dando a devida dimensão à cidade e ao terror que tomou conta dela. Não existe mais a sensação de que estamos passando por becos e vielas do título antigo, embora a linearidade e o aspecto de clausura seja mantido pela destruição plena que vemos ao redor dos personagens.

10 jogos para curtir durante o isolamento social 10 jogos absurdamente estranhos para se divertir de forma duvidosa Análise | Ori and the Will of the Wisps traz beleza para os momentos difíceis

Também trazendo de volta uma diferença que já existia entre os dois games originais, o remake de Resident Evil 3 convida o jogador para o combate. Como no final dos anos 1990, são diversos os momentos em que Jill, Carlos e os outros se veem em situações de extremo perigo, mas com os recursos suficientes para lidar com isso. Grandes cenas de ação não-interativas exibem todo o poder visual do título e da tecnologia de captura de movimentos impressionante da Capcom, enquanto o chumbo grosso dá a tônica de momentos que não necessariamente transformam o título em um shooter ou game de ação, mas que dão, sim, mais elementos para o jogador reagir.

É preciso tomar cuidado com recursos e munição, apesar do game ser bem mais generoso com relação a isso. Nemesis também aparece mais vezes enquanto estamos na cidade e usa diferentes armamentos e estratégias para atacar, refletindo um dos aspectos mais geniais do antecessor — a ideia de que, mesmo fortemente armada, Jill está despreparada para enfrentar essa ameaça implacável.

Resident Evil 3 dá recursos suficientes para que o jogador se proteja, mas ainda zera tensão pela sensação de que algo de ruim está sempre prestes a acontecer (Imagem: Reprodução/Felipe Demartini)

Mudanças na jogabilidade acompanham essa sensação e, da mesma forma, dão ao jogador mais capacidade de lidar com problemas maiores que são apresentados. A esquiva, se bem aplicada, salva vidas, mas pode constituir uma armadilha perigosa se mal utilizada, enquanto o sistema de pólvoras é expandido e dá ao jogador mais liberdade na criação de pequenas estratégias de acordo com o estilo de jogabilidade, a arma preferida e a necessidade de cada momento.

Fuga e enfrentamento

A aura de que algo de muito ruim pode acontecer o tempo todo e principalmente a inevitável realidade de que o pior está sempre à frente dão o tom da primeira metade da jogatina. É o tempero necessário para acompanhar a atualização gráfica e de conceitos, e que caminha lado a lado com a ideia de que a cidade e o incidente em si estão nos contando uma história e nos levando para onde querem tanto quanto a própria trama.

Aqui é importante dedicar um tempo para falar de Nemesis, um aspecto simplesmente genial do game original e que acabou transportado para este remake com brilhantismo semelhante. É ele a sombra que paira durante toda a fuga final de Jill Valentine, como o título original costumava chamar, e é ele quem protagoniza algumas das cenas mais impressionantes do game e os momentos de perseguição intensos nos quais o jogador não está assistindo, mas fica absolutamente tenso e tentando fugir desesperadamente.

Nemesis é sinônimo de Resident Evil 3, e o remake, apesar de facilitar um pouco as coisas, ainda mantém a aura ameaçadora do monstro e o instinto de fugir dele na maior parte do tempo (Imagem: Reprodução/Felipe Demartini)

Mesmo bem armado e equipado com itens de cura, a primeira reação do jogador sempre será correr do monstro. Ainda que mantenha a calma e saiba o que fazer, jogando pela segunda ou terceira vez (e ainda que o game, curto, não tenha um fator replay lá muito elevado), o instinto de sobrevivência sempre nos indicará a fuga como o melhor caminho. Isso é feito por meio de sons e imagens, como no original, bem como jump scares bem aplicados, ainda que motivados por "cheats" gráficos como uma aceleração na contagem de frames do monstro, dashes supersônicos ou teleportes repentinos.

No meio dessa fuga, os próprios protagonistas ganham um pouco mais de corpo, principalmente pelo fato de já serem conhecidas dos fãs. O começo, por exemplo, é inusitado e traz o caos para os olhos dos jogadores sem massagem, já que apresentações não são necessárias em um mundo teoricamente já conhecido. Personagens secundários como Brad, os mercenários da Umbrella, a própria empresa e até mesmo Nemesis ganham contornos adicionais que levam a trama original adiante.

Personagens conhecidos e consagrados de Resident Evil 3 ganham novos elementos para suas sagas pessoais, mas boa parte das mudanças deve desagradar os fãs mais ferrenhos (Imagem: Reprodução/Felipe Demartini)

Chega a ser curioso, então, o acerto em um elemento tão mais sutil e cheio de aspectos, como o funcionamento do Nemesis, e os problemas em pontos teoricamente mais simples de serem trabalhados, como os eventos da trama e as situações icônicas que os fãs cansaram de apontar e reviver ao longo das últimas duas décadas. Em sua reimaginação de Resident Evil 3, a Capcom realiza mudanças que certamente não vão agradar aos fãs mais ferrenhos, enquanto minimiza a força de momentos centrais da experiência original e ainda deixa de lado alguns de seus elementos clássicos de forma bem questionável.

Sobre esse ponto, não podemos falar em detalhes, mas é possível comentar sobre o maior problema dessa reimaginação, que o diferencia não apenas do original como também de seu antecessor: a aparente falta de cuidado com o material original, visível e perene principalmente na segunda metade deste remake.

Giro 180°

Resident Evil 2 mostrou o carinho de seus produtores com o material original e, acima de tudo, com o clima de desolação que fazia da saga de Leon e Claire uma das mais icônicas da história dos games, mesmo que o trabalho não tenha sido perfeito em termos de enredo e apresentasse quebras até mesmo na própria cronologia. Nesta continuação, infelizmente, não é possível sentir o mesmo cuidado, principalmente quando saímos do centro de Raccoon City e seguimos para outras áreas da cidade.

Piadas com o passado, referências próprias e até citações a jogos antigos estão em todos os cantos de Resident Evil 3, gerando sorrisinhos no rosto dos fãs (Imagem: Reprodução/Felipe Demartini)

Mesmo aqueles que não são aficionados pela franquia devem se lembrar de alguns trechos icônicos do Resident Evil 3 original. Estes, mas principalmente os fãs, devem se incomodar bastante com o potencial desperdiçado de cenas que poderiam ter um andamento completamente diferente, enquanto cenários icônicos são subaproveitados ou simplesmente deixados de lado em prol de novas ideias que não são realmente boas para compensar isso. Há uma bela quantidade de referências, brincadeiras e easter eggs, que são interessantes, mas soam como meros detalhes em um todo desastrado.

O exagero toma conta da segunda metade do jogo, com a Capcom apostando na absurdez como forma de fisgar o jogador. Talvez por imaginar que a perseguição constante de Nemesis possa cansar, ou simplesmente por acreditar que monstros gigantes, correria e grande cenas absolutamente infladas e previsíveis são artimanhas do horror, muitos dos conceitos firmados com maestria na primeira parte acabam arruinados e desfigurados.

Dá para perceber certa falta de carinho no tratamento dado à reimaginação de Resident Evil 3, ao contrário do que, mesmo com as mudanças, podia ser sentido no antecessor (Imagem: Reprodução/Felipe Demartini)

A segunda metade traz momentos de tensão que acabam transformados em um modo horda cheio de recursos, o que esvazia qualquer temor possivelmente causado, ou uma repetição de conceitos que até adicionam elementos à trama e explicam pontos estranhos do original, mas funcionam de forma enfadonha. Assim, Resident Evil 3 acaba deixando de lado bases sólidas para investir em um final insosso, com o que é citado como um dos momentos mais impactantes da história da franquia se tornando um mero encerramento, como outro qualquer, e com direito a uma quebra na personalidade da personagem principal.

É quase como se estivéssemos diante de dois jogos bem diferentes, mas feitos a partir de uma mesma forma. Seja por um tempo de desenvolvimento supostamente curto ou uma vontade de capitalizar na antecipação causada pelos remakes, aspectos internos que não temos como precisar, o sentimento ao final de Resident Evil 3 é de decepção, não pelo fato de este ser um game ruim, o que não seria justo dizer, mas pela constatação de que a barra de qualidade erguida pelos dois últimos lançamentos da franquia não foi mantida.

Visitar Raccoon City novamente é incrível, sim, como encontrar Jill Valentine em sua melhor forma e ver o desastre com um realismo e brutalidade nunca antes demonstrados na franquia. O problema está no restante.

Resident Evil 3 tem lançamento marcado para o dia 3 de abril de 2020 no PlayStation 4, Xbox One e PC. No Canaltech, o jogo foi analisado no PS4 com cópia gentilmente cedida pela Capcom.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

10 filmes premiados para assistir no Amazon Prime Video

Mar 30, 2020

Description:

Em um período que estamos todos necessitando de cuidados especiais contra uma pandemia, é provável que assistir a bons filmes durante o tempo a mais em casa seja uma das melhores saídas. Pensando nisso, o Canaltech preparou uma lista com alguns dos filmes mais premiados disponíveis no Amazon Prime Video. A ideia também foi indicar para muitos gostos diferentes, tanto para assistir quanto para reassistir.

Sem mais demora e, como sempre, dentro de uma abordagem sem verdades absolutas, vamos à lista de 10 filmes premiados para assistir no Amazon Prime Video durante o isolamento – a disposição só não é aleatória porque está em ordem alfabética (desconsiderando os artigos).

Leia também: 10 filmes para assistir no Amazon Prime Video durante o isolamento

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

10. O Bebê de Rosemary

 

Separar o homem de sua obra às vezes é necessário. Talvez porque a obra-em-si tenha vida própria e a moral ou a vida dela exista a partir do momento de contato com o espectador. Nesse sentido, Roman Polanski pode ser considerado um sujeito inversamente esquecível aos seus trabalhos. O Bebê de Rosemary, por exemplo, é uma obra-prima.

Roger Ebert, em sua crítica publicada quando do lançamento, escreveu algo de uma força brutal para a solidificação do filme. Ele disse (em tradução livre): “Polanski tomou uma situação muito difícil e a tornou crível até o fim. Nesse sentido, ele até supera Hitchcock. Tanto O Bebê de Rosemary quanto o clássico Suspeita (de Hitchcock, 1941) são sobre esposas profundamente apaixonadas que são gradualmente forçadas a suspeitar das coisas mais sinistras e improváveis de seus maridos".

O Bebê de Rosemary venceu um Oscar (Melhor Atriz Coadjuvante) e foi indicado a Melhor Roteiro Adaptado. Venceu mais 10 premiações. Foi indicado a outros 12 prêmios. 9. A Bruxa de Blair

 

Em A Bruxa de Blair, gradativamente, enquanto o medo e o desespero crescem nos personagens, as personalidades deles surgem. Numa época em que as técnicas digitais podem nos mostrar quase tudo, o filme é um lembrete de que o que realmente nos assusta são as coisas que não podemos ver: qualquer barulho que escutamos com as luzes apagadas pode ser mais assustador do que aquilo que está fazendo o ruído.

E o visual de falso documentário por meio da realização de Daniel Myrick e Eduardo Sánchez (ambos estreando como roteiristas e diretores de cinema) não é apenas técnica. Há um jogo de causa e efeito que diz muito sobre sensações. Esfriando a paleta de cores em meio à floresta, a idealização de Myrick e Sánchez ganha vida própria, fazendo a floresta parecer hostil e desolada: a natureza como esconderijo para os segredos mais assustadores.

A Bruxa de Blair venceu 19 prêmios e foi indicado a outros 26. 8. Capitão América 2: O Soldado Invernal

 

Capitão América 2: O Soldado Invernal talvez seja o filme do Universo Cinematográfico Marvel com uma das histórias mais instigantes e relevantes. E sem perder as características do próprio universo (as piadas pontuais e a ação típica continuam bem presentes). Se, para mim, Joss Whedon desempenhou um papel significativo na direção de Os Vingadores - The Avengers (de 2012), os roteiristas deste em questão (Christopher Markus e Stephen McFeely) e a direção consciente dos irmãos Anthony e Joe Russo fizeram o que poderiam fazer de melhor para dar mais seriedade ao UCM sem sair do universo preconcebido .

Capitão América 2: O Soldado Invernal foi indicado ao Oscar de Melhores Efeitos Visuais. Venceu cinco premiações. Foi indicado a outros 50 prêmios. 7. Ela

 

Ela me faz despertar sentidos muito particulares. Algo que também expus na crítica. O que há de mais genuíno no filme de Spike Jonze não é todo um questionamento sobre como se dão as relações contemporâneas; é a sensibilidade dele (de Jonze) e da equipe ao vestir tudo com muita simplicidade. Parece ser um daqueles filmes que crescem nas revisitas. Talvez seja porque ele extrai muito do que há de bom em nós, talvez seja pela dita simplicidade com a qual o roteirista e diretor trabalha conceitos e sentimentos complexos como o amor.

Leia também: Crítica | Ela, com simplicidade, procura dizer o que é o amor

Ela venceu um Oscar (Melhor Roteiro Original) e foi indicado a Melhor Filme, Melhor Trilha Sonora, Melhor Canção Original e Melhor Direção de Arte. Venceu mais 81 premiações. Foi indicado a outros 184 prêmios. 6. Expresso do Amanhã

 

Se a luta de classes não é tão clara para você na filmografia de Bong Joon Ho, nem mesmo em Parasita, Expresso do Amanhã só não deixa isso mais claro porque não tem como. Nesse sentido, este filme de 2013, que é dirigido pelo sul-coreano vencedor do Oscar 2020, é assustador por ser uma espécie de metáfora do que, na prática, acontece em um nível bem complicado no mundo real. Além disso, Joon Ho parece ligeiramente consternado com toda a situação, transformando Snowpiercer (no original e como está exposto no Amazon Prime Video) em seu filme mais graficamente pesado.

O filme ainda conta com Chris Evans em uma de suas melhores atuações, o lendário John Hurt, Jamie Bell e Octavia Spencer – fora a participação assustadoramente tosca de Tilda Swinton, a seriedade de Kang-ho Song (sempre presente nas obras de Joon Ho) e outro ator de peso que, caso você não tenha assistido, citá-lo pode funcionar como spoiler.

Leia também: Crítica | Parasita mostra a sociedade em canibalismo

Expresso do Amanhã venceu 33 premiações e foi indicado a outros 104 prêmios. 5. Extraordinário

 

É verdade que se trata de um filme extremamente sentimental. A direção de Stephen Chbosky acelera o bem-estar do espectador com um clímax cheio de aplausos e no lugar mais clichê possível: uma assembleia escolar. Mas a conclusão de Extraordinário é válida por causa do caminho que ele percorre.

O filme se sai tão bem por tanto tempo que seu encerramento é totalmente perdoável. Lembro de ter conversado sobre o filme com uma turma de cinema formada por crianças de sete e oito anos de idade. Uma delas deu um depoimento que me fez colocar o filme entre um dos mais importantes para o público infantil dos últimos 10 anos. Ela disse que havia achado Auggie (Jacob Tremblay), o protagonista, estranho, mas aos poucos foi percebendo que ele era igual a todo mundo e, no fim, queria ser amiga dele.

Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê?

Às vezes, essa força transformadora é muito necessária a um filme – ainda mais um que tem esse público e que, de repente, sobrevive como cinema justamente por sua penetração social. Um filme lindo que vale ser assistido com o olhar puro, com a ingenuidade de uma criança.

Extraordinário foi indicado a um Oscar (Melhor Maquiagem e Penteado). Venceu quatro premiações. Foi indicado a outros 26 prêmios. 4. O Lobo de Wall Street

 

A comédia aqui não é apenas verbal, é especialmente física. Leonardo DiCaprio, nesse departamento, tem uma atuação praticamente incontestável. Além disso, a direção de Martin Scorsese revigora o cinema com todo o seu conhecimento de linguagem. O que ele faz na construção visual de O Lobo de Wall Street é algo que somente um gênio poderia. É um filme longo de fato: são três horas de duração. Mas a montagem de Thelma Schoonmaker – parceira habitual do diretor – faz o resultado ser acelerado e com uma perfeição rítmica fora do comum. É um filmaço!

Leia também: Crítica | O Irlandês é uma obra-prima sobre a vitória do fim

O Lobo de Wall Street foi indicado a cinco Oscars: Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Direção, Melhor Roteiro e Melhor Filme. Venceu 38 premiações. Foi indicado a outros 172 prêmios. 3. Precisamos Falar Sobre o Kevin

 

Traçando um anagrama cruel que embaralha a vida de uma mulher (Tilda Swinton) que abre mão dos seus desejos (pessoais e profissionais) para fazer o que é eticamente (?) correto (o que já deve fazer com que parte do público se importe com aquela personagem e se entregue à história) com a vida de vizinha indesejada (por motivos não aparentes), esposa e mãe (e, aqui, provavelmente, todos os espectadores já foram submersos na trama), a diretora e corroteirista Lynne Ramsey foge da trama comum de um suspense (com seus traços lineares de crescente curiosidade) para criar um medo intenso e uma sensação de urgência que, positivamente, rompe e, ao mesmo tempo, cauteriza qualquer tensão.

Precisamos Falar Sobre o Kevin venceu 26 premiações e foi indicado a outros 65 prêmios. 2. Suspíria: A Dança do Medo

 

Remake de um clássico de 1977 (dirigido por Dario Argento), Suspíria: A Dança do Medo (original Amazon) não é exatamente uma refilmagem, é uma releitura ou, como sugeriu Igor Gomes (da ACCiRN): um reboot. Gomes escreveu: "Um dos maiores pontos positivos do reboot do clássico giallo é a maneira como o diretor [Luca Guadagnino, de Me Chame Pelo Seu Nome] coloca a dança contemporânea como um elemento mágico. Se no original esse elemento não foi tão bem explorado de maneira visual, o novo o propõe desde o início, explicitando a importância da dança dentro daquele covil de bruxas (se assim podemos chamar) e sendo parte fundamental dos ritos".

Suspíria: A Dança do Medo venceu 24 premiações. Foi indicado a outros 67 prêmios. 1. Toy Story 4

 

Talvez seja um filme com uma das críticas mais pessoais que já escrevi. Mas continuo com a impressão de que o filme pede por essa exposição particular. É uma bomba emocional que parece ter consciência de preparar o espectador para o fim. Espectador que, se não tiver a dor dispersada durante mais de uma hora e meia, talvez não esteja preparado para o fim.

Leia também: Crítica | Toy Story 4: "Os seus problemas são meus também"

Toy Story 4 venceu um Oscar (Melhor Animação de Longa-Metragem) e outras 49 premiações. Foi indicado a mais 53 prêmios.

Agora, ficam aí os comentários para que, em um momento tão delicado, possamos trocar indicações e ir criando uma corrente de filmes cada vez maior. Tenho certeza que vocês podem complementar e enriquecer tudo. Vamos conversando, debatendo...

É isso. Fiquem em casa, lavem as mãos, limpem os celulares, evitem levar as mãos ao rosto, cuidem-se e... bons e ruins filmes para nós!

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Crítica | A Casa usa protagonista para brincar com a empatia do espectador

Mar 30, 2020

Description:

 

Atenção! A crítica pode conter spoilers!

Em 2002, o filme espanhol Segunda-Feira ao Sol, de Fernando León de Aranoa, marcou por mostrar as dificuldades do trabalhador espanhol, especialmente dos mais velhos, que enfrentam dificuldades para encontrar emprego diante das gerações mais novas e supostamente mais preparadas para as exigências do mundo contemporâneo. A Casa (disponível na Netflix) retoma esse tema no personagem de Javier Gutiérrez, Javier Muñoz, que, apesar do currículo, se vê dispensado por pessoas mais jovens.

A Casa, inclusive, enquadra-se no gênero suspense pela falta do elemento sobrenatural. Com isso gostaria de propor ver o apartamento de Javier pela perspectiva da família que passa a habitar o local após a saída dos Muñoz, quando Javier começa a desempenhar a função que uma maldição teria em uma obra de terror, quando uma família inocentemente se muda para uma nova casa e, a partir disso, tudo desmorona. Suspense, então, porque Javier é um terror da vida real, uma pessoa presa a uma ideia como uma alma sofrida pode se ligar a um espaço.

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

Imagem: Netflix

O elemento terror ainda pode ser encontrado como uma referência sutil e não essencial na solução encontrada por Javier para se livrar do dilema imposto a ele pelo jardineiro. Após roubar uma roupa íntima para o pedófilo, Javier se vê diante do dilema de ser descoberto ou ter que colocar uma câmera no quarto da criança. Sua solução faz com que o jardineiro pegue fogo, sobretudo na parte superior do corpo: não consegui deixar de ver isso como uma referência a Freddy Krueger, que foi queimado justamente por ser um pedófilo.

10 filmes para assistir no Amazon Prime Video durante o isolamento Um herói de caráter duvidoso

Ao contrário de Segunda-Feira ao Sol, A Casa não tem um final redentor e, assim como um terror, age pelo medo. Do início ao fim, a publicidade de uma vida perfeita, que deve ser perseguida a qualquer custo, é sustentada pelo personagem principal não somente porque ele trabalha com isso, mas porque diz respeito ao seu desejo: nada, nem mesmo a sua família, é mais importante que a casa que representa todo o status social que ele deseja para si.

Javier é, ao mesmo tempo, a vítima e o vilão. Vítima de um problema social, o envelhecimento demográfico, ele se rende às imposições do capitalismo (assim como um dos personagens de O Poço, também espanhol) disfarçado de ideal de vida através da publicidade. Constantemente filmado em contra-plongée, Javier é engrandecido pela direção, que parece ignorar que, no roteiro, o personagem se tornou um stalker e, posteriormente, um manipulador e assassino.

Imagem: Netflix

Recentemente, Coringa (Todd Phillips, 2019) levantou questionamentos sobre a responsabilidade social de um filme ao tratar um vilão como herói. Este caso, no entanto, tem um personagem com doenças mentais, histórico de abuso físico e psicológico, que luta contra seus demônios internos e tem os problemas sociais como estopim de todo seu ódio. A Casa, por outro lado, parece eleger um problema social apenas como plano de fundo para um personagem que não demonstra ter outros problemas pessoais que não sua obsessão por um estilo de vida.

Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Contraditório

O roteiro e a direção dos irmãos David e Àlex Pastor não consegue transmitir uma ideia muito estruturada de moral da história através de Javier. Obviamente, nenhum filme é obrigado isso, mas deve ser pensamento de qualquer cineasta a sua responsabilidade com o público e A Casa abre espaço não somente para múltiplas interpretações (que é uma qualidade excelente para obras de arte), mas também para interpretações conflitantes.

A apresentação de Javier é excelente: a dificuldade para conseguir um emprego, a forma como é tratado pelos possíveis empregadores, o modo como ele parece começar a perder a sanidade quando sua silhueta é centralizada em alguns enquadramentos e um ruído toma conta da trilha sonora, contribuem tremendamente para que desenvolvamos empatia por ele. Outra referência que é possível encontrar aqui é o lava-jato azul, que lembra muito um dos momentos rotineiros da família de O Sétimo Continente (Michael Haneke, 1989).

Imagem: Netflix Os 10 melhores filmes de terror da nova geração

O problema surge quando Javier, já tendo cativado o expectador, começa a ter atitudes moralmente questionáveis. A princípio, apenas invadir a casa ainda causa empatia pelo sofrimento de uma pessoa que não consegue aceitar a mudança de classe social, mas, aos poucos, a trama ganha proporções em que passamos a questionar nosso apego ao personagem e a compreensão de suas atitudes.

Ao final, fica difícil distinguir entre crítica ou apologia: ele enfim conseguiu a vida digna de comercial de margarina, mas a que custo? O perigo reside justamente na ideia de que, ao mesmo tempo que o filme pode ser interpretado como uma crítica à sociedade de consumo, também pode surtir o efeito de apologia a atitudes descabidas em prol de um conto de fadas que só pode ser vivido por uma parcela mínima da população mundial. A acumulação de riqueza e as propagandas meritocráticas criam a ideia irreal de que existe um mundo de luxo que só é alcançado por aqueles que têm coragem de pegar as oportunidades, mesmo que isso custe o infortúnio de muitos.

Uma obra de arte existe no mundo por si própria, mas é, ao mesmo tempo, o produto de um artista que tem uma intenção e a interpretação de quem a consome, por isso que nunca algo como um filme é uma única e definida coisa. Isso significa que, embora a arte em si não possa ser moral ou imoral, porque ela própria é desprovida de consciência, as intenções de um artista podem ser questionadas e as interpretações que fazemos das obras dizem muito sobre nosso próprio caráter.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Anatel suspende testes de campo do 5G por causa da pandemia de coronavírus

Mar 30, 2020

Description:

Os testes de campo com o 5G no Brasil estão suspensos por tempo indeterminado. A Anatel informou, nesta segunda-feira, que vai ampliar a suspensão dos experimentos que realizava com a nova rede no Rio de Janeiro, já paralisados desde a semana passada. Segundo a agência, a data de reinício agora depende da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Brasil libera Huawei para participar do leilão de redes 5G sem restrições Brasil se prepara para implementar o 5G sem "quebrar" a internet Anatel convoca empresas de streaming e internet para estudar impacto da COVID-19

Em um comunicado, a empresa diz que “o Comitê de Uso do Espectro e de Órbita da Anatel (CEO) decidiu prorrogar a suspensão da etapa de testes de campo, no âmbito dos estudos complementares de convivência na faixa de 3,5 GHz, até então sendo desenvolvida no Centro de Referência Tecnológica do Grupo Claro, no Rio de Janeiro/RJ” por conta das medidas sanitárias adotadas para combater o espalhamento do novo coronavírus (SARS-CoV-2), que causa a doença chamada COVID-19.

“Os referidos experimentos de campo, que já se encontram temporariamente suspensos, desde a última semana, serão agora retomados somente quando da normalização deste momento inesperado”, informa o órgão.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

A Anatel também informa que a consulta pública, cujo prazo já foi prorrogado para 17 de abril, segue em andamento e sem nova extensão. Os testes de campo não influenciam na consulta, tenso sido programados apenas para “corroborar para a segurança da escolha regulatória, isto é, da opção por uma solução técnica de mitigação”. O documento segue resultados de testes laboratoriais de funcionamento da rede.

Além disso, o órgão ainda enfatiza que “se trata apenas de uma etapa dos testes e que sua conclusão, de modo algum, dá por encerrados os trabalhos de análise de convivência ou mesmo o envolvimento do Comitê”. Sendo assim, a Anatel acredita que a suspensão não vai influenciar a licitação e nem atrasar a implementação do 5G no país.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Apple não vai atrasar lançamento do iPhone 12, diz novo relatório

Mar 30, 2020

Description:

Em meio a tantas incertezas sobre o impacto do novo coronavírus (SARS-CoV-2) nos lançamentos da Apple em 2020, um novo relatório, divulgado pela Bloomberg nesta segunda (30), indica que o iPhone 12 está "no caminho de ser lançado dentro do cronograma típico da marca".

Segundo o relatório, a Foxconn, maior montadora de iPhone do mundo, está lentamente retomando a produção dos novos iPhones após os problemas em decorrência do coronavírus. Em comunicado, a empresa havia informado que foi forçada a adiar a reabertura de sua principal instalação em Zhengzhou, China, pois medidas estritas da quarentena imposta no país continuaram em vigor.

Foxconn está voltando aos trilhos após problemas com novo coronavírus (Foto: Reprodução)

No entanto, as coisas começaram a normalizar na China, e a Foxconn anunciou que reforçará a busca de mais funcionários para bater a meta de contratações e acelerar a montagem dos produtos em boa parte das fábricas no país. Além disso, a Bloomberg reforça recentes alegações de que a produção em massa do iPhone 12 não deve começar até maio, ou seja, ela não seria afetada pelo surto da COVID-19.

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

O relatório complementa uma informação da última sexta-feira (27), de que fornecedores da Apple em Taiwan negaram que tenham sido solicitados a adiar a produção em larga escala de componentes internos para o Novo iPhone.

iPhone 12: tudo o que podemos esperar dos próximos lançamentos da Apple

O lançamento do iPhone 12 está sob muitas expectativas, pois marcará a estreia da Apple no mercado 5G. Espera-se pelo menos quatro modelos de iPhone com a nova tecnologia, além de painel OLED e um conjunto de câmeras mais completo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Gato é diagnosticado com COVID-19 na Bélgica, mas não há razão para pânico

Mar 30, 2020

Description:

Um gato na Bélgica tornou-se o primeiro felino a contrair a COVID-19, a doença que deriva do novo coronavírus. De acordo com a Faculdade Veterinária da província de Liege, o animal contraiu a doença de sua dona, uma mulher que foi infectada na semana anterior. Segundo a instituição, tanto a mulher como o pet se encontram em bom estado e estão sendo monitorados desde sábado (28).

“O gato vivia com a dona, que contraiu a doença na semana anterior”, afirmou Steven Van Gucht, pesquisador da faculdade veterinária. “O gato apresentou quadro de diarreia, vômito constante e dificuldades respiratórias. Os pesquisadores encontraram sinais da COVID-19 nas fezes do animal”.

Van Guch ressalta que, apesar do caso confirmado em Liege, contaminações do SARS-CoV-2 são pontuais em animais. No mundo todo, contando com o caso deste felino, foram apenas três confirmações — as outras duas referem-se a dois cães na China. O animal belga, dizem as autoridades, passa bem.

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

Caso de infecção do novo coronavírus em gato na Bélgica é isolado e não muda a percepção de que animais não são vetores de transmissão, dizem especialistas

Em outras palavras, este é um caso isolado: “É válido ressaltar que, neste caso, estamos falando da transmissão de um humano para o animal, e não o contrário”, disse Van Gucht. “Não há qualquer indicação de que isso [animais contraírem a doença] seja comum. O risco de transmissão de animais para humanos é bem pequeno”, continuou o especialista.

O Conselho Nacional de Proteção do Animal na Bélgica endossou o discurso do pesquisador para dissuadir eventual desconforto da população com os animais: “[Eles] Não são vetores da epidemia, então não há motivos para abandonar o seu pet”, ressaltou a organização, que também reiterou a necessidade de serem mantidos os hábitos de higiene, ou seja, lavar as mãos antes e depois de acariciar o animal e “não esfregar o nariz nos pets”.

Em Hong Kong, China registrou dois casos em que cães eram portadores assintomáticos do novo coronavírus, mas não apresentavam risco de repassá-lo a humanos

Jane Sykes, chefe de veterinária da Universidade da Califórnia, faz eco à percepção das autoridades belgas. Em entrevista ao Huffington Post, a especialista disse que os animais podem ser o “ponto final” da COVID-19, ou seja, eles podem acabar hospedando traços do novo coronavírus, mas não conseguem dispensá-los a ponto de infectar seres humanos.

“Não é tão surpreendente assim vermos um gato infectado”, ela disse. Segundo ela, os felinos, junto dos furões, contraíram outro tipo de coronavírus há alguns anos — o surto de SARS no início da década dos anos 2000. Mas naquela época também não houve evidências de transmissão dos gatos para o homem — sem contar que os furões ficaram bem mais doentes que os felinos, ela apontou.

Os hábitos corriqueiros de higiene também se aplicam a donos de pets para que estes também fiquem mais seguros e protegidos de infecções pelo novo coronavírus

Sykes ainda disse que, no caso específico do gato belga, mais testes seriam necessários, haja vista que ele apresentou sintomas mais intensos, o que leva à conclusão de que ele realmente passava por uma infecção real, diferente de outros casos em que animais contraíram a doença.

O Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos — bem como diversas autoridades sanitárias ao redor do mundo — recomendam que pessoas que contraíram a COVID-19 procurem o auxílio de amigos para cuidar de seus pets, mas todos ressaltam que o risco de contaminação pelos animais é praticamente nulo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Fãs e artistas pedem crossover para unir Marvel e DC em tempos de coronavírus

Mar 30, 2020

Description:

A Marvel Comics e a DC Comics, embora sejam as grandes rivais na mitologia moderna estadunidense, já tiveram vários encontros nos quadrinhos. A última vez que seus universos colidiram de forma significativa foi em 2003, com o especial Liga da Justiça/Vingadores. Já o maior crossovers entre as editoras aconteceu em 1996, quando seus principais personagens se reuniram em quatro edições de Marvel vs DC/DC vs Marvel e em edições especiais com amálgamas entre seus ícones.

A Marvel pode comprar a DC? Afinal, o que está rolando?

As duas empresas atualmente vivem momento de grande popularidade, especialmente devido aos vários lançamentos de filmes, séries, games e animações no mercado do entretenimento. Recentemente, ambas passaram a fazer referências nada discretas uma à outra, citando eventos e personagens — o que até chegou a alimentar a possibilidade de uma fusão. Some a esse cenário o fato das publicações e da distribuição sofrerem limitações nas últimas semanas devido às paralisações e protocolos de prevenção e combate ao novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Imagem: Reprodução/Marvel Comics & DC Comics

EM 2021, o grande embate dos anos 90 comemora 25 anos. Atualmente, devido à pandemia global, há um sentimento de união entre os povos, em esforços para superar a COVID-19. Tudo isso levou os sites especializados, criadores e fãs a se perguntarem: “Não seria o momento de um novo grande crossover?”

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

Essa faísca, que começou devagarinho há duas semanas, pegou fogo nos últimos dias, com periódicos, artistas e leitores falando sobre o assunto. E logo isso escalou para uma campanha, que, com certeza, já chegou aos corredores dos executivos de ambas as gigantes dos quadrinhos.

Fãs e artistas animados

Depois da sugestão de um novo crossover publicada no site Newsarama, várias outras páginas especializadas passaram a discutir essa possibilidade, especialmente agora que os Multiversos de ambas as companhias em várias mídias estão mais amplos e admitem a existência de personagens concorrentes em alguma(s) de suas Terras.

Por que Henry Cavill não será Wolverine em Capitã Marvel 2? O Canaltech explica

Vale destacar que, embora essa rivalidade seja mais acirrada entre os fãs nos Estados Unidos, em outras partes do mundo os mais ávidos leitores gostam de ler os títulos das duas editoras — e vários dos principais criadores da indústria já “trocaram de camisa” entre os grupos, a exemplo dos roteiristas Brian Michael Bendis e Jeff Lemire e do desenhista John Romita Jr.

A escritora Gail Simone, que já trabalhou na Marvel em Deadpool e na DC em Aves de Rapina e Mulher-Maravilha, ficou animada com a ideia e até “escalou” alguns encontros, como o de Visão/Senhor Milagre, que teria os textos de Tom King; e o de Superman/Homem-Aranha, que poderia ser produzido por Brian Bendis, entre outros — vale destacar que esses caras já comandaram arcos consagrados dos heróis dos dois lados.

#PleaseMarvelDC

You could have

Vision/Mr. Miracle by @TomKingTK
Thor/Wonder Woman by @Doncates
Superman/Spider-man by @BRIANMBENDIS

What other crossovers would you like to see, and by which creative teams?

— GAIL SIMONE (@GailSimone) March 24, 2020

Donny Cates, artista em alta e atualmente um dos “arquitetos” da Casa da Ideias, gostou dessa ideia.

Venom and Batman.

Thor and Superman

Silver Surfer and Green Lantern https://t.co/tQQzIuM4Vx

— DONNY⚡️CATES (@Doncates) March 25, 2020

Scott Snyder, escritor que é um dos pilares do Universo DC nos últimos dez anos, também entrou na onda.

If we do a DC/Marvel crossover I'd like to write Batman vs. everyone. #PleaseMarvelDC pic.twitter.com/vR8QUP9wz9

— Scott Snyder (@Ssnyder1835) March 25, 2020

E os fãs, claro, aderiram em massa, dizendo que isso até poderia ajudar ambas as companhias.

And the industry will need it, given that Diamond is shutting down while the pandemic is happening

— Eli BS (@HalcyonTraveler) March 24, 2020

O maior encontro de todos

Bom, como todo fã da DC e da Marvel sabe, a ideia de confrontar seus personagens, especialmente aqueles que dividem leitores ou características em comum, não é algo novo — afinal, há décadas os fãs gostam de brincar com perguntas como “quem é o mais forte, o Hulk ou o Superman?” ou “qual dos dois é mais astuto, Batman ou Capitão América?”.

Imagem: Reprodução/Marvel Comics & DC Comics

Como já citado, o maior embate aconteceu em 1996, quando todos os cantos das editoras foram explorados e o público pôde decidir, por meio de enquetes, quem seriam alguns dos vencedores. Esse crossover é considerado o mais importante porque foi a ocasião em que todos os setores estiveram envolvidos em conjunto, como o editorial, o marketing, e, claro, os autores Ron Marz (famoso por Lanterna Verde) e Peter David (Hulk). Por exemplo, as campanhas, ganhos e produção foram compartilhados de forma equilibrada e executados em cooperação.

18 personagens da DC e da Marvel que são quase a mesma coisa

Algumas das passagens são memoráveis, como Wolverine e Gambit roubando o carro do Batman, o Surfista Prateado batendo no Lanterna Verde, Homem-Aranha fazendo piada com o Superboy, Logan derrubando Lobo e o empate entre Capitão América e o Homem-Morcego. E, claro, teve a pancadaria entre Hulk e Superman. Tudo bem que nenhum confronto foi assim muito humilhante ou duradouro, pois, no final, a ideia transmitida pelos autores é que, dependendo do contexto, qualquer um poderia vencer a disputa, sem uma medição direta de “quem é melhor” — mas deu para se divertir bastante.

Imagem: Reprodução/Marvel Comics & DC Comics

No final, ficou claro que o crossover, embora fosse muito menos “isentão” que os anteriores, tinha nascido com o objetivo maior de vender revistas e não chegou a agradar completamente os marvetes e decenautas — vale lembrar que o mercado de quadrinhos de super-heróis nos anos 90 entrou em crise e, tirando a linha dos X-Men, as principais franquias de ambas as editoras sofriam com crise criativa e tramas ruins. Não à toa, a Marvel Comics até entrou em bancarrota e negociou várias propriedades com a Fox, Universal e Sony — algo que a empresa se arrepende até hoje.

Imagem: Reprodução/Marvel Comics & DC Comics

Um pouco depois, isso tudo ainda rendeu mais frutos, digamos, questionáveis. Esse cruzamento resultou em títulos de uma linha temporária chamada Amalgam Comics, que misturou vários heróis, vilões e equipes. Assim, tramas de origem foram recontadas com a mescla do passado dos personagens, como Logan se tornando o defensor de Gotham — e, posteriormente, isso até abriu portas para especiais da DC com Stan Lee, que naquela época brigava internamente por participação acionária na Marvel e reimaginou propriedades decenautas no seu estilo de escrever.

Crossovers do passado

A rixa entre Marvel e DC era muito discreta no começo e ganhou um tempero especial em 1969 quando a edição 69 de Vingadores introduziu um grupo de vilões chamado de Esquadrão Sinistro, composto por análogos da Liga da Justiça. Hyperion, Falcão Noturno, Relâmpago e Dr. Espectro eram claras alusões ao Superman, Batman, Flash e Lanterna Verde. A resposta veio um mês depois, quando a Liga da Justiça #75 trouxe versões malignas dos Vingadores e a trama mostrou sequências com “cutucadas” à Casa das Ideias, a exemplo do Batman lançando uma tampa de lixo como o Capitão América e um personagem citando Thor.

11 momentos mais emocionantes dos quadrinhos da DC 11 momentos mais emocionantes nos quadrinhos da Marvel

Essa rivalidade agradou os leitores e, em 1970, durante a Comic Art Convention em Nova Iorque, um fã sugeriu aos editores da Marvel e DC um encontro entre Homem-Aranha e Superman. A ideia foi sendo digerida aos poucos e, em 1975, a primeira edição colaborativa das duas empresa se concretizou na forma de uma adaptação do filme O Mágico de Oz. Isso abriu caminho para que o Homem de Aço e o Amigo da Vizinhança se encontrassem um ano depois.

Imagem: Reprodução/Marvel Comics & DC Comics

Como nenhuma companhia queria ceder muito, a montagem da equipe criativa, os lucros e divisões, assim como o próprio uso do nome em primeiro lugar na ordem de leitura da capa, foram discutidos meticulosamente. A trama, então, trouxe os dois ícones se encontrando e trocando uns sopapos, antes da luta acabar “empatada” e os heróis descobrindo que seus arqui-inimigos é que, na verdade, estavam por trás da treta. Assim, ninguém saiu “perdendo” e, em um esforço conjunto, Homem-Aranha e Superman salvaram o dia.

Imagem: Reprodução/Marvel Comics & DC Comics

Essa fórmula — embora bem careta, simplória e, digamos, até meio sem graça — tornou-se padrão para todos os outros crossovers entre a Marvel e a DC nos anos seguintes. Tivemos, então, mais um Superman & Homem-Aranha, X-Men vs Novos Titãs, Batman & Capitão América, Galactus vs Darkseid, Hulk vs Superman, Batman & Homem-Aranha e o já comentado Marvel vs DC/DC vs Marvel, que mudou um pouco — mas nem tanto — esse esquema. A última grande reunião aconteceu em 2003, com Liga da Justiça/Vingadores, que, como mérito, definiu melhor as diferenças entre os dois universos, estabelecendo melhor os “deuses querendo ser humanos” da DC e os “humanos querendo ser deuses” da Marvel.

Confrontos aguardados

Bem, só com a possibilidade desse crossover acontecer de novo, muita gente já vem cogitando quais seriam os novos cruzamentos. Vale lembrar que muita coisa mudou desde a batalha de 96. Todas as propriedades estão revigoradas e bem mais complexas e definidas do que naquela época. Os artistas também elevaram o nível das narrativas e, bem, os heróis são mais populares do que nunca atualmente.

Abaixo, algumas das ideias cogitadas até agora:

Demolidor vs Sinestro: O Homem sem Medo contra o líder da Tropa dos Lanternas Amarelos, que usa medo para alimentar seus anéis energéticos Mulher-Maravilha vs Caveira Vermelha: Diana Prince se tornou um símbolo da liberdade americana e ela cairia como uma luva no cenário da Segunda Guerra Mundial contra o fascismo do vilão da Marvel Quarteto Fantástico vs Brainiac: A primeira família de super-heróis seria oponente perfeito para a inteligência artificial insana, especialmente em uma trama super sci-fi Lanterna Verde vs Thanos: Bem, o Titã Louco já varreu metade do universo com um simples estalar de dedos, e quem melhor do que a tropa de defensores cósmicos para detê-lo? Imagem: Reprodução/Marvel Comics & DC Comics Vingadores vs Darkseid: Se Thanos é um análogo de Darkseid na Marvel, então nem precisa explicar porque isso daria certo, não? Liga da Justiça vs Galactus: O Devorador de Mundos estaria frente a uma equipe que protegeu a Terra da Equação Antivida várias vezes X-Men vs Lex Luthor: Xenofobia está no DNA de Luthor e seria para lá de interessante ver como os Filhos do Átomo lidariam com a mente genial e cruel do vilão Batman vs Duende Verde: De certa forma, o arqui-inimigo do Homem-Aranha tem muitas similaridades com a personalidade caótica e imprevisível do Coringa Homem-Aranha vs Coringa: E, bem, isso também vale para o Amigo da Vizinhança diante do Palhaço do Crime Doutor Destino vs Superman: Doom é um dos maiores vilões do Universo Marvel e tem um intelecto tão grande quanto o de Lex Luthor. Além disso, Destino sabe usar magia, que é um dos pontos fracos do kryptoniano

Como dá para notar, ideias não faltam. E vocês, quais encontros gostariam de ver?

Mas... vai rolar?

Embora todo mundo esteja torcendo, é preciso ser realista e colocar as cartas na mesa sobre o que acontece atualmente no mercado para compreender a possibilidade de um novo crossover realmente acontecer. Como sabemos, a Marvel Comics agora faz parte de Disney e tem supervisão de Kevin Feige, do Marvel Studios. A AT&T, que é dona da Warner e da DC Comics, passou a supervisionar mais de perto as propriedades da editora e suas adaptações. Ou seja, os contratos e diretrizes para execução passariam por avaliações de vários executivos — e sabemos que quando há muita gente do alto escalão falando ao mesmo tempo as decisões demoram a acontecer.

Além disso, a Marvel detém atualmente 41,85% de fatia do mercado de quadrinhos nos Estados Unidos, com a DC na segunda posição, com 29%. Embora alguns títulos da DC estejam regularmente nas primeiras colocações dos mais vendidos, em uma visão estratégica sobre esse setor, não seria assim tão vantajoso para a Casa das Ideias, que estaria alavancando as franquias da concorrência.

Imagem: Reprodução/Marvel Comics & DC Comics

Mas… uma das coisas que pode sensibilizar os diretores é justamente o período em que vivemos. A COVID-19 vai impactar bastante o comércio de revistas e a distribuidora Diamond com certeza vai cobrar das gigantes alguma medida para recuperar a baixa de vendas na temporada, possivelmente com alguma diretriz que possa ser executada no segundo semestre ou em 2021 — o que cairia como uma luva com os 25 anos do maior crossover entre a Marvel e a DC.

Amazon Prime chegou ao Brasil e está todo mundo assinando. Já fez seu teste grátis de 30 dias? Clique aqui!

Por enquanto, não há declarações oficiais de nenhum lado, apenas fãs e criadores dos dois times implorando para que isso aconteça. E, caso isso realmente se concretize, pode acreditar que muita gente vai começar a pedir também por um encontro desses nos cinemas...

Com informações do Newsarama e CBR

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

OnePlus 8 Lite deve ser oficialmente chamado de OnePlus Z, aponta rumor

Mar 30, 2020

Description:

Enquanto o lançamento do OnePlus 8 parece estar próximo, boatos começam a circular sobre outro aparelho da marca. Mas, em vez de um novo topo de linha, o aparelho seria um intermediário com o nome de OnePlus Z.

A informação foi divulgada pelo perfil de Max Weinbach, que tem um bom histórico de vazamentos de celulares. Segundo Max, o aparelho seria um sucessor do OnePlus X e herda as especificações atribuídas em outro rumor ao OnePlus 8 Lite.

OnePlus 8: imagens revelam versões coloridas, câmera tripla e tela de 90Hz OnePlus 8 tem especificações vazadas no dia do lançamento do Huawei P40 OnePlus 8 tem render supostamente oficial vazado

Os boatos em torno do OnePlus Z listam o uso do processador MediaTek Dimensity 1000 ou 1000L, com 8 GB de memória RAM e opções de armazenamento de 128 e 256 GB. O aparelho deve trazer ainda uma tela de 6,4 polegadas com resolução Full HD+ e taxa de atualização de 90 Hz. Já o conjunto de câmeras deve seguir a fórmula 48 + 16 + 12 megapixels.

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

O aparelho não tem data prevista de lançamento, mas acredita-se que será vendido na faixa dos 500 dólares (cerca de R$ 2.500).

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Telegram ganha pastas para conversas e novos emojis animados

Mar 30, 2020

Description:

O Telegram anunciou a chegada de novos recursos para seu aplicativo de mensagens. O destaque é a nova opção para agrupar contatos em pastas, mas a atualização inclui ainda novidades para arquivamento de conversas, pinagem ilimitada, estatísticas de canais, novos emojis animados e até um jogador de dados animado.

O recurso de pasta de mensagens permite separar suas conversas em pastas personalizadas. O Telegram lista como exemplos separar pastas para diversão e trabalho ou família e escola. A novidade aparecerá automaticamente na tela de quem possui muitas conversas no chat.

No aplicativo para desktop, as pastas são sincronizadas automaticamente e podem ser acessadas de uma barra lateral, podendo inclusive ser personalizadas com ícones.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

O que é Telegram? Como usar a versão para a web do Telegram Nova versão do Telegram oferece agendamento do envio de mensagens

Para quem prefere esconder chats ao invés de deixá-los mais fáceis de encontrar, a opção de arquivar conversas está mais simples: agora, basta deslizar a conversa para a esquerda e ela será enviada ao arquivo.. Novas mensagens de conversas arquivadas mas não silenciadas fazem o chat voltar à lista principal.

Quem administra canais com mais de 1.000 integrantes pode agora acessar estatísticas de uso do canal, com informações sobre o crescimento no número de membros e o desempenho de posts.

Novos emojis animados (imagem: Telegram)

Os dois últimos recursos anunciados hoje (30) funcionam ao usar emojis específicos. O primeiro permite usar novos emojis animados ao enviar um dos emojis acima — algo claramente influenciado pela atual pandemia da COVID-19. Já o segundo é um jogador aleatório de dados, ativado ao enviar o emoji de dado.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

EXCLUSIVO: conheça toda a tecnologia presente no BMW Série 2 Gran Coupé

Mar 30, 2020

Description:

Os automóveis estão cada vez mais se transformando em uma extensão do nosso corpo, tal qual os celulares e demais gadgtes que convivemos a todo o momento. Não é mais novidade que várias novas tecnologias estão sendo empregadas nos veículos, como motores híbridos e elétricos, Wi-Fi integrado, centrais multimídia com suporte a espelhamento do smartphone, isso sem falar em toda a gama de equipamentos de segurança, que, por vezes, tornam os carros praticamente à prova de acidentes.

A BMW é uma das empresas que mais tem investido em tecnologia para seus automóveis. Com sua imagem sempre ligada mais à desempenho do que propriamente aos equipamentos que seus carros possuem, a empresa começou a adotar uma estratégia mais agressiva e resolveu “descer” pacotes parrudos de equipamentos tecnológicos para seus modelos mais acessíveis. O maior exemplo disso acaba de ser lançado e, certamente, fará com que a concorrência se mexa, que o mercado olhe com mais atenção e que os clientes se sintam (ainda mais) atraídos. Trata-se do BMW Série 2 Gran Coupé.

Estratégia agressiva

O BMW Série 2 Gran Coupé estreia no Brasil oferecendo um nível inédito de equipamentos de tecnologia, assistentes de condução e sistemas de conectividade e interação do condutor com o veículo por comando de voz para sua faixa de preço e tamanho. O modelo, que já está disponível na rede de concessionárias autorizadas da marca no país em duas versões, é importado da Alemanha e é um dos principais lançamentos da BMW no Brasil em 2020, ano em que a marca completa 25 anos de atuação no mercado nacional.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

Imagem: BMW Brasil

Para situar melhor o leitor, a Série 2 é um dos modelos de entrada da linha da montadora alemã e, claro, diante dos custos de importação e taxas fiscais que ainda são um problema no Brasil, conseguir equipar este automóvel com tudo o que ele tem à disposição foi um desafio e tanto.

“O time de produtos da BMW briga muito por tecnologia, pois é um investimento que acaba fidelizando o cliente. Por isso, há sempre essa 'batalha' interna, uma ginástica financeira para conseguir trazer essa tecnologia para os carros de entrada e sem deixar de pensar no mercado brasileiro, adequando a lista de itens que serão inseridos, mas sem deixar de alocá-lo na faixa de preço e público-alvo corretos”, explicou Henrique Miranda, Gerente de Projetos de Marketing da BMW do Brasil, em entrevista exclusiva ao Canaltech.

BMW apresenta linha 2020 de carros híbridos; Canaltech viu de perto Hands-On | BMW i3 2020 mostra que carros elétricos podem ser divertidos BMW X1 deve ganhar versão híbrida com consumo de 55 km/l em 2020

E para um carro que, mesmo em sua versão topo de linha custa menos de R$ 300 mil, o pacote de itens de tecnologia empregado no Série 2 Gran Coupé é digna de elogios e certamente transformará a maneira como o usuário vai lidar com o seu carro e como ele será inserido em sua vida.

Assistente Pessoal Inteligente – e regionalizado

O BMW Inteligent Personal Assistant permite que o motorista o controle várias funções do veículo por meio de comandos de voz e inteligência artificial. A tecnologia também aprende hábitos do motorista e adapta as suas funções — por exemplo, a de ajustar a temperatura do veículo automaticamente, de modo que o usuário sempre esteja à vontade. Seu desenvolvimento recebeu apoio da Engenharia do BMW Group no Brasil para otimizar a interação com o idioma local e está totalmente localizado para o nosso país, com hábitos, falas e até gírias daqui.

Imagem: BMW Brasil

Algo interessante, no entanto, é como esse sistema pode ser aperfeiçoado e atualizado. Segundo Miranda, tudo pode ser feito over the air, ou seja, caso o dono do carro se esqueça de atualizar seu sistema, o próprio carro, desde que esteja conectado à internet por meio do seu smartphone ou pelo aplicativo BMW Connected App, fará todo o update para você e salvará suas configurações na nuvem. E por ter essa possibilidade de deixar tudo salvo, o usuário pode se despreocupar quando trocar de BMW, pois todas as configurações e perfis ficarão guardados e poderão ser utilizados em outro automóvel da montadora que seja compatível.

“Nós criamos um sistema que deixa o motorista mais despreocupado quanto à atualização do automóvel. Tudo é feito online e registrado na nuvem. Portanto, além de atualizar automaticamente, deixamos tudo registrado na nuvem para quando o usuário quiser trocar de BMW, ele já possa acessar suas configurações de imediato”, explicou Miranda.

Para que tudo isso fosse possível, a BMW fez uso de machine learning e inteligência artificial, o que tornou a tarefa de entregar esse nível de interação e conectividade um pouco menos difícil, mas igualmente desafiadora. Neste ponto, Miranda destaca, no entanto, que as melhorias serão constantes. “Nosso time de desenvolvimento está sempre colhendo o máximo de informações e o próprio veículo aprende como o seu dono gosta de configurá-lo. Daqui a algum tempo, será possível que o automóvel decore até o estilo de condução do usuário”, comentou Miranda.

Imagem: BMW Brasil

Ainda segundo o diretor da BMW, são previstas, em média, três a quatro atualizações por ano para o sistema que equipa os veículos da marca, sempre com novos aprendizados e tudo bem personalizado, de acordo com o comportamento e rotina do cliente — além das inovações desenvolvidas pelo time da Alemanha.

Assistentes de condução e comodidade

Como citamos, a segurança também tem sido uma das prioridades do setor automotivo, seja qual segmento for — e com a BMW não tem sido diferente. O Série 2 Gran Coupé é equipada com o que há de mais moderno para proteger o seu usuário e os ocupantes do veículo, com itens presentes em modelos superiores dentro da gama da montadora, como a Série 3, a Série 5 e os SUVs da linha X.

Entre as features presentes no Série 2 Gran Coupé está o Parking Assistant, que tivemos a chance de testar no M Festival, em 2019. É um sistema que auxilia as manobras de estacionamento medindo o espaço ao redor do veículo para estacioná-lo automaticamente com câmeras e sensores, realizando as manobras com máxima precisão, poupando tempo e garantindo conforto e tranquilidade ao motorista enquanto estaciona. Além disso, há o recurso Reversing Assistant, que, por sua vez, registra os últimos 50 metros, podendo “desfazê-los” em marcha ré, facilitando a saída de locais ou vias estreitas onde não é possível realizar manobras.

Imagem: BMW Brasil

Além disso, o BMW Série 2 Gran Coupé também faz uso da tecnologia para tornar a jornada do motorista e passageiros ainda mais confortável e cômoda. Para isso, a empresa também trouxe o sistema BMW Comfort Access 2.0, que permite o acendimento automático das luzes de boas-vindas quando o motorista se aproxima a três metros do veículo portando a chave. As portas também se destrancam e, quando o motorista se afasta, voltam a se trancar. Além disso, há a opção de programação de abertura de todas as portas ou somente a do motorista. Tudo isso além da abertura do porta-malas por meio de aproximação do pé do parachoque traseiro.

Ao entrar na cabine, também há a sensação de que estamos mesmo diante de um novo universo tecnológico. Segundo Miranda, a BMW priorizou a conectividade e isso pode ser visto nos detalhes, com a tela do multimídia ficando maior e com o cluster principal sendo todo digitalizado. “O perfil do público brasileiro está cada vez mais voltado para a conectividade e o Série 2 Gran Coupé reúne tudo isso, desde entretenimento a itens de segurança e conforto”, ressalta.

O ambiente também está mais requintado e deixa o motorista ainda mais imerso dentro da proposta de futurismo, com a iluminação e climatização do veículo sendo totalmente customizáveis. “Quando você vê que a cabine está mais futurista e percebe que a tela ficou maior, o sistema de conversação com o assistente pessoal está muito melhor, e que o cluster é todo digital, isso abre novas possibilidades de personalização e interação com o carro, desde a maneira como você ajusta o modo de condução predefinido no sistema até a música que vai rolar na viagem”, comenta Miranda.

Imagem: BMW Brasil

Para explicar melhor o que Miranda disse, vamos nos aprofundar. O pacote Connected Professional agrega o novo BMW Live Cockpit Professional, cuja interface se apresenta em duas telas, sendo um referente a um display digital de 10,25 polegadas e o iDrive de 10,25 polegadas, além de interfaces disponíveis e requisitos técnicos para opções operacionais com controle de voz.

O BMW Head-Up Display colorido possibilita a projeção de todas as informações necessárias para o condutor em seu campo de visão para que ele não perca o foco no trânsito. As informações apresentadas variam desde rotas do sistema de navegação até avisos de Driving Assistant e velocidade do veículo. Por fim, a cabine fornece ao condutor inúmeras possibilidades de personalização em termos de acabamento e iluminação, que tornam o interior do veículo um ambiente ainda mais moderno e aconchegante.

Já o BMW Connected Drive é um assistente que fornece uma série de serviços ao motorista e passageiros, como Chamada de Emergência Inteligente; BMW Teleservices; Serviços Connected Drive (BMW Online, englobando portal de notícias, clima e aplicativos); Serviços Remotos – permite a utilização de algumas funcionalidades do veículo remotamente por meio de smartphones Android e iOS; preparação para Apple CarPlay; informações de Trânsito em Tempo Real e Concierge – serviço de suporte e informações para o cliente 24 horas por dia e sete dias por semana, recurso que possibilita ter comodidade e a garantia de uma experiência de dirigibilidade impecável a bordo.

Segundo a BMW, a partir de julho de 2020, os automóveis já contarão com o espelhamento para Android Auto.

Mas, e o desempenho?

Falamos de todos os aspectos técnicos do BMW Série 2 Gran Coupé, mas e como ele anda? Com certeza o Canaltech irá testá-lo e trará todos os detalhes para vocês, mas, por enquanto, podemos abordar suas especificações e alguns detalhes importantes.

Em termos de motorização, a versão de entrada 218i Gran Coupé Sport GP traz nova calibração para o motor BMW TwinPower Turbo, 1.5 litro, três cilindros, com 140 cavalos de potência entre 4.600 rpm e 6.500 rpm e 220 Nm de torque entre 1.480 rpm e 4.200 rpm. O conjunto, que oferece uma transmissão automática de sete velocidades e dupla embreagem, permite ao modelo atingir a velocidade máxima de 213 km/h e uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 8,7 segundos. Esta versão do propulsor - que ganhou nova calibração em relação ao modelo anterior - traz 4 cv a mais de potência e menos emissão de CO2.

Já a versão M235i xDrive Gran Coupé oferece o mais potente motor de quatro cilindros da BMW em um poderoso propulsor BMW TwinPowerTurbo, 2.0 litros, com 306 cavalos de potência entre 5.000 rpm e 6.250 rpm e 450 Nm de torque entre 1.750 rpm e 4.500 rpm, além de câmbio automático de oito marchas, e tração integral xDrive. Com novos pistões e taxa de compressão, mais largo e eficiente turbo charger e sensores de resfriamento otimizados esse conjunto impulsiona o modelo de 0 a 100 km/h em apenas 4,8 segundos e à velocidade máxima de 250 km/h.

Preços e disponibilidade

O BMW Série 2 Gran Coupé já está disponível na rede de concessionárias autorizadas da marca no país em duas versões e preços, com a versão 218i Gran Coupé Sport GP de R$ 186.950 e a M235i xDrive Gran Coupé a R$ 279.950.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Moto E6s é lançado no Brasil com câmera inferior e mesmo preço do E6 Plus

Mar 30, 2020

Description:

Há algumas semanas, a Motorola lançou uma nova versão do Moto E6, chamado Moto E6s. Trata-se, basicamente, de um Moto E6 Plus com design da câmera traseira levemente modificado e resolução da selfie reduzida. O hardware é o mesmo, bem como as funções, e foi apresentado originalmente ainda no ano passado na Índia.

Anunciados os novos e poderosos Moto G8 e Moto G8 Power Moto G8 Power Lite: vazam especificações e imagens do smartphone intermediário Seis celulares de até R$ 2 mil que valem o investimento

A câmera dianteira do dispositivo tem 5 MP, em vez de 8 MP, como no Moto E6 Plus. Atrás, uma das lentes fica separada, com a outra abaixo junto ao flash, em vez das duas lentes em uma mesma lombada e o flash abaixo do modelo anterior. As cores também são diferentes: azul navy e vermelho magenta.

De resto, é o mesmo dispositivo: tela de 6,1 polegadas com recorte em gota para a câmera de selfie, plataforma MediaTek Helio P22, com processador de oito núcleos, 2 GB de memória RAM, 32 GB de armazenamento e bateria de 3.000 mAh. A câmera traseira tem um sensor de 13 MP e outro de 2 MP, de profundidade. Além disso, o sistema é o mesmo Android 9 presente no E6 Plus.

-
Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.
-

Moto E6s chega oficialmente ao Brasil (Foto: Divulgação)

O Moto E6s ainda tem leitor de impressão digital na parte traseira, como seu irmão quase gêmeo. E permite o uso de cartão micro SD de até 256 GB para expandir a memória interna.

Tela: 6,1" HD Plataforma: MediaTek Helio P22 com processador 8x 2,0 GHz Memória RAM: 2 GB Armazenamento: 32 GB Câmera principal: 13 MP (wide) + 2 MP (profundidade) Câmera frontal: 5 MP Bateria: 3.000 mAh Sistema: Android 9 Pie Cores: azul navy e vermelho magenta Preço e disponibilidade

O Moto E6s já está disponível nas lojas brasileiras, segundo a Motorola, ao preço sugerido de R$ 949. É o mesmo valor cobrado pelo modelo de 2/32 GB do E6 Plus, que tem câmera frontal melhor e é a mesma coisa.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Tédio no isolamento? Galápagos libera games de tabuleiro e cartas para impressão

Mar 30, 2020

Description:

Com os protocolos de prevenção ao novo coronavírus (SARS-CoV-2), a recomendação é que as pessoas fiquem em casa para evitar que a doença se espalhe. Isso mudou a rotina de todos, que agora precisam encontrar outras formas de distração no dia a dia. Enquanto plataformas de streaming e operadoras de TV a cabo vêm liberando sinal e conteúdo, outras companhias também estão buscando maneiras de entreter seu público. É o caso da Galápagos Jogos, empresa de cardgames e jogos de tabuleiro.

“Em solidariedade ao movimento #FIQUEEMCASA e buscando levar mais diversão às famílias brasileiras neste momento de isolamento, disponibilizamos algumas degustações de produtos e jogos no formato Print & Play para serem baixados. Para acessar é fácil! Leia as informações sobre cada produto e clique no botão para download. Agora, é só imprimir e jogar!”, diz o site.

Estão disponíveis Timeline, Set e Black Stories, que usam cartas. Confira abaixo uma descrição deste último:

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

 

Já quem prefere enigmas e puzzles no estilo Escape Room, a companhia fornece uma prévia do produto que nem mesmo foi lançado nas lojas, em formato PDF. E os fãs de RPGs também podem aproveitar os mimos, com a aventura O Templo Caído, que pode ser usufruído a partir das regras do clássico Dungeons & Dragons (5ª edição), com direito a ficha de personagem.

Vale destacar que alguns desses arquivos são apenas para degustação e, claro, que não podem ser vendidos. A Galápagos Jogos também promete oferecer mais opções ao longo dos próximos dias. E não se esqueça: tudo isso ainda exige manipulação, portanto, se você tocar em algo fora de casa, não esqueça de lavar as mãos e desinfetar o material ao compartilhar com outras pessoas. Acesse o "Imprima e Jogue" aqui.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Intel diz que pode melhorar desempenho de GPUs com chips integrados

Mar 30, 2020

Description:

A Intel está desenvolvendo uma tecnologia que pode permitir usar a GPU integrada dos processadores da empresa para aumentar a capacidade de placas de vídeo dedicadas da AMD e Nvidia. A companhia revelou a ideia em uma apresentação online que deveria ter sido feita na Games Developers Conference (GDC), evento que foi cancelado por preocupações a respeito da pandemia da COVID-19.

Segundo desenvolvedor da Intel, Allen Hux, a novidade é possível por conta do novo DirectX 12. Ele mostrou resultados de placas de vídeo da AMD e Nvidia funcionando em conjunto com a GPU integrada de processadores da marca. Normalmente, quando uma placa de vídeo externa está sendo utilizada, o vídeo embutido do processador fica desligado.

DirectX 12 Ultimate unificará gráficos de jogos para PC e console

 

Para além disso, o novo DirectX 12 também poderia permitir que duas placas de vídeo de diferentes empresas trabalhem em conjunto, no mesmo computador. Assim, se você tem uma GPU da Nvidia e quer melhorar a capacidade com uma da AMD, a ação conjunta seria possível.

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

PlayStation 5 tem especificações reveladas: SSD será grande pilar do console GDC 2020 é cancelada por preocupações com o coronavírus

Atualmente, a junção de duas placas é possível, desde que tenham a mesma tecnologia e arquitetura de desenvolvimento, o que se consegue usando apenas componentes de uma mesma marca.

Como que a GPU integrada pode colaborar com isso? A apresentação de Hux mostra que o processamento gráfico do chip da Intel não deve exatamente ajudar no desempenho gráfico, mas segurando a taxa de quadros por segundo. Ou seja, fazer parte do trabalho para que a GPU externa possa ter mais poder de processamento.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Smartphone híbrido 5G com teclado físico e Linux busca financiamento coletivo

Mar 30, 2020

Description:

Apesar da morte dos celulares com teclados físicos, uma vaquinha virtual espera trazer o estilo de volta. O Astro Slide 5G acabou de alcançar seu objetivo na plataforma IndieGogo, prometendo o “mais poderoso híbrido de computador de bolso e smartphone 5G”.

O design do aparelho é semelhante ao do F(x)Tec Pro¹, anunciado na MWC 2019, e da relíquia Nokia N900. A inspiração mais direta do Astro Slide 5G são os antigos computadores de bolso Psion, ambos desenhados pelo projetista Martin Riddiford, com teclas grandes e retroiluminadas.

MWC 2019 | F(x)tec revela smartphone Android com teclado slider MWC 2019 | Teclado físico ainda vive no novo BlackBerry Key2 Especificações

Como já indica o nome, o Astro Slide 5G inclui um modem 5G, acompanhado do processador MediaTek Dimensity 1000. Além da conectividade móvel de última geração, o aparelho é compatível também com o novo padrão de rede sem fio: o Wi-fi 6.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Fugindo da tendência entre os celulares, o Slide 5G possui apenas uma câmera de 48 megapixels na traseira. Para selfies, o celular conta com uma câmera de 5 megapixels. Outra característica que foge do padrão atual é a presença de uma saída para fone de ouvido.

Outras características do smartphone incluem carregamento sem fio, NFC, tela de 6,53 polegadas, bateria de 4.000 mAh, entrada para cartão microSD, duas portas USB-C, 6 GB de memória RAM e 128 GB de espaço para armazenamento.

Ao invés de um sistema operacional, o Astro Slide 5G incluirá dois. Além do Android 10, a fabricante promete a opção de inicializar em um ambiente Linux, garantindo compatibilidade com milhares de aplicativos.

O Astro Slide 5G alcançou o objetivo de R$ 1.016.320 em sua vaquinha virtual no IndieGogo, com 401 interessados. Com um preço anunciado de R$ 2.780, o aparelho tem entregas estimadas para março do ano que vem.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

Huawei e Tencent se unem para desenvolver plataforma de cloud gaming

Mar 30, 2020

Description:

As chinesas Tencent e Huawei estão se unindo em um esforço colaborativo para aprimorar a plataforma de jogos em nuvem (cloud gaming) GameMatrix, de propriedade da Tencent, segundo informações da Reuters.

As informações ainda são bem escassas, oriundas, segundo a agência de notícias, de um comunicado emitido pela Tencent na sexta-feira (27). Ao que tudo indica, a ideia é que a Huawei entre na parceria com a oferta dos seus processadores Kunpeng, desenvolvidos pela subsidiária HiSilicon e conhecidos por sua aplicação exclusiva em servidores. A ideia é que essa parceria dê à GameMatrix novas capacidades de inteligência artificial e realidade aumentada em diversos jogos.

Leia mais: Stadia não tem jogos porque o Google não ofereceu incentivos a desenvolvedores A Tencent é a maior produtora de jogos da China, e tem em seu portfólio grandes sucessos mundiais, como Call of Duty: Mobile e Crossfire

Não foi informado se a Tencent espera desenvolver novos títulos com isso, ou mesmo aplicar os recursos ambicionados em jogos que já contam com a assinatura da empresa. Por ora, detalhes dessa parceria estão mantidos sob sigilo.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Leia mais: Google abre estúdio próprio para criação de jogos exclusivos do Stadia

Atualmente, a plataforma mais conhecida de cloud gaming no mercado é o Google Stadia, que apesar do lançamento cheio de pompa, ainda não obteve a penetração esperada pelo Google na indústria, com diversos recursos anunciados em apresentação faltando à versão que chegou no varejo. Recentemente, o Stadia anunciou uma série de liquidações e promoções de venda, bem como alguns jogos novos a compor seu catálogo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Metallica libera show exclusivo no YouTube a partir das 21h desta segunda-feira Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular

COVID-19 | A crise do setor aéreo em meio à pandemia do novo coronavírus

Mar 25, 2020

Description:

Apesar das preocupações com a saúde das pessoas ao redor do mundo, a crise causada pela pandemia do novo coronavírus afeta, e muito, a economia global, causando estragos não apenas em grandes empresas, mas também na vida das pessoas, que se veem em meio a um caos sem precedentes na história moderna - e sem previsão de normalidade.

Um dos setores mais afetados pela crise do novo coronavírus é o setor aéreo, que compreende não apenas as companhias aéreas, mas também uma série de outros serviços, como agências de turismo, empresas de alimentação e catering, comissariado e, claro, as próprias fabricantes das aeronaves, que terão todas as encomendas suspensas até que o mercado volte a ter alguma liquidez e naturalidade. E, como bem sabemos, avião no chão é prejuízo.

Algumas autoridades e consultorias têm se posicionado acerca deste tema. A CAPA Centre for Aviation, por exemplo, prevê que, no atual ritmo, o setor aéreo sofrerá um colapso até maio, com muitas companhias e empresas satélites falindo. “Até o final de maio de 2020, a maioria das companhias aéreas do mundo estará falida. É necessária uma ação coordenada do governo e da indústria para evitar uma catástrofe”, disse a consultoria, em comunicado enviado na semana passada.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

Já segundo estimativa da IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo, em tradução livre), as companhias aéreas podem perder até US$ 113 bilhões (R$ 523 bilhões) em receita este ano devido ao impacto do vírus.

Boeing | Crise com o 737 faz empresa adiar recorde de produção para 2021

Diante deste cenário, os governos pelo mundo têm tomado medidas emergenciais, com pacotes de estímulo e, até, a possibilidade de estatização de algumas companhias, algo que, por enquanto, pode aliviar as empresas, mas que, a médio prazo, podem significar, sim, o colapso desse mercado.

E no Brasil?

Aqui no Brasil, o cenário não é muito diferente, porém, as opiniões e soluções divergem. O presidente do conselho de administração e cofundador da Azul, David Neeleman, adotou um tom mais positivo - levando em conta, claro, a saúde financeira da empresa. Em entrevista à CNN Brasil, Neeleman afirma:

Temos de preservar nosso caixa e nosso CEO (John Rodgerson) está fazendo um trabalho gigante para alcançar esse objetivo. A crise vai passar para nós. Nas atuais circunstâncias conseguiríamos seguir por muito tempo. Temos muito caixa e muitos sócios que estão ajudando.

Apesar do tom de Neeleman, os investidores ainda estão temerosos com o futuro da companhia. Somente no último mês, a empresa perdeu 82% do seu valor de mercado, chegando aos R$ 3,7 bilhões. As concorrentes LATAM e GOL, seguem no mesmo ritmo; as ações da primeira registram queda acumulada no ano de 47% e da GOL 65%.

Para tentar amenizar a crise, as companhias brasileiras estão garantindo reembolsos para alguns de seus voos que seriam direcionados aos países mais afetados pelo novo coronavírus, como Espanha e Itália. Mas, claro, isso não será suficiente. Por isso, na semana passada, o Governo Federal lançou um pacote de ajuda para o setor aéreo.

Foram três as iniciativas do governo editadas por meio de Medida Provisória (MP) e Decreto que afetam companhias, aeroportos e passageiros: postergação do recolhimento das tarifas de navegação aérea, adiamento do pagamento das outorgas aeroportuárias sem cobrança de multas e prorrogação das obrigações de reembolso das empresas aéreas. Os anúncios foram feitos pelo Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Site mostra onde estão todos os aviões comerciais do mundo, em tempo real

Por mais que esse pacote tenha sido anunciado, não está clara como será a ajuda a outros segmentos que estão embutidos dentro do setor aéreo e se as companhias terão contrapartidas para empresas que também fazem parte do ciclo, que, segundo informações, emprega mais de 70 mil pessoas. Em entrevista ao Canaltech, o comandante Francisco Lyra, presidente do Instituto Brasileiro de Aviação afirmou:

O pacote tem que incluir toda a cadeia do setor de transporte aéreo. Pensamos rapidamente apenas nas companhias aéreas e aeroportos, mas temos que incluir, também, as empresas de serviços auxiliares, que são aquelas terceirizadas que prestam serviços às companhias. Assim como as empresas de comissaria de bordo e de catering, que também estão sem faturamento e com o ônus de responder por folhas de pagamentos e manutenção de suas atividades. O pacote precisa ser inclusivo.

Em relação às tarifas de navegação aérea, o decreto vai definir que os vencimentos de março, abril, maio e junho de 2020 ficam postergados para, respectivamente, setembro, outubro, novembro e dezembro do referido ano. Já a MP versa sobre reembolso de passagens aéreas para solicitações efetuadas até o dia 31 de dezembro de 2020. O prazo para reembolso será de 12 meses. Já os consumidores ficarão isentos das penalidades contratuais, mediante a aceitação de crédito para utilização futura.

 Tarcísio Gomes de Freitas, Ministro da Infraestrutura/ Imagem: Agência Brasil

Também por Medida Provisória, será alterado o cronograma de pagamento previsto para o ano de 2020 das contribuições fixas e variáveis nos contratos de parceria no setor aeroportuário, com a possibilidade de quitação até o dia 18 de dezembro deste ano. Além das medidas, o governo também já disponibiliza linhas de financiamento de capital de giro para essas empresas a serem concedidas pelo Banco do Brasil, Caixa e BNDES.

A recuperação será longa

Para o comandante Lyra, a recuperação do setor aéreo será longa e a ajuda do Governo Federal não pode ser momentânea, pois enquanto a economia não voltar à normalidade, as empresas ainda estarão frágeis e o controle de gastos será fundamental.

"Vai ser uma longa recuperação. Até as atividades voltarem, por um bom tempo as empresas estarão com seus orçamentos contingenciados, pois as viagens executivas (aviação geral) e de turismo ainda demorarão um bom tempo até voltar para os níveis anteriores. Por isso, essa ajuda não pode ser momentânea, e sim, algo mais perene", comentou Lyra.

Já David Neeleman usa do exemplo da Azul para mostrar como o mercado pode se adaptar e reagir. Ele disse que há a revisão de investimentos na empresa e que está conversando com os empregados sobre a redução de carga horária de trabalho e salários, para evitar demissões. Até que haja uma normalidade, a empresa optou por reduzir sua capacidade de 20% a 25% em março e entre 35% e 50% em abril e nos meses posteriores.

Na visão da CAPA Centre for Aviation, por exemplo, as empresas precisarão colaborar mais. De acordo com a entidade, se houver vontade, as atitudes por parte das empresas deve ser pensada de modo global, e não regional.

O governo federal ainda anunciará mais medidas econômicas, mas não se sabe se o setor aéreo terá mais alguma contemplação. Por enquanto, voos internacionais de países bem afetados pela COVID-19 seguem suspensos e a circulação doméstica de passageiros também caiu drasticamente. O estado de São Paulo, centro econômico do país e epicentro do novo coronavírus por aqui, está em quarentena pelos próximos 14 dias e novas medidas devem ser adotadas após este prazo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Governo de São Paulo e Rappi criam ferramenta contra fake news sobre coronavírus

Mar 25, 2020

Description:

Na última terça-feira (24), o Governo de São Paulo e o app de delivery Rappi anunciaram uma parceria para a criação de uma ferramenta contra a disseminação de fake news em relação ao novo coronavírus (SARS-CoV-2). 

Trata-se do botão “Prevenção”, que estará disponível assim que você acessar a tela inicial do aplicativo da Rappi. Por meio dele, os usuários contarão com informações completas e confiáveis sobre as últimas medidas de segurança e orientações sobre a COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Botão será representado por mãos sendo lavadas (Foto: Canaltech)

Todo material disponibilizado, dividido em Guias, Cartilhas, Perguntas e Respostas, notícias e vídeos são produzidos pela Secretária Estadual de Saúde e pode ser acessado através do site oficial do Governo de São Paulo.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

“A iniciativa está em linha com a prioridade absoluta da Rappi, que é a segurança de todos, e com as demais ações que a companhia já vem adotando”, afirma Sergio Saraiva, presidente da Rappi no Brasil.

Além da parceria com o Governo, a Rappi já disponibiliza o "entrega sem contato", para assegurar a segurança dos entregadores parceiros e usuários, bem como incentiva o pagamento digital (e não em dinheiro) e fornece itens de higienização e desinfetantes aos entregadores.

iFood adere à entrega sem contato para evitar disseminação do coronavírus Google Assistente passa a ter integração com Nubank, iFood e Rappi

O aplicativo Rappi está disponível para smartphones Android e iOS.

Confira o vídeo de como evitar o novo coronavírus, produzido pelo Governo de São paulo: 

 

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Como colocar sua música favorita como toque de chamada do WhatsApp

Mar 25, 2020

Description:

O WhatsApp é um dos aplicativos mais utilizados na hora de fazer e receber ligações, o que se dá em parte devido à praticidade de usar somente a conexão Wi-Fi e à possibilidade de ver seus contatos através das chamadas de vídeo.

No entanto, o que muita gente ainda não sabe é que o aplicativo também permite colocar músicas personalizadas como toque para as chamadas. Saiba mais a seguir.

Dois WhatsApp no mesmo celular: Saiba como ter duas contas no mesmo aparelho Aprenda a arquivar conversas e limpar seu WhatsApp Aprenda a colocar áudio no Status do WhatsApp

Para adicionar uma música ao WhatsApp como toque, é necessário que a música esteja nos arquivos de seu celular. Assim, o aplicativo poderá reconhecer o toque como válido através de seu formato (MP3, WAV, WMA, MP4 e entre outros). Para isso:

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Passo 1: acesse as configurações de seu Android e selecione a opção “Sons e vibração”.

Passo 2: em seguida, acesse “Toque”.

Passo 3: caso o seu smartphone tenha 2 cartões SIM, escolha um deles para adicionar sua música.

Passo 4: escolha “Adicionar toque” ou, em alguns modelos de smartphone, o ícone “+”, no canto superior direito da tela.

Passo 5: as músicas salvas em seu celular irão aparecer. É possível navegar entre pastas e acessar até mesmo gravações de voz.

Uma vez que você tenha adicionado a música em sua lista de ringtones, já é possível defini-la como toque das chamadas do WhatsApp.

Passo 1: abra o WhatsApp e acesse as suas configurações.

Passo 2: selecione a opção “Notificações” e role a tela até poder selecionar a opção “Toque” em “Chamadas”.

Passo 3: caso a opção “Toque padrão” estiver selecionada, a música recém adicionada como toque em seu smartphone será a do WhatsApp automaticamente. Caso ela não esteja, basta escolher a música manualmente, uma vez que ela já estará na lista.

Pronto. Agora já é possível ter sua faixa favorita como música de toque do WhatsApp. Vale lembrar que o tutorial acima não funciona em smartphones iOS.

Você sabia que era possível mudar a música do WhatsApp? Já havia tentado alguma vez por não gostar do toque padrão? Conte pra gente nos comentários.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Todos falam, mas poucos viram: confira imagens reais do coronavírus em ação

Mar 25, 2020

Description:

Estamos falando o tempo todo sobre o novo coronavírus (SARS-CoV-2), mas, você já realmente viu como ele é? Não estamos falando das imagens conceituais, esquemas ou ilustrações, e sim das fotos reais tiradas a partir da ação do patógeno em células humanas sob o microscópio. Pois bem, o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID, na sigla em inglês), do Rocky Mountain Laboratories (RML), conseguiu boas imagens para mostrar como é o vilão do momento.

Essas imagens foram obtidas com a ajuda de microscópios eletrônicos de varredura e transmissão, a partir de uma amostra do vírus em um paciente dos Estados Unidos, em pesquisa do Dr. Emmie de Wit, do RML. Para conseguir esse material, foi necessário usar tanto o microscópio eletrônico de varredura, que dispara um feixe eletrônico e traz resultados que "varrem" uma amostra em lâmina, em boa resolução; quanto o de transmissão, que usa um feixe de elétrons sobre uma camada fina da amostra e amplia o resultado. No entanto, ambos os microscópios trazem imagens em preto e branco. Assim, depois de obtidos os resultados, o escritório de artes médicas visuais do laboratório coloriu digitalmente as imagens.

Abaixo, é possível ver as proteínas conhecidas como “spike”, que, juntas, formam a “coroa” (corona) que dão nome ao patógeno. É com essas estruturas que ele se agarra às membranas celulares e se transporta ao interior delas.

-
Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.
-

Imagem: Reprodução/NIAID-RML

Essa outra mostra o novo coronavírus em amarelo, na superfície das células cultivadas em laboratório.

Imagem: Reprodução/NIAID-RML

Já nesta, uma horda de SARS-CoV-2 aparece como pequenas esferas roxas, saindo da membrana celular ao fim do ciclo de replicação.

Imagem: Reprodução/NIAID-RML

Aqui, os coronavírus estão em amarelo novamente, emergindo da superfície das células cultivadas em laboratório.

Imagem: Reprodução/NIAID-RML

Quando o novo coronavírus consegue penetrar no interior da célula, ele a obriga a replicar seu material genético milhares de vezes. Essas duas imagens ilustram bem esse processo.

Imagem: Reprodução/NIAID-RML

Depois que a célula hospedeira é sobrecarregada, ela morre e o vírus “vaza” para outras partes do corpo do paciente, contaminando outras células e repetindo esse processo. Ou seja, isso tem sido letal para quem tem a imunidade baixa ou é portador de doenças crônicas — as chamadas comorbidades.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Hidroxicloroquina sozinha não é eficaz contra o coronavírus, diz novo estudo

Mar 25, 2020

Description:

Desde que um estudo francês encontrou evidências de que a combinação da hidroxicloroquina (um popular medicamento para a malária, lúpus e artrite reumatoide) com o antibiótico azitromicina pode reduzir o tempo de vida do novo coronavírus (SARS-CoV-2), uma multidão foi atrás dos remédios — mesmo que não haja consenso sobre isso na comunidade médica. Agora, um novo levantamento gera ainda mais dúvidas sobre a real eficácia da hidroxicloroquina, quando administrada sozinha.

Segundo um relatório publicado recentemente pelo Journal of Zhejiang University, da China, tanto os pacientes que receberam o medicamento quanto os que não tomaram a droga tiveram resultados semelhantes no combate à COVID-19. Trinta pessoas participaram do experimento e, das 15 que usaram a hidroxicloroquina, 13 apresentaram resultado negativo para o coronavírus, após cinco dias de tratamento. Dos outros 15 que não ingeriram o remédio, 14 testaram negativo — o que, estatisticamente, não representa diferença significativa.

Imagem: Reprodução/Pixabay

Parte do entusiasmo anterior ganhou chancela do presidente Donald Trump, que também se animou com a possibilidade do medicamento usado na experiência francesa ter apresentado resultados inicialmente promissores. Contudo, posteriormente, autoridades médicas ligadas à Casa Branca admitiram que são necessários mais testes.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

Efeitos colaterais indesejados

No estudo chinês, realizado por pesquisadores do departamento de infecção e imunidade do Centro Clínico de Saúde Pública de Xangai, os 15 pacientes que não receberam hidroxicloroquina foram tratados com cuidados convencionais. Isso inclui repouso no leito, inalação de oxigênio e uso de medicamentos antivirais recomendados pelas diretrizes do governo.

Já na ala das pessoas que receberam hidroxicloroquina, uma das pessoas viu a COVID-19 evoluir para um quadro grave — não há exatamente uma relação disso com o medicamento, mas não houve melhora. Quatro pacientes tiveram diarreia e sinais de possíveis danos ao fígado. Com isso, os pesquisadores concluem que ainda são necessárias pesquisas mais abrangentes, com um número maior de participantes, para realmente chegar a alguma conclusão sobre os riscos e benefícios da droga, quando ministrada sozinha, ou seja, sem combinação com antibióticos e anti-inflamatórios.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil

Mar 25, 2020

Description:

Em live divulgada nas redes sociais, o Ministério da Saúde compartilha a atualização diária do número dos últimos casos da COVID-19 no país. De acordo com os dados informados pelas secretarias estaduais da saúde, o Brasil registra, até às 16h desta quarta-feira (25) 2.433 pessoas infectadas pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2).

O @minsaude atualiza a situação do #coronavírus no Brasil 🇧🇷 - 25/03

▶ 2.433 casos confirmados
▶ 57 óbitos

Saiba mais em https://t.co/UYm3jliCGA#Covid19 pic.twitter.com/gnIdXKY4jF

— Ministério da Saúde (@minsaude) March 25, 2020

Quanto aos óbitos, são 57 casos registrados em decorrência da doença. Atualmente, quatro regiões brasileiras relatam mortes pela COVID-19. Até ontem, somente os estados de São Paulo e Rio de Janeiro tinham casos confirmados.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

Coalizão COVID Brasil: governo e mais de 40 hospitais testam novos tratamentos Brasil em números

Segundo as últimas informações do Ministério da Saúde, o estado de São Paulo tem 48 óbitos e o Rio de Janeiro marca seis. Dentre os óbitos, também há os primeiros registros nos estados do Amazonas, Pernambuco e Rio Grande do Sul, todos com um falecimento cada. 

Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo

A seguir, confira a lista completa de casos confirmados e óbitos relacionados ao novo coronavírus, divididos pelos estados brasileiros:

Mais estados apresentam casos de óbitos pela COVID-19 no Brasil (Imagem: Reprodução/ Ministério da Saúde)

Em número total de casos, o estado mais afetado também segue sendo São Paulo, com 862 casos, sendo considerado o epicentro da COVID-19 no país. Em seguida está o Rio de Janeiro (370) e Ceará (200). Já o menos afetado pela epidemia é o Amapá, com um único caso confirmado até hoje (25).

Atualmente, todos os estados do país registram casos da doença, mas nem todas as regiões apresentam o mesmo nível de transmissão. A região Norte, tem 4,3% do total de casos do Brasil, enquanto a região Sudeste representa o maior percentual, de 57,9%.

De acordo, com o ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta, a taxa de letalidade do novo coronavírus no Brasil é de cerca de 2,4%. Além disso, o ministro esclarece que "quando fizermos os testes rápidos, o número de casos vai aumentar muito". Por sua vez, em consequência dos testes, a taxa de letalidade deve baixar ainda mais.

Hidroxicloroquina e azitromicina já são usadas no Brasil contra a COVID-19

Amanhã (26), o Ministério da Saúde lançará um novo painel do coronavírus no país, com mais detalhamento. Desde a semana passada, a antiga Plataforma IVIS segue fora do ar.

Próximos passos

As autoridades de saúde do governo federal também trabalham em um balanço dos 30 dias desde que o primeiro caso foi registrado no país. Amanhã (26), o país atinge essa marca e essa análise é bastante importante para se entender como a epidemia da COVID-19 tem se comportado no Brasil e quantos porcento da população está produzindo anticorpos para o vírus, por exemplo.

Outro ponto a ser analisado é a complexidade do território, já que, por exemplo, o estado do Rio grande do Sul possui uma população mais idosa, enquanto o Amazonas tem uma mais jovem, ou seja, em qualquer ação essas características devem ser consideradas.

"Não vamos mudar um milímetro do nosso foco na vida. Não vamos perder o foco que já construímos", afirma Mandetta. No entanto, o ministro reforça que é necessário um plano e organização para as medidas de ação, como quarentena. Vale lembrar que a última vez em que o Brasil fez uso da quarentena, foi durante a gripe espanhola, no ano de 1918.

Nesse momento, "estamos inciando a subida [do número de casos da COVID-19], temos que ter calma, porque a quarentena é um remédio extremamente amargo, extremamente duro e tem hora que a gente vai precisar usar", explica Mandetta.

O ministro @lhmandetta deu uma orientação a quem comprou a #cloroquina sem a indicação médica. "Se você cometeu essa iniciativa mediada pela falta de informação, o mais correto a fazer é pegar a caixa e entregar ao farmacêutico, ao hospital ou posto de saúde".#coronavirus pic.twitter.com/keavYuMEFO

— Ministério da Saúde (@minsaude) March 25, 2020

Durante a coletiva, o ministro reforçou a questão do mau uso da cloroquina: "Se você cometeu essa iniciativa  [de comprar o medicamento sem indicação médica], mediada pela falta de informação, o mais correto a fazer é pegar a caixa e entregar ao farmacêutico, ao hospital ou posto de saúde".

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer COVID-19 | Perda de olfato pode ser sintoma causado pelo novo coronavírus

Coalizão COVID Brasil: governo e mais de 40 hospitais testam novos tratamentos

Mar 25, 2020

Description:

Após anúncios oficias sobre possíveis alternativas para o tratamento do novo coronavírus (SARS-CoV-2), é firmada uma parceria entre instituições, como Hospital Israelita Albert Einstein, HCor, Hospital Sírio Libanês e Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BRICNet), com suporte do Ministério da Saúde. A proposta é iniciar pesquisas que avaliam a eficácia e a segurança de novas terapias para pacientes com quadros graves ou leves da doença.

Em busca de novos tratamentos para casos da COVID-19 no Brasil, inciativa agrupa principais hospitais do país com Ministério da Saúde para pesquisas científicas (Imagem: Getty Images) Hidroxicloroquina e azitromicina já são usadas no Brasil contra a COVID-19

Chamada de Coalizão COVID Brasil, a iniciativa contará com 40 a 60 hospitais do país para realizar três pesquisas que irão avaliar a eficácia de medicamentos como a hidroxicloroquina ( medicamento para a malária, lúpus e artrite reumatoide), o antibiótico azitromicina e corticoides em pacientes com diagnóstico positivo para a COVID-19.

Nesse caso, não são novos medicamentos e, sim, novas terapias que serão pesquisadas. Isso significa que as instituições procuram desenvolver novo protocolo para um tratamento off-label, quando a indicação do profissional de saúde para o uso da droga se difere do que consta na bula.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

O tratamento da COVID-19, a base de Hidroxicloriquina e Azitromicina, tem se mostrado eficaz nos pacientes ora em tratamento. Nos próximos dias, tais resultados poderão ser apresentados ao público, trazendo o necessário ambiente de tranquilidade e serenidade ao Brasil e ao mundo.

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) March 25, 2020

O presidente Jair Bolsonaro também demostra apoio a essas pesquisas e vê como uma das esperanças para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, inclusive via Twitter. Hoje (25), escreveu: "O tratamento da COVID-19, a base de Hidroxicloriquina e Azitromicina, tem se mostrado eficaz nos pacientes ora em tratamento. Nos próximos dias, tais resultados poderão ser apresentados ao público, trazendo o necessário ambiente de tranquilidade e serenidade ao Brasil e ao mundo".

Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo

Como funciona?

Com um projeto que abordará, nesse primeiro momento, três focos, a Coalizão I pesquisará o quadro de pacientes, de menor gravidade, internados com a COVID-19. Nestes pacientes será avaliado se a hidroxicloroquina é eficaz na melhora do quadro respiratório. Também será avaliado se adicionar o antibiótico azitromicina, que aparentemente pode potencializar a ação da hidroxicloroquina, terá efeito benéfico adicional. Para esse tema, serão investigados 630 pacientes.

Já na segunda pesquisa, a Coalizão II, estão envolvidos os casos mais graves, que necessitam de maior suporte respiratório. Dessa forma, todos os pacientes receberão o medicamento hidroxicloroquina, com o objetivo de verificar se a azitromicina tem efeito benéfico adicional, ou seja, se há potencial de melhora dos problemas respiratórios com a combinação. Para isso, está prevista a participação de 440 pacientes.

Por fim, o terceiro estudo, chamado de Coalizão III, avaliará a efetividade da dexametasona, uma medicação com ação anti-inflamatória, para pacientes com insuficiência respiratória grave, que necessitam de suporte de aparelhos (ventilador mecânico) para respirar. Nesta pesquisa serão incluídos 284 pacientes.

Esses resultados, que deverão estar disponíveis em 60 a 90 dias, são essenciais para que profissionais da saúde definam novos protocolos para o atendimento de pacientes com a COVID-19 no Brasil.

Coronavírus tem cura? Por que não tomar ibuprofeno? O que fazer, afinal? Caso norte-americano

Motivadas pelas publicações e postagens nas redes sociais, muitas pessoas, no mundo todo, têm procurado, em farmácias, pela combinação dos medicamentos estudados, ainda em fase de testes, para o tratamento da COVID-19, em casa. Essa situação obrigou até a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) se pronunciar sobre o tema e afirmar que esse coquetel não tem eficácia profilática (não ajuda na imunização).

Entre os casos, há o relato de um homem do Arizona, nos Estados Unidos, que faleceu. Sua esposa encontra-se em estado crítico. O fato aconteceu após eles se auto-medicarem com a combinação de medicamentos, informou o canal de TV norte-americano CNN. Segundo a reportagem, tanto a mulher quanto o marido estavam com "medo de adoecer" antes de iniciarem o tratamento.

O problema é que o homem confundiu cloroquina com fostato de cloroquina, uma substância utilizada para limpar aquários de peixes ornamentais. A cloroquina e a hidroxicloroquina usada em medicamentos, aliás, também podem ser extremamente tóxicas, quando não administradas sob a supervisão de um médico. Nesses casos, mesmo doses baixas podem ser fatais, além de poderem desencadear uma variedade de efeitos secundários graves.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Coronavírus chega à SpaceX e lançamento do Falcon 9 é cancelado

Mar 25, 2020

Description:

Um funcionário e um prestador de serviços de saúde da sede na sede da SpaceX, em Hawthorne, Califórnia, testaram positivo para a doença COVID-19, de acordo com o The Telegraph, que obteve um memorando interno da empresa. Isso fez com que pelo menos 12 trabalhadores que tiveram contato com essas pessoas fossem colocados em quarentena.

Nas instalações, a empresa tomou medidas para tentar proteger seus funcionários, incluindo incentivo à higienização das mãos com um desinfetante fabricado pela própria SpaceX. Além disso, a empresa distribuiu equipamentos de proteção individual, incluindo itens como máscaras e luvas, e pediu que os funcionários em quarentena permaneçam em casa e observem se algum sinal da doença aparecerá dentro de um período de 14 dias.

De acordo com vários funcionários e familiares, aqueles que se sentem desconfortáveis ​​de continuar trabalhando receberam permissão para antecipar seus dias de folga e ficar em casa durante a pandemia. Aqueles que tiverem resultados positivos receberão 10 dias adicionais por conta da doença, mas os testes ainda são difíceis de serem encontrados no estado da Califórnia.

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

A One Medical, empresa de saúde na qual trabalha o prestador de serviços que testou positivo para o novo coronavírus na sede da SpaceX, pediu que todos aqueles que sentem os sintomas da COVID-19 fiquem em casa e façam o teste imediatamente.

Lançamento do Falcon 9 é adiado Foguete Falcon 9 em sua base de lançamento (Foto: NASA/SpaceX)

Os problemas com o novo coronavírus (SARS-CoV-2) já começam a afetar os negócios aeroespaciais de Elon Musk, que há poucos dias menosprezava o risco representado pela pandemia. Por exemplo, a SpaceX teve que adiar seu próximo lançamento, que estava previsto para o dia 30 de março. O foguete Falcon 9 levaria ao espaço o satélite de radar SAOCOM 1B, da Argentina, mas a carga útil não estará pronta a tempo.

Este lançamento ocorreria no Cabo Canaveral, Flórida, e para que tudo fosse preparado o pessoal argentino responsável pelo satélite deveria viajar até lá. No entanto, as restrições de viagens internacionais impostas pelas autoridades impedem que isso seja feito no momento.

A decisão foi tomada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e pela Comissão Nacional de Atividades Espaciais, ambas da Argentina. As duas entidades disseram que as restrições de viagem impostas pela pandemia podem afetar a disponibilidade de recursos - próprios e de terceiros - necessários para o lançamento seguro do satélite. Os órgãos afirmam que a decisão foi tomada em conjunto com a SpaceX.

Não há previsão para uma nova data de lançamento do satélite argentino. Já os demais lançamentos da SpaceX ainda mantêm o cronograma planejado, mas os planos podem mudar a qualquer momento. A próxima missão provavelmente será a de lançamento de mais uma carga de satélites Starlink, prevista para abril.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Cinco estados registram óbitos por COVID-19 no Brasil

Mar 25, 2020

Description:

O Ministério da Saúde confirmou 57 mortes provocadas pelo novo coronavírus, causador da COVID-19, no Brasil. Dentre essas mortes, 48 aconteceram no Estado de São Paulo, enquanto seis delas foram no Rio de Janeiro, uma no Rio Grande do Sul, uma em Pernambuco e uma no Amazonas. Até esta quarta-feira (25), o Brasil tinha 2.433 pessoas contaminadas pelo vírus SARS-CoV-2.

Nesta quarta-feira (25), foi registrada a primeira morte de paciente diagnosticado com a COVID-19 em Pernambuco. Trata-se de um idoso de 85 anos que estava internado no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Centro do Recife. Após ser hospitalizado com sintomas graves, ele foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva, onde passou a ser medicado com antibiótico e antiviral. Além da idade avançada, o paciente apresentava comorbidades e não resistiu.

Pernambuco registra primeira morte de paciente com COVID-19 Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Chega de desinformação: o novo coronavírus NÃO veio do espaço! Vacina contra o coronavírus só deve chegar daqui um ano e meio, diz Novartis

Já o Amazonas registrou na noite de terça (24) a primeira morte pelo novo coronavírus no estado. Nesse caso, foi um homem de 49 anos, transferido do município de Parintins para Manaus no sábado (21) e internado no hospital da rede pública estadual Delphina Aziz. No domingo (22), sofreu uma parada cardiorrespiratória e passou para a UTI, onde veio a óbito.

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

Na madrugada desta quarta (25), também foi a vez de Porto Alegre registrar a primeira morte. A vítima foi uma idosa de 91 anos que estava internada na UTI do Hospital Moinhos de Vento.

O Ministério da Saúde compartilhou em sua conta do Twitter uma tabela com a atualização do número de casos no Brasil (2.433 casos, 57 mortes):

O @minsaude atualiza a situação do #coronavírus no Brasil 🇧🇷 - 25/03

▶ 2.433 casos confirmados
▶ 57 óbitos

Saiba mais em https://t.co/UYm3jliCGA#Covid19 pic.twitter.com/gnIdXKY4jF

— Ministério da Saúde (@minsaude) March 25, 2020

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

WhatsApp lista dicas para não cair em fake news do coronavírus

Mar 25, 2020

Description:

Em tempos de COVID-19 e com tanta desinformação circulando, o WhatsApp montou uma lista com cinco dicas para não vacilar na hora de consumir e enviar informações relacionadas à doença.

1 - Cuidado com mensagens encaminhadas

Mensagens que não foram escritas pelo seu contato e foram simplesmente repassadas são destacadas para mostrar que seu contato não escreveu a mensagem para você.

Mensagens, fotos e vídeos encaminhados recebem um sinal com uma seta e o rótulo “encaminhada”.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

2 – Desconfie de mensagens alarmantes

Ao receber áudios, vídeos ou mensagens com curas, receitas milagrosas ou que possam parecer suspeitas, desconfie e verifique a informação em jornais e sites confiáveis, especialmente antes de sair encaminhando nos grupos do app.

O WhatsApp recomenda adicionar aos contatos o serviço de Alerta de Saúde da OMS (Organização Mundial de Saúde), que responde gratuitamente dúvidas sobre o coronavírus. Para ativar o serviço, basta mandar uma mensagem com a palavra “Hi” para o número +41 798 931 892.

3 – Não clique em links

Cuidado ao receber links para sites, especialmente os que pedem dados pessoais ou confidenciais. Procure confirmar com o contato de onde veio o link.

4 – Desconfie de erros e nomes

Erros de ortografia e nomes mirabolantes (especialmente ao se tratar de autoridades ou “doutores”) podem ser pistas para encontrar uma fake news. Vale repetir a dica: antes de encaminhar, consulte em sites confiáveis.

5 – Não tenha vergonha

Ao receber conteúdos falsos, não tenha vergonha de explicar à pessoa que os enviou porque a informação é falsa e ensine-a como verificar o conteúdo.

6 – Denuncie

Caso você tenha recebido notícias falsas, o WhatsApp permite denunciar o contato ou grupo. Basta abrir a conversa, tocar no nome do contato/grupo para abrir as informações do perfil e então escolha a opção “Denunciar contato” ou “Denunciar grupo”.

WhatsApp lança site para evitar fake news sobre o novo coronavírus WhatsApp e Ministério da Saúde lançam figurinhas com dicas contra o coronavírus Coronavírus | OMS usa robô no WhatsApp para enviar informações sobre pandemia

Além das dicas, o WhatsApp disponibilizou um portal em português com dicas de uso do aplicativo em tempos de pandemia, sugestões para profissionais de saúde, educadores, ONGs e pequenas empresas. A página inclui ainda exemplos de uso do app em diversas cidades do Brasil e do mundo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

COVID-19 | Os efeitos da quarentena em diversos setores

Mar 25, 2020

Description:

O governo brasileiro praticamente zerou a expectativa de crescimento da economia para 2020. Uma estimativa otimista na visão de bancos internacionais e consultorias em virtude da violenta contração econômica provocada pelo avanço da Covid-19.

Devido à natureza da transmissão do vírus e da necessidade de confinamento das pessoas, algumas atividades econômicas passarão por um período muito difícil. Em contrapartida, algumas soluções/negócios parecem ajustados à maneira com que as pessoas e empresas vem procurando se organizar neste momento. A Robert Walters, consultoria multinacional europeia de recrutamento e seleção de profissionais para posições de média e alta gerencia, projeta o efeito do Coronavirus em alguns setores e atividades. 

“Independentemente da atividade ou setor, em função da esperada deterioração geral do mercado é difícil imaginar que, no balanço geral, alguma empresa possa esperar um bom resultado em 2020. Mas é inegável que alguns negócios serão mais afetados que outros. Produtos ou serviços cuja demanda não realizada em um determinado mês, por exemplo, não possa ser compensada em outro passarão por um ano bastante desafiador”, analisa Leonardo de Souza, Country Manager da Robert Walters.

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

Segmentos mais afetados:

· Transportes - Devido a proibições de viagens e quarentena

· Hotéis — A falta de viagens causará uma queda nas reservas de hotéis

· Esportes — Multidões não podem se reunir, portanto, nem público e nem equipes esportivas não podem interagir

· Spas e massagens — Contato físico não é recomendável neste momento

· Artigos de luxo – Se todos estiverem em casa no futuro próximo, há menos motivos para comprar um vestido ou uma joia em geral.

· Restaurantes e bares — Os clientes temem aglomerações e contato muito próximo com  o outro. Eles também podem temer os garçons ou cozinheiros possam estar infectados.

· Construção — um momento de incerteza leva a pessoas a serem mais conservadoras na aquisição de bens de valores mais relevantes

· Fitness  — Mesmo se permanecessem abertas, academias e estúdios de atividade física em geral veriam uma queda na frequência dos clientes, considerando que todos estão evitando ao máximo o contato físico com outras pessoas

· Turismo — Também um segmento que tem muito a perder devido às novas regras de viagens e aeroportos/fronteiras fechadas

· Aplicativos de relacionamento — Como as pessoas têm medo de interagir, é provável que haja menos oportunidades de relacionamentos

· Produção de filmes/novelas — Os atores não podem se reunir por motivos de segurança.

Segmentos menos afetados:

· Educação Online— Na ausência de escolas físicas, os alunos se voltarão para a solução do ensino online.

· Eventos virtuais — Conferências físicas estão sendo canceladas e eventos virtuais estão substituindo-as.

· Tecnologias de trabalho remoto —tecnologias para a organização do trabalho remoto passam a ser mais essenciais do que nunca, ferramenta para conferência em vídeo é uma delas.

· Subscription entertainment — soluções de transmissão por streaming preencherão o vazio deixado pela interação física.

· Redes de entrega à domicílio - Agora mais necessárias do que nunca, devido ao fechamento de lojas

·  Aplicativos para exercícios em casa — Para se manter em forma e em movimento, é provável que os consumidores treinem em casa com mais frequência 

· E-Commerce — um grande aumento nas compras online devido a quarentena

· Videogames - Estar em casa significa mais tédio e menos horas trabalhadas.. Isso significa mais tempo livre para usar o entretenimento em casa

· Purificação/ higienização do ar - Ter ar limpo e instalações limpas será a prioridade de muitos.

 

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Apple pode reabrir suas lojas próprias no começo de abril

Mar 25, 2020

Description:

Fechadas no começo do mês em resposta à pandemia da COVID-19, as lojas da Apple podem ser reabertas na primeira metade de abril, dependendo da situação em cada região. A informação foi obtida pela Bloomberg a partir de um memorando enviado pela executiva Deirdre O’Brien, vice-presidente sênior de varejo e pessoas da Maçã.

A empresa fechou temporariamente suas lojas fora da China no começo do mês, sem previsão de data para reabertura. As lojas fechadas na China devido ao novo coronavírus foram reabertas praticamente na mesma época.

Apple promete reabrir todas as suas lojas na China nesta sexta-feira (13) Apple fecha indefinidamente todas suas lojas na Itália por causa do coronavírus

No Brasil, as Apple Store seguem “temporariamente fechadas até segunda ordem”. Isso vale tanto para loja do Shopping Morumbi, em São Paulo, quanto para a no VillageMall, no Rio de Janeiro.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

No comunicado aos funcionários, Deirdre informou que as datas de reabertura ainda serão determinadas para que as equipes sejam notificadas e que, para os funcionários de escritórios fora da China (incluindo Hong Kong e Taiwan), o trabalho remoto será estendido até o dia 5 de abril, com possibilidade de ser ampliado.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Pacote Office: como fazer os cursos gratuitos oferecidos pela Microsoft

Mar 25, 2020

Description:

Você sabia que é possível fazer diversos cursos para aprender a usar o pacote Office sem ter que pagar nada por isso? Eles são disponibilizados pela própria Microsoft no site do Office, em uma página dedicada ao que seria um “centro de treinamento” para usuários que ainda não dominam todas as técnicas do Word, Excel, PowerPoint, OneNote, SharePoint, OneDrive, Outlook, Microsoft Teams e mais 14 outros aplicativos, que podem ser selecionados na opção “Mais apps do Office”. Ficou curioso? Saiba mais logo a seguir.

Não sabe nada de Excel? Confira estas 11 dicas básicas Aprenda a visualizar documentos do Word sem precisar do Office Confira alternativas ao Office para editar arquivos .doc ou .docx Microsoft Office: como fazer cursos gratuitos

Ao acessar o site do Office para treinamento, logo na tela inicial já é possível ver que os cursos são divididos em categorias de acordo com cada programa. Ao selecionar a ferramenta sobre a qual você deseja aprender mais, são disponibilizadas diversas aulas, que vão desde o uso de ferramentas básicas até funções mais complexas.

Acessando a página do Word, por exemplo, é possível aprender como escrever, editar e formatar um texto, definir o layout de páginas e até a trabalhar com modelos 3D, o que é mais complexo.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

No tutorial a seguir, aprenda a acessar os cursos do pacote Office:

Passo 1: no site, escolha entre um programa específico ou navegue entre as categorias de cursos oferecidos na própria página inicial. São eles: noções básicas, modelos e compartilhamento de documentos. Para acessar cada uma dessas categorias, basta clicar nos links abaixo das imagens.

Pacote Office: clique em cada um dos links para acessar aulas exclusivas (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 2: ao selecionar um dos cursos, todas as aulas serão abertas na página seguinte. Selecione uma delas para começar e clique em “Baixar”.

Baixe cada uma das aulas para ter acesso às instruções mesmo offline (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 3: abra o documento usando a plataforma de sua preferência e siga as explicações.

Microsoft Office: selecionando cursos por categoria

Já, para abrir somente aulas de um determinado programa:

Passo 1: na página inicial do centro de treinamento do Office, clique sobre o nome do aplicativo que você deseja aprender a usar. Caso ele não se encontre entre as opções, clique em “Mais apps do Office”, onde ele deverá aparecer.

Pacote Office: é possível acessar aulas sobre diversos aplicativos desenvolvidos pela Microsoft (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 2: escolha uma das aulas de acordo com a função que você deseja aprender a usar, seja ela mais simples ou mais complexa.

As aulas dessa modalidade não requerem nenhum download (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 3: a aula será aberta. No menu localizado do lado esquerdo, é possível navegar entre subtópicos para aprender funções específicas voltadas para aquele assunto.

O menu do lado esquerdo permite direcionar sua atenção para o assunto no qual você está interessado (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 4: em cada uma das aulas é possível contar com vídeos e prints da tela do aplicativo escolhido.

Vídeos e prints auxiliam no aprendizado das mais diversas funções do pacote Office (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 5: por fim, ainda é possível votar na informação recebida como útil ou não. O curso é totalmente gratuito e não requer nenhum cadastro prévio.

Ao votar, você ajuda a Microsoft a identificar qual conteúdo é mais relevante para os usuários do Office (Captura de tela: Ariane Velasco)

E você, já fez alguma aula de pacote Office com a ajuda do centro de treinamento online? O que achou do site? Conte pra gente nos comentários.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Malware Tekya volta a infectar a Play Store e atinge 56 apps

Mar 25, 2020

Description:

Por mais que a Google tenha tomado atitudes quanto à segurança da Play Store, as invasões seguem acontecendo na loja de aplicativos da empresa. Uma análise do pessoal da empresa de segurança Check Point mostra que o malware chamado Tekya afetou 56 aplicativos que, juntos, reúnem mais de um milhão de downloads dentro da plataforma, mesmo depois de já ter sido removido no início de março. O efeito colateral para quem era "infectado" inclui fraudes e colhimento de dados pessoais.

O Tekya conseguiu passar despercebido pelas ações antimalware do Google, incluindo o Google Play Protect, porque se escondeu no código nativo do Android — projetado para ser executado apenas nos aparelhos com esse sistema operacional. O malware imitou as ações do usuário para clicar em anúncios e banners de agências como AdMob, AppLovin', Facebook e Unity. Os aplicativos afetados incluíam utilitários como apps de culinária, calculadoras e programas infantis, como joguinhos e quebra-cabeças, entre outros.

COVID-19: como se proteger de golpes no celular que utilizam malwares

Apesar da pequena quantidade de apps infectados, essa nova invasão do Tekya mostra que as medidas do Google não são infalíveis. Para evitar isso, a Check Point recomenda que os usuários mantenham sempre seus dispositivos atualizados com os patches de segurança mais recentes, além da instalação de antivírus confiáveis.

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

Se você percebeu alguma alteração em seu smartphone e foi afetado por esse malware, deixe nos comentários!

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Epidemiologista que “previu” pandemia em 2006 diz que caminho é testar pessoas

Mar 25, 2020

Description:

Em 2006, o epidemiologista Larry Brilliant fez uma apresentação no TED em que projetava um cenário de impacto mundial. Seu vídeo, chamado “Meu pedido: ajude-me a parar pandemias”, tem mais de um milhão de visualizações. Mas não foi suficiente para ser atendido.

Ha 14 anos, Brilliant descreveu um cenário de uma doença que poderia contaminar um bilhão de pessoas. “Umas 165 milhões poderiam morrer. Haveria uma recessão global e uma depressão, e o custo para a nossa economia, entre US$ 1 e US$ 3 trilhões, seria de longe pior do que uma centena de milhares de mortos. Isso porque tanta gente perderia seus trabalhos e seus benefícios de saúde que as consequências seriam praticamente impensáveis”, previu o epidemiologista.

Não que ele seja um vidente ou algo do tipo. Brilliant apresenta seu modelo, o qual gostaria que tivesse sido usado antes. Na verdade, um grupo se utilizou das ideias do epidemiologista: o diretor Steven Soderberbergh se inspirou no modelo criado por ele para produzir Contágio, filme que está em alta nos serviços de streaming.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

O especialista previu a pandemia da COVID-19 com base em sua experiência. E tem um currículo interessante: ele ajudou erradicar a varíola, trabalhando ao lado da Organização Mundial da Saúde. Além disso, já colaborou em esforços contra gripe, pólio e até cegueira. Quando gravou a apresentação, seu argumento não era exatamente focado na pandemia que estamos vivenciando hoje — ele tentava alertar sobre as consequências de não se ter um sistema de saúde pública nos Estados Unidos, como se tem no Brasil.

Brilliant em apresentação TED em 2006 (Foto: Reprodução/TED)

Em entrevista para a revista Wired, ele falou sobre o que havia descrito em 2006, e que está acontecendo agora. “É a pandemia mais perigosa da nossa existência”, relatou.

O epidemiologista criticou a demora do governo do presidente Donald Trump em reconhecer a doença, chamando o problema de “rumor Democrata” e “dizendo que era notícia falsa”. “Como uma pessoa da saúde pública, esta é uma das ações mais irresponsáveis de alguém eleito que eu já presenciei em toda minha vida”, criticou

Contudo, ele se mostra otimista e acredita que vamos chegar ao que ele chama de era de ouro da epidemiologia. Para isso, são necessários dois fatores: primeiro, a imunidade: ele prevê que uma boa fatia da população contraia a doença e se torne imune. Segundo, é preciso haver uma vacina. A combinação dos dois, segundo ele, é o que vai trazer o sistema de voltar ao normal.

“Agora, estamos vendo boas notícias da Coreia do Sul: eles tiveram menos de 100 casos hoje. A China tem mais casos importados que de transmissão comunitária. [...] Mas o modelo sul-coreano é um que podemos seguir. Infelizmente, isso necessita um número proporcional de testes, tal como eles fizeram: quase 250 mil kits”, aponta Brilliant.

Apesar da crítica ao presidente, ele acha que ainda há tempo para fazer os testes com as pessoas. O ponto, segundo ele, é saber por onde o vírus está circulando. “Talvez o Missisipi esteja reportando zero casos por que não tem capacidade de testes”, apontou. Em uma analogia, ele diz que agora é importante saber se estamos olhando para a ponta do iceberg, ou seja, apenas parcela dos casos, ou para a pirâmide inteira.

Mesmo se mostrando preocupado com o cenário que se apresenta, Brilliant ainda se mantém positivo sobre isso. “Tenho visto jovens, millennials, que estão se voluntariando para fazer mercado para quem está enclausurado, os mais velhos. Tenho visto um fluxo de enfermeiros que trabalham mais do que sempre trabalharam, médicos que vão sem medo para os hospitais. Eu nunca vi este voluntarismo que estou vendo agora”, concluiu.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Royole apresenta Flexpai 2 e nova geração de tela dobrável "sem marcas"

Mar 25, 2020

Description:

Talvez você não se lembre, mas a Royole é a empresa responsável pelo que é oficialmente o primeiro smartphone com tela dobrável do mundo. A companhia tem foco maior no desenvolvimento e produção de displays, mas viu a oportunidade de aumentar o alcance de seu nome ao lançar um dispositivo próprio no ano passado, o Flexpai, tão inovador quanto um telefone com tela que dobra.

Smartphone dobrável FlexPai, da Royole, passa por teste extremo de qualidade Por que a Royole é a empresa de tecnologia mais interessante do ano

O impacto, claro, foi bem grande. A empresa conseguiu ser mais rápida que a gigante Samsung, mesmo que não tenha vendido lá muitas unidades. Mas a meta é outra: atrair outras empresas para utilizarem suas telas. E nesta quarta-feira, 25, a Royole apresentou as novas gerações de sua tela flexível e do seu smartphone com display dobrável.

O Royole Flexpai 2 (Foto: Reprodução/Royole) 

O Flexpai 2 tem tudo o que um smartphone topo de linha em 2020 pode oferecer: plataforma Snapdragon 865 com suporte ao 5G, memória RAM LPDDR5 (quantidade não informada) e armazenamento UFS 3.0 (capacidade também não informada). A tela tem 7,8 polegadas com proporção 4:3 e pode ser aberta ou fechada.

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

Pouco foi revelado de fato sobre o smartphone, que deve ser lançado para o mercado consumidor ainda neste primeiro semestre de 2020.

Nova tela dobrável "sem marcas" Nova tela da Royole não tem "sobras" (Imagem: Reprodução/Royole)

O grande destaque, no entanto, ficou para a nova geração da tela flexível da companhia. Chamada Cicada Wing de 3ª geração, ela será usada no Flexpai 2 e tem raio de dobra menor, além de melhorar brilho, contraste e ângulo de visão comparada à versão anterior. A Royole garante que o componente aguenta mais de 200.000 dobras sem mostrar nenhum desgaste.

Boa parte da apresentação foi para mostrar detalhes técnicos do novo display, que tem uma técnica de micro-nano materiais para conseguir recuperação mais ativa de marcas de dobras, além de uma camada com bolhas e rugas que o usuário pode sentir ao abrir a tela. É o mecanismo responsável por garantir o visual "sem marcas" do componente. Também foram feitas melhorias na qualidade da imagem, com promessa de gama de cores 1,3 vezes maior e contraste 500 vezes superior a telas LCD de última geração.

O painel ainda pode ser dobrado em qualquer direção e até mesmo enrolado.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Quarentena do coronavírus deixa São Paulo quase deserta [fotos]

Mar 25, 2020

Description:

São Paulo já estava adotando algumas medidas preventivas para conter a disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2), mas agora é oficial: nesta terça-feira (24), todos os 645 municípios do estado de São Paulo entraram em quarentena. Isso significa o fechamento de todos os serviços considerados não essenciais, como shopping centers, comércio e restaurantes.

São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer 10 cursos online e gratuitos que você pode fazer durante a quarentena Coronavírus | Qual a diferença entre quarentena e isolamento?

A medida visa evitar a circulação e a aglomeração do maior número de pessoas possível, mas ainda há quem não tem a opção de ficar em casa. Essas pessoas já conseguem sentir na pele o impacto das mudanças de hábitos obrigatórias, como ruas extremamente desertas e sem trânsito.

O Canaltech decidiu selecionar alguns relatos visuais incomuns da população sobre a cidade em meio a pandemia. Confira:

-
Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.
-

Avenida Paulista em uma sexta à tarde (Foto: Roberto Parizotti/Fotos Públicas) Centro de São Paulo durante o último final de semana (Foto: Guilherme Gandolfi/Fotos Públicas) Shopping Cidade São Paulo durante o final de semana (Foto: Roberto Parizotti/Fotos Públicas) Tarde desta terça-feira de isolamento social (Foto: Fidel Florato) Centro de São Paulo extremamente deserto nesta terça-feira (Foto: Fidel Florato) Fim de tarde na Avenida Paulista ainda sem grandes movimentações (Foto: Fidel Florato) Nas redes sociais

Muita gente recorreu às redes sociais para destacar o "deserto" paulistano. Aqui estão algumas das imagens a respeito disso que encontramos no Twitter:

COMÉRCIO TOTALMENTE FECHADO NO CENTRO DE SÃO PAULO
Seguindo determinação do Prefeito Bruno Covas através de Decreto todo o comércio de São Paulo está totalmente fechado, com exceção das farmácias únicas portas de comércio abertas nas ruas do centro.https://t.co/pKbHHEyVnP pic.twitter.com/GhM5ybGHu8

— Cargaspropriasoficial (@Sindicapro1) March 20, 2020

Eu tô abismado com as fotos de algumas ruas de São Paulo desertas pic.twitter.com/ayiSakkTj6

— Luscas Azul (@lusca_lindo) March 18, 2020

Coronavírus: São Paulo começa semana com 0 km de trânsito em ruas e avenidas pic.twitter.com/JklPsF9q4B

— CLM_Notícias (@CLMNotcias1) March 23, 2020

Metrô Santana na Zona Norte de São Paulo, ruas e ônibus bastante vazios... pic.twitter.com/XyOwPjhU11

— D. Ladino (@BStruzani) March 22, 2020 Acompanhe ao vivo

A prefeitura de São Paulo disponibiliza online uma ferramenta chamada City Cameras. Com ela, você pode acompanhar ao vivo algumas ruas e bairros da região central da cidade, mas vale lembrar que algumas câmeras saem do ar com frequência. De qualquer modo, é um jeito curioso de acompanhar a mudança de ritmo da cidade.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Conheça o Mubi, plataforma de streaming que reúne filmes clássicos

Mar 25, 2020

Description:

O Mubi é uma plataforma de streaming que disponibiliza títulos caracterizados como “cult”, ou seja, clássicos que, muitas vezes, acumulam prêmios diversos. Diferentemente do Netflix ou da Amazon Prime, o site oferece uma pouca quantidade de filme que são renovados periodicamente. A seguir, saiba mais sobre como funciona o Mubi e quais são os planos disponíveis para assinatura.

Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Mubi: o que é

Os títulos disponíveis para reprodução no Mubi são selecionados por uma equipe que se mantém constantemente atualizada sobre novidades em festivais, produções independentes ou até mesmo clássicos que, volta e meia, voltam a ser mencionados, seja pela importância da história que contam, pela forma como seu roteiro foi construído ou quaisquer outras características que configurem o filme como “cult”. A cada 30 dias, um título é excluído e outro é adicionado.

Mubi: plataforma pode ser testada sem compromisso por 7 dias (Captura de tela: Ariane Velasco) Mubi: como usar

Ao acessar o site do Mubi, que está disponível tanto no navegador da web quanto para smartphone ou tablet, o usuário tem a opção de criar uma conta e testar a plataforma gratuitamente por 7 dias. Além disso, é possível observar os títulos que estão presentes atualmente no site.

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

Além da Netflix | 12 serviços de streaming diferentes que você precisa conhecer

Após fazer o cadastro para assinar o Mubi, o usuário pode acessar todos os títulos que estão em exibição, divididos por categorias como “Especiais” e “Exclusivo”. Cada título das categorias contam com um prazo determinado para ser assistido. Caso o usuário queira saber mais sobre o filme, basta clicar em “Mais informações”. Clicando sobre o nome do filme, é possível ver a review do próprio Mubi, a sinopse, opiniões de críticos e reviews de outros usuários.

Reviews de espectadores do filme "The Plagiarists" no Mubi (Captura de tela: Ariane Velasco)

Em “Locações”, é possível acessar filmes que vão além dos 30 títulos disponíveis na página inicial. São mais de 50 opções que podem ser alugadas por cerca de R$ 9,90.

Mubi: são mais de 50 títulos disponíveis para locação na plataforma de streaming (Captura de tela: Ariane Velasco)

Além das opções de filmes cult no Mubi, a plataforma também possui um feed onde os usuários podem acessar tudo o que está sendo dito sobre ela em redes sociais como o Twitter e o Instagram. Assim, o risco de perder um título que tenha sido aclamado pela crítica se torna bem menor.

Quer ficar por dentro das novidades do Mubi? Acesse o "Feed" da plataforma (Captura de tela: Ariane Velasco)

Por fim, em “Notebook”, é possível acessar matérias e entrevistas e reviews sobre prêmios, lançamentos, festivais e clássicos. O conteúdo é dividido em tags que podem ser acessadas na parte inferior da tela. São elas: coberturas de festivais, colunas, diário, notícias, vídeos, leituras longas, Cannes, leituras rápidas, entrevistas e poster de filme da semana.

Entrevistas e notícias que podem ser acessadas na seção "Notebook" do Mubi (Captura de tela: Ariane Velasco) Mubi: acessando sua conta

Você também pode acessar a sua conta no Mubi, onde é possível encontrar todas as suas reviews de filmes, listas de títulos que você deseja assistir, filmes favoritos, listas, pessoas que você segue e seguidores. Esse também é um diferencial entre a plataforma e outras opções como a Netflix e Amazon Prime.

Mubi: sua conta mostra toda a sua atividade na plataforma (Captura de tela: Ariane Velasco) Mubi: gratuito para estudantes JustWatch: app indica em qual plataforma streaming um filme ou série se encontra

É estudante de cinema? O Mubi possui o “Programa de Escolas de Cinema”, que requer somente o preenchimento de seu e-mail institucional da universidade e da data de formatura para que a veracidade das informações seja confirmada e você possa usufruir do conteúdo da plataforma totalmente de graça. A opção pode ser acessada no menu, localizado no canto superior direito da tela inicial.

Algumas informações são verificadas antes que o seu acesso gratuito ao Mubi seja autorizado (Captura de tela: Ariane Velasco) Mubi: carreiras

A plataforma também pode ser usada para achar um emprego no site. Em “Carreiras”, opção que pode ser acessada diretamente no menu, o Mubi costuma divulgar postos nas mais diversas áreas.

Mubi: planos

O Mubi pode ser assinado em dois planos diferentes: o mensal e o anual. O primeiro custa R$ 27,90 por mês e dá direito a todos os filmes disponíveis na plataforma. Já o segundo equivale a R$ 19,90 por mês, ou R$ 238,80 por ano.

E você, já conhecia o Mubi? O que acha da plataforma? Conte pra gente nos comentários.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Huawei P40 e P40 Pro: especificações vazam um dia antes do lançamento

Mar 25, 2020

Description:

Toda atenção da indústria mobile está voltada para a Huawei, que anunciará seus novos smartphones topos de linha nesta quinta-feira (26). Como todo lançamento da linha P, espera-se que o P40 traga grandes novidades no departamento de câmeras, além de desempenho no mínimo equivalente aos principais concorrentes.

Embora tenhamos visto diversos rumores e vazamentos sobre os smartphones ao longo dos últimos meses, o jornalista e leaker Roland Quandt divulgou o que podem ser as especificações finais do P40 e P40 Pro, incluindo opções de memória RAM, armazenamento, câmeras e bateria.

Huawei P40 Lite chega ao mercado com design e especificações do Huawei Nova 6E 10 celulares com melhor autonomia de bateria Especificações técnicas poderosas

O documento, que não cita a versão Premium Edition, também prevista para ser apresentada amanhã, aponta algumas diferenças pontuais entre P40 e P40 Pro. As divergências começam pela tela, que terá 6,58 polegadas (2.640 x 1.200 pixels) e design curvo na versão mais potente, enquanto o P40 tradicional contará com um display flat de 6,1 polegadas (2.340 x 1.080 pixels). Ambos terão tecnologia OLED, mas somente o P40 Pro foi listado com 90 Hz de taxa de atualização.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

Somente a tela do P40 Pro será curva (Foto: Reprodução/WinFuture)

Sob o capô, já era esperado o processador Kirin 990 5G nos dois aparelhos, mas o jornalista afirma que a Huawei só disponibilizará a tecnologia 5G na Europa, deixando o mercado asiático com a versão LTE (4G). Se a Huawei decidir trazer os modelos para o Brasil, possivelmente serão vendidos aqui as variantes 4G.

Em relação a memória RAM e armazenamento, espera-se uma opção de 8 GB + 128 GB para ambos, mas o P40 Pro terá uma versão extra, com 256 GB de espaço. Os usuários poderão adicionar um cartão de memória no novo padrão NanoMemory 2, o que não será nada fácil - e barato - de encontrar.

Câmeras inovadoras O jornalista confirma dois sensores potentes da Sony (Foto: Reprodução/WinFuture)

Principal característica da linha P, podemos esperar uma evolução considerável em relação à geração passada. Grandt basicamente complementa alguns vazamentos recentes, confirmando dois sensores de 52 MP (IMX700 RYYB) e 40 MP ultrawide (IMX650 RYYB) desenvolvidos pela Sony ao P40 Pro. A câmera principal terá um autofoco melhorado chamado “Octa Phase Detection”, além das tecnologias pixel binning e XD Fusion Engine.

Novo vazamento do Huawei P40 Pro revela possíveis fotos tiradas com o aparelho

Já o terceiro sensor terá 12 MP e lente telefoto, bem como um sensor ToF 3D para medição de profundidade. O P40 tradicional terá um conjunto mais modesto, equipando um sensor de 16 MP ultrawide e outro de 8 MP telefoto. Ambos os modelos terão 32 MP na câmera frontal, mas a versão Pro ganhará um sensor IR para noções de profundidade e desbloqueio facial mais seguro.

P40 Pro terá sensor IR na frente para desbloqueio facial (Foto: Reprodução/WinFuture) Recursos extras e bateria

O P40 Pro deverá manter a capacidade do seu antecessor, ou seja, 4.200 mAh com carregamento ultrarrápido de 40 W. Já o P40 tradicional terá 3.800 mAh, mas com suporte de 22,5 W.

Quandt também informou que a versão Pro do P40 será resistente à água e poeira (IP68), enquanto o P40 tradicional terá apenas certificação IP53, que garantirá proteção contra respingos de água. Ambos também terão sensor de impressões de digitais na tela, sistema operacional Android 10 com interface EMUI 10.1, mas sem os serviços do Google.

EMUI 10.1: nova interface da Huawei será lançada com a linha P40

Se o vazamento de Quandt estiver corret — e ele quase sempre está —, teremos o seguinte:

Huawei P40 Tela: 6,1 polegadas com resolução 2340x1080 pixels Processador: Kirin 990 5G (dependendo da localidade) Memória RAM: 8 GB Armazenamento interno: 128 GB (expansível via cartão NanoMemory) Câmera traseira: dupla de 16 MP (ultrawide) + 8 MP (telefoto) Câmera frontal: 32 MP Bateria: 3.800 mAh Extra: leitor de digitais na tela, Android 10 com EMUI 10.1 e certificação IP53 Huawei P40 Pro Tela: 6,58 polegadas com resolução 2640x1200 pixels e taxa de atualização 90 Hz Processador: Kirin 990 5G (dependendo da localidade) Memória RAM: 8 GB Armazenamento interno: 128 GB ou 256 GB (expansível via cartão NanoMemory) Câmera traseira: tripla de 52 MP + 40 MP (ultrawide) + 12 MP (telefoto) e sensor de profundidade Câmera frontal: 32 MP + sensor IR Bateria: 4.200 mAh Extra: leitor de digitais na tela, Android 10 com EMUI 10.1 e certificação IP68 Preço

Quanto ao preço, espera-se que a Huawei mantenha o valor do seu antecessor, pelo menos na Europa. Ou seja, o P40 padrão será vendido por 799 euros, cerca de R$ 4.355,00 em conversão direta, e o P40 Pro estará disponível por 999 euros, ou aproximadamente R$ 5.445,00.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Google Play dá pistas de uma tela de bloqueio separada para crianças

Mar 25, 2020

Description:

Apesar das novas funcionalidades da versão de testes do Android 11 terem sido expostas à exaustão pela internet, parece que o Google ainda guarda algumas cartas na manga. Uma delas seria um recurso de tela de bloqueio especial para crianças, descoberta pelo site XDA Developers.

O recurso faz uso de uma nova chamada de sistema (API), criada para disponibilizar uma segunda tela de bloqueio. Apesar do recurso ser ideal para celulares que são usados tanto para fins pessoais quanto de trabalho, uma outra pista chegou na atualização 20.12.14 do Google Play Services, que é distribuído independentemente das atualizações do Android.

Google libera segunda prévia do Android 11; saiba o que mudou Android 11: Google libera primeira versão de testes do novo sistema

O novo serviço se chama “com.google.android.gms.kids.SecondaryLockscreenService” e, como sugere o nome, pode servir para que uma criança utilize o celular sem mexer em aplicativos ou opções da conta principal do aparelho (presumivelmente os pais).

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

O serviço possui ainda uma configuração “platformAtLeastR”, que leva a crer que a nova opção estará disponível apenas em aparelhos com a versão 11 ("R") do Android, ou superior.

O recurso parece semelhante ao “Espaço da criança”, do finado Windows Phone/10 Mobile, que permitia ao dono do celular configurar uma tela de bloqueio separada, com uma lista de apps própria, montada pelo usuário principal do aparelho. No Windows, o recurso não parece ter feito muito sucesso e foi removido em 2016.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

NASA destaca imagem do rastro luminoso de estrela que passou por um buraco negro

Mar 25, 2020

Description:

Diariamente, a NASA escolhe uma imagem astronômica que mereça destaque e a publica em seu site chamado Astronomy Picture of the Day, ao lado de uma explicação escrita por um astrônomo profissional para que o público saiba mais detalhes sobre aquele registro, que pode ser uma foto real, uma simulação de computador, uma arte criada digitalmente, etc. São sempre imagens impressionantes que revelam curiosidades sobre o cosmos e, na última terça-feira (24) não foi diferente.

A agência espacial publicou uma ilustração que demonstra o que acontece com uma estrela quando ela se aproxima muito de um buraco negro. Se a estrela for diretamente rumo a um buraco negro supermassivo, ela certamente vai cair e desaparecer. Porém, é provável que ela apenas “chegue perto o suficiente para que a gravidade do buraco negro afaste as camadas externas da estrela”, explica a nota da NASA.

Foto de brasileiro durante eclipse lunar ganha destaque em site da NASA (Imagem: NASA/JPL-Caltech)

Quando isso acontece, a maior parte do gás da estrela não será sugada para dentro do buraco negro. O resultado é um evento cósmico que pode ser tão brilhante quanto uma supernova. De acordo com a NASA, há uma quantidade cada vez maior de eventos como este sendo descobertos pelos instrumentos científicos que atualmente observam o universo.

-
Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.
-

Na arte selecionada, o artista criador demonstrou exatamente esse processo – “uma estrela acaba de passar por um enorme buraco negro e lança gás que continua em órbita. A borda interna de um disco de gás e poeira ao redor do buraco negro é aquecida pelo evento de ruptura e pode brilhar muito tempo depois que a estrela se foi”.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

COVID-19: Internet e telecomunicações são listados como essenciais no Brasil

Mar 25, 2020

Description:

Em tempos de pandemia global do novo coronavírus (SARS-CoV-2), categorizar os serviços considerados essenciais é algo muito importante durante a crise, já que é isso que vai determinar os rumos da economia do país ao longo da contenção da COVID-19 — afinal, só poderá continuar funcionando o que é necessário neste momento, para evitar aglomerações e contato entre as pessoas. O governo federal brasileiro publicou a lista de prioridades na sexta-feira (20), a qual inclui internet, tecnologia da informação, processamento de dados e telecomunicações.

“São serviços públicos e atividades essenciais aqueles indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, assim considerados aqueles que, se não atendidos, colocam em perigo a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população”, diz o Diário Oficial da União, que prevê que “órgãos públicos e privados disponibilizarão equipes devidamente preparadas e dispostas à execução, ao monitoramento e à fiscalização dos serviços públicos e das atividades essenciais”.

Abaixo, alguns dos serviços previstos na lista do decreto 10.282 do dia 20 de março: 

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Assistência à saúde, incluídos os serviços médicos e hospitalares; Assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade; Atividades de segurança pública e privada, incluídas a vigilância, a guarda e a
custódia de presos; Atividades de defesa nacional e de defesa civil; Transporte intermunicipal, interestadual e internacional de passageiros e o
transporte de passageiros por táxi ou aplicativo; Telecomunicações e internet; Serviço de call center; Captação, tratamento e distribuição de água; Captação e tratamento de esgoto e lixo; Geração, transmissão e distribuição de energia elétrica e de gás; Iluminação pública; Produção, distribuição, comercialização e entrega, realizadas presencialmente
ou por meio do comércio eletrônico, de produtos de saúde, higiene, alimentos e bebidas; Serviços funerários; Guarda, uso e controle de substâncias radioativas, de equipamentos e de
materiais nucleares; Vigilância e certificações sanitárias e fitossanitárias; Prevenção, controle e erradicação de pragas dos vegetais e de doença dos
animais; Inspeção de alimentos, produtos e derivados de origem animal e vegetal; Vigilância agropecuária internacional.

Também estão inclusos controle de tráfego aéreo, aquático ou terrestre; compensação bancária, redes de cartões de crédito e débito, caixas bancários, eletrônicos e outros serviços não presenciais de instituições financeiras; serviços postais; entre outros. Todos os profissionais envolvidos nessas atividades têm livre circulação pela cidade durante a quarentena e não podem sofrer interferências de decisões das administrações municipais ou estaduais.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Coronavírus | Como lidar com Home Office e isolamento quando se tem crianças?

Mar 25, 2020

Description:

Com a pandemia do novo coronavírus, causador da COVID-19, a recomendação geral é ficar em casa. Muitas escolas suspenderam suas atividades, e muitas empresas permitiram que seus funcionários trabalhassem home office. No entanto, quem tem filhos em casa acaba passando por um pouco mais de dificuldade, tanto no sentido de se concentrar no trabalho, quanto no sentido de manter as crianças entretidas, longe do tédio. A equipe do Canaltech conversou com a psicopedagoga Luciana Brites, do Instituto NeuroSaber, para ajudar quem precisa trabalhar, mas também não pode deixar de dar atenção aos pequenos.

A primeira coisa que a psicopedagoga destaca é o estabelecimento de rotina: sentar toda a família e falar que tudo o que era feito antes, cada um em um lugar, agora será feito em casa. A profissional explica que é muito importante ter esta conversa, com todo mundo, principalmente com as crianças. Sendo assim, é válido expôr essa mudança de realidade. "Pode até colocar na parede. Então é importante estabelecer momentos de conversa", conta.

Quanto a distrair as crianças, a psicopedagoga propõe outra coisa: "Na verdade, a questão não é nem manter a criança distraída. O que temos que fazer é manter as crianças ocupadas com algo que elas reconheçam a importância, algo que seja importante para o desenvolvimento cognitivo, mas também uma forma delas serem estimuladas. Atividades que elas dão conta sem precisar de tanta demanda do adulto".

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

Questionada sobre as crianças exigirem a atenção dos pais, a psicopedagoga diz que o que acontece é que essa é uma situação diferente, e que criança em qualquer momento quer a atenção do pai ou da mãe. "É o que eles mais desejam. Alguns conseguem isso brincando e fazendo carinho, outros conseguem isso gritando e brigando. Então depende de como a mãe vai poder gerenciar e trabalhar esse tipo de contexto com cada criança".

Como lidar com isolamento e filhos

A psicopedagoga afirma que tudo na vida tem pontos positivos e negativos, e nesse momento, o ideal — principalmente em relação às crianças — é tentar trabalhar mais os pontos positivos do isolamento social. "Você está mais por dentro do que os seus filhos estão fazendo, e por outro lado os seus filhos ficam por dentro do que você está fazendo, do porquê às vezes você trabalha tanto. Compartilhar as rotinas e as necessidades de cada um, mostrar as obrigações de cada um. Isso também é importante".

Além disso, a psicopedagoga orienta a, primeiro, manter a calma, tratar da forma mais natural possível e, principalmente, pensando que isso é temporário: "Não é para sempre. É algo que, por enquanto está assim, mas não é para sempre". Luciana ainda ressalta a importância de estabelecer alguns objetivos a serem cumpridos pelas crianças em meio à rotina, e no final do dia recompensá-las com alguma atividade em conjunto (como assistir a um filme, por exemplo).

"Também é muito importante fazer os filhos participarem das atividades domésticas, cada um arrumando a sua cama, lavando a louça depois da refeição. Todas essas coisas são importantes para dar esse senso de comunidade e de responsabilidade", aponta a profissional.

Tendo os conselhos da psicopedagoga em mente, trouxemos também algumas dicas de aplicativos, ferramentas e outros recursos que podem ser seu aliado na hora de conciliar o isolamento social e o home office com a companhia dos filhos, da melhor maneira possível.

Serviços de streaming

Assim como a psicopedagoga ressaltou, uma opção interessante (e até muito importante) seria apresentar ao seu filho um conteúdo que seja divertido a ponto de ocupá-lo e prender a atenção, mas que ao mesmo tempo seja educativo. Um exemplo disso é a plataforma PlayKids, que é basicamente um streaming desse tipo de conteúdo.

Tal como outros serviços de streaming, a plataforma está disponibilizando, a partir deste final de semana, diversos conteúdos para as crianças de todo mundo sobre higiene pessoal, conscientização social e outros temas que vão auxiliar os pais em tempos de coronavírus. Além de falar sobre higiene, a PlayKids disponibiliza centenas de atividades para as crianças que vão ficar em casa durante o período de suspensão de aulas. Para acessar pelo smartphone ou tablet, basta baixar o app pela Play Store ou App Store.

Outro exemplo bacana é o Globoplay, que também está disponibilizando, durante 30 dias, diversos conteúdos para não assinantes. Para entreter a criançada, mais de 30 títulos infantis como Detetives do Prédio Azul, Escola de Gênios, Mya Go, Bob Zoom, Valentins e Dr. Calça Dimensional estarão abertos. Além desses produtos, séries e outras produções também estarão disponíveis para toda família em uma página agregadora na plataforma que irá reunir todos os conteúdos.

Tecnologia tem limite: como deixar as crianças usarem gadgets de forma saudável Crianças nas redes sociais: perigo para toda a família Como preparar as crianças para o futuro? Atividades

Molecada dentro de casa, afastada do convívio com outras crianças... desse jeito, fica a árdua tarefa dos responsáveis de conciliar trabalho e atividades que os mantenham na rotina. Leonardo Lopes, gerente educacional da rede de escolas Luminova, separou algumas dicas para os pais.

“Neste momento em que os familiares têm que dar conta do trabalho, da casa e dos filhos, a primeira dica é certificar as configurações de privacidade e segurança dos dispositivos conectados à internet. Precisamos ter em mente que não será possível vigiá-los 24 horas por dia, então, se alguns acessos já estiverem bloqueados, como salas de bate papo com desconhecidos, é uma coisa a menos para se preocupar”, sugere o educador. Depois, a dica é convidar as crianças e jovens a criarem, juntos, uma programação de tarefas. “É preciso estimular a criatividade, habilidade que na escola é desenvolvida em diversas atividades. Em casa, a pergunta que se pode fazer é: ‘o que podemos fazer para brincar?’ — e deixar que as próprias ideias, vindas deles, sejam de fato realizadas nesse período”, completa.

Atividades que sejam compatíveis com a idade são essenciais e a internet deve ser explorada para ajudar. Aos menores, por exemplo, atividades de pintura, recorte e colagem são ótimas para o desenvolvimento da criatividade e coordenação motora fina. Um exercício que pode ser facilmente adaptado é o recorte de móveis de revista ou impressos da internet e que podem ser usados para reorganizar cômodos da casa. “Com as suas devidas proporções, é possível desenhar a planta da casa/dos cômodos e deixar que os pequenos façam a disposição que eles acharem mais legal. É até uma oportunidade para nós, adultos, desenvolvermos um outro olhar sobre nosso lar”, sugere. Pesquisar sobre cores para propor determinadas pinturas ou apontar lápis para usar a casquinha e fazer colagem sobre objetos e desenhos são outras formas de, mesmo dentro de casa, continuar desenvolvendo as habilidades básicas.

Já os jogos de tabuleiro são sempre bem-vindos e é uma ótima oportunidade de confraternizar com a família inteira. Para os pequenos, o jogo de mímica desenvolve a consciência corporal e a lateralidade; para os mais velhos, jogos de estratégia que unem com conhecimentos de geografia e história instigam o raciocínio lógico. Mas não é só o cérebro que precisa ser treinado; o acúmulo de energia será ainda mais perceptível nos próximos dias, já que as atividades físicas não devem acontecer, por orientações médicas. “É preciso que os jovens extravasem essa energia, então, brincadeiras de dança ou apps de realidade virtual que simulem atividades ao ar livre podem ser um meio deles não ficarem completamente parados”, comenta Leonardo.

Games

O videogame pode ser um aliado e tanto, desde que respeitadas as horas na frente da telinha. A dica é respeitar a faixa etária indicada e, se a criança for pequena, optar por joguinhos educativos e divertidos, seja nos consoles, seja no smartphone, seja na internet. Mas vale ter bom-senso: não é porque estão em casa com você trabalhando que o uso indiscriminado de telas está liberado, ilimitadamente. O Canaltech tem algumas listas de jogos para o público mirim, para te ajudar como ponto de partida.

YouTube

Além disso, seu pequeno também pode aprender e se divertir por meio do YouTube, que tem uma verdadeira gama de conteúdo a ser explorado. O canal Bel para Meninas, por exemplo, mostra a rotina de Bel, de oito anos, ao lado da mãe, Francinete Peres, e conta com vídeos que frequentemente apresentam menções a brinquedos, alimentos e outros produtos, tal como tutoriais. O canal conta com 7,44 milhões de inscritos.

Outro canal que faz sucesso com o público infantil é o TotoyKids, que basicamente cumpre a premissa de entreter as crianças apresentando "novelinhas" com brinquedos e personagens como bonecas Barbie, BabyAlive, Princesa Anna, Rainha Elsa do Frozen, Peppa Pig e Familia, Galinha Pintadinha, Pintinho Amarelinho, Homem Aranha, Batman. O grande carro chefe do canal é o especial de massinhas de modelar. Ele tem 16,4 milhões de inscritos.

E que tal cozinhar junto com seus filhos? O canal Então Raquel, que antigamente se chamava Receita de Pai para Filha, traz à tona várias receitinhas bem fáceis, que podem ser feitas como atividades conjuntas entre os pais e os filhos, e atualmente conta com outros conteúdo além das receitas. Vale lembrar também da existência do YouTube Kids, um aplicativo criado para proporcionar às crianças um ambiente mais controlado que torna a exploração mais simples, além de facilitar a orientação dos pais e cuidadores à medida que descobrem novos e incríveis interesses ao longo do caminho.

Além disso, você pode apresentar aos pequenos desenhos, filmes, músicas e séries que curtia quando você tinha a idade deles. Pode ser muito divertido e criar memórias afetivas incríveis.

Aplicativos

Alguns aplicativos também podem não só entreter as crianças, como também ajudar a orientar nessa fase de quarentena. Para inspirar pais e mães na tarefa de manter hábitos saudáveis com os filhos, neste período em que estão passando o tempo em casa, o app NesPLAY, por exemplo, está lançando novas atividades para a família. São atividades inéditas que mesclam diversão e informação.

As novidades incluem as atividades "Lavando as mãos", para incentivar a higienização correta das mãos, o desafio "Lavar as mãos", que apresenta brincadeiras criativas e diversificadas para tornar esse momento mais divertido - e simples de fazer no dia a dia e o "Poder do Sabão", que propõe um experimento para as crianças perceberem como o sabão protege as mãos.

A nova playlist traz, ainda, ideias inspiradas por marcas como Ninho, Nescau (Jogadeira) e Receitas Nestlé, com o objetivo de estimular pais e filhos a brincarem juntos em casa e reforçarem hábitos saudáveis. O app NesPLAY é gratuito e está disponível para celulares Android e iOS. A ferramenta faz parte da iniciativa Nestlé por Crianças Mais Saudáveis.

A Play Store e a App Store também contam com vários aplicativos de Jogos Educativos completamente gratuitos, que podem ser baixados rapidamente e funcionam como verdadeiros aliados na tentativa de manter as crianças ocupadas, se divertindo e ao mesmo tempo aprendendo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

OnePlus lança apps de pagamentos por aproximação na China

Mar 25, 2020

Description:

A OnePlus agora conta com um serviço de pagamentos por smartphone na China. Chamado de OnePlus Pay, a plataforma está em testes no país asiático e disponível apenas para os modelos 7T e 7T Pro.

A novidade foi anunciada em post oficial no fórum da companhia (em chinês). Assim como outros apps de pagamento, o OnePlus Pay se utiliza de NFC para cobranças por aproximação em máquinas de cartão compatíveis com a tecnologia.

Nos smartphones, o programa pode ser acionado com atalho apertando duas vezes o botão de ligar do dispositivo. A tecnologia também permite pagamentos por QR code e o app mostra gastos e estatísticas de uso.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Foto: Divulgação/OnePlus

Apesar da restrição a apenas dois modelos, a OnePlus já informou que seu app vai chegar para mais aparelhos nas próximas semanas.

A OnePlus entra no mercado atrás de diversas de suas concorrentes, como Apple, Samsung e Google, que já contam com pagamento por aproximação. Contudo, a gigante, popular na China, pode ter o mercado local para explorar à vontade.

OnePlus 8 Pro surge em benchmark atrás dos principais concorrentes OnePlus 8 deve trazer carregamento sem fio e é citado na Amazon

A fabricante deve lançar em breve o OnePlus 8, possivelmente já equipado com o app de pagamentos.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Como encontrar e usar modelos gratuitos de currículos no Google Docs

Mar 25, 2020

Description:

Fazer um currículo não é uma das tarefas mais difíceis, mas também não é uma das mais fáceis. Atualmente, as exigências do mercado de trabalho têm forçado as pessoas e organizarem suas informações da melhor maneira possível, uma vez que o currículo é uma espécie de porta de entrada para novas oportunidades.

Se você está buscando uma vaga e anda inseguro a respeito do seu CV, saiba que o Google Docs pode ser um grande aliado nesse momento. A plataforma permite, além de redigir, formatar e editar textos online, acessar modelos de currículos, cartas, trabalhos escolares, projetos e até planos de aula.

Dicas de emprego: como os recrutadores usam as mídias sociais? Quer ser freelancer? Conheça sites que podem ajudar Procurando trabalho? Conheça o Jobr, o Tinder das oportunidades de emprego Modelo de currículo simples: como encontrar

Passo 1: acesse a galeria de modelos do Google Docs diretamente de seu navegador da web e faça login com sua conta do Google, mas não clique no ícone para criar um documento em branco. Você verá, na segunda linha, uma série de modelos de currículos. Selecione o seu favorito.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

São cinco modelos de currículo simples disponíveis (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 2: uma vez que o modelo tiver sido selecionado, ele será aberto no Google Docs. Complete cada uma das informações com seu nome, endereço, estado civil e e-mail. Essa primeira parte do currículo é essencial para que o contratante tenha acesso aos seus dados pessoais.

Não se esqueça de verificar se todas as informações foram preenchidas corretamente (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 3: em “Competências”, insira um breve resumo sobre o seu perfil profissional.

Lembre-se de inserir sempre informações verídicas e que passem credibilidade (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 4: logo abaixo, insira suas experiências anteriores no mercado de trabalho, substituindo o texto atual por suas informações.

Currículo simples: tente descrever detalhes sobre sua função com poucas palavras (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 5: em “Education”, substitua a palavra por “Formação acadêmica” e insira os cursos que você já concluiu e os que faz atualmente. Por fim, em “Prêmios”, digite algum prêmio que tenha ganhado ou substitua essa parte por cursos de idiomas/tecnologia.

"Education" é o termo usado nos EUA. Aqui, o correto é "Formação Acadêmica". Não substitua por "Educação" (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 6: o modelo de currículo é salvo automaticamente no Docs com todas as suas informações que foram preenchidas. Para fazer o download do arquivo e enviar via e-mail para as empresas, selecione "Arquivo", no canto superior direito da tela, seguido de "Fazer o download". Depois, basta escolher o melhor formato.

Modelo de currículo simples: são diversos formatos disponíveis para download, como .docx ou .pdf (Captura de tela: Ariane Velasco)

Vale lembrar que alguns modelos de currículos podem ter palavras em inglês ou seções que seguem o padrão dos Estados Unidos. No entanto, é sempre possível apagar informações que você não queira acrescentar, mudar a cor das palavras e fazer quaisquer outras alterações no modelo, que serve somente para facilitar a produção de seu currículo.

E você, sabia que era tão fácil encontrar modelos de currículos simples? Conte pra gente nos comentários.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Samsung cresce em chips para smartphones e passa Apple em fatia de mercado

Mar 25, 2020

Description:

A Samsung cresceu no setor de processadores para plataformas mobile e passou a Apple na terceira posição de fatia de mercado, atrás de Qualcomm e MediaTek. A companhia sul-coreana teve crescimento de 2,2% em 2019, alcançando um total de 14,1% do setor mobile.

A Samsung tem a marca Exynos, com a qual começou a desenvolver chips somente para seus aparelhos. Contudo, nos últimos anos, passou também a fabricar para outras empresas, como as chinesas Meizu e Vivo.

UFS 3.1: Samsung começa a produzir chips de armazenamento rápido

Atualmente, a líder de mercado é a Qualcomm, com 33,4% do setor de processadores para smartphones. Em seguida, está a MediaTek, com 24,6% dos aparelhos. A Samsung vem em terceiro, com os 14,1% do mercado, com a Apple, em quarto, com 13,1% — a gigante do iPhone teve redução de 0,5% do mercado no ano.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

Em fevereiro deste ano, a Samsung firmou uma parceria com a AMD para processamento gráfico em chips mobile. A ideia é que os chips Exynos passem a contar com GPU com processamento gráfico de arquitetura RDNA, da AMD.

Vale lembrar que a empresa sul-coreana não usa os chips Exynos em seus aparelhos em todos mercados, optando pelo Snapdragon da Qualcomm em algumas regiões, como os Estados Unidos.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

YouTube Music já exibe letras das músicas no app para iOS

Mar 25, 2020

Description:

O YouTube Music ativou uma nova função para usuários do serviço no aplicativo para iOS: agora, alinhando-se à maior parte de sua concorrência, a plataforma de streaming musical do YouTube passa a exibir letras da maior parte das músicas de seu catálogo. A novidade já se encontra disponível por meio de atualização do app.

Deezer lança Lyrics no Chromecast e transforma TVs em karaokê

Enfatizamos “a maior parte” pois, aparentemente, a disponibilidade das letras parece ser algo variável conforme o artista: mesmo em casos de músicas publicadas por organizações oficiais — como gravadoras ou mesmo a própria banda —, algumas canções ainda não apresentam o recurso. Como a função ainda é nova, porém, é possível que isso vá mudando gradualmente.

Reprodução de letras enfim chega ao YouTube Music, mas por enquanto, apenas para a versão iOS Quantas vezes um artista precisa tocar no Spotify para ganhar um salário mínimo?

Para saber se a sua música preferida conta com a letra disponível, basta clicar no ícone de informação "(i)", abaixo do reprodutor de vídeo. Em caso positivo, as letras estarão posicionadas na parte mais baixa da tela, logo depois das informações gerais da faixa. Entretanto, ao contrário de serviços como Deezer, Apple Music (que, ironicamente, lançou a exibição de letras também recentemente) e outras plataformas, a letra não avança conforme a música, então, você terá que rolar a tela com os dedos para continuar lendo o material.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Apple, Spotify e outras gigantes do streaming musical são acusadas de monopólio

A boa notícia é que a novidade está disponível tanto para usuários pagantes como para membros gratuitos do YouTube Music, sem restrição. Para quem for assinante do Google Music, a conta no YouTube Music já está também assegurada, já que a expectativa é que este substitua o app padrão do Android daqui a algum tempo.

O Google não ofereceu uma previsão de quando a novidade chega para smartphones Android.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Facebook sofre para manter servidores estáveis durante a pandemia de coronavírus

Mar 25, 2020

Description:

O aumento de uso de sua plataforma por parte dos usuários não necessariamente significa uma coisa boa. Se você duvida, pergunte ao Facebook: segundo a empresa, houve um aumento significativo do volume de usuários conectados à rede social, gerando dificuldades na manutenção da estabilidade dos seus serviços.

De acordo com Alex Schultz e Jay Pareikh, respectivamente, vice-presidente de Analytics e vice-presidente de Infraestrutura da empresa, o aumento é atribuído ao avanço da COVID-19 — a doença causada pelo novo coronavírus — no mundo: “O crescimento no uso [da plataforma] advindo da COVID-19 é sem precedentes por toda a indústria, e nós estamos registrando novos recordes todo dia. Manter a estabilidade durante esses picos tem sido algo mais desafiador do que o normal agora que a maioria de nossos funcionários está trabalhando de casa”, disseram os executivos, em um comunicado.

Ainda segundo a empresa, somente na Itália, atualmente o país com mais mortes em decorrência do novo coronavírus, o volume de uso do Facebook por usuários aumentou em 70%, além de um acréscimo de 50% nos serviços de mensagem instantânea da empresa (WhatsApp; Facebook Messenger).

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Leia mais: Facebook e Instagram reduzem qualidade de vídeo na Europa devido a COVID-19 Facebook afima que o isolamnto social causado pela pandemia da Covid-19 vem causando saltos de usabilidade de sua plataforma, além de minar seus negócios em publicidade

Até o momento, a empresa fundada por Mark Zuckerberg tem conseguido se manter à frente da alta demanda, mas isso não veio sem concessões: a rede social foi uma das fornecedoras de serviços de internet a reduzirem a qualidade da reprodução de seus vídeos na Europa (uma medida também adotada pelo YouTube, Netflix e Disney), e, segundo o Engadget, vem rescindindo o trabalho de funcionários temporários que atuavam na moderação de comentários e outros conteúdos.

YouTube reduz qualidade dos vídeos na Europa para dar conta da demanda Possível queda de receitas

O Facebook, similarmente a outras empresas, também antecipa uma queda na receita vinda de seus negócios em publicidade online, alertando o público que a atual pandemia também seria a causa disso: “Nós não monetizamos a maior parte dos serviços onde estamos vendo maior engajamento, e já percebemos um enfraquecimento de nosso negócio em advertising em países que estão executando ações mais agressivas a fim de reduzir a disseminação da COVID-19”, diz o comunicado.

Apesar do cenário desfavorável, a situação não impede que o Facebook lance novos recursos por todos os seus produtos: o Instagram agora conta com o “Co-Watching”, uma função que, a grosso modo, resume-se em acompanhar o feed com os seus amigos, rolando a tela junto com outra pessoa, a fim de amenizar as dificuldades causadas pelo distanciamento social.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Pornhub Premium está disponível gratuitamente para todo mundo

Mar 25, 2020

Description:

A versão premium do Pornhub, um dos maiores sites de pornografia, está aberta para usuários de todo o mundo. A empresa já tinha liberado o conteúdo pago para usuários da Itália, França e Espanha por conta da situação de isolamento social em função da COVID-19.

A informação foi publicada no perfil do site no Twitter. “Fique em casa e ajude a achatar a curva! Já que a COVID-19 continua a nos impactar, o Pornhub decidiu estender o Pornhub Premium gratuito para todo mundo até 23 de abril. Então aproveite, fique em casa e em proteção”, informa a publicação.

Stay home and help flatten the curve! Since COVID-19 continues to impact us all, Pornhub has decided to extend Free Pornhub Premium worldwide until April 23rd. So enjoy, stay home, and stay safe 🔥 https://t.co/ZponKGKSJn #StayHomehub pic.twitter.com/DxWJGBnNkC

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

— Pornhub ARIA (@Pornhub) March 24, 2020

Sobre achatar a curva, a empresa se refere ao gráfico que representa a eficácia do isolamento social. A medida diminui a quantidade de pessoas que pegam a doença em um curto espaço de tempo. Assim, o sistema de saúde consegue atender toda a demanda sem comprometer sua capacidade de funcionamento.

A versão premium do Pornhub dá acesso a uma série de conteúdos exclusivos da plataforma. Em comunicado, o CEO da empresa, Corey Price, disse que a proposta é ajudar as pessoas a passarem o tempo em casa.

Globoplay vai reduzir qualidade de vídeos para dar conta da demanda Netflix reduz a qualidade de vídeo no Brasil para evitar sobrecarga na internet

“Com cerca de um bilhão de pessoas em quarentena no mundo por conta da pandemia do coronavírus, é importante que estendamos a mão e com um jeito prazeroso de passar o tempo. Acreditamos que, ao expandir nossa oferta do Pornhub Premium gratuito para todo o mundo, pessoas têm um incentivo a mais para ficar em casa e achatar a curva”, disse o executivo.

A companhia também está tentando ajudar pessoas que tiveram de trabalhar por conta da COVID-19. Ela anunciou doação de 85% dos lucros com seus vídeos para artistas que não estão conseguindo mais trabalhar na plataforma.

Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias!

Além disso, o Pornhub também informou que vai fazer uma série de doações de máscaras, além de oferecer 50 mil euros para ONGs pela Europa.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Indústria musical pode não se adaptar à crise do coronavírus, diz CEO do Grammy

Mar 25, 2020

Description:

Diversos mercados serão prejudicados devido à pandemia do novo coronavírus, que vem paralisando países inteiros para evitar o rápido contágio. Enquanto alguns setores da indústria conseguem continuar o trabalho praticamente de forma normal, outros já começaram a sentir o impacto.

Um deles é o da música. Para Harvey Mason Jr., CEO da The Recording Academy, que promove o Grammy todos os anos, a não ser que o governo e outras organizações de caridade intervenham, músicos da classe trabalhadora e profissionais de turnês podem ser altamente prejudicados.

Diversos shows e grandes festivais, como o Coachella e o Lollapalooza, por exemplo, precisaram ser adiados — alguns até foram cancelados —, e isso prejudica não só os artistas mais conhecidos. Bandas, cantores e instrumentistas contratados saem no prejuízo, assim como equipes de montagem de turnê, iluminação, áudio, vídeo, engenheiros e patrocinadores.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Em entrevista ao The Wrap, Mason disse não considerar que a indústria está se ajustando nessa crise. "Músicos não estão conseguindo ganhar a vida, eles não conseguem fazer dinheiro. Eu não vejo a gente conseguindo transicionar sob essas circunstâncias. O que precisamos tentar fazer é ajudar um ao outro, ajudar pessoas na comunidade musical e pessoas em geral a se sentirem melhores nesses tempos difíceis", disse o executivo.

Filmes, Séries, Musicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Harvey Mason Jr. (Imagem: Reprodução)

O braço beneficente da Recording Academy, o MusiCares, criou um fundo de auxílio de US$ 2 milhões contra o novo coronavírus, para que músicos elegíveis possam se candidatar a receberem assistência financeira. Podem se inscrever aqueles que forem prejudicados com o adiamento ou cancelamento de shows e festivais nos quais iriam trabalhar. Até o momento mais de duas mil requisições já foram recebidas.

Quando houveram os desastres do furacão Katrina, o MusiCares ajudou cerca de 3.700 músicos com US$ 4 milhões de auxílio somente em New Orleans, nos Estados Unidos. De acordo com Mason, a The Recording Academy está em processo de determinar quantas pessoas da indústria da música estão sem trabalho devido ao aumento dos casos de COVID-19.

Mason ainda revelou que contratou lobistas em Washington e que está pressionando membros para escrever diretamente ao congresso, pedindo consideração pelas condições do cenário atual. Mais de 7 mil cartas já foram escritas. O executivo chega a citar as medidas feitas por alguns artistas, como fazer shows ao vivo no Instagram, mas ressalta que nem todos os profissionais podem executar algo parecido e também que isso não gera renda.

MWC, E3, Lollapalooza: eventos cancelados ou confirmados devido ao coronavírus

"Eu não acho que a comunidade musical vai se adaptar sob essas condições. Eu acho que as pessoas vão continuar a procurar pelas plataformas de streaming para ver os artistas performarem e entreterem, o que é ótimo, mas eles não podem monetizar isso", completa Mason.

Em relação a plataformas como Bandcamp e Songtradr, foi aumentado os valores de compra de músicas e álbuns que são repassados aos artistas em 100%, mas, por enquanto, nenhuma negociação parece ter sido feita com grandes gravadoras, empresas de publicidade e grandes serviços de streaming.

Mason finaliza dizendo estar confiante em relação ao fundo financeiro e que, assim que estiver seguro novamente, os artistas não irão desperdiçar a nova chance de compartilhar suas criações com o público.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Windows 10 pode estar prestes a perder uma de suas ferramentas mais clássicas

Mar 25, 2020

Description:

A Microsoft pode retirar uma das ferramentas mais clássicas do Windows: o Painel de Controle. Usuários do programa de testes Insider já receberam uma nova build (19587) do sistema e identificaram referências para a remoção da ferramenta do Windows 10.

No código da atualização do programa há as linhas “Hide_System_Control_Panel” e “SystemToAboutSettingsSearchRemoval”. A primeira seria relativa a esconder o Painel de Controle das opções padrões do Windows. Já a segunda indica que os usuários não poderão encontrar a ferramenta nas buscas.

Criado no Windows 2.0, há 33 anos, o Painel de Controle funciona como um hub com todos os dispositivos, softwares e ajustes do sistema operacional. Contudo, desde o lançamento do Windows 8, a Microsoft tem tentado esconder a ferramenta.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

Atualmente, o Windows 10 conta com o app Configurações, cuja proposta é ser mais acessível ao usuário padrão que o Painel de Controle. Ou seja, a ideia é que as pessoas só acessem o Configurações para realizar desde ajustes básicos a avançados no sistema operacional.

O que as linhas de código na build sugerem é que a empresa quer ir além nesta proposta e esconder ainda mais o Painel de Controle. Com isso, também é possível que a Microsoft adicione mais possibilidades ao app Configurações.

Como a novidade apenas apareceu nos códigos da build de testes, ainda não é possível saber se ela será adicionada ao Windows 10 disponível para o público nem quando. Vale lembrar, no entanto, que a companhia está às vésperas de lançar a primeira grande atualização de 2020, a 20H1.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Ozark | Lembre o que aconteceu na série antes de maratonar a 3ª temporada

Mar 25, 2020

Description:

 

Ozark, série original da Netflix, estreou na plataforma de streaming em julho de 2017, com a segunda temporada desembarcando no ano seguinte, em agosto de 2018. Com a confirmação de que haveria novos episódios há dois anos, eles finalmente estão chegando após uma longa espera.

Muito tempo se passou desde a segunda temporada e você deve estar tentando lembrar de todos os acontecimentos prévios para se preparar para a maratona, certo? Mas o Canaltech não vai te deixar na mão. A gente preparou um resumo do que aconteceu na primeira e na segunda temporada, te deixando aquecido para os novos episódios.

Antes, vale relembrar do que se trata Ozark. A trama conta a história de Marty Byrde, interpretado por Jason Bateman, um consultor financeiro envolvido em um esquema malsucedido de lavagem de dinheiro. Agora com uma dívida com um dos maiores cartéis de droga do mundo, a família acaba se mudando para a região de Ozarks e precisam se envolver em algo ainda mais perigoso para tentar se livrar desse problema.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

Imagem: Divulgação/Netflix Chegou ao Brasil o Amazon Prime, maior concorrente mundial da Netflix. Teste grátis por 30 dias! Temporada 1

No início da primeira temporada de Ozark, somos apresentamos à família Byrde, com foco em Marty, um consultor financeiro que tem como seu principal cliente um cartel de drogas do México. Tudo parecia estar sob controle, até que seu parceiro tomou algumas decisões nada sábias em relação ao dinheiro dos criminosos e acaba sendo assassinado.

Desesperado para tentar salvar a sua vida e a da família, Marty diz ao cartel que consegue resolver o problema mudando as operações dos traficantes para o Lago de Ozarks, que aparentemente ficaria fora dos radares da polícia federal dos Estados Unidos. A promessa do consultor financeiro é a lavagem rápida de US$ 8 milhões, com outros milhões sendo lavados ao longo dos próximos anos.

Enquanto tudo isso acontece, Marty precisa lidar com sua vida conjugal ao lado de Wendy, personagem de Laura Linney, que o traiu antes mesmo de tudo isso acontecer. Agora sabendo do problema com o cartel mexicano, eles precisam ficar juntos para salvar a família de ser toda assassinada pelos criminosos. Juntos, o casal tem os filhos Charlotte (Sofia Hublitz), a mais velha, e Jonah (Skylar Gaertner).

Em Ozarks, o casal acaba encontrando um resort e uma casa de strip-tease para lavar o dinheiro do cartel, cada um deles comandado por uma pessoa diferente que acaba se envolvendo no problema. A primeira localidade é comandada por Rachel Garrison (Jordana Spiro) e a segunda por Ruth Langmore (Julia Garner), que eventualmente acabam topando o esquema.

Imagem: Divulgação/Netflix

Enquanto Rachel tem medo do que está acontecendo, Julia está mais familiarizada com o crime por fazer parte de uma família criminosa e seu pai, Cade (Trevor Long), estar na prisão. O esquema também acaba afetando pessoas inocentes, como Mason (Michael Mosley), que perde a esposa grávida; Grace (Bethany Anne Lind), assassinada pelo casal Jacob (Peter Mullan) e Darlene Snell (Lisa Emery), traficantes de heroína. O crime aconteceu porque Mason, um pastor, os enfrentou por traficar junto a seus fiéis. Sem a esposa, ele acabou se tornando um pai solteiro preparado para a vingança.

Marty está sendo perseguido pelo FBI, mais precisamente pelo agente Roy Petty (Jason Butler Harner), que acaba se infiltrando na cidade e se aproveitando de alguns moradores para conseguir as informações que quer. Ele acaba conseguindo fazer com que o tio de Ruth, Russ (Mac Menchaca), trabalhe para ele, mas a sobrinha acaba o assassinando para proteger Marty.

Perdendo o controle dos esquemas e aceitando que a sua família será assassinada por falhar em seus planos, Marty acaba mandando a esposa e filhos fugirem. No entanto, a decisão muda quando ele descobre que o casal Snell é tão perigoso, se não mais, que o cartel mexicano, e tenta fazer com que seus serviços sejam fundidos e trabalhem em cooperação. No fim, um dos integrantes do grupo de criminosos do México, Dell (Esai Morales), acaba chamando o casal de "caipira" e é morto por eles, mostrando que a junção não vai ser nada pacífica.

Os lançamentos da Netflix em março de 2020 Temporada 2

A segunda temporada de Ozark começa com os planos do casal Byrde de construir um cassino em Ozarks, o que vai fazer com que a cidade não seja mais pacata. Com a abertura do local, que será construído em um terreno dos Snells, a lavagem de dinheiro do cartel mexicano será facilitada e o tráfico de heroína do casal ficará mais forte.

Essa negociação, no entanto, tem seus altos e baixos, com Darlene odiando o cartel mexicano e sempre aparecendo com um motivo diferente para que a construção não aconteça, chegando a um determinado momento em que ela e o marido tenham opiniões diferentes. Isso, inclusive, faz com que ela o mate envenenado ao final da temporada, no mesmo momento em que ele planejava fazer o mesmo.

Imagem: Divulgação/Netflix

Falando em Darlene, depois de um longo e doloroso processo ela conseguiu, mesmo que temporariamente, adotar um bebê. O filho de Mason é retirado dos braços do pai pela assistência social após denúncias envolvendo seu trabalho como pastor. Então, ele sequestra Wendy achando que ela é a culpada e pede o filho de volta como resgate. Marty consegue ter a criança de volta, mas Mason continua desconfiado e acaba ameaçando Wendy de morte. É quando Marty acaba o assassinando para proteger a esposa. O bebê vai para a casa da família Byrde temporariamente, sendo entregue então à Darlene como lar temporário até Mason aparecer, o que não vai acontecer.

O plano de Marty e Wendy é se mudarem para a Austrália assim que o cassino abrir, tentando deixar para trás todos os problemas e o envolvimento perigoso com a criminalidade. Mas como eles mesmos parecem se recusar a aceitar, uma vez que você se envolve com crimes desse porte, as chances de conseguir seguir a vida ileso são mínimas.

Charlotte tenta se emancipar dos pais para poder ser independente e não viver mais a vida perigosa da família, mas Wendy se recusa e acaba causando um grande conflito com a advogada da garota. Por fim, a mãe acaba conseguindo o que queria e a ideia, ao menos por enquanto, é deixada de lado. Neste mesmo núcleo, Ruth confessa ao primo Wyatt (Charlie Tahan) que quem matou seu pai foi ela, e não Marty. O jovem acaba sendo aceito para entrar em uma universidade, mas ainda está confuso quanto ao seu futuro.

Cade, o pai de Ruth, agora fora da prisão, acaba também sendo assassinado por ordem de Wendy, por acreditar que ele seria um empecilho para os negócios da família. Mas antes de Cade morrer, ele matou Roy Petty, que estava fazendo a vida de Rachel um inferno pelo envolvimento com Marty Byrde. Após ser ameaçado pelos criminosos, que iriam até a sua mãe, ele decide abandonar as investigações. Porém, ele cai em uma armadilha de seu assassino.

A temporada acaba com ela mostrando estar mais envolvida com a corrupção do que o marido e, provavelmente, os novos episódios tenham a matriarca da família como protagonista e líder dessa parte do esquema.

Os lançamentos do Amazon Prime Video em março de 2020 Imagem: Divulgação/Netflix

A terceira temporada de Ozark estreia nesta sexta-feira, dia 27 de março, na Netflix.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Google Podcasts finalmente ganha versão para iPhone

Mar 25, 2020

Description:

Quase dois anos depois de lançado, o Google Podcasts finalmente deixou de ser exclusivo para smartphones Android. O app agora está disponível na App Store para iPhone e já chega com o visual resenhado, assim como a sua versão para Android.

A versão 1.0 do Google Podcasts é compatível com iOS 12.0 ou superior e possui suporte para alto-falantes inteligentes e Apple AirPlay 2, que permite reproduzir conteúdos na Apple TV, por exemplo.

Consumo de podcasts sobe 67% no Brasil em apenas um ano Google mostrará e reproduzirá podcasts diretamente nos seus resultados de busca Novo Google Podcasts está disponível para iOS (Foto: Reprodução/Google)

Já o visual do aplicativo é praticamente o mesmo visto há alguns dias para Android. Agora, há três guias destacando suas inscrições, recomendações de podcasts e atividades. A principal novidade da nova versão é a possibilidade de fazer o download automático de episódios para escutar offline.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

Mesmo design do Android (Foto: Reprodução/Google) Novo visual já está disponível para Android

Junto da disponibilidade para iOS, o Google aproveitou para lançar oficialmente a nova versão do app para smartphones Android. Para atualizar, visite a página do Google Podcasts na Play Store e clique em "Atualizar". É possível que a versão para Web também passe por um redesign em breve.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Amazon suspende quase 4 mil vendedores por alta abusiva de preços

Mar 25, 2020

Description:

O termo “price gouging”, que, traduzido de forma contextualizada do inglês, remete ao aumento injusto dos preços de certos produtos, é algo absolutamente rechaçado pela Amazon. Recentemente, a varejista eliminou cerca de 4 mil contas de vendedores após identificar que elas vinham fazendo uso da prática em meio à pandemia do vírus SARS-CoV-2, o novo coronavírus, nos Estados Unidos.

Segundo comunicado emitido pela empresa, as contas eliminadas inflaram de forma artificial os preços de itens sanitários a fim de lucrar excessivamente com a venda hiperfaturada de produtos como frascos de álcool em gel, lenços umedecidos, máscaras cirúrgicas e papel higiênico — todos utilizados de uma ou outra forma no combate ao novo coronavírus. A Amazon ainda informou que dedicou um time inteiro a atuar exclusivamente na identificação e denúncia dessa prática para coibir que flutuações injustas de preço levem ao lucro de alguns em meio à capitalização de situações emergenciais.

O álcool em gel a 70%, um dos meios mais eficazes de prevenção contra a Covid-19, é um dos itens mais procurados e inflacionados por acumuladores: lojistas como a Amazon desencorajam a prática, denunciando adeptos à lei

“Nós também compartilhamos de forma pró-ativa informações com entidades de regulamentação jurídica a nível estatal e federal sobre vendedores que nós suspeitamos terem engajado em evidentes aumentos de preço em produtos relacionados à crise da COVID-19”, disse a companhia em comunicado emitido na segunda-feira, 23 de março.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, diversos países registraram casos de pessoas se dirigindo a supermercados e comprando vários itens sanitários e alimentícios de forma desregrada. O intuito era o de acumular tais itens em antecipação a uma espécie de “falta” deles nos canais normais de compra, permitindo que os acumuladores pudessem vendê-los a preços inflados. Nos EUA, o caso mais notório foi o de Matt Colvin, um cidadão do Tennessee que, ao ver a sua conta suspensa na Amazon por engajar na prática de inflação artificial de preços, se viu com quase 18 mil frascos de álcool em gel sem um canal para vendê-los. Dada a projeção que o caso tomou, uma investigação foi aberta contra ele pelas autoridades, levando-o a simplesmente doar o material acumulado.

Amazon bane homem que tentou vender 17 mil garrafas de álcool em gel na internet

O presidente dos EUA Donald Trump chegou a assinar uma ordem executiva, também na última segunda-feira, a fim de prevenir de forma punitiva que apareçam novos casos de acumulação e inflação de produtos.

Matt Colvin, do Tennessee, acumulou diversos produtos sanitários, como álcool em gel, a fim de vendê-los a preços superfaturados: a Amazon suspendeu a sua conta e uma investigação foi aberta contra ela (Foto: Doug Strickland/The New York Times) Já no Brasil…

Por aqui, a busca pela compra acumulada de produtos também foi notada — especificamente, álcool em gel e papel higiênico foram os itens mais comprados. Em um caso específico, uma farmácia localizada no centro de Cascavel, no estado do Ceará, vendia frascos de álcool em gel a R$ 80 — mais que quatro vezes maior do que a prática sugerida pelo varejo em situações normais. A dona do estabelecimento foi presa e acusada de cometer crime contra a economia popular (Lei nº 1.521 de 26/12/1951).

Leia mais: Valor do álcool em gel oscila mais do que bolsa de valores; entenda essas ações

Em uma investigação conduzida pela equipe do Canaltech, foi identificada, em São Paulo, uma enorme falta de álcool em gel na maior parte das farmácias e redes de comércio varejista. Já no setor de e-commerce, o item foi encontrado a preços hiperfaturados, com fascos de 500 ml do produto chegando a valores de R$ 85 e além. Realizando essa mesma busca hoje, a situação ainda apresenta preços mais altos que o normal (fracos com menos de 200 ml a R$ 20, por exemplo), mas ainda dentro dos limites estabelecidos legalmente.

Leia mais: Como denunciar no Procon preço abusivo do álcool gel e máscaras

A legislação brasileira possui mecanismos de proteção ao aumento artificial do preço de produtos essenciais. Além da legislação contra atentados à economia popular, citada no parágrafo anterior, casos mais complexos ainda podem ser denunciados sob violação do artigo 187 do Código Civil (“também comete ato ilícito o titular de um direito que, ao exercê-lo, excede manifestamente os limites impostos pelo seu fim econômico ou social, pela boa-fé ou pelos bons costumes”).

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Supernatural tem exibição da sua última temporada interrompida

Mar 25, 2020

Description:

Supernatural está chegando ao fim, mas, antes que acabe, haverá uma pausa e os fãs terão de esperar um pouco mais pelos episódios finais. Segundo informações divulgadas pelo showrunner e roteirista Andrew Dabb no Twitter, os episódios estão em fase de pós-produção, mas como as equipes foram mandadas para casa em prol do isolamento diante da pandemia de COVID-19, houve um atraso na agenda.

O primeiro tweet apenas lembrava que era dia de Supernatural, mas Dabb faz maiores esclarecimentos sobre o motivo de a produção ter entrado em hiato.

Tonight on #Supernatural

The phone rings in the middle of the night
My father yells, "What you gonna do with your life?"
Oh daddy dear, you know you're still number one...

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

— Andrew Dabb (@andrewdabb) March 23, 2020

Além de confirmar a paralisação dizendo que o episódio 13 será o último por algum tempo, o showrunner aconselhou todos os fãs de Supernatural a ficarem seguros em casa.

(Due to the shutdown, this will be our last episode for awhile. Stay well, stay safe, and we'll see you on the other side.)

— Andrew Dabb (@andrewdabb) March 23, 2020

Para acalmar os ânimos dos mais preocupados, ele disse que até o episódio 18 já foi filmado, mas que não foram submetidos à pós-produção porque os departamentos de efeitos visuais e de som foram fechados por causa do surto. Por isso, os episódios não podem ser finalizados.

(Clarification: We have filmed through episode 18, however our visual effects and sound departments have closed because of the outbreak. So, right now, the episodes can't be finished. However, have some special treats coming along the way-- to help us all get through this.)

— Andrew Dabb (@andrewdabb) March 23, 2020

Apesar da notícia um tanto triste para quem está ansioso para saber o desfecho do seriado, Dabb disse que ele será finalizado, sim, e que isso não é uma questão de "se", mas sim de "quando".

(And yes, we, the CW, and Warner Bros fully intend to return and finish the series. It's not a matter of "if", it's a matter of "when.")

— Andrew Dabb (@andrewdabb) March 23, 2020

Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias!

No ar desde 2005, Supernatural está exibindo a 15ª temporada desde outubro de 2019, com um total de 20 episódios programados para serem liberados até 18 de maio, quando seria exibido o episódio final da série. O 13º episódio, intitulado Destiny's Child, foi ao ar na segunda-feira, dia 23 de março.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Smartphone gamer Lenovo Legion tem visual revelado em site de patentes

Mar 25, 2020

Description:

A linha Legion, da Lenovo, vai se expandir para além dos notebooks. Conforme a marca já havia adiantado no mês passado, a família ganhará um smartphone, e o visual do novo integrante ainda mais portátil foi revelado recentemente no site do instituto de patentes da China, a CNIPA.

Pouco ainda se sabe oficialmente sobre as especificações do aparelho, que deve contar com o processador Qualcomm Snapdragon 865. Mas se as imagens reveladas no CNIPA forem verdadeiras, o novo smartphone gamer da Lenovo contará com uma bateria de 5.050 mAh e um sistema de resfriamento com uma ventoinha interna, como acontece nos notebooks.

Snapdragon 865 estará presente em mais de 70 smartphones, diz Qualcomm

Outros detalhes revelados nas imagens incluem um conjunto triplo de câmeras, um seletor físico para ativar notificações e o que parecem ser dois botões semelhantes aos R e L do SuperNES.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Um detalhe curioso é a presença de duas portas USB tipo-C, a segunda na lateral do aparelho. A solução permitiria jogar (ou assistir a um filme) com o celular na horizontal e segurar o smartphone pelas laterais sem que o cabo de recarga atrapalhe a jogatina.

Lenovo Legion smartphoneSmartphone Lenovo Legion (Pricebaba) Lenovo Legion smartphoneSmartphone Lenovo Legion (Pricebaba) Lenovo Legion smartphoneSmartphone Lenovo Legion (Pricebaba) Lenovo Legion smartphoneSmartphone Lenovo Legion (Pricebaba) Lenovo Legion smartphoneSmartphone Lenovo Legion (Pricebaba) Lenovo Legion smartphoneSmartphone Lenovo Legion (Pricebaba) Lenovo Legion smartphoneSmartphone Lenovo Legion (Pricebaba) Lenovo Legion smartphoneSmartphone Lenovo Legion (Pricebaba) Lenovo Legion smartphoneSmartphone Lenovo Legion (Pricebaba) Lenovo Legion smartphoneSmartphone Lenovo Legion (Pricebaba) Lenovo Legion smartphoneSmartphone Lenovo Legion (Pricebaba)

E aí, curtiu a estética “gamer” do aparelho? Dê sua opinião na caixa de comentários logo abaixo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

EMUI 10.1: nova interface da Huawei será lançada com a linha P40

Mar 25, 2020

Description:

Um dia antes do lançamento da linha P40, que acontecerá amanhã (26) através de uma transmissão ao vivo, a Huawei confirmou mais uma novidade para a ocasião: a estreia da interface EMUI 10.1.

A revelação foi feita pela própria empresa via rede social Weibo, nesta quarta (25). No pôster, é possível ver a versão da nova interface, seguida da frase "Sabedoria, Maravilha ilimitada", em tradução livre. Além disso, ao prestar um pouco mais de atenção, é possível notar uma alusão ao "10" do Android 10.

Pôster da EMUI 10.1 (Foto: Reprodução/Huawei) Sem serviços do Google

Não foram divulgadas muitas informações sobre as novidades da EMUI 10.1, mas há uma certeza: ela não trará os serviços essenciais do Google. Para quem não lembra, os EUA impediram empresas estadunidenses de negociarem com a Huawei.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

Huawei P40 Lite chega ao mercado com design e especificações do Huawei Nova 6E Huawei vai anunciar novo smartwatch junto com a série P40 dia 26 de março Vazam as especificações das câmeras do Huawei P40 Pro

Apesar de a medida não ter tido efeito imediato nos resultados da chinesa, os últimos cinco meses foram de quedas, resultando na perda do posto de terceiro maior fabricante de celulares do mundo para a Xiaomi em fevereiro.

Ou seja, é bem provável que amanhã o foco seja o Huawei Mobile Services, conjunto de apps nativos da empresa como alternativa ao Google. Conforme já noticiamos no Canaltech, a Huawei pode estar planejando embarcar nada menos que 70 apps em seus futuros aparelhos, começando pelo vindouro P40.

Se o Huawei Mobile Services será bem recebido pela mídia e público, saberemos amanhã, a partir das 10h, no horário de Brasília. O Canaltech fará a cobertura online do evento para trazer todas as novidades para você.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Season finale da 10ª temporada de The Walking Dead é adiada devido à COVID-19

Mar 25, 2020

Description:

Assim como todos os estúdios em todo o mundo, a AMC afirmou que terá atrasos em seu cronograma por conta dos impactos causados pela pandemia global do novo coronavírus (SARS-CoV-2). Nesta terça-feira (24), a emissora adiantou que a season finale da 10ª temporada de The Walking Dead não poderá mais ser exibida na data inicial, no dia 12 de abril, devido ao atraso na pós-produção.

A empresa usou o Twitter para comunicar o adiamento. “Infelizmente, os eventos atuais tornaram impossível concluir a pós-produção do final da 10ª temporada de The Walking Dead, então a temporada atual terminará com seu 15º episódio no dia 5 de abril”, diz o texto. Os fãs poderão ver até onde a história vai somente no mês que vem, enquanto a conclusão ficará mesmo para os últimos meses do ano, em uma data ainda não estipulada.

(1/2) Current events have unfortunately made it impossible to complete post-production of The Walking Dead Season 10 finale, so the current season will end with its 15th episode on April 5. The planned finale will appear as a special episode later in the year. pic.twitter.com/TqeSHgRdKR

-
Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.
-

— AMC Networks (@AMC_TV) March 24, 2020

Para acalmar seus seguidores, a AMC prometeu liberar, após a exibição do 15º episódio, os oito primeiros episódios da 10ª temporada gratuitamente, tanto em seu site quanto no aplicativo. Esse conteúdo poderá ser visto entre os dias 5 de abril e 1º de maio. Vale destacar que a 11ª temporada já havia sido adiada, pois a pré-produção também ficou comprometida por causa do desligamento da produção pelas restrições impostas pela COVID-19.

Chegou ao Brasil o Amazon Prime, maior concorrente mundial da Netflix. Teste grátis por 30 dias!

A pandemia também afetou a série derivada Fear the Walking Dead, atualmente em sua sexta temporada, e que estaria com um cronograma de retorno de gravações agendado para o dia 13 de abril. Na sexta-feira (20), a AMC já havia cancelado o lançamento de outro spin-off, The Walking Dead: Beyond World, que deveria estrear logo após a season finale da 10º temporada de The Walking Dead — agora ficou sem previsão para ser exibida, somente com a expectativa de que seja “ainda este ano”.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Google amplia protocolos de segurança no Android para usuários com alto risco

Mar 25, 2020

Description:

De olho na segurança de usuários com perfil de alto risco, principalmente em um momento no qual golpes focando iniciativas de home office e conectividade estão se proliferando, o Google anunciou dois incrementos a seu Programa de Proteção Avançada no Android. Desde a última semana, usuários registrados no sistema contam com dois novos recursos que os protegem e impedem os vetores mais comuns de ataques a quem utiliza aparelhos com o sistema operacional.

A primeira mudança, e também a mais drástica, envolve o bloqueio na instalação de aplicativos de fontes não-certificadas. Os aparelhos vinculados a contas registradas no programa não mais poderão realizar esse processo a partir de cartões de memória ou lojas de terceiros, apesar de a Google deixar claro que marketplaces de fabricantes de smartphones não entram nessa restrição e continuam a funcionar normalmente.

O mesmo, inclusive, também vale para softwares instalados em caráter de testes por meio do Android Debug Bridge, ferramenta usada por desenvolvedores e que permite depurar apps ou realizar ações avançadas no sistema operacional. Além disso, segundo a empresa, softwares baixados por fontes inseguras previamente à mudança também continuarão operando normalmente.

-
Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.
-

Em outra novidade, o sistema Google Play Protect passa a ser ativado por padrão no acesso à loja oficial do Android e não poderá ser desligado. O recurso escaneia os aplicativos presentes no marketplace em busca de updates suspeitos ou softwares que escondam malwares ou outros intuitos maliciosos e é uma das principais linhas de frente da companhia para lidar com as tentativas de fraude dentro de suas próprias plataformas.

 

O Programa de Proteção Avançada do Google é oferecido a usuários envolvidos em campanhas políticas, jornalistas, ativistas e líderes empresariais, que podem ser vítimas de ataques direcionados e requerem ainda mais proteção a seus perfis. Entre os recursos adicionais ofertados a eles estão o uso de uma chave de segurança física para realizar novos acessos à conta e verificações extras de identidade, além da possibilidade de limitar o acesso de serviços e apps aos dados pessoais.

Tais proteções, apesar de funcionarem também no Brasil, não podem ser ativadas por todo e qualquer usuário. As inscrições para o programa se encontram fechadas no momento em que essa reportagem é escrita, com os interessados sendo colocados em uma lista de espera.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Coronavírus | Golpe promete Netflix de graça, mas quer roubar seus dados

Mar 25, 2020

Description:

Os hackers estão, mais uma vez, se aproveitando da pandemia do coronavírus para aplicar golpes e tentar roubar dados dos usuários. Em uma mensagem compartilhada pelo WhatsApp, a promessa é de acesso gratuito à Netflix, que nestes tempos de isolamento social estaria entregando uma quantidade limitada de passes gratuitos para ajudar a levar entretenimento a quem está em casa. Tudo, é claro, não passa de mentira, numa tentativa de disseminar ataques e obter informações pessoais dos incautos.

A mensagem tem um tom de urgência, afirmando que a oferta só dura dois dias, enquanto o acesso ao site mantém essa ilusão com um contador falso que exibe um número de supostas contas grátis. Tudo, inclusive, em português brasileiro, embora o golpe tenha se originado nos Estados Unidos.

Como sempre acontece em tentativas desse tipo, o recebimento da suposta oferta inclui uma série de perguntas a serem respondidas pelo usuário, todas sobre o coronavírus. Independentemente da resposta, o utilizador é contemplado pela "oferta", que para ser validada exige o compartilhamento com 10 contatos, por meio do WhatsApp, e o cadastro de uma conta de e-mail.

-
Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.
-

Golpe via WhatsApp promete conta grátis na Netflix, mas pede e-mail e pode levar a novas tentativas de fraude contra o usuário (Imagem: Reprodução/Felipe Demartini)

Desnecessário dizer que o tal passe livre da Netflix nunca chega e a segunda parte do golpe acontece em mensagens enviadas ao endereço cadastrado. As vítimas podem receber links suspeitos para o download de malwares ou serem levadas a sites que exigem novos cadastros, além de contarem com anúncios cuja renda é revertida aos golpistas.

Em comunicado, a Netflix afirmou que não está realizando nenhuma oferta específica relacionada ao coronavírus e que os usuários não devem acreditar em notificações feitas em seu nome. Como degustação, a empresa mantém apenas sua oferta tradicional de primeiro mês gratuito para novos usuários, que existe desde que a plataforma chegou ao Brasil, por exemplo.

Já o aviso emitido pela Kaspersky serve como alerta tanto para este quanto outros golpes que estejam usando a pandemia como assunto. O ideal é manter a atenção para mensagens compartilhadas por e-mail ou mensageiros instantâneos, evitando clicar em links mesmo que eles venham de contatos conhecidos.

Vale a pena checar o endereço dos sites e comparar com os oficiais, já que golpes desse tipo jamais virão de e-mails ou páginas realmente ligadas às empresas. Caso desconfie da veracidade de uma oferta, vale a pena checar diretamente a existência dela com os responsáveis e jamais entregar dados pessoais em páginas desse tipo.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Crítica | O Jogo da Imitação e o pai das nossas interações contemporâneas

Mar 25, 2020

Description:

 

Alan Turing foi um matemático, lógico, criptoanalista e cientista da computação. Seus feitos o fizeram ser condecorado com a Excelentíssima Ordem do Império Britânico, que é uma Ordem de Cavalaria – dentro de um espírito da cavalaria medieval. Turing, que desempenhou um papel importantíssimo na criação do computador moderno (como este por meio do qual estou escrevendo), foi, ainda, pioneiro nos estudos sobre inteligência artificial. É, sobretudo, o pai da computação.

Em meio à Segunda Guerra Mundial, Turing trabalhou em um centro especializado em quebra de códigos, passando um tempo maior na seção responsável pela criptoanálise da frota naval alemã. Nesse período, conseguiu planejar diversas técnicas de decodificação. O Jogo da Imitação (disponível no Amazon Prime Video), sob o roteiro de Graham Moore (seu primeiro e único trabalho para o cinema até o momento – estamos em 2020 e o filme é de 2014) e baseado em livro de Andrew Hodges, entende esse caminho específico como o mais coerente, focando em um trabalho, em uma fase.

Leia também: 10 filmes para assistir no Amazon Prime Video durante o isolamento

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

Cuidado! A crítica pode conter spoilers!

Tímido pelo conteúdo

A direção de Morten Tyldum, que há quatro anos lançou Passageiros (de 2016), por sua vez, entende essa escolha como um espaço para criar um dualismo quase que incompatível: ao mesmo tempo em que se apega em excesso à história (ao documental), Tyldum investe em uma dramatização que, de vez em quando, parece um tanto exagerada, pendendo para o melodrama.

O início do filme, assim, funciona como a melhor isca para um anzol eficiente: se a trilha sonora de Alexandre Desplat condensa sua força em um quase ostinato em segundo-plano, remetendo sensitivamente ao digital – à própria computação – a voz off de Benedict Cumberbatch (que interpreta Turing) anuncia um protagonista centrado, consciente de suas ações, convincentemente arrogante.

Anunciando o protagonista. (Imagem: Captura de tela/Sihan Felix)

Pode não ser apropriado exigir que uma obra baseada em fatos esteja restrita aos acontecimentos históricos. Tosar uma liberdade que, se bem empregada, tem o poder artístico de enobrecer o que de fato é nobre ou tornar repulsivo o que já é repulsivo talvez seja uma decisão muito frágil. Por outro lado, optar por não se arriscar em debates contemporâneos, mesmo com a própria biografia do Cavaleiro contendo espaço de sobra para isso, por mais que não fragilize o todo, torna-o tímido pelo conteúdo.

A defesa do efeito

O Jogo da Imitação, portanto, é um misto de tudo isso. Enquanto permanece sufocado por uma vontade historiadora do diretor norueguês, auxiliada pela equipe que parece precisa na reconstrução da época, acaba por depender da atuação de Cumberbatch. As gravações em locações reais, dessa forma, pouco têm a dizer – podendo soar como vaidade inclusive –, restando a força do elenco para a condução do carisma necessário à obra.

Essa trava, que ainda inclui o medo de se aprofundar na sexualidade e no sofrimento pós-guerra (especialmente neste) limita o resultado à história propriamente dita de Turing (que é, de fato, dolorida), perdendo a chance de, além de contar os acontecidos, demonstrar artisticamente que pode gerar uma reflexão mais profunda e apurada, o que o faria deixar de ser apenas informações bem exploradas.

Aliás, Tyldum e seu diretor de fotografia (o espanhol Oscar Faura, de Jurassic World: Reino Ameaçado) tornam os flashbacks estranhamente deslocados. Seja por melodramatizarem a relação do matemático com seu primeiro amor ou por se justificarem apenas na indicação posterior do batizado da máquina, seja pela coloração insossa e sem personalidade, esse retorno ao passado se assemelha a uma sensação de irrelevância incômoda. Coincidentemente, a atuação de Alex Lawther (o jovem Turing – e protagonista da série The End of the F***ing World) é tão sensível que consegue, de algum modo, defender o efeito.

Leia também: Confira algumas das melhores séries teen para assistir na Netflix

Lawther defendendo o efeito. (Imagem: Captura de tela/Sihan Felix) Consigo e com sua memória

É confusa, ainda, a opção pela citada voz off, que parece dialogar com o público – pedindo muita atenção para o que será revelado –, quando ao meio do terceiro ato, percebe-se que ela estava direcionada a um investigador. Constatar que é um diálogo fechado – entre quatro paredes – a esse ponto pode balançar as estruturas e, novamente, demonstrar que O Jogo da Imitação é um filme até certo ponto completo em história, mas vazio de subtexto, o que o apequena.

Mas tudo é tão concentrado no trabalho de Cumberbatch (que viria a ser um Doutor Estranho excepcional) que, ao final, tentei me recordar de uma atuação tão intensa em anos recentes e, ao mesmo tempo, sem qualquer overacting, e consegui listar poucas. O trabalho de Eddie Redmayne como Stephen Hawking, por exemplo, em A Teoria de Tudo (de 2014 – mesmo ano de lançamento), é um embate interessante e que pode gerar algumas boas discussões.

O bom trabalho de Cumberbatch, que também revela ter um timing cômico fantástico, é muito claro no momento em que, comemorando, a equipe se saúda e ele, como sem saber reagir, sublinha a solidão de sua personagem: um isolamento – acompanhado por Christopher (Jack Bannon) –, ao ceder as costas ao time e sorrir, feliz... ou absolutamente consigo e com sua memória.

"Absolutamente consigo e com sua memória." (Imagem: Captura de tela/Sihan Felix) Meu mais sincero abraço

Talvez, em uma época em que homossexuais ainda são agredidos, linchados e mortos (há 60 anos ou há seis e hoje), não compreender qualquer subtexto – por mais etéreo e idílico que seja – ou ir um pouco mais a fundo na condição de um protagonista que sofreu intensamente em um país onde ser gay era um crime policial pode ser sintomático da falta de coragem de um cinema que se pretende comercial.

Leia também: Dia do Orgulho LGBT | 20 filmes, séries e documentários para maratonar

Isso porque quando na máxima exposição dessa condição inerente, justamente quando se vê Turing erroneamente submetido ao efeito de drogas hormonais – em uma sequência de fazer chorar sem esforço melodramático –, o filme se limita a deixar uma legenda finalizar o último ano do pai da computação. Felizmente, logo após, a música de Desplat abre os créditos e, momentaneamente, conduz-nos a relevar as más ocorrências e a exaltar as boas (que são muitas de qualquer forma).

"Turing erroneamente submetido ao efeito de drogas hormonais." (Imagem: Captura de tela/Sihan Felix) Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê?

No final das contas, tudo isso deságua no exato momento em que você está me lendo agora e continua quando você fechar essa página, receber uma mensagem no WhatsApp, publicar um comentário, enviar um e-mail, xingar muito no Twitter... Eu devo a sua leitura a Turing: um Cavaleiro inglês, um gênio, um homem que nos deu a possibilidade de progredir com velocidade pela ciência da computação. Mas, através dessa gratidão pelo trabalho dele, agradeço a você por ter chegado até aqui – afinal, não foi o inglês que te pediu para me ler – e fico na torcida para poder contar com a sua leitura outras vezes.

Do meu isolamento, deixo o meu mais sincero abraço. Cuidem-se. E muito obrigado!

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Estes são os novos óculos VR feitos pela HP em parceria com Microsoft e Valve

Mar 25, 2020

Description:

A HP começou a divulgar seu retorno ao mundo dos óculos de realidade virtual com o sucessor do Reverb. O novo produto está sendo desenvolvido em parceria com a Microsoft e com a Valve, mas ainda não há muitos detalhes sobre suas especificações técnicas. Mesmo assim, já se sabe que o gadget também terá capacidade de aproveitar experiências em realidade aumentada.

Para quem não se lembra, o Reverb original, que custa perto de US$ 599, também fazia parte da linha de realidade mista suportada pela Microsoft e tinha uma tela de alta resolução. Pelo que pode ser visto, o novo produto é bem parecido com o antecessor, empregando duas câmeras de rastreamento de realidade mista ao invés dos sensores comumente usados pelos óculos da Valve

Segundo a HP, esse novo produto não irá competir com modelos como o Oculus Rift S, que custa US$ 399, nem com o Index, da Valve, que custa US$ 1 mil. Em e-mail enviado à imprensa internacional, a empresa o trata como um "óculos VR sem compromisso", descrevendo-o como "uma experiência mais imersiva, confortável e compatível".

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

Developers, architects, and #VR users - this one’s for you.

Get a sneak peek of the next benchmark in virtual reality headsets from @HP x @ValveSoftware x @Microsoft. https://t.co/m3hUAL6sK1 pic.twitter.com/IsqL2aOVsl

— Z by HP (@ZbyHP) March 23, 2020

É bom lembrar que a plataforma de realidade virtual da Valve, o SteamVR, já suporta óculos de realidade mista do Windows juntamente com outros produtos da Oculus e HTC, portanto não dá para cravar como será exatamente a colaboração entre as empresas para a produção deste gadget.

É possível que em breve tenhamos mais informações sobre os novos óculos da HP, como o seu nome real e configurações. A produção do equipamento, no entanto, ainda não tem data para se iniciar devido à pandemia do novo coronavírus.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Samsung fecha suas lojas no Brasil para conter novo coronavírus

Mar 25, 2020

Description:

Em comunicado oficial divulgado nesta quarta-feira (25), a Samsung anunciou o fechamento temporário de todas as suas lojas de varejo. A decisão foi tomada um dia após a empresa confirmar a paralisação de uma de suas fábricas no Brasil, como medida preventiva para barrar a disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Novo coronavírus já afeta 70% das empresas do setor eletroeletrônico, diz Abinee Com coronavírus e enchentes, home office é a melhor opção para jovens adultos 10 ferramentas para manter a produtividade no trabalho em home office

O fechamento das lojas físicas cobre todo território nacional, sem data prevista para retorno. A ação foi tomada em sincronia com a decisão de vários governos estaduais, que decretaram estado de quarentena até o mês que vem.

“Em um esforço para minimizar a expansão do COVID-19, decidimos, junto a nossos parceiros, fechar temporariamente as lojas Samsung em todo o Brasil até novo aviso”, diz a nota oficial.

-
Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.
-

Atendimento online será o foco

Enquanto as lojas físicas estiverem fechadas, a Samsung reforça que a sua loja online e varejistas parceiras continuarão funcionando normalmente. O atendimento ao cliente, no entanto, ocorrerá em horário reduzido, das 8h às 20h, através do suporte online ou pelos telefones de contato: 4004-0000 (capitais e grandes centros) e 0800-124421 (para demais cidades e regiões).

Vale lembrar que a Samsung decidiu antecipar as vendas dos novos Galaxy S20 no Brasil desde o último dia 20 de março. Ou seja, embora você não possa experimentá-los em uma loja física, será possível adquiri-los através da loja online. Somente o Galaxy S20 Ultra terá suas vendas iniciadas a partir do dia 3 de abril.

Segurança em primeiro lugar

A Samsung vem adotando medidas de segurança em outros países para ajudar a conter o novo coronavírus. Além do Brasil, houve paralisação nas fábricas da China, Coreia do Sul, Índia e na América do Norte.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Em casa? Conheça 10 apps para pedir comida pelo celular ou tablet

Mar 25, 2020

Description:

Quem se isolou em casa para respeitar a recomendação de distanciamento social pode ter se deparado com um dilema: o cardápio. Como variar as refeições em casa sem se arriscar em restaurantes ou mesmo em uma simples compra no supermercado? Pois com estes 10 aplicativos você terá um leque de opções para sair do arroz com feijão ou macarrão instantâneo.

iFood

Um dos pioneiros no segmento de pedidos de comida pela internet, o iFood tem restaurantes parceiros nos 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal.

-
Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.
-

O funcionamento do app é simples, com uma lista de opções disponíveis no horário na sua região. É possível filtrar a navegação por tipo de comida e ainda comprar alguns itens de mercado. O pagamento é feito pelo app e o pedido pode ser acompanhado no celular.

Download: Android | iOS Uber Eats

Enquanto o iFood é um dos veteranos no segmento, o Uber Eats é um dos novatos. O serviço chegou ao Brasil na carona do aplicativo de transporte individual, e já possui mais instalações que os concorrentes – afinal de contas o app é o mesmo em todos os países.

O uso do app é semelhante ao do iFood, o app mostra quais restaurantes estão disponíveis para entrega na sua região, você pode escolher por tipo de comida e ver as opções no cardápio de cada um deles. O pagamento e o rastreamento do pedido podem ser feitos no próprio app, que conta com um prático indicador de localização do entregador.

Download: Android | iOS James

Outro recém-chegado ao mercado, o James se destaca por oferecer uma variedade de outras lojas além de restaurantes. Farmácia, supermercado e até pet shops são listados no serviço, que afirma entregar “qualquer coisa”.

Por ser mais novo e oferecer mais produtos, o aplicativo funciona em 18 cidades brasileiras (Manaus, Goiânia, Florianópolis e Porto Alegre são algumas das cidades fora da cobertura do app na data de publicação deste texto). A variedade de estabelecimentos, porém, pode ser atrativa, especialmente pelos mercados (a empresa é parte do Grupo Pão de Açúcar).

Download: Android | iOS Rappi

Outro aplicativo multiuso, o Rappi também tem restaurantes, farmácias, supermercado, pet-shops e até serviços especializados como conserto de celular, churrasco, papelaria, massagem e sex shops.

Na data da publicação deste texto, o app listava mais de 70 cidades brasileiras com estabelecimentos para entrega. Como diferenciais, o aplicativo aceita pagamentos via PayPal e até um cartão pré-pago próprio, ao pagar é possível até mesmo calcular a divisão da conta entre outras pessoas.

Download: Android | iOS Habib's

Para fomes mais específicas, é possível pedir direto no app da sua rede de comida favorita. Um dos exemplos é a rede de fast food árabe Habib’s.

O app lista os restaurantes mais próximos e oferece a opção de entrega em casa caso você esteja na área de cobertura para o serviço.

Download: Android | iOS Ragazzo

Do mesmo dono do Habib’s, o Ragazzo é especializado em comida italiana – massas, pizzas, saladas – e claro, coxinhas.

Assim como o aplicativo do Habib’s, o app do Ragazzo mostra qual a filial mais próxima e permite fazer o pedido para receber em casa.

Download: Android | iOS Pizza Hut

Para quem é viciado em pizzas, talvez a marca mais famosa da redonda: Pizza Hut. Com o app oficial da empresa no Brasil é possível conhecer o cardápio e fazer seu pedido para entrega em casa ou retirada na loja.

O app não oferece a opção de pagamento online, mas, em contrapartida, não requer um cadastro.

Download: Android | iOS China In Box

Especializado em comida chinesa, o app do China In Box oferece os tradicionais yakissoba, frango xadrez, rolinho primavera, entre outros.

O app tem um funcionamento idêntico ao do site e permite fazer seu pedido online para entrega em casa ou retirada na loja.

Download: Android | iOS Gendai

Semelhante ao China In Box, o aplicativo do Gendai também lembra o site da rede de culinária oriental, com a diferença de oferecer sushis, sashimis e outras especialidades japonesas.

O app do Gendai também permite localizar as filiais próximas e fazer o pedido para entrega a domicílio ou retirada no restaurante.

Download: Android | iOS McDonald’s

O gigante do fast-food não poderia ficar de fora da lista. A rede dos arcos dourados mostra no seu app o cardápio atual e os restaurantes próximos.

Ao preencher seu endereço, o app mostra se o serviço de entrega está disponível na sua região e permite fazer o pedido de Big Macs, nuggets, milk shakes e muito mais.

Download: Android | iOS

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Mulher-Maravilha 1984 ganha nova data de estreia no Brasil e arte

Mar 25, 2020

Description:

A Warner Bros Pictures divulgou nesta terça-feira (24) a nova data de estreia de Mulher-Maravilha 1984: agora, o longa-metragem chegará aos cinemas do Brasil no dia 13 de agosto. Com cinemas fechados e adiamentos de estreias, é uma surpresa que esse anúncio surja em tempos de COVID-19. Nas redes sociais, a diretora Patty Jenkins divulgou uma nova arte e reforçou a ideia de que seu filme foi feito para ser visto no cinema.

Pela primeira vez na história, nenhum filme vai estrear nos cinemas do Brasil

Jenkins reconheceu "os tempos terríveis" vividos por todos, em especial os proprietários de cinemas, que "estão lutando como muitos outros". Por isso, rezando "por melhores melhores", a diretora frisou que acredita no poder do cinema e que o filme estreará no dia 13 de agosto de 2020 (no Brasil).

We made Wonder Woman 1984 for the big screen and I believe in the power of cinema. In these terrible times, when theater owners are struggling as so many are, we are excited to re-date our film to August 14th 2020 in a theater near you, and pray for better times for all by then pic.twitter.com/85ykQ8x6NE

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

— Patty Jenkins (@PattyJenks) March 24, 2020 Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias!

A atriz Gal Gadot, que interpreta a Mulher-Maravilha, também ajudou a divulgar a nova data de estreia. No Twitter, ela disse estar ansioso por um futuro melhor e que todos possam "compartilhar o poder do cinema juntos novamente".

In these dark and scary times, I am looking forward to a brighter future ahead. Where we can share the power of cinema together again. Excited to redate our WW84 film to August 14, 2020. I hope everyone is safe. Sending my love to you all. ❤️ pic.twitter.com/nzPUM7uQ1n

— Gal Gadot (@GalGadot) March 24, 2020 Mulher-Maravilha é a essência daquilo que é ser um herói [Crítica] CCXP19 | Trailer de Mulher-Maravilha 1984 mostra vilões em visual anos 80

Ao contrário do que tem feito alguns estúdios, parece que Mulher-Maravilha 1984 não irá chegar tão cedo às plataformas de streaming. O apelo da diretora, no entanto, faz sentido: a experiência no cinema é diferente daquela que temos em casa. Vamos torcer para que em agosto já possamos voltar a ver os filmes nas grandes telas.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Intel promete doar um milhão de itens de proteção para combate ao coronavírus

Mar 25, 2020

Description:

A fabricante de semicondutores Intel se comprometeu a doar um milhão de itens de proteção, como máscaras cirúrgicas e luvas usadas profissionais de saúde, a entidades de combate ao SARS-CoV-2, popularmente conhecido como “novo coronavírus”. A empresa vai fabricar os itens em sua estrutura no estado da Califórnia, que é voltada à produção de produtos de emergência.

"Nós vamos continuar a procurar por fontes adicionais de equipamento de proteção pessoal que possamos criar e doar o mais rápido possível, a fim de mantermos o nosso compromisso de mais de um milhão de itens”, disse Todd Brady, o diretor global de relações governamentais da Intel, em comunicado.

A empresa norte-americana também ressaltou que fez uma doação de US$ 1 milhão (R$ 5,07 milhões, na cotação atual) para a Cruz Vermelha em janeiro deste ano para ajudar no combate e alívio da proliferação do coronavírus pelo mundo.

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

Uber oferece assistência médica a motoristas e entregadores parceiros no Brasil As máscaras cirúrgicas (foto) e luvas para profissionais de saúde estão entre os itens a serem fabricados e doados pela Intel, em esforço para melhor controlar o avanço do novo coronavírus pelo mundo Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer?

Com a medida, a Intel se une à Apple e ao Facebook, que nos últimos dias também anunciaram esforços filantrópicos no intuito de tentar frear o avanço da COVID-19, a doença que deriva do novo coronavírus. No último dia 21 de março, a fabricante do iPhone se comprometeu a doar dois milhões de máscaras cirúrgicas. Cerca de 720 mil unidades do mesmo item serão doados pelo Facebook, que disse tê-los em reserva após as queimadas naturais da Califórnia, em 2019.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Rússia anuncia plano de criar o primeiro mapa 3D em alta resolução da Lua

Mar 25, 2020

Description:

A Rússia planeja criar o primeiro mapa topográfico tridimensional da Lua para ajudar a Roscosmos (a agência espacial russa) a decidir onde os cosmonautas pousarão em futuras missões no satélite natural da Terra.

De acordo com o diretor do Instituto de Pesquisas Espaciais da Rússia, Anatoly Petrukovich, o mapa será criado usando imagens estereoscópica e terá uma resolução de dois a três metros por pixel. O mapa permitirá que pesquisadores russos estudem as estruturas lunares e suas origens, além de fornecer detalhes cruciais para futuras missões tripuladas e não tripuladas da Lua.

Primeira fotografia do lado afastado da Lua foi tirada pela soviética Luna 3 em outubro de 1959 (Foto: Reprodução) Rússia e Europa se unem para buscar água congelada na Lua com a missão Luna-27 Saiba como a Rússia planeja enviar cosmonautas à Lua até 2030 A atual corrida espacial entre EUA, Europa, Rússia e China para se firmar na Lua

Petrukovich afirmou que o mapa russo terá diversas vantagens sobre os mapas "planos" atuais, incluindo maiores detalhes e mais precisão quanto à altura das elevações. “Após o trabalho dos satélites americanos, temos mapas planares da superfície lunar, mas aqui, usando processamento estéreo e análise de luz, obteremos um mapa universal de altitudes de toda a Lua com alta precisão”, disse.

-
Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!
-

Há uma série de veículos espaciais sendo preparados pela Roscosmos para voarem à Lua ao longo da década. A primeira missão dessas será a Luna-25, programada para ser lançada em outubro de 2021. Já o orbitador Luna-26, que funcionará como um retransmissor de telecomunicações, decolará em 2024. Ambos fazem parte do programa conhecido como Luna-Glob.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Quadrinho vai revelar o que aconteceu entre God of War III e o game do PS4

Mar 25, 2020

Description:

Quando os fãs de God of War jogaram o título lançado para PlayStation 4, em 2018, muitas perguntas ficaram no ar, pois a maioria não foi respondida no final da aventura. E o que mais intriga os jogadores é: o que aconteceu após a aparente morte de Kratos na conclusão de God of War III, lançado para PlayStation 3 em 2010? Embora essa trajetória possa ser detalhada na sequência do capítulo, um novo arco em quadrinhos vai contar como o personagem foi parar nos domínios dos deuses nórdicos.

"God of War: Fallen God segue Kratos depois de ele conquistar Zeus e frustrar Atena. Crendo-se finalmente livre de sua escravidão, ele parte para o deserto na tentativa de se distanciar de sua casa e de sua vergonha, apenas para encontrar sua raiva e a culpa seguindo-o de perto. Kratos se enfurece contra o único inimigo que provou ser imbatível — ele mesmo. Mas uma guerra contra si mesmo não pode ser vencida e é apenas um convite à loucura”, diz a descrição da trama que será publicada pela editora Dark Horse.

Análise | God of War tem melhor versão de um Kratos preparado para nova geração Imagem: Reprodução/Comic Book

O roteiro é de Chris Robertson e os desenhos ficam a cargo de Tony Parker. Ambos já trabalharam em God of War, minissérie em quatro partes lançada em 2018 e que narrou alguns acontecimentos antes dos eventos do game lançado para PS4 no mesmo ano. A ideia é que Fallen God mostre muita coisa que ocorreu ainda antes, em um período mais próximo após a batalha fatídica entre Kratos, Zeus e os deuses do Olimpo.

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias!

Não ficou claro se também será um minissérie em quatro edições. God of War: Fallen God #1 tem previsão de lançamento para o dia 24 de junho.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

Sophie Turner alfineta Evangeline Lilly sobre gravidade do coronavírus

Mar 25, 2020

Description:

Coronavírus se alastrando, tomando milhares de vidas, causando pânico mundial e ainda tem quem duvide da gravidade da situação. Uma dessas pessoas é a atriz Evangeline Lilly, a Vespa nos filmes do Homem-Formiga, que deu uma aula de polêmica no próprio Instagram ao defender sua liberdade de sair do isolamento.

Em uma publicação onde mostra a xícara de chá que estava bebendo pela manhã, Evangeline Lilly escreveu: “Acabei de deixar meus filhos no acampamento de ginástica. Eles lavaram as mãos antes de entrarem lá. Eles estão brincando e rindo”.

Ver essa foto no Instagram

#morningtea ☕️ Just dropped my kids off at gymnastics camp. They all washed their hands before going in. They are playing and laughing. #businessasusual

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Uma publicação compartilhada por Evangeline Lilly (@evangelinelillyofficial) em 16 de Mar, 2020 às 9:45 PDT

A publicação teve uma péssima recepção e os fãs questionaram a atitude da atriz de não isolar a si e sua família. A situação ficou ainda pior com as respostas que ela deu para os seguidores, chegando a falar de teorias da conspiração.

Em resposta ao usuário @erinkcsmith, a atriz disse: "Estou vivendo com o meu pai no momento, que está no estágio quatro de leucemia. Eu também estou comprometida com a imunidade no momento. Tenho duas crianças pequenas. Algumas pessoas valorizam suas vidas mais do que sua liberdade, algumas valorizam a liberdade mais do que suas vidas. Nós todos fazemos escolhas. Com amor e respeito. EL"

Evangeline Lilly

Em resposta à usuária @nikkimonique13, a atriz foi ainda mais polêmica: "Penso que todos precisamos nos acalmar, respirar e encarar os fatos que nos estão sendo apresentados. Eles não somam ao bloqueio global total, controle, pandemônio e insanidade que estamos vivendo. Tenho esperança de que as pessoas irão encontrar sua paz e sanidade onde estão em breve".

Quando o usuário @dsj22 especulou que "algo está acontecendo nos bastidores", porque eventualmente "alguma doença aparece rapidamente e depois desaparece tão rápido quanto chegou", a atriz disse que "há 'algo' em todo ano de eleição".

Sophie Turner e Joe Jonas durante a live

Isolada com seu companheiro Joe Jonas, a também atriz Sophie Turner (Game of Thrones e X-Men: Fênix Negra) deu uma resposta velada para a colega em uma live no Instagram: “Fiquem em casa. Não sejam estúpidos, po***. Mesmo que vocês valorizem mais sua liberdade do que... sua saudade. Eu estou cag***do para a sua liberdade. Você pode estar infectando outras pessoas, outras pessoas vulneráveis ao seu redor, ao fazer isso. Então fiquem em casa, gente!”

Sansa Stark está falando sério. Fiquem em casa! É uma questão de empatia.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Leve 2 e Pague 1 | Duas Smart TVs Samsung na oferta da semana Magalu Boletim oficial: COVID-19 leva a 57 óbitos e 2.433 infectados no Brasil SÓ R$ 499 | Pacotes 2021 para Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal ou Maceió São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

TikTok e OMS fazem campanha para mostrar importância de lavar as mãos

Mar 20, 2020

Description:

Os esforços para conter o contágio do novo coronavírus passam por todo mundo. Entre as principais medidas que cada um pode tomar, lavar bem as mãos sempre que possível é uma das mais importantes. A OMS sempre alertou para isso, e agora vai ganhar reforço da rede social do momento, o TikTok.

A plataforma anunciou uma parceria com a Organização Mundial da Saúde para conscientizar seus usuários sobre a necessidade de lavar sempre as mãos, com vídeos que ensinam o processo mais indicado. A campanha irá ao ar neste sábado, 21, com vídeos curtos com participações especiais. Terry Crews, também conhecido como pai do Chris e sargento Jeffords, é um deles. Veja abaixo.

@terrycrews

I T S C O R O N A T I M E. ##iwillsurvive ##washyourhands ##xyzbca ##xyzcba ##xyzbca @beepboop123456789 ##safehands

-
CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.
-

♬ I Will Survive - Gloria Gaynor

No Brasil, a atriz, dubladora e cantora Bia Alencar já confirmou sua participação. A hashtag por aqui será #MaosSeguras, e todos estão convidados a criar seus vídeos lavando as mãos para lembrar a todos a importância de manter o novo coronavírus longe.

A Organização Mundial da Saúde também dá dicas para lavar e desinfetar suas mãos corretamente:

Esfregar as mãos com um desinfetante à base de álcool (20 a 30 segundos)
Lavar a mão com água e sabão (pelo menos 40 a 60 segundos)

Veja o vídeo da OMS que ensina como lavar a mão corretamente.

@who

##SafeHands challenge with our Goodwill Ambassador Dr Natalia Becker. ##COVID19 ##coronavirus

♬ original sound - who

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

#DesafioAceito: hashtag volta a aparecer nas redes sociais; entenda PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? COVID-19: as operadoras de telecomunicação no Brasil estão prontas? Viaje em 2021 | Pacote de 5 dias em Jericoacoara e Fortaleza por R$900 em 12x

Uber Eats dará entrega grátis em pedidos de restaurantes locais

Mar 20, 2020

Description:

A Uber Eats anunciou nesta semana que começará a dar entrega grátis em pedidos feitos por restaurantes locais do Brasil e da América Latina. A medida será aplicada, segundo a empresa, a mais de 30 mil estabelecimentos de pequeno e médio porte, vindo como estratégia para aumentar o fluxo nestes locais, mais afetados pela pandemia do novo coronavírus, e dar mais visibilidade aos negócios independentes.

Da mesma forma, os restaurantes beneficiados também estarão isentos de taxa de retirada nos pedidos em que o cliente escolhe buscar a comida diretamente no restaurante. Além disso, a Uber Eats também promete intensificar seus esforços de marketing como forma de dar mais atenção aos pequenos e médios negócios.

O benefício fica disponível a todos os clientes por tempo indeterminado e deve durar, pelo menos, ao longo das próximas semanas, período que o Uber Eats chamou de desafiador para os proprietários de pequenas empresas. Na visão do serviço, a ideia também ajuda a manter o estado de isolamento social recomendado por organizações de saúde para conter o avanço da pandemia, enquanto garante a renda dos donos de estabelecimentos e dos entregadores.

-
Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
-

No comunicado, a companhia chama a atenção para o regime de home office que vem sendo adotado por muitas empresas diante da pandemia, como forma de reduzir a circulação de pessoas e fazer valer as medidas de isolamento social. “Muitos de nossos consumidores estão trabalhando de casa, por isso, trabalharemos duro para que eles continuem tendo acesso a refeições”, explicou Eduardo Donnelly, diretor-geral regional da Uber Eats para a América Latina.

Segundo ele, descontos também serão oferecidos para os restaurantes que precisem de ajuda para atingir novos usuários e aumentar as vendas neste momento difícil. As medidas voltadas ao usuário também acompanham alterações de políticas direcionadas aos próprios estabelecimentos, como forma de auxiliar na venda de pratos e no processo de delivery.

COVID-19 | Como fica o varejo? Novo coronavírus: tire suas dúvidas e descubra como se proteger Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo

Outras mudanças no funcionamento dos sistemas da companhia envolvem a possibilidade de pagamentos diários para pequenos negócios, em vez dos tradicionais que acontecem aos finais de semana. De acordo com a empresa, todos os estabelecimentos das cidades em que o serviço funciona podem optar por esse formato de pagamento pelos pedidos.

Ainda no lado dos estabelecimentos, a Uber Eats disse estar simplificando o processo de inscrição na plataforma. Dessa forma, os responsáveis por pequenos negócios que cumpram requisitos obrigatórios de qualidade podem começar a operar por ela de forma rápida e sem a necessidade de um tablet.

De longe Uber Eats sugere utilização da modalidade de entrega "sem contato" para evitar contaminação entre clientes e entregadores (Imagem: Divulgação/Uber Eats)

No comunicado, a Uber Eats reforçou ainda a presença de uma opção de entrega “sem contato”, voltada justamente para evitar a manipulação e o contágio entre entregadores e usuários. Além disso, orientações estão sendo dadas aos restaurantes quanto ao uso de embalagens invioláveis e higiênicas, de forma a garantir a segurança de todos os envolvidos no processo.

Ainda, a companhia está dando ajudas financeiras para que seus parceiros, sejam eles entregadores de comida ou motoristas, possam adquirir produtos de higiene pessoal como o álcool em gel. A empresa, ainda, está orientando os condutores a evitarem o ar condicionado e dirigirem com os vidros abertos, de forma a ventilar o veículo e reduzir a permanência de patógenos em seu interior.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

#DesafioAceito: hashtag volta a aparecer nas redes sociais; entenda PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? COVID-19: as operadoras de telecomunicação no Brasil estão prontas? Viaje em 2021 | Pacote de 5 dias em Jericoacoara e Fortaleza por R$900 em 12x

Operadoras brasileiras anunciam união em combate ao novo coronavírus

Mar 20, 2020

Description:

As empresas de telecomunicação do Brasil anunciaram uma iniciativa conjunta e coordenada em resposta a pandemia da COVID-19. Algar, Claro, Nextel, Oi, TIM e Vivo divulgaram uma série de medidas para atender as exigências impostas pela recomendação de distanciamento social.

A união acontece em um momento em que há uma crescente preocupação com a infraestrutura das empresas de telecomunicações ao redor do mundo, com uma maior demanda de serviços digitais para trabalho, saúde e lazer.

Saiba mais sobre o novo coronavírus no Canaltech:

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

COVID-19: as operadoras de telecomunicação no Brasil estão prontas? Coronavírus | Claro oferecerá mais Internet na banda larga e em planos móveis Oi libera sinal de TV por assinatura para ajudar clientes em isolamento Vivo libera navegação no aplicativo Coronavírus SUS e mais de 100 canais na TV TIM oferece bônus de internet e acesso livre ao app Coronavírus SUS

Algumas das medidas anunciadas já tinham sido divulgadas pelas empresas isoladamente, incluindo abertura de sinais na TV por assinatura, acesso gratuito ao aplicativo “Coronavírus - SUS”, aumento na franquia de dados móveis, fechamento de lojas físicas e iniciativas de proteção aos funcionários.

Aplicativo do SUS com informações sobre prevenção ao coronavírus  Comitê supervisor

A maior novidade do comunicado está no estabelecimento de comitês de gestão de crise em cada uma das empresas, além da formação de um comitê supervisor integrado, gerenciado pelo SindiTelebrasil (Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal).

O comitê integrado alinhará as ações das empresas com a Anatel e outros agentes governamentais. Uma das iniciativas coordenadas com a agência foi o disparo de mensagens de orientação por SMS.

As empresas anunciaram também um plantão permanente nas equipes de implantação, instalação, reparo e manutenção de rede e serviços, “que vão operar de forma contínua para assegurar a continuidade dos serviços, resguardadas situações de risco à saúde de funcionários e clientes”.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

#DesafioAceito: hashtag volta a aparecer nas redes sociais; entenda PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? COVID-19: as operadoras de telecomunicação no Brasil estão prontas? Viaje em 2021 | Pacote de 5 dias em Jericoacoara e Fortaleza por R$900 em 12x

Bebês e crianças também podem morrer por causa do novo coronavírus, diz estudo

Mar 20, 2020

Description:

Com o avanço da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), aumentaram os cuidados com os idosos e adultos diabéticos e hipertensos, que representam o maior grupo de risco. As crianças têm ficado de fora da maioria dos alertas, justamente porque elas estão na faixa de menor percentual de infecção até agora. Mas um novo estudo revela que, embora boa parte dos pequeninos desenvolva sintomas leves ou moderados, uma pequena parcela de bebês e crianças em idade pré-escolar podem ficar gravemente doentes.

Um artigo científico aprovado pela revista Pediatrics analisou, a partir do dia 8 de fevereiro, mais de 2 mil crianças e adolescentes doentes em toda a China, onde a pandemia começou. Pouco mais de um terço desses casos foram confirmados com testes de laboratório. O restante foi classificado como suspeito, com base nos sintomas, nas radiografias do tórax, em exames de sangue e se a criança havia sido exposta a pessoas com o novo coronavírus.

Cerca de metade dos pacientes analisados apresentou quadros leves com febre, fadiga, tosse, congestão e possivelmente náusea ou diarreia. Mais de um terço, aproximadamente 39%, ficou moderadamente doente, com sintomas adicionais, incluindo pneumonia ou problemas pulmonares, revelados pela tomografia computadorizada, mas sem falta de ar evidente. Outros 4% não apresentavam sinais da COVID-19.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

Imagem: Reprodução/Sky

Entretanto, 125 crianças, ou quase 6%, desenvolveram aspectos muito graves e um menino de 14 anos morreu, de acordo com Shilu Tong, autor sênior do estudo e diretor do departamento de epidemiologia clínica e bioestatística no Centro Médico Infantil de Xangai. Treze foram consideradas "críticas", à beira da insuficiência respiratória ou de órgãos. As outras foram classificadas como "graves" porque apresentavam problemas respiratórios.

Isso tudo fornece um retrato mais claro de como os pacientes mais jovens são afetados pelo vírus, conhecimento que, segundo especialistas, pode ajudar a influenciar políticas, como fechamento de escolas, preparação para hospitais e implantação de um eventual tratamento e vacinas.

Detalhes sobre a pesquisa ligam o alerta sobre os pequenos

"Efetivamente, o que isso nos diz é que os hospitais devem se preparar para alguns pacientes pediátricos porque não podemos descartar completamente as crianças", disse Srinivas Murthy, professor associado de pediatria da Universidade da Colúmbia Britânica, que não estava envolvido no estudo. 

“A principal conclusão é que as crianças são infectadas a taxas comparáveis ​​às dos adultos, com severidade muito menor, mas, mesmo nelas, há um certo espectro de doenças e algumas delas requerem terapia mais agressiva”, complementou Murthy. Mais de 60% das 125 crianças que ficaram gravemente doentes tinham 5 anos ou menos, informou o estudo. Quarenta delas tinham menos de 12 meses de idade.

Imagem: Reprodução/Reuters

Tong explicou que as crianças mais novas eram mais suscetíveis à infecção porque seus sistemas respiratórios e outras funções corporais estão em rápido desenvolvimento. Andrea Cruz, professora associada de pediatria da Faculdade de Medicina Baylor e coautora do levantamento, destacou que crianças em idade pré-escolar e bebês provavelmente ficam mais doentes por causa de sua "imaturidade do sistema imunológico". "Eles não foram expostos a um vírus antes e, portanto, não conseguem montar uma resposta imunológica eficaz", complementou.

Assim, os cientistas agora tentam determinar por que tantas crianças parecem ser relativamente resistentes ao novo coronavírus, um padrão que também caracterizou em surtos anteriores, como nas crises do SARS e da MERS. Casos recentes com pequenos na Itália, Cingapura e Coreia do Sul apresentam quadros semelhantes.

Formação do corpo e poluição podem ser determinantes

Uma teoria que vem ganhando mais importância é que o receptor ou a proteína nas células humanas às quais as partículas virais se ligam, chamado receptor ACE2, não aparece com destaque em crianças pequenas ou pode ser diferente. Isso pode dificultar para os vírus se conectarem e penetrarem nas células para se replicar. 

Outra hipótese é que a maioria das crianças têm pulmões mais saudáveis do que os adultos. Os mais velhos provavelmente foram mais expostos à poluição ao longo da vida. Por isso, idosos com quadros graves de COVID-19 tendem a ter condições de saúde piores ou sistemas imunológicos enfraquecidos.

Também é possível, dizem os especialistas, que o sistema imunológico das crianças não acelere para atacar o vírus tanto quanto o de adultos. Os médicos descobriram que alguns dos graves danos que os mais velhos infectados sofreram foram causados ​​não apenas pelo próprio vírus, mas por uma resposta imunológica agressiva que cria inflamação destrutiva nos órgãos do corpo.

Perguntas que precisam de respostas rápidas

O novo estudo, apesar de amplo, deixa muitas perguntas sem resposta. Por exemplo, os pesquisadores descobriram que mais casos graves e críticos ocorreram em crianças com suspeita, em vez das confirmadas, aumentando a possibilidade de que outras infecções causassem danos em seus organismos.

Imagem: Reprodução/The Daily Examiner

Também não está claro se os Estados Unidos podem esperar o número relativamente pequeno de casos de crianças relatados na China, onde foi feito esse levantamento, ou se devem observar com mais atenção nessa faixa de idade. "A pirâmide etária na China é realmente diferente dos EUA, eles têm muito menos filhos do que nós", disse Andrea, que, assim como outros especialistas, acredita que um grande número de pessoas com COVID-19 leve ou assintomática não foi registrado porque os testes simplesmente não foram realizados.

"Tivemos muitos testes insuficientes em crianças porque o foco está nos adultos. É provável que tenhamos subestimado o ônus da doença em crianças", acredita Murthy. As respostas sobre essas questões podem reverberar muito além da população pediátrica. O estudo da fisiologia das pessoas menos afetadas pode ser determinante no desenvolvimento de tratamentos mais eficazes e de uma vacina.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

#DesafioAceito: hashtag volta a aparecer nas redes sociais; entenda PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? COVID-19: as operadoras de telecomunicação no Brasil estão prontas? Viaje em 2021 | Pacote de 5 dias em Jericoacoara e Fortaleza por R$900 em 12x

Coronavírus: como higienizar corretamente o mouse e o teclado do seu PC

Mar 20, 2020

Description:

Com o avanço de casos diagnosticados da COVID-19, é importante que se tome cuidado com a higiene pessoal e de eletrônicos. Além dos cuidados que se deve ter para não levar as mãos no rosto e lavar as mãos regularmente, é importante tomar cuidado com celulares e PCs que são utilizados ao ar livre.

Estes eletrônicos podem carregar partículas que estejam infectadas ou algum resquício de contaminação sobre a superfície. Caso uma pessoa saudável encoste nesta superfície e leve a mão ao rosto, ela corre risco de ser infectada.

Saiba mais cobre o novo coronavírus no Canaltech:

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

Coronavírus: como higienizar corretamente seu celular e se proteger Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus?

Confira neste tutorial como limpar e desinfetar seu teclado e mouse para poder utilizá-los com maior segurança em seu cotidiano.

Como higienizar o teclado do computador

Para limpar e desinfetar um teclado, você vai precisar de um pedaço de papel toalha, pincel ou escova de móveis, hastes flexíveis, álcool isopropílico 70% e, caso necessário, um aspirador de pó e uma lata de ar comprimido.

É importante lembrar que o procedimento deve ser realizado com os periféricos desligados, por isso, desconecte o teclado de seu PC e retire as pilhas, caso necessário. Se você utiliza um notebook, desligue-o completamente e retire a carga da tomada.

Vire o teclado de cabeça para baixo e o sacuda para que os resíduos acumulados entre as teclas e sujeiras caiam por sobre a mesa. Coloque o teclado na posição normal e passe o pincel ou escova de móveis por cima das teclas para retirar todos os resíduos que ainda estão por entre as teclas.

Bata os resíduos do teclado e passe uma escova de limpeza (Foto: Matheus Bigogno/Canaltech)

Caso você note que ainda há resíduos entre as teclas, utilize o aspirador de pó com bico fino e passe-o por cima das teclas para que toda a sujeira seja sugada.

Se você tiver uma lata de ar comprimido, é interessante borrifar por entre as teclas para que o ar retire todos os resíduos acumulados que não foram removidos na limpeza.

Passe um aspirador de pó para retirar os resíduos que ainda ficaram acumulados (Foto: Matheus Bigogno/Canaltech)

Passe o papel toalha pouco umedecido com álcool na parte superficial das teclas para retirar a oleosidade deixada pelos dedos.

Passe papel toalha umedecido com álcool por cima das teclas (Foto: Matheus Bigogno/Canaltech)

Umedeça a haste flexível com um pouco de álcool e retire o excesso para que o algodão não fique encharcado. Passe-a cuidadosamente na lateral de todas as teclas e tome cuidado para que não escorra álcool para dentro do teclado.

Utilize uma haste flexível umedecida em álcool para limpar entre as teclas do seu teclado (Foto: Matheus Bigogno/Canaltech) Para casos mais críticos, ainda é possível retirar cuidadosamente as teclas e efetuar a limpeza manual. É importante ficar atento à ordem das teclas, retirando uma por uma, e não todas de uma vez. Como higienizar o mouse do computador

Para limpar e desinfetar um mouse, você vai precisar de um palito de dente, um pedaço de papel toalha, álcool isopropílico 70% e hastes flexíveis. É importante lembrar que o procedimento deve ser realizado com os periféricos desligados, por isso, desconecte o mouse de seu PC e retire as pilhas, caso necessário.

Para aqueles que estão limpando ou touchpad do notebook, é recomendável que ele esteja desligado e com a carga fora da tomada.

Existem partes que o papel toalha não irá alcançar, por isso, comece removendo as sujeiras de lugares pouco acessíveis utilizando o palito de dente. Tome cuidado para não realizar o procedimento com força e quebrar alguma peça interna.

Utilize um palito de dente para acessar áreas que o papel toalha não é capaz de alcançar (Foto: Matheus Bigogno/Canaltech)

Passe o papel toalha umedecido com álcool sobre a parte superior e inferior do mouse. Retire os resíduos acumulados na parte inferior do mouse, especialmente nas borrachas de contato com o mousepad. Para limpar o touchpad, basta apenas passar o papel toalha umedecido em toda a sua superfície.

Passe o papel toalha umedecido com álcoo na parte superior e inferior do seu mouse (Foto: Matheus Bigogno/Canaltech)

Umedeça um pouco com álcool uma haste flexível e passe na parte do visor óptico na parte inferior do mouse para retirar qualquer sujeira e resíduo que esteja acumulado nesta região.

Com uma haste flexível umedecida com álcool, retire os resíduos acumulados no visor óptico (Foto: Matheus Bigogno/Canaltech)

É importante lembrar que, para voltar a utilizar o mouse e o teclado, você deve se certificar de que eles estão completamente secos, o que não deve demorar mais que 5 minutos. Caso ele esteja úmido, quando for ligado, a energia pode danificar o sistema.

Pronto! Agora que você está com seu mouse e teclado higienizados, lembre-se de lavar a sua mão com sabão ou com álcool gel seguindo os procedimentos ensinados por especialistas. Lembre-se de higienizar as mãos antes e depois de utilizar eletrônicos e estar sempre atento às orientações.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

#DesafioAceito: hashtag volta a aparecer nas redes sociais; entenda PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? COVID-19: as operadoras de telecomunicação no Brasil estão prontas? Viaje em 2021 | Pacote de 5 dias em Jericoacoara e Fortaleza por R$900 em 12x

Atividades da Xiaomi em Wuhan voltam ao normal após surto de coronavírus

Mar 20, 2020

Description:

Na mesma semana que Samsung e Apple anunciaram o fechamento de suas lojas nos Estados Unidos, as operações da Xiaomi na China parecem finalmente estar voltando ao normal. Wang Xiang, presidente da marca, disse, em uma conferência realizada na última quinta (19), que 80% das atividades em Wuhan, província onde o novo coronavírus surgiu, foram retomadas.

COVID-19: as operadoras de telecomunicação no Brasil estão prontas? COVID-2019 | Tudo o que você precisa saber sobre a epidemia do coronavírus MWC, E3, Lollapalooza: eventos cancelados ou confirmados devido ao coronavírus

Todos os 2.000 funcionários da região, que estavam de licença desde o último dia 20 de janeiro, estão voltando, gradualmente, ao trabalho sem suspeitas de infecção por COVID-19. Com isso, a linha de produção da Redmi está operando com capacidade total. O próximo lançamento da submarca da Xiaomi deve acontecer ainda neste mês de março.

Foto: Reprodução/Gizchina

Apesar de não ter registrado nenhum caso por coronavírus na última quinta-feira (19), a Xiaomi disponibilizou para cada equipe presencial duas máscaras, uma garrafa de spray com álcool e outra com desinfetante antibacteriano, para evitar qualquer tipo de contaminação.

-
Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.
-

Além de manter a segurança de seus funcionários, a presidente da empresa também reforçou os esforços em ajudar outros países afetados pelo novo coronavírus. A Itália, país com o maior número de mortos por COVID-19 atualmente, já recebeu dois carregamentos de suprimentos médicos.

#Xiaomi has donated supplies, including tens of thousands of masks, to Italy during this difficult time.

We entered the market less than two years ago and have continuously felt love and enthusiasm from everyone.#NoMiWithoutYou pic.twitter.com/NcEfSKw5FG

— Xiaomi (@Xiaomi) March 5, 2020

Em nota enviada ao Canaltech, a Xiaomi Brasil disse estar em contato com a matriz global para fornecer auxílio ao Brasil.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

#DesafioAceito: hashtag volta a aparecer nas redes sociais; entenda PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? COVID-19: as operadoras de telecomunicação no Brasil estão prontas? Viaje em 2021 | Pacote de 5 dias em Jericoacoara e Fortaleza por R$900 em 12x

SÓ R$ 799! Pacotes para Argentina, Chile, Peru e Colômbia para as férias de 2021

Mar 20, 2020

Description:

*IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais.

Ok que o momento atual não é favorável a viagens, por conta da pandemia do novo coronavírus, mas que tal aproveitar as promoções que estão rolando neste momento para garantir a viagem das férias de 2021? E não estamos falando de uma viagem qualquer: estamos falando de conhecer países incríveis como Uruguai, Argentina, Chile, Bolívia, Colômbia ou Peru, graças aos pacotes promocionais do Hurb!

Sobre o pacote América do Sul BolíviaSalar de Uyuni (Hotel Urbano) PeruMachu Picchu (Hotel Urbano) ColômbiaCartagena (Hotel Urbano) ColômbiaIlha de San Andrés (Hotel Urbano) PeruCusco (Hotel Urbano) ChileSantiago (Hotel Urbano) ArgentinaBuenos Aires (Hotel Urbano) ArgentinaBuenos Aires (Hotel Urbano) ChileSantiago (Hotel Urbano) UruguaiMontevideo (Hotel Urbano) BolíviaSalar de Uyuni (Hotel Urbano) UruguaiPunta del Este (Hotel Urbano)

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

O pacote Especial América do Sul do Hurb oferece destinos como Santiago (Chile), Buenos Aires (Argentina), Lima e Cusco (Peru), Cartagena (Colômbia), Montevidéu e Punta del Este (Uruguai) e Santa Cruz (Bolívia), todos pelo mesmo preço final e com possibilidade de parcelamento em até 12x sem juros, no boleto ou cartão de crédito.

Você escolhe quando quiser viajar, com os pacotes oferecendo datas entre março e novembro de 2021. Ah, o cancelamento é grátis! Ou seja: você pode garantir essa viagem inesquecível desde já, aproveitando o "preço de banana" e, caso até 2021 seus planos mudem, pode cancelar a compra sem pagar nenhuma taxa para isso.

Ao contratar o serviço, você recebe por e-mail um formulário para preencher e sugerir três datas diferentes para realizar a viagem, com exceção de julho de 2021, semanas de feriados e eventos na cidade de origem ou de destino. O Hurb então responderá com a data na qual eles conseguirem encaixar sua reserva, e as informações do voo chegam até 45 dias antes da primeira data escolhida. A partir daí, é só fazer o planejamento das suas férias.

O pacote engloba, além das passagens aéreas, hospedagem e café da manhã — a depender do destino escolhido. Há também opções com passeios inclusos, como é o caso da viagem para Santa Cruz (Bolívia), que prevê um passeio ao Salar de Uyuni (o maior deserto de sal do mundo).

Garanta suas férias agora mesmo!

O pacote América do Sul da Hurb está custando apenas R$ 799 com parcelamento em até 12x no boleto bancário. Não perca essa chance única de visitar outro país do nosso continente nas suas férias de 2021!


*O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no Telegram para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

#DesafioAceito: hashtag volta a aparecer nas redes sociais; entenda PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? COVID-19: as operadoras de telecomunicação no Brasil estão prontas? Viaje em 2021 | Pacote de 5 dias em Jericoacoara e Fortaleza por R$900 em 12x

Galaxy S10 e Note 10 devem receber atualização para One UI 2.1 em abril

Mar 20, 2020

Description:

Em breve, a Samsung deverá disponibilizar a nova One UI 2.1 aos usuários das linhas Galaxy S10 e Galaxy Note 10. A informação foi revelada por um moderador de um fórum da Samsung na Coreia do Sul no último dia 19 de março, sugerindo a atualização em três semanas.

Foto: Reprodução/Samsung Korea

Em tradução livre:

"[...] Nós estamos preparando uma atualização para as três versões do Galaxy S10 e uma versão do Galaxy S10 5G.
É uma versão com muitas atualizações, então deve levar um bom tempo para preparar.
Nós estamos tentando distribuir a atualização em três semanas, e vamos compartilhar quando a agenda mudar [...]", diz a mensagem

-
Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/
-

Atualmente disponível apenas aos novos Galaxy S20, S20 Plus, S20 Ultra e Galaxy Z Flip, a One UI 2.1 não traz grandes novidades em relação à One UI 2.0 além de correções de bugs e melhorias do sistema. Uma das funções da interface é a chamada Quick Share, que permite a transferência de arquivos entre smartphones Galaxy através de uma conexão Wi-Fi.

Recentemente, outro moderador havia revelado a disponibilidade da One UI 2.1 para as linhas Galaxy S9 e Galaxy Note 9 ainda para este ano. No caso, essa seria a última grande atualização para esses modelos, já que foi reportado que a One UI 2.5, que adicionará suporte à navegação por gestos em lançadores de terceiros, seria lançada apenas a partir do S10.

One UI 2.5: Samsung já está desenvolvendo nova interface para smartphones Samsung Galaxy S20 anunciado: conheça o novo topo de linha com supercâmera

A One UI 2.5 já está em desenvolvimento pela Samsung e deve ser introduzida com a linha Galaxy Note 20, esperada para ser lançada em agosto.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

#DesafioAceito: hashtag volta a aparecer nas redes sociais; entenda PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? COVID-19: as operadoras de telecomunicação no Brasil estão prontas? Viaje em 2021 | Pacote de 5 dias em Jericoacoara e Fortaleza por R$900 em 12x